1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Damien Rice

Tópico em 'Música' iniciado por Psyche, 14 Dez 2005.

  1. Psyche

    Psyche Usuário

    Acabo de descobrir que estou viciada, mas acho que ainda é cedo pra procurar um grupo de apoio.
    Depois de ter assistido CLOSER e ter ouvido a música tema (The Blower´s Daughter) até ter sinais concretos de que o meu cérebro havia começado a derreter eu decidi ouvir o álbum do Damien Rice, e acho que as coisas até pioraram um pouco. A música do bardo irlandês me conquistou completa e inteiramente.
    Colei um artigo sobre Damien Rice e seu último cd “O”
    (acho que a minha opinião sobre eles seria por demais passional)



    Damien está de volta

    Novo CD do cantor irlandês Damien Rice acaba de ser lançado no País pela Warner. Na mercado britânico, o trabalho está na oitava posição entre os mais vendidos [12 Maio 19h12min 2005]

    Levou mais de três anos, mas finalmente chegou. O, disco de estréia do cantor e compositor irlandês Damien Rice, acaba de ser lançado no Brasil pela Warner, e, ainda que tardio, corre o risco de ser ''o'' disco de 2005.

    Puxado pela música-tema de ''Closer - Perto Demais Closer'' - Perto Demais, filme de Mike Nichols, O foi lançado em fevereiro de 2002 no mercado britânico e em janeiro deste ano continuava na oitava posição entre os mais vendidos do reino.

    ''The Blower's Daughter'', que é tocada integralmente na abertura e no final da produção mais recente do diretor alemão, provocou nele uma reação parecida à de quando, em 1967, ''descobriu'' uma certa dupla Simon & Garfunkel e resolveu incluí-la em ''A Primeira Noite de um Homem''.

    Dos versos inesquecíveis para quem viu o filme ou ouviu a música -''Eu não consigo tirar os olhos de você'' - nasceu também o slogan de ''Closer'': ''Se você acredita em amor à primeira vista, nunca vai parar de procurar''.

    Em entrevista a um jornal americano, Jude Law, um dos atores do filme, revelou que a música de Rice foi ''contratada'' por Nichols antes das estrelas do elenco.

    E não é para menos. Com a voz e o violão de um Nick Drake ou Leonard Cohen contemporâneo, "The Blower's Daughter" é só a ponta do iceberg de um dos mais sinceros e doídos discos de estréia de que se tem notícia -feito que o geninho Beck levou oito anos e sete álbuns para atingir com o subestimado ''Sea Change'' (2002).

    Gravado praticamente todo em um porta-estúdio caseiro, O junta os dedilhados intimistas do cantor com arranjos de violoncelo e violino e, como cereja do bolo, a voz adocicada de Lisa Hannigan. E tome sofrimento:
    ''Um brinde a você e ao seu amorzinho / Eu tenho anos para esperar por você / E os sinos do seu casamento em meus ouvidos / Você me deu três cigarros para fumar as minhas lágrimas'', canta, com a voz embriagada, piano ao fundo, em ''Cheer’s Darlin’ ''.

    ''Cold Water'', talvez a mais triste de todo o disco - o que não é pouco - abre com os lamentos de Rice agonizando à beira da morte ("Tudo o que tenho é a sua mão / Senhor, você pode me ouvir agora?"). A agonia é logo interrompida quando a voz angelical de Lisa assume o dueto e, mais tarde, quando a canção é tomada por um coral de canto gregoriano. Soturno, não caricato.

    Ao longo das dez faixas de "O", a poesia do bardo irlandês, que, como seu conterrâneo Bono, não dispensa uma luta pelos direitos humanos em Mianmar, Irã e onde seja necessário, visita o drama de casais de jovens namorados às voltas com um amor impossível ("Delicate"); as circunstâncias de uma separação ("Volcano"); e o medo da perda ("Cannonball").

    Mas ao mesmo tempo em que abrem as portas para o desespero, as composições de Rice trazem embutidas a possibilidade de redenção catártica pelas cordas -de orquestra, em "Amie" e "Eskimo", ou vocais mesmo, como na esgoelada "I Remember", que faz os pêlos do braço levantarem com o volume da música. Pense no radiohead Thom Yorke, em sua melhor forma, cantando o hino indie "Creep"...

    Rice tem esse mesmo poder: o de, com as modulações de voz, jogar a instrumentação para cima, para baixo, para todos os lados. E, quando o faz, bem mais que a intensidade física de suas canções, é o coração de quem ouve que é jogado para cima, para baixo, para todos os lados.

