1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

D&D 4E - Rumores, intriga e paranóia

Tópico em 'RPG' iniciado por Skywalker, 15 Ago 2006.

?

D&D 4E é necessário?

  1. Sim

    8,0%
  2. Não

    92,0%
  1. Tabris

    Tabris Porta Chama do Ponente

    Outro problema nosso é q aqui só tem lançamento do mercado americano, o mercado brazuca parecem uito mais com o mercado europeu do que com o americano, tdo mundo conehce aquela imagme dos 5 nerds envolta de uma mesa matando monstros em dungeons cada vez mais sem sentido, esse é o mercado americano, apesar dos sistemas "alternativos" como GURPS e o storyteller a base do mercado americano é essa, enquanto o mercado europeu tem muito mais interpretação, eu costumo dar o exemplo de que tem muito mais mulher jogando RPG na Europa do q nos EUA, mulheres são mais atraidas por interpretação e cenário do que por hack n' slash (claro q como no Brasil nós temos a associação com os otakus e os otakus não vem problema em serm achistas a coisa muda um pouco)
     
  2. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Considerando as opiniões aqui postas, pode-se confirmar ainda mais o êxito dessa política caça-níquiel da Wizards; alguns gostam muito de livros que outros consideram desnecessários, e vice-versa, não necessariamente, mas acabam sempre lançando algum livro que agrada a alguém.

    Por exemplo, eu gosto muito do Draconomicom e do Libris Mortis.


    Sobre o "olho vivo" que o Artimage citou, eu não vejo méritos nisso; quem dá valor ao seu dinheiro suado não comprará qualquer porcaria. E os caras da Wizards não esperam mesmo que seus consumiradores comprem tudo, exceto os mais fanáticos.
     
  3. Armitage

    Armitage Usuário

    Apesar de achar seu tom um tanto radical, Pereldar, no fundo acabo concordando contigo, e radicalizando também.

    É isso a que me referí quando disse que quanto mais jogos e sistemas diferentes, melhor para o RPG em geral. O mainstream atual é hack-slash. O resto foi jogado pra "underground". O problema é que com isso, vem uma penca de gente achar que só o mainstream é que presta, e o resto não - por que não tem popularidade, não vende bem, etc... tss, tss, tss.

    O exemplo das mulheres foi ótimo. Aliás sabe o que chamou as mulheres para o RPG, pelo menos aqui no BRasil? Vampire. Isso mesmo. A White Wolf é a responsável por promover uma espécie de "renascimento" do RPG, dando valor ao real significado do termo (Role-Playing / interpretação de papéis), enquanto até então, predominantemente, poderíamos chamar o hobbie de TPG (Tactical playing game), por que cá pra nós, girava em torno de combos, bonequinhos de plástico, e vorpals. Wargamistico demais.

    Com Vampire, as mulheres e adultos novos ao hobbie puderam conhecer um significado muito mais amplo e mais fiel à propria sigla RPG. Até o Live Action cresceu!

    Pensando bem , a política da Devir de "ir contra o mercado" não me parece burrice, me parece inteligencia e ousadia. É como se esta tentasse lutar contra esse "norte-americanismo caça-níqueis" que você colocou Pereldar, e tentar manter-se o mais eclética possível para mostrar ao brasileiro que o RPG é bem maior do que o mainstream parece mostrar. :cool:
     
    Última edição: 20 Ago 2006
  4. Arcanjo[SK]

    Arcanjo[SK] Spartan Supersoldier

    Sou contra uma quarta edição tb, pois é muito cedo para isso. Se querer lançar regras diferentes, lancem "Guia das regras opcionais" e não um D&D 4ª edição. Ou se forem lançar edição nova, que não se chame D&D. Dê outro nome e comece uma nova linha de produtos, paralelo ao D&D 3.5, mas não jogue este ultimo pro lixo não...

    Talvez a existência de um lançamento de livro por mês lá fora seja para evitar que os jogadores cansem e para dar mais opções (além do principal: GANHAR + DINHEIRO) ... vejo muitos jogadores cansandos de seus jogos, a não ser quando é uma proposta de jogo muito boa e/ou diferente. É até comum ver jogadores procurando mais livros, com mais regras opcionais interessantes, mais classes de prestigio, raças, enfim, dandop mais opções de jogo, o que não é algo ruim... afinal existem muuuitos jogadores que se animam com regras para novas coisas, como diferentes ripos de magia (nova regra de magias), ou novas formas de combate. Um livro com mais coisas assim não é algo ruim, mas admitio que pode ser algo para fins puramente lucrativos... mas tb é bom ter livros não apenas com regras, mas com boas ambietações, mais opções interprativas, conteudo mesmo (historia, cultura de raças, etc...)

    Uma quarta edição agora e voltada ainda mais para miniatura, seguindo a linha comum do D&D de focar mais em coisas assim doq em interpretação, estaria mais se tornandop um wargame ou um jogo de extratégia/tabuleiro doq o real significado do RPG (jogo de interpretação)

    Em geral, aki parece,mos concordar em ser conta o D&D4... mas e lá fora? oq os americanos acham?? Isso tem muita importancia na decisão do lançamento, afinal, os EUA são o berço do D&D...
     
  5. ShidoSan

    ShidoSan Traí o mov. vegetariano véio

    E a Wizards não desiste de ganhar dinheiro sacaneando os outros...
     
  6. Deriel

    Deriel Administrador

    É só boataria, e não com as melhores intenções. Para vocês se divertirem, direto da página da Wizards (reparem a data do artigo, no link do mesmo):


    E olha que isso é mais legal dos que os boatos do primeiro post :g:
     
  7. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    :rofl: :rofl: :rofl: :rofl: :rofl:



    Quase tive um ataque do coração. :jornal:
     
  8. Porcaria! 2011 tah muito longe! hehe
     
  9. Deriel

    Deriel Administrador

    Falando sério, eu não tenho absolutamente nada contra uma Quarta Edição, a seu tempo. Uma edição que faça como a Terceira, torne o sistema melhor e mais ágil, corrija o que é desbalanceado e mesmo dê novas opções. Não vejo problema algum nisso =]
     
  10. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Defina "a seu tempo".

    O problema é que várias pessoas montaram suas bibliotecas da 3E ou 3.5 e essas bibliotecas vão se tornar completamente inúteis. É muito legal pensar na evolução do sistema em si, mas também tem que ter em mente a evolução dos saldos bancários...
     
  11. Deriel

    Deriel Administrador

    Aconteceu a mesma coisa da Primeira pra Segunda, da Segunda pra Terceira e assim por diante. Evolução demanda isso, não dá pra melhorar sem causar alguma ruptura com o antigo. É mais ou menos de 10 em 10 anos que acontece uma nova edição, o que pra mim tá ótimo.
     
  12. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Se tu considerar a evolução de 10 em 10 anos tá de bom tamanho mesmo. Foi exatamente o que eu quis saber quando perguntei o que tu quis dizer com "a seu tempo".
     
  13. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    Ou seja, a Quarta Edição deve aparecer em 2011 mesmo. Comecei minha biblioteca 3.0 em 2002, se não me engano. É só não inventarem de lançar edição 4.5, 4.5 e 1/2, 4.69... isso sim é palhaçada.
     

Compartilhar