1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

De Rhûn e as terras do Leste

Tópico em 'Fanfics Tolkienianas' iniciado por Shakhbûrz, 8 Abr 2016.

  1. Shakhbûrz

    Shakhbûrz sculptor of reality

    Para além das Terras Pardas e dos Portões de Mordor, jaz uma terra pouco conhecida para os Homens e Elfos do Oeste. Rhûn, significando Leste em Sindarin, é lar dos temíveis Homens Orientais, eternos aliados de Sauron. O que poucos sabem, entretanto, é que uma multitude de povos e raças habitam aquela região. De anões desgarrados até tribos nômades de homens, tudo para o Leste do Mar de Rhûn vive em uma tênue tensão de poderes.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Do Oeste o Celduin se une ao Rio Vermelho para abastecer o Mar de Rhûn. Do Leste, um rio cujo nome já foi esquecido deságua formando o Delta de Rhûn, um lugar de exuberante paisagem e de plantas e criaturas exóticas. Ao Norte do Delta está a Floresta de Al-Tagr, que significa A Floresta da Marca na estranha língua dos nômades, devido as runas que permeiam as rochas e árvores. Ao Sul do Delta temos o Bosque de Al-Adnur, também chamado de Bosque Inferior, devido a sua posição junto ao rio.

    Descendo a margem Leste do Mar, temos as Estepes de Rhûn, um local vasto e seco, usado pelas tribos nômades como pastagem para A Grande Manada. É também ali que se encontra a primeira grande cidade, Al-Kalum, a Cidade da Palavra. Conhecida por sua gigantesca biblioteca, Al-Kalum é um califado governado por Khamûl, O Vigia, responsável por guardar a fronteira Leste de Mordor.

    Entre a Estepe e as Montanhas de Cinzas temos o lúgubre Rio Morto. Formado pelo transbordamento do Mar de Rhûn, este rio de água salgada e insalubre é desprovido de vida animal e vegetal e em suas margens apenas a morte encontra morada. Em um trecho esse rio de divide e na ilha formada surge a Terra de Aknu, O Vazio. Para Leste do Rio Morto está a Terra Morta, um lugar escuro e deserto, com seu solo magmático, que é habitado pelo Povo Alkalan. Esses seres que caminham por entre as cinzas, muito próximos de Mordor, são chamados por alguns de semi-mortos pois muitos acreditam que seja impossível para qualquer criatura viva morar nessas terras. Na divisa dessa região está Barlug Agh Morgoth, A Espada de Morgoth, uma fissura rochosa com centenas de metros de profundidade onde os povos do Leste ergueram uma necrópole e onde também são realizados cultos em adoração ao primeiro Senhor do Escuro.

    Ao Norte da Terra Morta está o Grande Deserto do Intocado, um mar de areias vermelhas que se estende da Estepe até os pés dos Orocarni. Nesse deserto estão as outras três principais cidades do Leste: Al-Balim, A cidade viajante; Al-Ma'an, a cidade da água; e Burzgoshur, O Escudo Negro.

    Al-Balim é uma cidade composta de tendas desmontáveis. Possui alguns milhares de habitantes que vivem migrando pelo deserto acompanhando os Sulcos, detestáveis criaturas subterrâneas que filtram a escassa água da areia. Por esse motivo ela é conhecida como A Cidade Viajante.

    Al-Ma'an, a cidade da águá, fica nas proximidades do Oásis do Peregrino, um lugar sagrado para os povos do Leste onde, segundo as lendas, um antigo Senhor das Águas fez brotar um lago doce para que o povo sobrevivesse. Essa cidade, também conhecida como a Safira, desfruta de uma confortável posição de cobrar impostos pela água retirada do Oásis.

    Burzgoshur, O Escudo Negro, é uma antiga fortaleza construída por servos do Escuro em algum momento do passado. Um enorme castelo sombrio, com uma grande muralha enegrecida, se ergue das areias como um fantasma. Os homens que ali habitam têm laços estreitos com Mordor e, segundo as lendas, a própria cidade é comandada pelo Senhor do Escuro através de um embaixador imortal.

    A Oeste do mar está Dorwinon, a terra dos vinhos. O local é um antigo aliado de Gondor e dos reinos do Oeste e, apesar disso, possui estreitas relações comerciais com os povos de Rhûn. É bem verdade que também são frequentes as escaramuças entre eles, mas nos últimos anos a guerra tem dado lugar a paz.

    No sul do mar estão as Montanhas Sem Nome. E após elas a grande península do mar de Rhûn. Sobre ela... bom, ainda temos algumas coisas a serem descobertas.
     

Compartilhar