1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Demolidor

Tópico em 'Quadrinhos' iniciado por Azeroth21, 18 Ago 2004.

  1. Azeroth21

    Azeroth21 Usuário

    E aí, galera! Sou novo por aqui, entrei no fórum por sugestão do Mi6 , o Gustavo Netto, parceiro meu lá da UFRJ. Como eu manjo mais de HQ do que LOTR, decidi começar esse tópico.
    Não sei vocês, mas eu to achando a atual revista do Demolidor (nacional) muito maneira! O roteiro é fenomenal, Bendis é um gênio e a arte também chama a atenção por ser diferente. São desenhos a lápis pintados no estilo "aquarela" nas capas e a arte é muito realista. Não sei se alguém reparou, mas na última edição, um dos detetives que estavam interrogando Murdock na delegacia parecia MUIIITO com o Denzel Washington. Só achei bizarro a cena que ocorreu duas revistas atrás, quando o Demolidor vira uma limousine de lado (!) Desde quando ele tem superforça?
     
  2. Edrahil

    Edrahil Usuário

    Superforça ele não tem, mas a força dele foi aumentada fruto do contato radioativo que aumentou os sentidos dele.
     
  3. V

    V Saloon Keeper

    A fase do Demolidor que está sendo publicada aqui atualmente é realmente ótima. O Bendis se aprofundou bastante no Murdock (raramente o Demolidor aparece), e a arte do Alex Maleev é bem foda - ele é um dos melhores artistas que trabalham em cima de fotografias, bem melhor que o Tim Bradstreet, por exemplo.

    Ele não tem força sobre-humana, mas é bem forte, estando praticamente no nível máximo de força que um ser humano pode alcançar só com treinamento (esse "nível máximo" costuma ser bem maior em histórias em quadrinhos do que na vida real, mas quem se importa?)
     
  4. MaDZ

    MaDZ Usuário

    Essa fase tá fantástica. Aquela ilustraçao nas Pags 6 e 7 da Demolidor 7 tah fantastica
     
  5. aquele que veio do oeste

    aquele que veio do oeste Aquele que veio do Oeste

    quanto ao demolidor... eu to na epoca do Romita, nao sei o que se passa agora.

    Semana passada fiquei de frente com uma ediação dele so que... sei lá.

    Demolidor é bom
     
  6. Gorgonath

    Gorgonath Usuário

    Realmente o Demolidor não possui outros super-poderes a não ser os sentidos amplamente aguçados e um radar natural a partir da sua super-audição.

    O Demolidor reconheçe pessoas pelo batimento cardiaco, e até pode descobrir se elas estão mentindo dessa forma.

    Pela visão do Frank Miller - na minissérie Homem Sem Medo - Matt Murdoch teve todas as desculpas para virar um "vilão", inclusive possui uma força brutalizadora em seu interior, um individuo extremamente violento se quiser, mas guiado por uma vontade superiora de fazer justiça. Temos que citar o treinamento com o Guerreiro Stick - Cego de nascença, Stick lutava com um bastão, treinou Murdoch desde o fim da adolescencia e o abandonou - julgando um fracasso. Outra aluna de Stick bem conhecida é a ninja Elektra.
     
  7. V

    V Saloon Keeper

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Demolidor atualmente é também uma das melhores coisas que eu acompanho mas, ao contrário do Hulk, dessa vez é por causa do personagem-título mesmo.

    Sem muita coisa a acresentar ao meu post anterior nesse tópico, vale mencionar que o Bendis trouxe de volta o Rei, a Typhoid Mary e o Mercenário sem cair no lugar-comum. As edições #9 e #10 foram excepcionalmente foda, porque o Bendis fez uma coisa corajosa e raramente vista - ele terminou a #9 com um gancho desesperador, e na #10, ao invés de continuar dali, ele voltou no tempo e contou uma história passada no mesmo período da #9 (só que com outro ponto de vista), terminando com o mesmo gancho.

