1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Descoberta no Acre uma droga mais mortal que o crack

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Shantideva, 14 Abr 2005.

  1. Shantideva

    Shantideva Adoro elfos ruivos!

    O consumo de uma droga derivada da cocaína e mais potente e letal do que o crack foi descoberto por acaso, no Acre. Chamada de oxi, a droga é feita a partir de resíduos da folha de coca lacerada e misturada à cal virgem e ao querosene. Sua proliferação foi detectada por pesquisadores que estudavam o grau de vulnerabilidade de usuários de drogas às doenças sexualmente transmissíveis (DSTs e Aids).

    A pesquisa foi realizada entre 2003 e 2004 pela Rede Acreana de Redução de Danos (Reard), ONG voltada para a prevenção de DST/Aids. No período, a pesquisa ouviu 75 usuários de drogas em Rio Branco, Epitaciolândia e Brasiléia, fronteira do Estado com a Bolívia. "O alvo da pesquisa eram jovens da periferia usuários da mescla - outro derivado da coca já conhecido em vários Estados pelo nome de mela, por sua consistência melosa -, mas descobrimos que a mescla foi totalmente substituída pelo oxi por ser mais barata e potente", afirma o presidente da Reard, Álvaro Augusto Andrade Mendes.


    Uma pedra de oxi, segundo ele, custa R$ 2,00 ou R$ 3,00, contra R$ 5,00 da mescla. O oxi é tão potente que, segundo Mendes, pelo menos 13 usuários não encontrados após a conclusão da pesquisa foram dados como mortos por conhecidos.

    As causas mais comuns são lesões no fígado e no sistema neurovegetativo, segundo a coordenadora geral da pesquisa, Helena Lima, do Programa Nacional de DST/Aids do Ministério da Saúde. Ela afirmou que obteve a informação da pesquisadora francesa Florence Noblet, da Universidade de Paris, que estuda a ação da mescla no organismo.


    A pesquisa foi financiada pelo Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos, como parte das atividades do Global Aids Program (GAP), e teve apoio do Programa Nacional de DST/Aids do Ministério da Saúde brasileiro.

    fonte: Yahoo notícias
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Cad

    Cad The punishment is loneliness.

    8O daki a poko soh vê a galera drogada morrendo... :|
     
  3. Metz

    Metz ...

    e não tá?
     
  4. Dirhil

    Dirhil Olha, Schroeder...

    eu sou meio liberal e tals.... se a pessoa quiser curtir, saiba curtir.... mas não acho que seja necessário usar drogas para isso.


    a partir do ponto em que se já é viciado, aí é complicado chegar e falar: "páre de usar drogas"..... e uma coisa meio impossível de se parar..... seria melhor falar: "saiba usar drogas, já que vc usa"

    E assim educar a pessoa de que quanto mais ela usar, mais ela vai fritar o cérebro...

    No caso dessa droga.... não seria droga, mas praticamente um veneno


    De certo todas as drogas são venenos.... mas há um limite do que pode ser usado sem levar à falência imediata da pessoa.
     
  5. Eu acho que 1) alguém viciado não "sabe" usar drogas, já que a característica do viciado é justamente não ver limites ou ser capaz de maneirar, sendo basicamente impossível que ele sozinho consiga se conscientizar; e 2) embora de fato seja complicado dizer "páre de usar drogas", é o certo a fazer independente da dificuldade, pois a partir de um momento o vício se tonar involutariamente incontrolável e tende a ficar pior, tendo como resultado a impossilibidade de algum tipo de auto-controle como o seu segundo "conselho" sugere ser possível.

    Pelo menos é isso que mostra os históricos de casos assim. Portanto, não é questão de ser "liberal" como se nessa circunstância existissem diferentes posições ideológicas disponíveis pra quem estiver afim. Existe mesmo é uma solução que a prática indica ser o único caminho, que é parar o uso das drogas e pronto. Claro que existem maneiras, mas a saída é a mesma, imo.
     
  6. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Caraca. Lógico que é mortal, os caras misturam com cal e querosene, quero ver não matar mesmo. :clap:
     
  7. Também pensei nisso. :lol:
     
  8. Omykron

    Omykron far above

    alguem matou a charada.
     
