1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

D&D fora da Wizards vende?

Tópico em 'RPG' iniciado por Skywalker, 17 Ago 2005.

  1. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Então... algumas semanas atrás a AEG anunciou o lançamento da nova edição do Legend of the Five Rings e o cancelamento da linha do Oriental Adventures. Essa semana a Sword and Sorcery anunciou que não irá renovar o contrato com a Wizards relativo ao Ravenloft e ao Gamma World.

    Então a pergunta que fica é: D&D fora da Wizards vende? Ou será que, devido à vedação de uso de nomes que, de certa forma, interligariam esses cenários, acabam distanciando-os do jogador de D&D. E, finalmente, será que o Dragonlance, que continua sendo apoiado por uma editora menor, realmente vende ou é mantida só pelos fãs old-school?
     
  2. Tilion

    Tilion Administrador

    Realmente pesa não fazer parte do "núcleo" do D&D: o suporte não é o mesmo, a limitação é imensa... Para a Wizards interessa apenas os best-sellers, de modo que ela deverá dar suporte apenas a Forgotten Realms e Eberron por um bom tempo.

    Acredito que o destino de Dragonlance acabe por ser o de Ravenloft a (não tão) longo prazo. Permanecerá apenas com os romances, pois eles sempre deram e continuam dando um lucro danado pra Wizards.
     
  3. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    Essa história do Ravenloft.... Foi a Wizards ou a White Wolf que quis reverter o contrato??? Pq se a WW quisesse parar de publicar não teria um livro quase pronto que não vai mais ser lançado...
     
  4. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Foi a White Wolf. O livro quase pronto vai ser lançado como pdf gratuito do jeito que tá em setembro.
     
  5. Tabris

    Tabris Porta Chama do Ponente

    Euacredit oque cenários como Ravenloft e outros "vitimas" da WOTC agora só sobreiveram mesmo decido aos fãs, cabe a eles escrever coisas novas e manter os cenários vivos.
     
  6. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Como assim "vítimas" da WotC?
     
  7. Tabris

    Tabris Porta Chama do Ponente

    Os cenários que por serem mais épicos, dramáticos, mais como cneários de literatura mesmo, preferidos por players que gostam mais de RP, que são minoria e q dependem mais de ambientação e material "fluffy" do q de regras e classes de prestigio, que vendem muito mais.

    A politica da Wizards atual é essa, os escritores já tentaram fazer "livros a moda antiga" mas a orientação da Wizards é colocar mais regras, cdps, talentos e etc (chunch ou crocante) do que material de ambientação e ajuda ao RP (fluffy) já que nos EUA a maioria dos grupos não tem RP como parte principal, são aquele grupo clássico de nerds que se reune e invade uma dungeon não muito original ou com sentido.

    Ou seja, o RP e ambientação para os grupos é gerlamente pior que a brasileira, lá até o grupo do Vin Diesel (Sim ele é viciado em D&D O.O) deve ser considerado RP.
     
  8. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Mas aí é que tá, Pereldar. Os livros de RPG off-WotC não tão dando certo, enquanto os da WotC estão vendendo bem....
     
  9. Tabris

    Tabris Porta Chama do Ponente

    Exatamente, a WOTC ganah dinheiro fazendo o RPG para as massas dos EUA do memso jeito que as editoras ligadas ao Del Debbio e Cassaro faziam aqui.

    Povo RP é a exceção, infelizmente, ainda + pq a propaganda n é feita para gente q vai ter bom RP
     
  10. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    Eu discordo com vc, Pereldar...

    A Wizards lança livro pra caramba só com regra porque essa é a proposta deles. Como eles abriram o sistema, qualquer um pode criar um cenário de D&D, mas só eles podem mexer nas regras, então é isso que se espera deles...

    O que não significa que eles estão fora do mercado de cenários, porque eles tem o Forgotten, que tem livros muito bons e com muita ambientação...
     
  11. Tabris

    Tabris Porta Chama do Ponente

    Muita ambientação?

    Na verdade pelo que me falram os escritores vivem reclamando, a ultima chance deles de escrever um livro mais voltado para ambientação foi o Silver Marches e esse foi o unico nesse sentido.
     
  12. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Bom, discordo dos dois :dente:

    Qualquer editora pode distorcer as regras do d20 system, vide Mutants & Masterminds. E mesmo assim, de que adianta eles se responsabilizarem pelas regras e etc. se praticamente nada do que fazem é open game content.

    E Pereldar, o Silver Marches não foi o único livro do FR voltado à ambientação... teve o city of the spider queen, o waterdeep, o lost empires, o serpent kingdoms, o shining south, o unnaprochable east e o underdark.. caraio, haja suplemento de cenário, hein? :dente:
     
  13. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    Não é porque o conteúdo não é open game que não dá pra usar nos jogos. Se você tem um livro como o stormwrack ou o draconomion e gosta do que tem lá, nada te impede de usar num jogo que se passe num outro cenário. Só impede que outras editoras usem o conteúdo.

    Tem o faiths and pantheons, o lords of darkness, até o races of fearun... Praticamente não tem um livro de forgotten que não tenha bastante conteúdo de cenário. Alguns tem um pouco mais de regras, como o races, mas até esses tem bastante conteúdo de cenário.
     
  14. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Sim, mas considerando que estamos falando da relação Wizards / outras editoras...
     
  15. Tabris

    Tabris Porta Chama do Ponente

    Eu sei que não, mas compare um Faiths and Pantheons com um Faiths & Avatars, é muito menos material e muito mais classes de prestigio, talentos e itens, tudo bem que em AD&D existiam os sacerdotes especializados mas mesmo assim a diferença é grande.

    Eu n li City of The Spider Queen mas sinceramente os outros livros que vc citou ainda falam muito mais de regras do que livros similares da segunda edição, a tendência de wizards agora´e regras e material que vende pq os jogadores de RPG estão irremediavelmente corrompidos por uam visão munchkin, a não ser que toda a mentalidade deles (ou de uma futura geração de jogadores entrando) se torne outra.
     
  16. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Olha, eu tive a oportunidade de olhar todos esses livros e digo que, com certeza, tu tá enganado. A única diferença é que, como no AD&D não existiam classes de prestígio nem feats, é natural que essas adições da terceira edição apareçam nos livros, mas a dizer que é tem muito mais regras é um grave erro.
     
  17. Tabris

    Tabris Porta Chama do Ponente

    Bom, talvez seja pela quantidade de livros, mas tente comprar a qualidade do Waterdeep com o City of Splendors da segunda edição, certamente não temos mais descriç~eos detalhadas ao ponto das ruas :P
    Por exemplo o Serpents Kingdom pelo menos para mim n apresentou nada de tão interessante, teve sim muito talento, classe de prestigio e raça.
     
  18. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Ah, não dá pra comparar o livro de Waterdeep fininho da 3.5 com o box do AD&D...
     
  19. Tabris

    Tabris Porta Chama do Ponente

    É claro, n é a possição da WoTC, n tem + pq liberar tanto material c oq vende para a maioria é regra.
     
  20. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Sabe... eu fiquei encucado com esse esquema de que vende mais é regra e fui atrás de umas coisinhas...olha que legal:

    AEG: Livros com cenário + regras: 2. Livros só com regras: 17
    Malhavoc Press: Livro com cenário: 1. Livros só com regras: 30
    Wizards of the Coast:Livro com cenário: 19. Livro só com regras: 28

    Ou seja: a WotC é, disparada, a editora (das majors) que mais aposta em cenários...
     

Compartilhar