1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Dear Zachary: a letter to a son about his father (2008)

Tópico em 'Cinema' iniciado por JLM, 25 Jun 2009.

  1. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Um cineasta tentando salvar as lembranças de um amigo assassinado descobre que a mulher que o matou estava grávida de um filho do seu amigo. Trata-se de um drama real filmado e montado em formato de documentário, parte com as lembranças antigas, parte com os acontecimentos que se desenrolaram durante as filmagens, e aumentaram sua dramaticidade. É para se repensar as entranhas das leis, e o efeito que podem trazer àqueles que a ela se submetem e delas dependem.

    - IMDB:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    - Nota no IMDB:8,7
    -
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    eu sei q vai soar apelativo, mas ñ to nem ae, acabo de ver esse documentário e to chorando às bicas aqui. já elegi ele o melhor do ano. eu realmente ñ estava preparado pra esse filme, o diretor me conduziu como um patinho e conseguiu mexer comigo profundamente. ele me fez ver q existem pessoas mto, mas mto boas nesse mundo, e q existem as mto, mas mto más e q eu ñ chego nem perto de ser nenhuma nem outra.
     
    Última edição por um moderador: 5 Out 2013
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Vi o documentário nesta lista aqui:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , com a descrição “the saddest documentary ever made.” e masoquisticamente resolvi assistir. apenas que:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    caramba, assisti ontem à noite e ainda estou me sentindo mal. apresentação do jlm sobre o documentário está perfeita, btw. não busquem outras informações se resolverem assistir. mas comprem uma caixa de lenços, porque eu duvido que você chegue até o fim sem chorar. SÉRIO.
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 2
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Hugo

    Hugo Hail to the Thief

    Dúvida boba: JLM registrou no forum em 2012 e o tópico é de 2009, cuma ?
     
  4. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    o tópico era do meia palavra, foi criado por ele. as contas foram associadas, mas pelo visto ficou como o login mais recente (na valinor) e não o mais antigo (no meia).
     
  5. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    malditos postadores ninjas!
    mal consigo ver os seus movimentos!

    :jornal:
     
  6. Maria Pretinha

    Maria Pretinha Usuário

    Dear Zachary foi uma das coisas mais tristes que já vi na vida.

    Vi desde o comecinho, peguei com 5 minutos in zapeando no GNT e nada poderia me preparar para o que eu iria ver, nem mesmo o subtítulo de "um caso chocante", porque pra mim o caso "inicial" já era chocante.

    Chorei de não conseguir desligar a tv nem dormir depois. De verdade? Não recomendo para ninguem. É uma das poucas coisas que eu desejei não ter visto / ouvido falar. Dear Zachary e a Deep web.
     

Compartilhar