1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[Discussão] FLIP

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Pips, 20 Mar 2009.

  1. Pips

    Pips Old School.

    Olhando o tópico da Anica sobre as vendas e publicações nas editoras brasileiras, resolvi abrir esse tópico sobre a FLIP e a revolta de Marcelo Mirisola com esse evento anual. Claro que Paraty tem coisas boas, mas é sempre bom saber outras opiniões de um evento que tem grande destaque no calendário de muitas pessoas.


     
  2. walbher

    walbher Usuário

    Quanto ódio. Creio não poder participar efetivamente da discussão porque estou por fora do mundo editorial pra falar a verdade. Mas gostaria que quem estivesse mais envolvido comentasse, parece valer a pena!
     
  3. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    Eu também não estou por dentro desse assunto.
    Mas achei o texto engraçado, com toda essa inveja transbordante e óbvia...

    Fico imaginando quando esse cara foi rejeitado, ou simplesmente ignorado, pela Companhia das Letras e a revista Piauí.
    Deve ter doído! :pipoca:
    (Sem falar nos juros exorbitantes do cheque especial que o Unibanco deve cobrar dele! :rofl: )

    Eu sempre desconfio de críticas assim, que detonam violentamente algo ou alguém, elas não acrescentam nada, geralmente é só um blá blá blá rancoroso e destruidor.
    É o oposto da puxação de saco e do oba-oba, mas tão inútil quanto.
     
  4. Anica

    Anica Usuário

    O fogo é isso: ele pode até estar colocando questões relevantes (quem patrocina, quem está por trás do evento e consequentemente a real razão de ser da flip) mas ele perde o leitor com o texto amargo. Fica no final das contas exatamente como a Clara V. colocou no post acima.
     
  5. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    apesar de defasado - a piauí já tá faz tempo no mercado, a flip já trouxe ótimos escritores depois de 2006 - o texto demonstra uma tentativa desesperada de fazer-se notar. o cara é franco-atirador cego. atira no patrocinador, nos escritores, no evento, e vez por outra sobra uma bala perdida na direção do leitor, pois com um texto tão pessimista, tão amargo assim, impossível não ser afetado, seja achando o cara o idiota mor dos que são contra o sistema q não deixa eles entrarem, seja ficando com dó do coitadinho. lembrou mto o pessoal do diretório acadêmico da minha faculdade, tudo é motivo pra meter bronca, pra protestar, no começo até eram ouvidos, hj, nem os próprios membros do diretório lêem oq os outros escrevem. virou rotina falar mal de tudo, perdeu a graça ver filme repetido.

    pra quem quer ver mais de marcelo mirisola, olha a entrevista q ele deu no g1 (da globo!, como ele pôde sucumbir assim?). aviso: leiam os comentários tb, ótimos para uma boa risada, afinal, a desculpa de sair da mesmice é justificativa para se ler algo ruim?

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    esse trecho em especial fez o favor de me fazer pensar em nunca pensar em ler algo dele:

    pra mim, um escritor q ñ gosta de falar de literatura, q acha ela chata, tem algo de errado, mto errado. eu amo literatura, adoro falar sobre ela, e qdo acho alguém com o mesmo gosto estranho q o meu, a conversa rende até altas horas.
     
  6. Zuleica

    Zuleica Usuário

    Ele citou o livro que destaco abaixo.

    A sinopse diz que o autor propõe "um passeio pelos cafés vienenses, com sua vida musical, literária" e a fatuidade das honrarias obtidas daí. Fiquei "triafim" do convite XD, só palavras mágicas "café", "música" e "literatura", tudo vienense. Não me levem a mal, vou atrás desse livro.:uhum:

    Quanto ao Marcelo, concordo com o Pips "Claro que Paraty tem coisas boas, mas é sempre bom saber outras opiniões de um evento que tem grande destaque no calendário de muitas pessoas."
    Ele faz uma catarse, deveria estar muito cheio, ou acredita que é preciso ter um outro "Boca do Infeno" por aqui. E cita um outro livro do Thomas "Árvores Abatidas", que segundo a sinopse é um passaporte perfeito para o denso universo de Thomas Bernhard. O ponto de partida para a narrativa, na verdade uma longa dissertação de um personagem ferino e arredio como o próprio escritor, [...]', o que me fez pensar: será só uma catarse?

