1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Custo de vida

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Buky, 26 Jan 2009.

  1. Buky

    Buky Usuário

    Removido.
     
  2. Bagrong

    Bagrong RaG

    Essas contas são um tantinho controversas. "Viver dignamente" é um parâmtro meio subjetivo.

    E tem outro fator: onde a pessoa mora. Sou de Botucatu, no interior, e moro em Sampa. O custo de vida na capital é simplesmente mil vezes maior do que o custo de vida no interior. Todas as coisas são mais caras.

    Isso dava pra ver bem quando aumentou o preço da carteira de motorista. Enquanto alguns lugares iam cobrar 500 reais, outros subiram para 1200, variando em relação ao estado.

    É difícil encontrar valores que agradem todo mundo, pois há uma variação enorme entre o que uns ou outros consideram justo. Vendo as letras pequenas no site da DIEESE, por exemplo:

    A Lei não estipula o que é a família, quantas pessoas o mínimo deve sustentar, se a criança consome o mesmo que os adultos etc.. Cada um que calcular o valor chegará a um número diferente, com uma variação considerável, creio eu.

    Além disso, é preciso pensar que o salário hoje é usado para compensar a deficiência dos serviços públicos, mas que o mínimo não foi feito para isso. Saúde e educação, por exemplo, deveriam ser de graça. Se o governo fizesse sua parte em outros setores, o custo de vida diminuiria drasticamente.
     
  3. Izze.

    Izze. What? o.O

    Pois é, isso é algo bem difícil de ser calculado, e com resultados diferentes de pessoa pra pessoa.

    Além do que o Bagrong já disse, leva-se em conta também com o que seria gasto esse dinheiro, além do básico (contas da casa, alimentação e tal). Vivemos em um mundo capitalista, então algumas coisas simplesmente não "podem" ser consumidas por todas as pessoas.

    E aí vem a diferenciação entre classes sociais e blablablá. =/
     
  4. imported_Nanda

    imported_Nanda Usuário

    Acho que o estudo do DIEESE deve ter crédito. Aposto que eles levaram em consideração as coisas básicas, para uma pessoa viver com o mínimo de dignidade e com uma pessoa da família só recebendo salário.
    Pra uma família com 2 crianças, e só um responsável empregado, esse é um valor justo considerando que essa família vive em uma cidade grande. Criança tem um gasto imenso.
    Se vc considerar vestuário dentro das necessidades básicas (o que é o certo), comprando em um lugar onde vendem com preço relativamente bom, (Não to dizendo roupa de pessima qualidade do Brás não), e sapato de qualidade relativamente boa tb, se bobear nem isso dá. As pessoas muitas vezes esquecem que a gente come e paga as contas de casa mas a gente tb tem q se vestir. E se vestir com qquer trapo não é algo muito "digno".
    O que vc compra com 465 reais por mês? Isso não é nem o que a gente gasta de compra de mês aqui, e somos só dois. E olha que eu não fico "luxando" com comida não, vou no mercado mais barato e faço pesquisa de preço.
    Queria muito que o salário mínimo fosse esse :P
     
  5. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    Isso mesmo Nanda! :sim:
    E se esquecem também de transporte que em São Paulo por exemplo, é muuuito caro (e ainda tudo é longe pra k7) só pra lembrar que em fevereiro um bilhete do metrô passará a custar exorbitantes r$ 2,55!!!
    Faça as contas de alguém que precisa ir de metrô pro trabalho e pra escola, cinco vezes por semana, sem falar no preço do ônibus... :susto:

    E refeições decentes?

    E cultura?
    As pessoas que freqüentam este fórum, mais do que a maioria dos brasileiros, sabem bem o custo de um livro (mesmo em sebos) um CD ou uma entrada pro cinema.

    "A gente não quer só comida, a gente quer bebida, diversão e arte..."
     

Compartilhar