    O trabalho musical de Damien Rice é extremamente refinado. Soa como o de um grupo clássico, por conta do apoio do violoncelista Vyvienne Long, da cantora Lisa Hannigan e dos percussionistas Shane Fitzsimmons e Tomo. As letras carregam doses de romantismo e algum niilismo, deflagrando a veia poética de bardo irlandês.

    Retirado dos endereços
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)




    Alguém aqui conhece/gosta? :grinlove:
     
  2. str1ker

    str1ker Usuário

    São muito boas Eskimo, Volcano e essa do filme. O resto é meio descartável.
     
  3. Eriol

    Eriol Usuário

    eu nao conheco muito... ouvi um pouco do 'O' ano passado e me pareceu legal...

    muito melancolico pra mim :p
     
  4. _aika

    _aika Diclonius

    Eu conheço ele, mas só mesmo a música de Closer, que por sinal é muito bonita. Mas só. Todas seguem a linha de Blower's daughter, Psyche?
     
  5. Faramir Estel

    Faramir Estel By Demons Be Driven

    Minha irmã tem tudo dele, b-sides, bootlegs, participações deles, etc.

    Eu particularmente gosto de Skimo, Unplayed Piano e Older Cheats. A música do filme e aquela Amie num desce.
     
  6. Psyche

    Psyche Usuário

    Depende do que você quer dizer com isso Aika.

    As músicas dele são repletas de emoção e lirismo, se é o que quis dizer :grinlove:



    Tudo bem você não gostar, agora dizer que é descartável é exagerar, não acha? Descartável é Avril Lavigne :blah:
     
  7. Fly Pan Am

    Fly Pan Am The Land Between Solar Systems

    Eu respeito o cara e tudo, mas acho que ele não tem muito talento e criatividade. Parece qualquer outro "singer/songwriter" contemporâneo, com um toque pessoal dele.
     
  8. _aika

    _aika Diclonius

    Yes, exatamente isso. Devem ser lindas então :grinlove:

    Realmente...descartável é a Evril.
     
  9. Psyche

    Psyche Usuário

    Será que você poderia citar alguém que faça algo parecido com a música dele? Tenho muito interesse em conhecer... :roll:
     
  10. Maedhros

    Maedhros Whadahell?

    O disco O é lindo, principalmente por causa dos arranjos de cordas que dão um toque especial.

    Os cantores líricos em "Eskimo" levam a música á um ápice incrível.
     
  11. str1ker

    str1ker Usuário

    Bright Eyes e Ed Harcourt fazem coisas parecidas. Na minha ordem de preferência ficaria:

    Bright Eyes > Damien > Ed Harcourt.
     
  12. Fly Pan Am

    Fly Pan Am The Land Between Solar Systems

    Bright Eyes
    Elliot Smith
    Devendra Banhart
    Vetiver
    Scott Walker
    Vashti Bunyan
    Billy Bragg
    Cat Power
    Iron & Wine
    M. Ward
    Nick Drake
    Panda Bear
    Okay
    Sufjan Stevens (no disco Seven Swans)

    Todos esses dão de 10 no Damien, com exceção de Nick Drake que dá de 10000.
     
    Última edição: 18 Dez 2005
  13. Fly Pan Am

    Fly Pan Am The Land Between Solar Systems

    Tomo seu silêncio como um sinal de derrota.
     
  14. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    Pqp, e eu pensando que tava na parte de musica, não de cinema... :tsc:
     
  15. Fly Pan Am

    Fly Pan Am The Land Between Solar Systems

    Ah, ninguém entende meu humor aqui, pô!
    Eu não escreveria algo assim de um modo sério :abraco:
     
  16. Psyche

    Psyche Usuário

    Na verdade foi um sinal de "não pude usar o computador". :mrgreen:

    Fico feliz que todos sintam-se a vontade de postar aqui. Eu não quero, de forma alguma, ter todos concordando comigo, pessoas inteligentes e com bons argumentos são bem-vindas sempre (isso funciona pro fórum como todo, acho).

    Não tenho problema com trabalhos musicais parecidos, desde que estes sejam de qualidade; mas ao que me parece você conhece muito mais de música do que eu e concordo que deve ser meio irritante me ver dizendo que "acho o máximo" uma coisa que é igual a tantas outras.

    Muito obrigada pela lista, vou tentar conhecer de verdade.
     

Compartilhar