1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)
  1. Acabei nesse exato instante ( 21:03, 22 junho de 2003) de reler o Silmarillion. Realmente é um livro fantástico e talz.. mais fiquei com uma pulga atráz da orelha que decidi dividir com meus queridos colegas de fórum: Seria Melkor um ser ausente de amor? Isso me incomoda.... Que objetivo teria um ser que quer ver tudo destruído? Aki vai uma teoria minha:

    No início do livro, diz-se que Melkor procurava a Chama Imperecível no vazio e nos Salões de Ilúvatar antes que Eä fosse criada. Isso antes da Música tb. Não teria nascido ali uma paixão da mais forte criatura de Eru pela chama? Eu acho que sim, e por isso desceu à Eä, pois via a chama em cada coisa que lá existia.
    Melkor era uma mala sem alça. Ele gostava de piercings e tatuagens, enquanto todos os outros valares, elfos e homens não. Na minha opinião, por amar demais tudo aquilo que refletia a Chama (tudo em Arda, exceto os Valar e Maiar), ele tentava a tudo conquistar e a tudo tatuar. É claro que ele era mal e talz...... mas e daí? Entendem o que estou falando? Acham que sou louco, psicopata ou normal? Fala aê!
     
  2. mestre_yoda Æ

    mestre_yoda Æ Usuário

    o melkor, tinha uma espécie de ciumes de iluvantar, ja que ele, melkor, tinha um pouco de todas as qualidades dadas aos valar, dai surje a ganancia e vontade de ter tudo que iluvantar tem e pode criar, mas como melkor não consegue isso, ele destroi as coisas criadas pelos demais valar, para sasiar seu desejo de poder :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x :x
     
  3. LHRagone

    LHRagone Usuário

    Eu ainda não li o silma, mas eu penso que Melkor teria ciume das criações de Eru (obvio) e queria a todo custo destrui-las... e o fato de Eru praferir mais Manwë não ajudava em nada... só deixava ele mais p***
    M e desculpen se eu estiver errado... eu não li o silma !!! Ainda
     
  4. Swanhild

    Swanhild Usuário

    Bom, Melkor tava a fim da Varda no começo; mas como ela deixou ele na mão, ele acabou se voltando para as trevas... :mrgreen:

    Sério agora, Melkor de fato não tinha amor nenhum. Digo como sentimento mesmo; não era algo que ele conhecesse e que lhe fizesse falta. Acho que ele queria colocar de fato a sua marca em tudo o que havia em Arda, mas era para indicar propriedade e para anular a marca dos Valar no mundo.
     
  5. LHRagone

    LHRagone Usuário

    É tinha que ter uma "ovelha negra" na família dos Valar
     
  6. A revolta de Melkor não é uma questão de amor é uma questão de querer mais do que aquilo que tem, ter sede de poder. Melkor viu que Eru destinava aos ainur um papel importante e Arda, mas esse poder seria limitado, respeitando os filhos de Eru. Vendo a sua superiodade perante os filhos de Eru e o resto da criação, Melkor reinar em Arda como Eru reinava no vazio. É tudo uma questão de poder.
    Mas eu penso que Mlkor deve ter amado, pois ele foi criado por Eru para ser bom, só a visão do poder que ele podia ter e que Eru não lhe dava é que o fez revoltar-se.
     
  7. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    Melkor foi um ainur que agiu como agiu motivado pela inveja. Se ele amava, tudo depende de como encaramos o significado da palavra Amor. Quem inveja ama o que o outro possui. Não obstante, Melkor indubitavelmente amava muito a ele mesmo.
     
  8. Riff

    Riff Usuário

    Melkor queria mandar em Arda e transformar todos em seus escravos, e num era por amor a Arda e sim por inveja, e ele num amava nem a si msmo, pq msmo com as silmarils detonando a mão dele ele não abriu mão das pedrinhas.
     
  9. Não acredito que tenha sido por amor que Melkor tenha se "desviado do caminho", mas sim pelo desejo de criar.
    Isso é tão fascinante que outro Vala, Aulë(se não me falha a memória), foi seduzido, o que o levou a "criar" a raça dos anões(usei criar entre aspas pois não tenho certeza plena de que a mitologia tolkieniana permita que um Vala conseguisse criar).
    Como fora impedido de criar novos seres, sobrou para Melkor distorcer(ou "aprimorar", como ele deve ter pensado) aquilo que já existia.
     
  10. Nerdanel_theOld

    Nerdanel_theOld Usuário

    Criar eles podiram... plenamente...
    Mas a chama imperecível que tras a vida aos seres apenas Eru a tem e a espalhou em Arda atraves de seus filhos.
    Apenas por te-los adotado que os anôes despertaram. :wink:

    tenn' enomentielva
     
  11. Eru- o Ilúvatar

    Eru- o Ilúvatar Usuário

    Ele não abriu mão das pedras porque não achava que outro senão ele deveria tê-las. Fëanor se amava muito e não abriu mão das pedrinhas. Os filhos de Fëanor, Thingol e cia, ídem...

