1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Copa 2018 Distante de coronel da CBF, sindicalista de caminhoneiros comanda Argentina

Tópico em 'Esportes' iniciado por Fúria da cidade, 29 Jun 2018.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Enquanto a CBF tem um presidente coronel, atrapalhado e pouco participativo na Copa do Mundo, a Argentina é comandada no torneio por um sindicalista de caminhoneiros de mão forte que construiu sua carreira com influência política. Ao contrário do colega da confederação brasileira, ele teve atuação forte durante a crise do time argentino ao enfrentar a imprensa, e tenta se manter próximo ao grupo de jogadores.

    CBF e AFA tinham em comum terem passado longos anos nas mãos de presidentes com grande influência na Fifa: Ricardo Teixeira e Julio Grondona. Ambos se envolveram em acusações de corrução. Teixeira teve de deixar o cargo em 2012 e Grondona morreu em 2014 logo após a Copa no Brasil.

    Houve, portanto, um vácuo de poder nos dois casos. A CBF continuou envolvida em escândalos com os presidentes seguintes, José Maria Marin e Marco Polo Del Nero, e o poder foi parar com o coronel Antônio Carlos Nunes. Na Argentina houve disputa por poder, uma eleição com mais votos do que votantes até que, em 2017, Cláudio Tapia, conhecido como Chiqui Tapia, foi eleito presidente. Como vice, o presidente do Boca Juniors, Daniel Angelici.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Imagem: Alejandro Pagni/AFP

    Tapia tem origem humilde em San Juan. Foi para a capital, onde tornou-se jogador de futebol, carreira que acabou em seguida para se tornar caminhoneiro. Entrou no sindicato e casou-se com Paola Moyano, filha do sindicalista histórico que mandava nos caminhoneiros, Hugo Moyano. Este o considera como filho.
    Moyano, que também é político e foi deputado, se elegeu presidente do Independiente em 2014. Tapia tinha sido apenas dirigente do Barrancas, clube que chegou apenas à Segunda Divisão da Argentina. Com o apoio de Moyano e Angelici, ascendeu no poder da AFA até se tornar presidente. Com a atual diretoria da AFA há forte relação com o governo e com sindicatos.

    Como presidente, Moyano tem apresentado atitudes fortes. Pouco depois de assumir, demitiu Edgardo Bauza. Contratou Jorge Sampaoli que, segundo a imprensa argentina, tem uma multa de US$ 20 milhões (cerca de R$ 77 milhões) caso saia antes da Copa América de 2019.

    No Mundial, diante da crise argentina, Tapia decidiu tomar à frente. Reuniu-se com a comissão técnica, confirmou o treinador no comando do time e acusou parte da imprensa de mentirosa. Referia-se às publicações de que o treinador sairia do cargo durante o Mundial, e de que Mascherano e Messi mandavam nas escalações. Quando a Argentina se classificou, no melhor estilo cartola boleiro, Tapia estava no gramado para festejar. Uma atitude bem diferente do Coronel Nunes, que atualmente foi isolado pelo restante da diretoria da CBF e sequer participa de reuniões importantes da entidade.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Jorge Sampaoli foi escolha pessoal de Claudio Tapia após decisão de mandar Edgardo Bauza embora Imagem: Albert Gea/Reuters

    O voto do Coronel Nunes no Marrocos em vez da candidatura de Estados Unidos, México e Canadá, como havia sido feito acordo pela Conmebol, deixou Tapia e ele em campos opostos. O cartola argentino criticou o brasileiro por descumprir o que tinha sido acertado verbalmente. Quando ele deu essas declarações o coronel não estava presente para se defender. Ele fora alijado do encontro.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Não deixa de ser uma coisa surpreendente e totalmente impensável até bem pouco tempo atrás AFA e CBF terem este perfil de pessoas a frente das duas maiores entidades sulamericanas.
     
  2. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Se a gente acha a CBF uma bagunça. A AFA é a CBF ao cubo.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Só torço que a bagunça deles não leve a Argentina mais longe do que já chegou nessa Copa.
     
  4. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

  5. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    AFA não quer o cara mas também não quer pagar a multa.
    Vai ser mesquinha assim na casa do caralho, né?

    Mesmo com fiasco dessa passagem dele pela Argentina, eu ainda gostaria de ver sampaoli no Flamengo.
     
  6. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Sampaoli é um bom técnico, mas pegou a Argentina talvez na fase mais desorganizada da AFA de todos os tempos.
    Se ele não ficar e puserem um inferior, pior pra eles, pois se ficasse, com tempo razoável pra desenvolver um trabalho decente ele finalmente colocaria a Argentina no eixo.
     
  7. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    É estranho dizer isso, mas eu tenho impressão de que as duas coisas que mais atrapalham a Argentina são a AFA e Messi.
     