    SOBRINHO DE WITTGENSTEIN, O
    Autor: BERNHARD, THOMAS
    Editora: ROCCO
    Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA-ROMANCES
     
  7. Pips

    Pips Old School.

    Bom, sendo ou não um texto amargo e cheio de ódio, pelo que conheço do Marcelo, isto está soando mais como sarcasmo e provocação.

    Mesmo assim sabemos que Paraty não é para qualquer frequentador, afinal é um grande desembolso. E isso é uma coisa meio fora do comum para um país que quer que seu povo leia mais. Pelo menos eu acho essa a questão. Claro que podemos citar a bienal que sempre tem muitas pessoas.

    Eu sou apaixonado por cinema, mas detesto conversar sobre filmes, ainda mais depois de sair da sessão (citar uma ou outra coisa é ótimo, mas começar toda uma análise é demais). Literatura eu gosto de expressar uma ou outra opinião e, talvez, num tom amigável discutir alusões, metaforas ou algo que o valha.
     
  8. Ramalokion

    Ramalokion Mecha-de-Folha

    Serviço de Inutilidade Pública: eu já fui na tal Mercearia São Pedro citada no texto alguams vezes... povo só falta ter mulher bonita pq o resto... cerveja geladissima, um sebo absurdamente diversificado (incluindo-se gibs - yes tem SANDMAN completinho lá..) e um pastel de queijo de fazer vchorar de alegria!

    Ou seja: lugarzinho legal pra bater um papo numa 3ª, 4ª ou 5ª feira anoite pós trampo.

    Sobre o texto dele... bem, o cara é ruim. Escreve mal, articula pior ainda e em vez de atrair leitores pra causa dele, só cria repulsa ao próprio. Ele deveria beber mais, ou comer mais pastéis...
     
  9. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    ou talvez ler mais, talvez até sandman... :sim:
     
  10. Zuleica

    Zuleica Usuário

    Uma crítica tão aberta e direta assim, eu tomo como provocação e acho ótima. Primeiro, não sabia nada do que ele falou e sinceramente agradeço a informação. Segundo, ele próprio conta o motivo de não ter sido convidado:
    :rofl: Bem, ele está na mídia. De qualquer maneira falou para todos o que queria falar.
     
  11. imported_Nanda

    imported_Nanda Usuário

    Na UERJ se fala muito da FLIP, os professores normalmente incentivam a gente ir pq tem muita coisa que a gente pode conhecer lá.
    Eu nunca fui, mas tenho vontade de ir pra conhecer. Acho que vale a pena, independente do que o cara ai tenha falado. Aliás, se tem uma coisa a qual não me prendo é opinião. Sou do tipo que tenho que ir e sentir na pele.
    O texto tá parecendo mesmo super rancoroso. Sei lá. Pra mim tirou um bocado a credibilidade.
     
  12. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    imagina vc ver e ouvir de pertinho aquele escritor q vc curte, tipo neil gaiman? o evento pode ser só pra inglês ver, mas q outra oportunidade vc teria pra um encontro desses?
     
  13. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Só li o texto, então se alguém já falou o que vou dizer, mil perdões.

    Bem... o que seria do mundo sem seus "chatos"?
    Sempre vai existir uma opinião do contra ou que vá de encontro a tudo o que estão pensando ou afirmando sobre determinada "atuação", porque são elas que dão valor as opiniões favoráveis.
    Para cada mil pessoas que babão por um evento como a FLIP, tem que (TEM QUE) existir um ou outro que não concorda. Muitas vezes é esse o cara que, quando a FLIP virar só mais um evento comercial, vai ser dado como o grande gênio perceptivo que preconizou o acontecimento ou o “declínio” do acontecimento.
    Só penso que esse Marcelo Mirisola, de quem nunca ouvi falar, poderia ter usado uma linguagem e colocação mais respeitosa em relação as pessoas, porque agredir gratuitamente é atitude de pseudo-intelectual.
     
  14. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    eu sempre quis usar a palavra "pseudo-intelectual" em alguma frase. perdi a chance. droga.
     
  15. Zuleica

    Zuleica Usuário

    E, eu usei em um post... :( Escrevi errado!
     

Compartilhar