1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Crônicas de Avalon

Tópico em 'RPG' iniciado por Kainof, 13 Mar 2007.

  1. Kainof

    Kainof Sr. Raposo

    Comprei esse 1º livro da Conclave sobres As Crônicas de Avalon pra ver como eles adaptaram a lenda arturiana pro RPG. Não posso negar que me atraiu também a notícia de novas regras pra Classe de Armadura e Pontos de Vida.

    O enredo é bastante "colado", com "recortes" de várias versões da lenda: Malory e Bradley parece que se sobressaíram. Mas a "colcha" não ficou ruim não.

    Mas em relação as regras, alguém sabe se as modificações são realmente viáveis em jogo. Não tive tempo de fazer um play test, e acho que não terei tão cedo...
     
  2. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    Pelo o que sei, ele usa muitas coisas do Artur do Bernard Cornwel, que é um grande livro.

    Quando terminar de ler, faz uma resenha pra gente.
     
  3. Elminster

    Elminster Usuário

    Me parece atrativo, mande a resenha como se foi dito anteriormente :pipoca:
     
  4. Kainof

    Kainof Sr. Raposo

    Crônicas de Avalon, Vol.1 – O Começo
    Autor: Pedro Borges
    Ilustradores: Flávio Ribeiro e Pedro Borges
    Editora: Conclave
    Sistema: d20
    Nº de páginas: 64
    Preço: R$ 19,90

    Capítulo 1: Crônicas Arturianas

    Dá uma introdução às singularidades do cenário, principalmente no que se refere ao sistema. Também cita as obras que predominam na inspiração para a adaptação: “Crônicas de Artur” de Bernard Cornwell e “as Brumas de Avalon” de Marion Z. Bradley.

    Neste capítulo é resumida a história da Velha Britânia e a lenda arturiana: domínio romano, conflitos com bárbaros saxões, a espada na pedra, a Távola Redonda, Morgana, Merlin, traição de lancelot e Guinevere, a Demanda do Graal e o aparecimento de Mordred, que marca a cronologia atual.

    Capítulo 2: Personagens

    Só existem humanos na Velha Britânia. Mas existem muitos povos: galês, bretão, saxão, romano, irlandês e picto; além de nativos de outras terras, mas que residem na ilha, como nórdicos, francos e judeus. Cada povo tem um bônus numa Habilidade e uma Classe Favorecida.

    Entre as Classes, Combatentes, Adeptos e Monges são inexistentes. Feiticeiros são proibidos pra PCs e Mago é uma CdP permitida apenas a Bardos, Druidas e Sacerdotisas. Nenhuma Classe é capaz de conjurar magias, a menos que tenha o Talento “Usar Magia”. Mesmo assim, a magia é restrita às escolas Abjuração, Adivinhação e Encantamento.

    São 6 Classes de Prestígio: Cavaleiro, Emissário, General, Governante, Patriarca e Sacerdotisa.

    É preciso escolher a Posição Social: Paria, Miserável, Escravo, Artista, Vassalo, Mercador, Soldado, Comandante, Sacerdote, Nobre, Lorde e Monarca. Cada Posição Social recebe um bônus de +2 em determinada Perícia. Os Recursos (grana) dependem da Ocupação (profissão), que são de acordo com a Posição Social.

    Deve-se Lealdade a alguma Instituição (Grande Reino, Cultos Antigos, Santa Igreja ou Guilda) ou organizações (tribos, tradições de cavalaria...).

    Existem 9 reinos, mapeados na contra-capa.

    Os Novos Talentos (9) vem apenas para adaptar o clima arturiano, como por exemplo, o Talento “Levantar Parede de Escudos”, tentando reproduzir a tática vista em “Crônicas de Artur” do Cornwell.

    Há também Reputação (fama), Recursos (renda) e Glória. A Glória são feitos de grande heroísmo, que acumulam pontos que depois podem ser gastos pra ganhar bônus em testes ou RD.

    Capítulo 3: Combate

    A CA é dividida em Defesa e Absorção. Absorção é igual ao bônus de armadura, então: Cota de Malha= Abs. 5. Defesa é obtida da soma: 10 + Bônus de Des + Escudo (quando houver) – Armadura (Leve-0, Média-1, Pesada-4) + Bônus de Defesa da Classe. A Vida (substituindo os PVs) é igual ao valor da Constituição + Bônus de Vida da Classe.

    Cada Classe tem um valor na Tabela de Defesa e Vida, de forma parecida com Bônus Base de Ataque e Testes de Resistência. Essa regra é opcional e o cenário funciona perfeitamente sem ela.

    Há novas Ações de Combate, para “colorir” a luta e regras para disputas não-letais (tiro-ao-alvo, competição de bebidas...)

    Além de regras para Combate entre Exércitos, desde a arregimentação até o “campo de corpos”

    Apêndices

    Descrevem brevemente (1 ou 2 páginas) a religião, o reino de Logres (o principal) e os planos paralelos. Traz algumas fichas prontas de animais e PdMs típicos.
     
    Última edição: 15 Mar 2007
  5. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    Muito boa a resenha.

    Parece interessante, principalmente pra mim que gosto muito do Cronicas de Arthur.
     
  6. melissa_verb

    melissa_verb Visitante

    Kainof, teria como vc me passar mais informções sobre Avalon? Jogo Mago: Ascensão e a minha personagem tem sangue de Avalon, que foi passado de geração em geração. Na tematica do jogo isso traz ela dons como precognição, visão de vidas passadas, além de aumentar a ressonancia das magias delas. Queria mais informações para compor a personagem.
    Obrigada!:kiss:
     
  7. Arcanjo[SK]

    Arcanjo[SK] Spartan Supersoldier

    Achei mto interessante, talvez eu venha a adquirir depois. Vc não tem PVs por nível?? Então um guerreiro de 20 níveis pode cair com um unico golpe de espada?? Eu particulamente acho isso interessante,tornando o combate mais letal (se for assim talvez mais letal que o Conan D20).

    O segundom volume teria oq?
     
  8. Kainof

    Kainof Sr. Raposo

    Como os sistemas são diferentes, é difícil transpor, mas basicamente, as Sacerdotisas de Avalon têm os mesmos poderes demonstrados por Morgana e Viviane em "As Brumas de Avalon" da Marion Zimmer Bradley, que com certeza será uma boa fonte de background para a personagem, além de ser uma leitura quase obrigatória pra quem curte a lenda arturiana (as meninas principalmente).

    Exato. A intenção é deixar o combate mais perigoso e letal. Também não gosto quando os jogadores desafiam um grande perigo, só por que "não vão perder todos os PVs". Apesar do Guerreiro ter um Bônus de Classe de Vida alto, ele pode morrer em poucos golpes.

    A descrição do cenário se não me engano. :think:
     

Compartilhar