1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Documentos do FBI dizem que Steve Jobs distorcia a realidade para atingir metas

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 10 Fev 2012.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    O cofundador da Apple, Steve Jobs, aclamado como um dos maiores visionários da tecnologia de sua geração, experimentou drogas ilícitas em sua juventude e alienou colegas, mas exigia respeito universal, de acordo com entrevistas conduzidas pelo FBI durante os anos 1990.

    Uma série de entrevistas com amigos e associados --cujos nomes foram editados pelo órgão-- retratam uma imagem conhecida de um visionário da tecnologia que intimidava associados e insistia em fazer as coisas à sua maneira, mas cuja determinação e visão inspirava admiração.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Steve Jobs durante evento de apresentação do iPhone, em San Francisco​

    O FBI começou a questionar Jobs e associados quando o então executivo-chefe da Next começou a ser considerado um candidato a nomeações presidenciais.

    O próprio Jobs admitiu, em uma entrevista em 1991, dias antes de seu casamento, que ele havia experimentado haxixe e LSD em sua juventude.

    De acordo com o FBI, outros entrevistados colocaram em questão a integridade pessoal de Jobs e disseram que era difícil trabalhar com ele --nenhuma surpresa para aqueles que conhecem a história de vida de Jobs, um indivíduo intensamente recluso.

    Ainda assim, a maioria dos entrevistados admitiu que Jobs era adequado ao governo.

    escreveu o FBI em um resumo.

    Jobs morreu em outubro após uma batalha, que durou anos, contra o câncer. Ele foi reconhecido por sua influência enorme nas indústrias da mídia, música e tecnologia por meio de inovações como o iPod e o iPhone, da Apple.

    Para o arquivo completo de memorandos do FBI, divulgados sob o Freedom of Information Act,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Serenatas

    Serenatas Usuário

    Nunca gostei desse cara. Todo mundo beija o chão que ele pisa e diz que ele é uma dádiva para a humanidade, enquanto o Bill Gates que doa milhões é só um ricaço e ninguém dá bola.
     
    • Gostei! Gostei! x 4
  3. Captain Beyond

    Captain Beyond Usuário

    Também nunca gostei do homem. Eu realmente não entendo muito de tecnologia, mas depois que deixaram o celular com o menor tamanha possível, tudo que o Jobs fez, foi ficar aumentando o tamanho dele. :lol:
     
  4. Pell

    Pell Usuário

    Acho eu, que o cara apesar de ter uma história de vida e tanto, foi só um cara que deu 'sorte' na vida.
    Não julgo ele metade do gênio pelo qual é aclamado dado que, praticamente tudo que é atribuído à ele saiu da mente dos funcionários dele, em regimes de trabalho quase escravo e sendo maltratados.
    Até aí, não vejo muito do gênio que tanto dizem, assim como não vejo tanta novidade nessa afirmação. ;P
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  5. adrieldantas

    adrieldantas Relax and have some winey

    Eu curto os produtos dele, ele em pessoa? Não, eu passo.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar