1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Dália Negra (James Ellroy)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Anica, 7 Mai 2010.

  1. Anica

    Anica Usuário

    Primeiro, vamos aos fatos: 1) Não, eu não vi o filme de Brian de Palma inspirado nessa obra de James Ellroy (que também escreveu Los Angeles: Cidade Proibida). 2) Comprei Dália Negra em uma promoção da Livrarias Curitiba e eu se fosse você aproveitava e dava uma garimpada lá, livros por apenas R$9,90 (e o que é melhor: não são todos de auto-ajuda, como costuma acontecer em promoções assim). Acertado tudo isso, vamos então ao livro em si.

    Eu já tinha ouvido falar na história do assassinato da atriz Elizabeth Short – sabe como é, difícil ter acesso à Internet e em algum momento não ficar sabendo de casos que nunca foram solucionados. O que James Ellroy se propõe a fazer é escrever o que acredita ser a conclusão do crime, a partir de anos colhendo informações sobre o assunto.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    Anica, tem uma série no Discovery sobre os maiores seriais Killers dos EUA e em um episódio o dr. Stone estudou esse caso. Tem um policial que estudava esse caso e acha que descobriu o culpado.

    Spoiler do caso do programa do Discovery:
    Parece que era o pai do policial que investigava. Ele desconfiou ao ver umas fotos do pai com a atriz e disse que seu pai era esquisito, gostava de uma vertente da arte, algo como o modernismo, e matar a atriz e colocá-la daquela forma foi uma forma de arte, só não pegaram ele pois ele errou a rua que devia colocá-la, não lembro direito. Acho que no site do Discovery dá para assistir.
     
  3. Anigel

    Anigel Eu atropelo duendes!

    Esse livro me deu pesadelos. Sério. Acho que tanto pela história como pelo talento do James Ellroy de criar uma atmosfera de suspense.

    Vou dizer o que já disse isso a respeito do LA Cidade Proibida, mas vale o mesmo para o Dália Negra; nesse livro a atmosfera é tão densa que dá a impressão que pode ser cortada com uma faca.

    A história do crime é apavorante, mas acho que não foi isso que me deu pesadelos. Fiz questão de não ver nenhuma foto do corpo, mas ainda assim tive pesadelos, imaginando toda a cena.
     
  4. Zzeugma

    Zzeugma Usuário

    Eu li e adorei a Dália Negra. O que tenho é uma edição antiga, se bobear esta que a Anica conseguiu no sebo.

    Gostaria de contar um fato curioso sobre James Ellroy e eu.
    Muitos anos se passaram após minha leitura de Dália Negra... Havia esquecido muitas coisas, mas é difícil "apagar" todas as descrições de Elisabeth Short da memória.

    Queria assistir a um filme e meio sem saber o que esperar fui assistir ao Los Angeles - Cidade Proibida... Sabia só que havia sido indicado a Oscar. Durante a exibição, fui percebendo uma "forma" de narrar a história... e me toquei durante o filme, que devia ser baseado em outra obra do mesmo autor. O que acabou se confirmando depois: era realmente baseado numa obra de James Ellroy.

    Isto nunca mais aconteceu: em geral, acabo leio uma ou duas linhas da crítica e acabo sabendo antes que se trata de uma adaptação de "x" ou "y".

    L.A. - Cidade Proibida é um filme muitíssimas vezes melhor que o Dália Negra.

    * * *
    Na Piauí deste mês (julho), saiu na seção Esquina uma breve matéria sobre uma "tentativa" de entrevista com James Ellroy que esteve em Portugal... Dramática...!!! Infelizmente só está disponível na rede para assinantes... então qdo vc for à livraria ou revistaria dê uma espiadinha.
     

Compartilhar