    Isso aumentou consideravelmente a tensão para o desfecho, que só veio na #11, e logo no começo. O resto da edição foi exposição, terminando com um outro gancho foda, cuja conclusão ocorreu no meio da #12 (não tem porque não falar - foi uma luta de várias páginas com o Mercenário) e teve um desfecho consideravelmente inesperado. Aparentemente o arco termina na #13, só que agora não tem mais ninguém pro Demolidor dar porrada.

    Isso é interessante, porque há tempos as histórias vêm se concentrando na tensão que existe na vida do Murdock desde que sua identidade foi revelada pelos tablóides - alguns acreditam, outros não, mas o fato é que ela não é mais exatamente "secreta". É quase um título MAX, só que sem coisas muito "adultas" - na verdade o direcionamento é completamente adulto, só não tem palavrões, cenas de sexo ou violência exagerada.



    Os títulos que completam o mix não chegam nem perto imho. Justiceiro continua chato - há tempos que o Ennis parece contar a mesma história todo mês, e as últimas edições, onde o Castle enfrentou Aranha, Wolverine e Demolidor ao mesmo tempo ( :roll: ) não foram exceção. Pelo menos na #12 o Soap finalmente deu uma dura no Kevin (o que foi mais interessante que todo o resto). O arco também conclui na #13, mas pelo visto a coisa vai ser novamente escatologia e humor negro pouco criativo. Zzz.


    Elektra eu não leio, nem tenho vontade. Whatever.
     
  8. Tonho Hammond

    Tonho Hammond Molusco

    Eu tenho achado engraçado que as histórias da elektra são tão ruins, mas tão ruins que em uma página eles inteerligaram seas histórias de seis edições.
    Ela não merece isso.
     
  9. V

    V Saloon Keeper

    DD #13

    Eu disse no post anterior que não tinha sobrado mais ninguém pro Demolidor dar porrada, mas, duh, eu me concentrei nos peões e esqueci do Rei. O confronto em si foi brutal, e o Bendis tratou a coisa exatamente do jeito que devia: ao invés de tentar se esquivar do gosto de repetição que o evento naturalmente traria (ainda mais considerando que se trata da conclusão de uma série de novos confrontos "decisivos" com uma série de ex-antagonistas), os ecos do passado foram evocados via uma seqüência de 7 meias-páginas, cada uma desenhada por um artista diferente (Gene Colan com arte-final de Dave Gutierrez, Lee Weeks com a.f. de Tom Palmer, Klaus Janson, John Romita com a.f. de Al Milgrom, Joe Quesada com a.f. de Danny Miki, Mike Avon Oeming, e David Mack); o contraste inevitável entre esse tom de homenagem e a crueza da luta em si preparou o terreno perfeitamente para a conlusão controversa onde o herói pode ter se tornado aquilo que mais odeia. Definitivamente uma das fases definitivas do Demolidor, e isso já é dizer demais.

    Ainda não estou lendo Elektra, e nem pretendo.

    A conclusão do arco do Justiceiro foi legal, esp. porque a dupla Ennis/McCrea tem um bom entrosamento nesse tipo de história despretensiosa - que na minha opinião é mais do que necessária, nem que seja para nos lembrar de que super-heróis têm potencial tanto para histórias sérias quanto cômicas; o objetivo parece ser provocar a ira dos fanboys através de uma subversão praticamente underground, onde o Ennis não demonstra o mínimo repeito pelos ícones preferidos da atualidade, e isso é hilário. (Os mesmos ícones, btw, que tiveram filmes lançados nos últimos anos. Coincidência? Eu acho que não.) Não chega no nível dos melhores momentos de "Hitman", no entanto (que tinha uma abordagem similar), e o Justiceiro perde um pouco da aura inata de personagem que está "fora do esquema" se considerarmos que ele acabou estrelando seu próprio filme - que apesar de aproveitar idéias do próprio Ennis, acabou sendo bem enlatado e dispensável. Então touché, Sr. Ennis. Isso é pra você aprender que ninguém está a salvo. (Eu desconfio que não vai demorar muito pra ele desistir pra sempre de escrever histórias envolvendo super-heróis - ou então passar a zoar com eles mais ainda.)
     