    O problema eram as pedrinhas... :mrgreen:
     
  12. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    Então, Nerdanel. Os Ainur poderiam dar forma à matéria de Arda, que foi Criada por Eru. Essa capacidade de "transformar" seria a sub-criação.
    A comparação com Aulë eu gosto muito! Ambos eram hábeis mais que todos os outros ainur, e tinham Vontade por sub-criação. Entretanto, Aulë era fiel ao propósito de Eru e queria seres a quem ensinar, já Melkor desejava o Poder. Era realmente a inveja e a ganância que o motivavam. Desejava escravos para se sentir Senhor de Arda, e se não conseguia Criá-los, pois apenas Era poderia conceder a Chama, deturpava e arruinava, usando sua Vontade sub-criativa contra o Propósito de Ilúvatar.
     
  13. Brigaduuu. :mrgreen:
     
  14. Nerdanel_theOld

    Nerdanel_theOld Usuário

    Aiya Maglor... há muito que os caminhos virtuais nao fazem mãe e filho se encontrarem...
    Obrigado por me esclarescer... vc compreende o que eu quis expressar... mas confesso que nao usei bem minhas palavras..

    A criação que me referia era realmente a capacidade de transformar... até mesmo da forma mais simples como esculpir em madeira, pedra ou metal... onde a transformação está muito mais "viva" que a criação bruta dO Um.

    Penso eu, sendo que cada Vala é uma parte limitada de Ilúvatar, rara seria tal capacidade entre eles... A qual, no entanto é realmente plena em meio o seus filhos...

    Namárië
     
  15. Prime Nazgûl

    Prime Nazgûl Usuário

    Eu acho q Melkor era tão parecido com Eru q não podia suportar a existencia sem poder criar. Então ele tentava ser o oposto das outras criaturas, não q ele gostasse.

    Eu acho q não era amor, era ciúme. Amor não é posse.
     
  16. Ivan

    Ivan Vai passar do joelho

    Não concordo, em absoluto. Acho que Melkor se odiava, odiava as suas criações, odiava tudo que ele próprio era. Ele era atraído pela luz, contrapondo-se a sua figura negra. Ele era a própria representação do Escuro, mas desejou Varda (que tinha luz de Ilúvatar no rosto), as silmarils (a luz imaculada) e Lúthien (a essência da beleza).

    Acho que Melkor era realmente vítima de seu desejo de criar, e de ter tudo conforme a sua vontade. A impossibilidade de ter isso gerou a raiva, que levou a espiral de degradação que o devotou totalmente ao ódio. Mas na essência ele ainda era um anjo, ele fez parte de Ilúvatar. Ao deturpar tudo que podia ele tornou tudo desacordado com si próprio. E o afundou ainda mais na espiral.

    Ele ansiava pela Luz e a odiava, suportou sob a cabeça o peso e a dor das silmarils, se apegando a ela mais do que qualquer uma das suas criações.

    Se Melkor tivesse triunfado ele teria cada vez mais se auto-destroído, acho que acabaria se consumindo no próprio ódio, como Ungoliant fez.
     
  17. Prime Nazgûl

    Prime Nazgûl Usuário

    Então vc concorda comigo, Ringil? :mrgreen:

    Acho q parte da musica "Mordred's Song" do Blind Guardian descreve bem o Melkor:


    See hate will rise
    so don't come closer
    fear your child
    born with a king's heart
    but fate fooled me
    and changed my cards
    noone asked if I want it
    if I like it

    Pain inside is rising
    I am the fallen one
    a figure in an old game
    no Joker's on my side
    I plunged into misery
    I'll turn off the light
    and murder the dawn
    turn off the light
    and murder the dawn

    (...)

    I never wanted to be
    what they told me to be
    fulfill my fate then I'll be free
    god knows how long
    I tried to change fate
     
  18. Ivan

    Ivan Vai passar do joelho

    Sim. Não sei quanto Melkor era parecido com Ilúvatar, mas com certeza era apenas uma parte do todo. Melkor ao início desejava acima de tudo criar e queria ocupar o vazio. Foi quando foi frustrado que se iniciou a injeva e a raiva.
     
  19. Elrond Meio-Elfo

    Elrond Meio-Elfo Usuário

    Por esses pontos de vista Melkor não poderia ser nem um pouquinhozinho parecido com Iluvatar... Mas com certeza Melkor odiava a própria existência, incluindo ele mesmo, pelo fato de tudo ser um plano fora do controle dele.
     
  20. Ivan

    Ivan Vai passar do joelho

    Melkor seria parecido com Eru na vontade de criar e de ser senhor dessa criação. Só que Eru era completo, Melkor não, e isso gerou a merda toda.
     

Compartilhar