  9. Balbo

    Balbo Usuário

    Cocaína e crack também podem levar cal e querosene, respectivamente, entre outras coisas igualmente ruins (como pó de vidro, por ex.), sendo que esse oxi aparentemente é mais mortal que crack, que é mais mortal que a cocaína.

    O negócio é que quanto mais prejudicias são as substâncias que usam pra fazer uma droga, mais potente, mortal, viciante e barata ela fica, o que faz com que o consumo de cada usuário aumente, e o tempo de vida restante diminua.

    E assim as coisas ficam mais fáceis pros viciados, afinal o que eles querem é morrer mesmo.

    Concordo.

    E esse negócio de usar drogas pra "curtir" é coisa de playboy.
     
  10. V

    V Saloon Keeper

    Todo mundo que bebe socialmente é playboy, então?
     
  11. Kanawati

    Kanawati NI!

  12. Balbo

    Balbo Usuário

    Não necessariamente. Quando eu disse "drogas" me referia a coisas que só servem pra deixar o indivíduo chapado.
     
  13. V

    V Saloon Keeper

    Tem razão, bebida é muito pior. Além de deixar chapado, deixa agressivo, inconseqüente e vulnerável.
     
  14. Balbo

    Balbo Usuário

    Isso só acontece com quem exagera. E a agressividade só é liberada em quem é normalmente agressivo.

    Mas drogas pesadas como LSD, cocaína & cia. certamente vão trazer efeitos indesejáveis e dificilmente algo de positivo.
     
  15. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    Depende. A sensação causada pelo uso de cocaína em si não te leva a agressividade. A dependencia da mesma, sim.

    Eu já fui bem mais liberal, e digo que as regras são as mesmas pro alcool e pra drogas do tipo cocaína, maconha, lança e cia. Todas com exagero podem ser prejudiciais, mas creio que o alcool é o que traz efeitos piores.

    Quanto a questão citada por alguém aí sobre saber "maneirar", bem... no início todos sabem, todos inclusive se acham capazes de dizer "como alguém pode se viciar nisso?" Mas depois vc vai sentindo falta e mais falta o que é um prato cheio pra qualquer descontrole emocional que vc passar.
     
  16. Kanawati

    Kanawati NI!

    Lordpas mandou muito bem agora. O problema pra mim é esse excesso de confiança. Tudo bem que podemos nos controlar mas, como todo mundo, temos nossos altos e baixos. Chega a um ponto que qualquer momento de depressao é motivo pra um tapa, uma cara ou um gole. Qd vc vê já não é tão fácil assim dizer "quando eu quiser eu paro"...

    Sem contar que tem drogas que nem te dão a chance de dizer isso... a mistura é tão mal balanceada que vc nem volta da primeira trip. Cidade dos pés juntos na certa.

    Sad But True...
     
  17. Balbo

    Balbo Usuário

    Eu não disse que leva, mas que certamente causará alguma coisa ruim.

    Por quê?
     
  18. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    Não, a sensação da cocaína não te causa nada de "ruim". Mas como disse a dependencia sim.

    E quanto ao álcool, bem... acho que o V já enumerou as diversas reções que ele pode causar em uma pessoa... e pra isso vc não precisa nem ao menos ser dependente dele.

    Exato :|.
     
  19. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    O problema do álcool é que ele é popular. Além de ser barato, seu efeito é rápido (claro, dependendo da graduação, etc), alterando fortemente o raciocínio.

    Sem contar que muitas pessoas costumam dirigir alccolizados, pois tanto o álcool como dirigir fazem parte de seu cotidiano, e acabam misturando as coisas, o que não acontece tão freqüentemente com demais drogas.
     
  20. Balbo

    Balbo Usuário

    Eu não disse que a sensação causa, mas que o uso causa.

    E a viagem também pode ser bem desagradável, em alguns casos levando a danos psicológicos permanentes.

    Bem... nunca usei LSD, mas que eu saiba deixa a pessoa bem mais chapada, fora da realidade, inconseqüente e vulnerável do que o álcool.

    Exatamente.
     

Compartilhar