1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Dolls (idem, 2002)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Cain, 18 Set 2003.

  1. Cain

    Cain Usuário

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Directed by:Takeshi Kitano
    Runtime: 114 min
    Country: Japan
    Language: Japanese

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Takeshi Kitano é um diretor cuja obra fundamentou-se nas mais variadas forma de violência física, a exemplo de Hana-bi (1997) e Brother (2000), em Dolls, o que são destruidos são espíritos, não corpos.

    O filme trata basicamente do amor, mais especificamente dos "pontos negativos" do amor (não é bem isso não :P). Tem um roteiro simples, que serve perfeitamente à beleza que ele quer passar, mostrando um filme lento e agradável aos sentidos (visão principalmente). Apresenta 3 histórias paralelas, as quais tem finais estranhos, belos e tristes.

    É complicado falar do filme sem largar spoilers, mas acho que todo mundo que curte o cinema "quadro em movimento" deveria ver. Plasticamente não há nada igual, e no fim das contas o filme é completo, a trama é tão bela, emocionante e ao mesmo tempo surpreendente quanto a fotografia.

    Bah, no more words, go down there and see it.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Vou responder ao tópico então depois de um ano.

    Acabei de ver o filme e é justamente isso que o Cain disse. A destruição da alma. O que o amor provoca nela de mais extremado.

    O filme é lindo de se ver, as cenas tem cortes rápidos e o filme é pontuado por uma trilha em piano que é melancólica e bonita.

    A parte final foca mais no primeiro casal e o filme fica mais lento até o desfecho.

    Espero que mais alguém tenha visto =)
     
  3. Fosco

    Fosco Usuário

    Eu ainda não consegui ver ele inteiro, não consigo fecha horário, surge um compromisso bem na hora, etc...

    Anyway, o que eu vi mostra que o filme é muito belo, com um ritmo mais freado e com histórias bastante comoventes. Os marionetes no começo são muito legais.

    Quero conhecer mais do Takeshi Kitano.
    P.S: O filme lembra Sonhos, de Akira Kurosawa, em algumas cenas.
     
  4. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Se você não tiver compromisso ele vai passar de novo num horário mais ingrato, de Sábado pra Domingo dia 17, no Telecine Emotion, 00:45h

    O começo é bem interessante, ele meio que mostra o caminho do que está por vir pelas palavras da música.
     
  5. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Eu não sabia que tinha tópico aqui. Fui ver esse filme em abril desse ano no cinema, e me simplesmente me apaixonei. E, como sou muito preguiçosa, vou fazer um ctrl c ctrl v do que escrevi no meu brógui. :mrpurple:

    ***
    *PODE TER SPOILERS!!!*


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Dirigidido por Takeshi Kitano, Dolls não é exatamente um filme convencional. Fala sobre o amor, mas de uma forma trágica: desde um relacionamento marcado por egoísmo, até conseqüências de uma má escolha. É interessante, porque são contadas três histórias diferentes, mas que não são divididas por capítulos ou algo assim: as histórias de um casal para outro tem sempre ligação, uma espécie de link, seja um personagem secundário, seja um lugar.

    A história que sem dúvida serve como 'cola' é a do mendingos amarrados. Foi a que eu achei mais tocante, no final das contas. Um jovem deixa a namorada para casar com a filha do chefe, mas no dia do casamento descobre que a ex tentou o suicídio e enlouqueceu. Ele abandona a noiva no altar e começa a cuidar da ex, mesmo tendo que viver na miséria.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Eles passam a caminhar por vários lugares, amarrados por uma corda vermelha. É em determinados lugares que eles passam que se estabelece a conexão com as outras histórias. Na primeira, um chefão da Yakuza, ao saber que tem pouco tempo de vida, passa a lembrar da antiga namorada, que jurara esperar por ele sempre no mesmo lugar, para almoçarem juntos. É uma história bem delicada e acho que é até um dos momentos mais 'leves' do filme.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Na outra história, uma pop star sofre um acidente de carro e fica desfigurada. Com vergonha do rosto, decide se isolar. Mas um fã fura os próprios olhos para poder chegar perto da cantora.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Lógico, o filme tem momentos lindos, a fotografia é realmente espetacular. Acho que o único ponto fraco mesmo é a trilha sonora, que chega a ser irritante em alguns momentos.

    O interessante em Dolls é que, quando o filme acaba, você ainda passa um bom tempo pensando na história dos mendingos amarrados. Apesar da atuação do ator Hidetoshi Nishijima não ser lá um primor, a Miho Kanno dá um show como a indefesa garota.

    Mas, sem sombra de dúvidas, os lugares por onde o casal passam são o que realmente ficam colados na memória. Há algumas cenas que são lindas, principalmente por causa da escolha do diretor de marcar o tempo através das estações do ano. O outono é fantástico, mas a primavera enche os olhos.
     
  6. Till Hardbottle

    Till Hardbottle Visitante

    Assisti esse filme hoje.
    Realmente, é um filme muito intenso, mostrando como o amor pode prejudicar a vida das pessoas(quando se faz escolhas equivocadas), algumas de uma maneira mais leve, outras de um modo bem mais agressivo.
    Das três estórias contadas no filme acho que apenas uma tem um final triste e ruim, as outras apesar de numa primeira impressão parecerem terminar de uma maneira ruim se você analisar bem não foi isso que aconteceu.
    E a fotografia é realmente muito bonita, algumas paisagens são impressionantes.
     

Compartilhar