1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Dinheiro boiando no mar transforma Urca em local de caça ao tesouro no Rio

Tópico em 'Planeta Bizarro? Estranhices? Bizonhices?' iniciado por Fúria da cidade, 23 Nov 2016.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ


    • Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

      Mayko Vieira procura sem sucesso por notas de R$ 100 e R$ 50 que desde domingo vêm sendo encontradas no mar da Urca

    Desde domingo (20), quando notas de R$ 100 e R$ 50 começaram a aparecer no mar na região do Quadrado da Urca, uma pequena marina onde embarcações ficam ancoradas, na zona sul do
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , barqueiros e pescadores iniciaram uma espécie de "caça ao tesouro" nas águas da Baía de Guanabara.
    A movimentação, que continuava nesta quarta-feira (23), chamou a atenção dos moradores do bairro e também atraiu mergulhadores de outros bairros que estão na busca do dinheiro.

    Na mureta ao longo da orla, havia dezenas de curiosos, e vários mergulhadores se arriscaram a entrar na água para tentar a sorte.

    "Meu amigo é barqueiro e me contou que estavam encontrando dinheiro aqui. Mas acho que cheguei tarde, porque não consegui nenhum centavo. Na próxima ressaca eu volto para procurar", disse Mayko Vieira, 35, mergulhador que mora em Copacabana e pratica caça submarina, um tipo de pesca com arpão.

    Dias com ressaca no mar costumam ser os piores para os barqueiros, mas o último domingo foi uma exceção. As águas agitadas trouxeram para Roberto Pereira, 42, R$ 45 mil em notas e maços de dinheiro boiando.
    Deste montante, o barqueiro afirma que conseguiu trocar R$ 22.850 em uma agência da Caixa Econômica Federal.

    Alfredo Mergulhão/Colaboração para o UOL
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    O barqueiro Roberto Pereira teve mais sorte e conta ter encontrado R$ 45 mil

    "Eu sequei as notas e levei para o banco, mas parte do dinheiro estava carcomido, então o caixa não aceitou tudo. Mas já é uma boa grana", conta.

    Pereira soube por colegas que havia cédulas boiando na Baía de Guanabara. Ele acredita que as notas estavam no fundo do mar e vieram à superfície devido à ressaca.

    "Cada vez que a água batia na mureta da Urca com mais força, o dinheiro subia. Eu peguei meu equipamento de mergulho e catei o máximo que consegui. Teve gente que não acreditou e perdeu a oportunidade", afirma.
    O barqueiro trabalha com passeios para turistas. Com o dinheiro, ele já comprou tinta e madeira para terminar a reforma de seus dois barcos. Ele aposta que ganhará mais dinheiro no verão com as embarcações recauchutadas.

    Pouca sorte


    O pescador Valdeci Bezerra, 60, não teve a mesma sorte. Ele conseguiu pegar apenas R$ 600 e gastou o dinheiro com material de construção para usar na reforma que faz em sua casa.

    "Eu dei azar. Meu colega mergulhou e voltou com um malote de banco cheio de moedas de R$ 0,50 e R$ 1", disse. Bezerra acredita que o dinheiro estava submerso há muito tempo, pois as cédulas eram antigas. "As notas eram daquelas menores, que já foram trocadas por novas, maiores, mas o comércio ainda aceita essas velhas", afirmou.

    Os moradores da Urca estranharam a movimentação no bairro desde o último domingo. O que se comenta nos arredores do Quadrado da Urca é a respeito dos valores encontrados na água. Alguns fazem piada de que o dinheiro pertencia ao ex-governador Sérgio Cabral, preso na Operação Lava Jato na última quinta-feira (17).
    "Quando o dinheiro apareceu aqui, começaram a falar que era o Cabral escondendo o flagrante. Não sei se é verdade", brincou Wallace Moraes Júnior, 32, garçom de um restaurante localizado em frente à mureta da Urca.

    Mas apesar da empolgação de alguns, há também os mais céticos. "Para mim isso é conversa fiada.
    Realmente tinha algum dinheiro aí, mas alguém encontrar R$ 45 mil? Eu duvido. Ninguém até agora mostrou esse volume inteiro nem o extrato da conta bancária", disse o engenheiro João Ribeiro, 60, nascido e criado no bairro.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Chega a ser uma coincidência bizarra logo após as prisões de Cabral e Garotinho aparecer dinheiro aos montes boiando no mar.
     
  2. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Acho que se eu juntasse tudo o que achei e devolvi de coisas perdidas durante minha vida em bens de valor realmente dariam alguns milhares de reais (de amigos e de estranhos), seja dinheiro na rua, jóias de ouro em piscinas (cordões, anéis), seja smartphones perdidos em locais de grande circulação tipo cyber-café... Em lojas, veículos e clubes é fácil deixar com o responsável mas tem hora que nem dá para parar tipo a vez que vi uns 800 paus voando no meio de um rua movimentada e como não tem polícia era só a muvuca do povo se matando para pegar. Por sinal perto de casa quando ladrões dinamitaram uma agência de valores a pista ficou coalhada de notas. A segurança chegou depois que os bandidos se foram para recuperar o pouco que ficou no chão.

    Mas nunca achei uma soma tão grande de uma vez. O mar tem seus humores de trazer algo diferente ou estranho com a maré, as correntes, o vento e a chuva. Na beira do mar nunca é igual e sempre tem algo novo e diferente para se ver no meio das pedras ou debaixo delas. No mais deu Elvis no Bingo:

    Finders keepers, Losers Weepers (achado não é roubado) XD

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  3. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Pior que o meu palpite é mesmo de ser dinheiro sujo de que tentaram se livrar ante um flagra iminente. Agora, se foi Cabral ou Garotinho mesmo já não sei. :lol:
     

Compartilhar