  10. V

    V Saloon Keeper

    DD #14

    A Panini pulou direto pro próximo arco do Demolidor (ignorando um arco tapa-buraco onde o Demônio é só coadjuvante - que eu não li, btw) e a coisa já começa aparentemente um ano depois do Murdock ter tomado controle da Cozinha do Inferno (é uma boa hora pra começar a acompanhar o título, aliás), com as inevitáveis conseqüências aparecendo de todos os lados ao mesmo tempo - ninguém está feliz com a decisão do Demolidor, e isso inclui tanto o submundo de NY quanto os outros heróis da cidade. Diálogos do Bendis, arte do Maleev, etc. É aquela coisa.

    Aparentemente a série da Elektra tá com os dias contados. Não que eu me importe.

    O Justiceiro já tava cansando, e agora que o Ennis resolveu levar o personagem a sério de novo pouca coisa restou pra manter meu interesse - isso inclui a arte (que tá prestando bem), a violência exagerada e a volta do Micro. Quem gosta muito do Castle provavelmente vai tirar alguma coisa dessa nova fase, mas eu devo dizer que tô pouco entusiasmado.
     
  11. Tonho Hammond

    Tonho Hammond Molusco

    Eu espero sinceramente que não fodam com o DD dessa vez...
     
  12. Garth Blackwood

    Garth Blackwood Dragon Highlord

    Depois de bastante tempo sem comprar nada, comprei Demolidor #14 depois que li a sinopse da história. O Bendis parece estar fazendo um trabalho muito bom, pena que eu não pude acompanhar as revistas anteriores para poder confirmar isso, mas começarei a acompanhar a revista a partir de agora. Infelizmente será a única que vou acompanhar... continuarei desatualizado com todo o resto.
     
  13. Tonho Hammond

    Tonho Hammond Molusco

    Esta fase do DD esta simplesmente maravilhosa. Me arrisco a dizer que eh uma das mais marcantes de toda a longa vida dele.

    Simplesmente maravilhosa. Estou curioso para ver o que acontece agora :-)

    A historia do Justiciero esta legalzinha, apensar de ser infinitas vezes superiores as do Enis.
    Naum sou fan do personagem, mas ateh que eh algo criativo dentro da mesmice que o envolve. O final me deixou com agua na boca para ler a proxima.

    Quanto a Elektra.... bom, aih temos um pequeno problema. A Elektra criada pelo Miller naum foi criada para ser personagem principal. Foi criada para cumprir um marco no que o Miller queria fazer no DD e depois, quem sabe, explorar como uma personagem a ser usada em historias aleatorias, sem sequencia, como no caso da Elektra Assassina.
    Estas historias com a elektra como protagonistas saum ruins, parecem ser feitas nas coxas. Acho a personagem maravilhosa, mas ela naum pode ser protagonista.
    Porem, a elektra ultimatte conseguiu ser um personagem central e pode andar muito bem das pernas, motivo pelo qual eh a unica coisa relevante deste Universo chato.
    Voltando as historias publicadas em DD da elektra. As mais legais saum aquelas que ela naum aparece ou fica de secundaria beeeeeeeem ao fundo, pois saum estorias bobas e de facil digestao e que naum envolvem uma superninja assassina. Como ninguem sabe escrever a elektra hoje verei o cancelamento do titulo.

    Eu te amo, elektra :grinlove:
     
  14. Garth Blackwood

    Garth Blackwood Dragon Highlord

    Tô comprando a revista do DD só por causa das estórias dele. A da Elektra e a do Justiceiro são muito fracas. A estória do Demolidor tá excelente, mas acho muito pequena, muito poucas páginas. Não tá valendo a revista...
     

Compartilhar