1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Diarista descobre dívida de R$ 219 milhões em banco em SP

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Edrahil, 14 Set 2009.

  1. Edrahil

    Edrahil Usuário

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    São inúmeros casos como esses. Tomem muito cuidado com seus documentos, pois podem ser utilizados em fraudes como essas.

    Quando perderem seus documentos, ou mesmo forem assaltados, façam um Boletim de Ocorrência (BO), que poderá servir como ajuda para solucionar situações assim.
     
  2. Andimon

    Andimon Usuário

    Tenho medo dessas coisas... tanto medo que nem uso Internetbank. Sorte que a Ana não precisa pagar nada pro banco.. seria muita sacanagem
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Indu

    Indu MANDALORIAN

    Agora imagina você ir ver seu saldo no banco e ter uma divida desse tamanho. Eu infartava.
    Mas para sorte da nossa diarista ela não deve nada ao banco. O que ela pecou, foi em não consultar o SPC, e deixar tudo para ultima hora, 9 anos é muito tempo para eles bolarem algum plano, e excuta-lo com perfeição.
     
  4. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    É uma situação de corrida contra o tempo.

    Isso aconteceu lá em casa mas o problema foi de dinheiro fantasma a mais e não a menos. A quantia não passou de 4 dígitos e no mesmo dia o valor sumiu da conta voltando a aparecer só o que estava previamente depositado. Ao informar ao banco eles se responsabilizaram pelo problema e disseram que iriam investigar.

    Para o banco é ruim, por ser um problema de quebra de segurança e para o cliente é difícil porque se ele movimentar de um jeito errado a conta ele vai acabar usando um dinheiro sinistro. Capaz até que o dinheiro pode ser de uma daquelas "máfias calabresas"...:blah:
     
  5. Thorin III

    Thorin III Usuário

    Bem, saindo um pouco do assunto - mas ainda no mesmo patamar-, eu fico vendo redes sociais como Orkut, por exemplo.Eu acho impressionante quanta informação se pode achar de tanta gente.Lugares onde se vai, onde se foi, fotos de familiares, fotos da pessoa, endereço residencial, e-mail, etc e etc.Para completar, poderiam colocar também CPF, número de RG, senha bancária, e tudo mais.Coisas que não se conta a um desconhecido na rua, mas se conta a milhares de desconhecidos na internet.

    Quanto ao fato ocorrido, ainda bem que esta mulher não deve nada ao banco.Imagina uma diarista ter de pagar 219 milhões?algo que talvez (bem, certamente) nem em uma vida inteira de trabalho ela chegue perto de ter.Pessoas sem escrúpulos, mas que não vão ficar impunes para sempre, por que final de golpista não é igual final de novela da Globo.
     
  6. Fernanda

    Fernanda Andarilho de Eriador e

    Eu fui falar isso com uma amiga outro dia e ela acha que é exagero meu. Só que tem as históiras de problemas sérios. Tem uma mulher aqui no Brasil que processou a Google porque um desafeto dela criou uma perfil fake dela onde ela dizia que era louco por sexo e procurava pessoas de 12 a 35 anos para orgias. Ganhou pelo menos na primeira instancia.

    Esse lance de passar informações é perigoso também por telefone. Outro dia eu estava na casa da minha mãe e ela atendeu o telefone. Por sorte eu estava do lado porque quando dei por fé ela estava dizendo: "Não meu filho, aqui não tem ninguém com esse nome. Olha aqui tem a ..." Eu meti o dedo e desliguei antes dela dar a lista de todos os nomes da família. :roll:

    Tem um livro, Coisas que toda Garota tem de Saber, que tem umas dicas inclusive sobre atender telefone de estranhos pedidno informações. Eu peguei o que minha sobrinha ganhou quando tinha uns 12 anos e dei para minha mãe ler, mas não acho que tenha adiantado nada. Tem pessoas, e nem todas são sexagenárias, que são extremamente resistente a ter bom senso nesse tipo de coisa.

    Eu sou oficialmente a chata paranoica da família no que diz respeito a segurança de dados pessoais e a especialista em rosnar para operadores de telemarketing. Eu tenho de me controlar, porque se eu começo a discursar sobre esses dois assuntos eu não paro nunca.
     

Compartilhar