1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Delegação brasileira vai até Uruguai expor oposição à legalização da maconha

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 5 Nov 2013.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Uma delegação de autoridades brasileiras se reunirá na próxima semana com parlamentares uruguaios para advertir dos riscos para o país e a região a legalização de compra e venda e do cultivo de maconha prestes a ser aprovada no Uruguai.

    A delegação será liderada pelo deputado federal Osmar Terra, médico de profissão, ex-secretário de Saúde do estado do Rio Grande do Sul e colaborador próximo da presidente Dilma Rousseff.

    Também integram o grupo Marcelo Dornelles, subprocurador geral de Justiça para Assuntos Institucionais do Rio Grande do Sul e Vitore Maximiano, diretor da Secretária Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) do Ministério da Justiça.

    "Terra se comunicou comigo porque no Brasil há uma opinião muito negativa sobre o projeto de legalização da maconha", atualmente em análise no parlamento uruguaio, disse à agência Efe o senador Alfredo Solari, presidente da Comissão de Saúde do Senado.

    A comissão, integrada por representantes da governante coalizão de esquerda Frente Ampla, o Partido Nacional ou "Blanco" e o Partido Colorado, os dois principais da oposição, receberá na próxima terça-feira a delegação brasileira. "Pediram uma reunião para colocar suas divergências com o projeto e a concedemos com gosto", acrescentou o legislador colorado.

    Solari, contrário à legalização da maconha, acrescentou que se o governo uruguaio alcançar seu objetivo de diminuir o consumo a partir da "flexibilização" da oferta "seria o primeiro caso em nível mundial".

    O projeto de lei que legaliza a compra e venda e o cultivo de maconha no Uruguai será votado em meados de novembro no Senado, onde conta com os votos necessários para sua aprovação devido a maioria que o governo possui na casa, e poderia entrar em vigor antes de dezembro.

    Atualmente é debatido na Comissão de Saúde, mas "já está tomada a decisão de submetê-lo a votação em torno de 15 de novembro, sem modificações, como veio da Câmara dos Deputados. Por isso deve ir para a sanção presidencial assim que o Senado aprovar", explicou recentemente à Efe o senador governista Luis Gallo, que também integra a comissão.

    O projeto, promovido pelo presidente José Mujica, legaliza a compra, a venda e o cultivo de maconha, e estabelece a criação de uma estatal reguladora que se encarregará de emitir licenças e controlar a produção e a distribuição da droga.

    Os consumidores previamente registrados poderão comprar maconha em farmácias especialmente licenciadas, até um máximo de 40 gramas por mês, ou cultivar em casa até seis plantas que produzam não mais de 480 gramas por colheita.

    Recentemente, o secretário-geral da Junta Nacional de Drogas, Julio Calçada, assinalou à imprensa que se entrar em vigor como está previsto, para o segundo semestre de 2014 o novo sistema poderá estar em andamento.

    Calçada revelou que o preço da grama de maconha será o equivalente a US$ 1 para que "se possa competir" com os narcotraficantes e tirar deles o mercado, o objetivo principal do presidente Mujica.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O que esses caras vão fazer no país vizinho? O Uruguai é soberano, não?
     
  2. Grimnir

    Grimnir Usuário

    As suas duas perguntas não tem relação alguma. O que eles foram fazer lá? Bater boca. O Uruguai é soberano, não? Sim - e em que medida a ação brasileira fere essa soberania? Nenhuma.

    Enfim, parece mais uma perda de tempo dos brasileiros do que qualquer coisa.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  3. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Brasileiro é chato demais.
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  4. Ranza

    Ranza Macaco

    Pensei a mesma coisa Neithan.
    Sério,o ego do nosso governo tá meio inflado, ta querendo dar pitaco até nas leis dos vizinhos.
    Se o brasileiro ou parte de nós somos contra a legalização da maconha, é devido a uma situação que vivemos, da nossa sociedade, cultura e até educação. O Uruguai vive de uma forma diferente e talvez lá seja muito bem vindo essa legalização.

    Poo ninguém monta comitiva para vir falar das bobagens que fazemos.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Deve ser reclamação com alguma indireta de algum traficante poderoso daqui, só pode ser! :lol:
     
    • LOL LOL x 1
  6. Pearl

    Pearl Usuário

    Acho que o medo é de um turismo que irá se formar a partir da fronteira entre o Uruguai e o RS não é atoa que a delegação é formada por pessoas desse estado.
     
  7. Paraíba Hi-Tech

    Paraíba Hi-Tech Cabra Arretado

    Isso se chama moralismo eleitoreiro!
     
