1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Cura pelo 'pensamento mágico' foi fatal para Jobs, afirma biógrafo

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 13 Out 2012.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Se Steve Jobs (foto) não tivesse perdido tempo na busca de cura pelo “pensamento mágico”, em vez de se submeter logo a uma cirurgia para extirpar o câncer de pâncreas, ele ainda estaria vivo, disse o biógrafo Walter Isaacson.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Jobs demorou nove meses para se submeter a uma cirurgia​

    Em entrevista ao 60 Minutes, da CBS, Isaacson contou que o fundador da Apple só resolveu em 2004 pela cirurgia nove meses depois de o câncer raro ter sido diagnosticado.

    disse o biógrafo.
    A vida de Jobs foi marcada pelas excursões que fez à Índia para receber orientação espiritual. Ele se tornou budista e a cultura zen passou a permear seu estilo de vida e suas decisões, inclusive as profissionais.

    Quando soube que estava com câncer, disse Isaacons, Jobs descartou a medicina tradicional e recorreu a espiritualistas. Como a doença não se deteve, ele experimentou acupuntura, sucos e dietas macrobióticas, mantendo-se longe da cirurgia.

    O jornalista Isaacson é o biógrafo autorizado do fundador da Apple. Ele foi procurado pelo próprio Jobs (já doente), que lhe concedeu 40 entrevistas.

    contou Isaascons. O que foi fatal.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Lamentável que um homem com ideias tão interessantes (ou tão habilidoso em copiar ideias dos outros, depende do referencial) tenha sucumbido por conta de convicções desse tipo.
     
  3. Fernanda

    Fernanda Andarilho de Eriador e

    Eu acredito em cura pelo pensamento. Eu penso bem na hora de escolher o médico e penso bem para não esquecer de fazer o que ele manda. Meu pensamento é forte, até agora tem dado certo.

    E olha que eu misturo homeopata com alopata. Penso tão forte que penso que cada um cuida de uma coisa diferente.
     
    • LOL LOL x 3
    • Gostei! Gostei! x 2
  4. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    Mas só é considerado "perda" de tempo porque não deu certo, falar isso agora é fácil.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  5. Lew Morias

    Lew Morias Luck is highly overrated

    Ah, cara, mas uma vez que o câncer estava diagnosticado, você se fiar apenas na "cura pelo pensamento"(seja lá o que isso signifique) é loucura, IMO. Tipo, o cara tinha grana pra ter acesso aos melhores tratamentos do mundo. Se ele acreditava que a parte espiritual podia, de fato, lhe ajudar a combater o problema físico, tudo bem, agora acreditar que APENAS isso o curaria?
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  6. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Existem pessoas que comprovadamente obtiveram êxito de cura de graves doenças por terapias não-convencionais e/ou espirituais.

    Acho errado cair nessa análise de que um método é superior ao outro. Um fato que nunca deve passar desapercebido é que tanto pelo metodo convencional ou pelo alternativo nenhum deles conseguem curar todos em 100%.

    Eu no lugar do Jobs jamais ficaria acreditando somente em um método seja ele qual fosse. Experimentaria sim o alternativo, mas ao mesmo tempo jamais abriria mão da medicina convencional e ainda assim nem se pode garantir categoricamente que ele estaria vivo, pois em toda e qualquer cirurgia sempre há um risco.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  7. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    Isso volta na mesma questão, só é loucura porque não deu certo, se a matéria fosse "Steve Jobs se cura com apenas o pensamento" ninguém iria falar que foi perda de tempo ele ter procurado essa cura específica, ninguém poderia falar que acha loucura, então no momento em que ele ainda estava na busca pela cura, ela poderia tanto funcionar quanto não funcionar, foi um risco que ele tomou, assim como tudo na vida é uma questão de risco. Crença por crença, ela só não será verdadeira para quem não acredita.

    Se formos olhar sob outro ponto de vista, Steve Jobs poderia ainda estar vivo se tivesse optado logo pela cirurgia, mas ele então não seria o mesmo Steve Jobs, eu não conheço muito da vida pessoal dele, mas se retirarmos uma característica forte de nossa personalidade, todos nós deixaríamos de ser quem somos, em outras palavras, Steve Jobs viveu e morreu sendo ele mesmo, ele poderia ter tido uma vida diferente, uma morte diferente, em um tempo diferente, mas então ele seria uma outra pessoa. (não sei se consegui ser claro)

     
  8. Lew Morias

    Lew Morias Luck is highly overrated

    Não é loucura só porque não deu certo. É loucura porque ele tinha diversos meios para se curar da doença e escolheu um e, além disso, um que não era 'confiável', digamos assim. Eu pelo menos nunca vi nenhum padre, pastor, rabino ou líder espiritual de alguma forma, sugerir a um enfermo que fie-se só nas bênçãos e orações e não procure um tratamento médico (seja ele tradicional ou não), ainda mais num caso de uma doença séria como é o câncer. Por isso que é loucura.

    E se ele se curasse, afirmar que isso se deveu à 'cura do pensamento' seria um exagero também. Doenças podem recuar naturalmente, sabe-se lá o porquê. É raro de acontecer? É. Mas acontece. Poderia ser o caso e aí estaríamos atribuindo a cura ao pensamento, quando, na verdade, ele nada teve a ver com isso.