  8. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Eu já fui relutante a essa teoria, mas hoje acredito que a vida do Messi em seleções teria sido completamente diferente pra MELHOR se tivesse naturalizado espanhol.

    Pra seleção argentina a pressão seria menor, já que lá nenhum outro jogador carrega o peso de ter que obrigatoriamente ganhar o título com a presença dele.
     
    Última edição: 10 Jul 2018
  9. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Bom. Parece que ele fica agora.
    Talvez até o contrato dele acabar e aí a AFA decide de novo mas agora sem precisar pagar.

    Mas não é de agora essa desorganização, né?
    O campeonato da argentina parece a bagunça do brasileirão de 85/86 já faz alguns anos.
    Teve Maradona como treinador há 8 anos.



    Tem gente que fala também que o Messi é tipo o Raul da época do Real.
    Não é de ter polêmicas e holofotes mas é do tipo que fica nos bastidores vetando gente que ele não gosta, pedindo contratação de quem ele quer, etc. Só lembrar do Tevez.
    Mas não diria que Messi está no mesmo nivel da AFA. A AFA está anos luz nessa culpa sozinha.
     
  10. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    O Sampa ficando ainda é a melhor opção pra tentar reerguer a Argentina na Copa América.
    Mas no momento, a verdadeira zona que está a AFA, fica um ambiente horroroso pra qualquer técnico de alto nível tentar iniciar um trabalho decente por lá.
     
  11. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Na verdade qualquer má influência do Messi com suas imposições continuariam sendo culpa da AFA de não ter comando pra botar ordem na casa.
    Nesse caso é quase o próprio Brasil e CBF que está sem comando desde a queda do Teixeira e criou um ambiente em que o Neymar reina e é paparicado por todo mundo.
    Porque por pior que o Neymar seja, não é a primeira vez que temos craques folgados e querendo paparicos como era com Romário, Rivaldo, etc. Mas uma mínima organização pelo menos já era suficiente pra fazer com que jogador nenhum se achasse maior que a seleção como alguns jogadores hoje em dia pensam que são.
     
  12. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Se AFA em relação ao Messi permitiu isso até agora, não será do dia pra noite que vai mudar.

    Azar da Argentina que desde o último título em 86 já deixou simplesmente passar diversas safras boas de grandes jogadores e por muitas besteiras que a AFA consente como o Daniel Passarella barrar o Redondo na melhor fase da carreira, apenas por causa do corte de cabelo entre outras que a Argentina está onde está.
     
  13. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    O bom é que argentino quando tem que falar da AFA, fala na lata.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    César Luis Menotti, técnico campeão do mundo pela argentina, em foto de 2005 Imagem: Claudia Daut/Reuters


    O ex-técnico César Luis Menotti, que comandou a Argentina no título da Copa do Mundo de 1978, teve um áudio publicado pela imprensa nesta quinta-feira dizendo que ele gostaria de matar os dirigentes da Associação de Futebol Argentina (AFA).

    As declarações aconteceram após o campeão mundial conhecer a notícia de que a entidade estaria montando uma sede na cidade de Marbella, na Espanha, para recrutar jogadores.

    "Hoje, quando me levantei e vi que a AFA tinha comprado um prédio em Marbella, eu disse: 'bem, os clubes não têm água, e eles compram algo para procurar 'Messis' em Marbella'", teria afirmado o ex-treinador, em áudio transcito por veículos de comunicação argentinos.

    "Me deu vontade de pegar um revólver e matá-los, porque são. Ninguém diz quanto custou, ninguém fala nada. Mas por que não dão dinheiro para as divisões de base do Argentinos Juniors, do Chacarita (Juniors)? Não, preferem comprar uma mansão em Marbella para um centro de treinamento, Não dá pra acreditar nisto", segue dizendo o autor.

    A ira do campeão do mundo continua nas transcrições seguintes, com afirmações de que a federação está pouco preocupada com o futebol local.

    "Gastaram uma fortuna em um prédio em Marbella. Assim, todo treinador da seleção pode armar uma seleção europeia e os que estão aqui, se f...? Quando vi isso no jornal de hoje, já me comecei a sentir muito pior, me doía a garganta. A verdade é que me dá vergonha, me dá vontade de ir à m..., te juro, ir viver no Uruguai. Não dá pra aguentar isto", teria dito o argentino, de 79 anos.

    A AFA vive uma das maiores crises da sua história, com seguidos escândalos de corrupção, falta de organização no campeonato local e desempenhos ruins da seleção argentina, que não conquista um título oficial com o time principal desde 1993.

    Após a eliminação nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2018, a federação ainda conviveu com o impasse de ter que demitir Jorge Sampaoli e lidar com o alto custo para quebrar o contrato do técnico, que teve sérios problemas de relacionamento com o grupo que disputou o torneio.
     

Compartilhar