  8. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Já ouvi falar dessa história - mas será que realmente faz diferença? Além desse questionamento, acredito que só residentes poderão usufruir dessa "maravilha" uruguaia. Não que esse controle pareça simples para as autoridades uruguaias, mas ainda assim não é problema nosso. A obrigação nossa é reforçar as fronteiras.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  9. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    "Delegação brasileira vai até Uruguai expor oposição à legalização da maconha"


    E depois vão comemorar com uma cervejinha no bar do seu Juan.
     
    • LOL LOL x 3
    • Gostei! Gostei! x 2
  10. Então, parece que a tal "delegação" é fake, de acordo com o que um site uruguaio apurou.

    ----------------------------------------------------

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Site uruguaio apurou a história e revelou a farsa da “delegação” brasileira antidrogas no Uruguai. Visita chefiada pelo deputado Osmar Terra foi motivada por interesses pessoais


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Deputado Osmar Terra (PMDB) / Reprodução

    O deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS) é hoje o maior proibicionista do Brasil com relação às políticas sobre drogas. Terra, que é médico, é autor de um projeto de lei que permite a internação involuntária de dependentes químicos, desde que haja a autorização da família.

    Na prática, deseja também acabar com a distinção entre usuário e traficante. Durante um discurso no plenário da Câmara, soergueu um saco plástico, cheio até a metade, que conteria uma quantidade de crack suficiente para cinco dias de consumo. O saco tinha pedaços de giz.

    A teatralidade provocou uma enxurrada de críticas. O professor Luís Fernando Tófoli, do Departamento de Psicologia Médica e Psiquiatria da Unicamp, disse que “o objetivo dele era dizer que o critério objetivo era impossível, já que a quantidade de pedras que um craqueiro fumaria seria de 50 por dia. Usuários muito pesados raramente passam de vinte pedras”. Terra também tem declarado que o bilionário George Soros está financiando a proposta de liberação da maconha no Uruguai.

    Seu último lance foi um tiro no pé. Terra plantou uma nota afirmando o seguinte: “Uma delegação de autoridades brasileiras se reunirá na próxima semana com parlamentares uruguaios para advertir dos riscos, para o país e para a região, da legalização de compra e venda e do cultivo de maconha prestes a ser aprovada no Uruguai. Também integram o grupo Marcelo Dornelles, subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Institucionais do Rio Grande do Sul e Vitore Maximiano, diretor da Secretária Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) do Ministério da Justiça.”

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    saiu na agência EFE e foi reproduzida virtualmente em todos os portais.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . A tal delegação de autoridades era, na verdade, uma visita motivada por sua “preocupação pessoal” de Terra como parlamentar e como agente de saúde pública.

    Mas a mancada mais grave foi a menção ao secretário Vitore Maximiano. Maximiano, que tem uma posição oposta à de Terra, mandou um email aos amigos que estranharam sua suposta presença entre a trupe do médico gaúcho: “Desconheço completamente esse assunto. Completamente. Nunca fui convidado e, se fosse, não iria nem sob tortura acompanhar o Osmar Terra numa atividade como essa”, escreveu.

    Ao 180, ele falou que a legalização é “parte da política uruguaia, cujas decisões cabem exclusivamente aos uruguaios. O Brasil respeita a posição uruguaia e obviamente não vai interferir nos rumos de sua política”.

    O projeto de lei que regula a compra, venda e cultivo de maconha no Uruguai será votado em meados de novembro no Senado. Tem os votos necessários para sua aprovação e pode entrar em vigor antes de dezembro. “O mundo inteiro caminha na direção da rediscussão da improdutiva guerra às drogas”, diz Tófoli.

    Kiko Nogueira,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 5
  11. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Além de inútil essa viagem, não ficarei surpreso se foi bancada com dinheiro público como sempre.
     
  12. Paraíba Hi-Tech

    Paraíba Hi-Tech Cabra Arretado

    É claro que foi bancada com dinheiro público.
    Esse tipo de político legisla em causa própria e não vai tirar um centavo do bolso nessa viagem.
    Avião, diárias, hospedagem, tudo por conta do povo.
    De lambuja, ele faz propaganda do PL que ele criou e come um chivito e uma parrilla em Montevideo!
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  13. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

  14. Heberus Stormblade

    Heberus Stormblade Paz e Amor

    Agora é esperar e ver se os resultados são positivos.
     
  15. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Só pra constar: A iniciativa é liberal (os indivíduos tem o direito de fumar maconha e bla-bla-bla), mas a execução é totalmente de esquerda (todo o processo, de alguma forma, será controlado pelo Estado - além disso, os preços serão controlados e haverá cota de consumo).

    Pra quem tem a mente política bidimensional, esse é um tópico em que é possível ter posicionamento liberal, mas preferir uma execução de direita.
     

Compartilhar