    E quanto ao que você disse sobre deixar de ser quem somos, o que estava em jogo era a própria vida do Jobs. Pra não deixar de ser quem ele era, ele deixou de ser. Um preço alto demais a se pagar, não? Eu, pelo menos, não enxergo a coisa dessa maneira. Estamos falando de uma doença, de ter acesso a pessoas que sabiam como a enfermidade agia e que tinham possibilidades de fazer algo contra ela. Ele tinha ajuda a sua disposição e a negou. Tem uma historinha que eu já ouvi, que não sei se encaixa bem na discussão, mas vou contá-la mesmo assim. Era uma vez uma cidade inundando. Um cara, no telhado da sua casa, com ela toda inundada, rezava pedindo a ajuda de Deus. Aí, passa um barquinho oferecendo pra levá-lo embora e ele recusa, porque Deus ia salvá-lo. Passa mais um tempo, a água continua subindo, passa outro barquinho e a história se repete. Por fim, chega um helicóptero, a água já batendo no pé do sujeito e ele recusa novamente, porque Deus ia salvá-lo. No fim das contas, a água continua subindo ele se afoga e antes de morrer pergunta-se porque Deus não fez nada pra salvá-lo, ao que Deus responde que mandou barcos e até um helicóptero pra salvá-lo e ele simplesmente recusou.

    Pra mim, o que o Jobs fez foi recusar os barquinhos e os helicópteros que Deus (ou um ser superior) o enviou (considerando que ele acreditava nisso). Ele tinha tudo lá a disposição, mas preferiu não usar.
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  9. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    É, eu também não sei o que aconteceu com os líderes budistas que ele deve ter encontrado, não sei nada nem da vida dele nem de budismo, mas é curioso ele ter rejeitado as escolhas tradicionais e não utilizado tudo disponível ao mesmo tempo, não sei qual era o pensamento dele, mas independente disso, acredito que ele deveria ser assim, e nós sempre vamos morrer por ser quem somos, seja fumando, bebendo, curtindo a vida, viajando, ficando em casa, é impossível fugir de escolhas, e as escolhas que fazemos é que definem o que acontecerá ou não com a gente, acredito que ele deve ter feito a escolha que para ele, por alguma razão, acreditava ser a melhor.
     
  10. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Eu diria isso antes e depois, não acredito nesse negócio muito alternativo, tem uma razão para se chamar alternativo, tem o método que funciona e o outro, alter latim.

    Não convencional é uma coisa, isso que ele fez é outra totalmente diferente.

    Que eu saiba o câncer só tem cura pelo método convencional, nunca ouvi falar de ninguém que tenha se curado apenas pensando em se curar sem tomar alguma medicação ou passar por algum tratamento.

    Já vi gente se curar apenas através do método convencional, científico, mas nunca vi alguém se curar apenas pelos métodos alternativos. É como tomar remédios e rezar muito para se curar, se você rezar mas tomar os remédios você se cura, se você não rezar mas tomar os remédios você se cura, mas se você rezar e não tomar os remédios você não se cura, logo se a oração ajuda ou não é irrelevante, mas é fato que sem os remédios não há cura.

    Eu nunca vi casos assim, você já viu algum dar certo apenas pela força do pensamento, seja lá o que for isso?
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  11. Siker

    Siker Artista Comercial / Projetista Gráfico

    Eu nem sei o que foi isso que ele tentou fazer, mas acredito ser possível.
     
  12. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Eu imagino que era algo do tipo: não tomar remédio, por ser algo estranho ao corpo mas apenas ter pensamentos positivos, talvez tomando algum chá ou algo do tipo, esse é o caso mais promissor, mais possível de funcionar, mas ainda assim acho que não daria certo e mesmo nesse caso nunca ouvi falar em nenhum caso.
     
  13. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Existem as chamadas cirurguas espirituais praticadas em centros espíritas.


    Há relatos de pessoas pelo mundo todo que estavam doentes em estado terminal iludidas pelos seus médicos, mas que obtiveram cura fora da medicina convencional e que quando casos assim acontecem são relatados invariavelmente pela mídia como "milagres".

    Mas quero deixar bem claro que eu não estou defendendo aqui totalmente os alternativos e criticando a medicina convencional. Eu tenho como pensamento sempre como primeira opção priorizar totalmente a cura inicialmente na medicina convencional e aí não havendo nenhum resultado favorável sem mais nada a perder buscar o alternativo.
     
    Última edição: 15 Out 2012
    • Gostei! Gostei! x 1
  14. Ana Lissë

    Ana Lissë Nazgûl boazinha

    Furia, penso quase da mesma forma que vc, mas acho que a fé deve entrar em cena na mesma hora que a medicina. Não é bom esperar até que a coisa fique feia.

    Eu, já vi muitos relatos de milagres. Sou católica, creio muito nessas coisas, até porque, como eu disse, já vi muitos casos de verdadeiros milagres. Só que Deus só faz o milagre se a pessoa se dispõe a ajudar. Isso quer dizer que o doente deve tentar tudo o que puder dentro de suas possibilidades e meios disponíveis.

    Deus diz que ele não precisa do ser humano para realizar nada, mas ele QUER precisar. Por isso os médicos não estão aí à toa.

    A fé só é verdadeira quando estiver acompanhada por atos.
     

Compartilhar