1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

"Crime e castigo" (Dostoievski)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Inho, 28 Ago 2003.

  1. Inho

    Inho Usuário

    Bem...eu to chegando no fórum de Literatura agora mas eu pesquisei e nao achei nada sobre esse livro fantástico de um dos melhores autores que eu já li. Meu ídolo nacional é o Machado de Assis e encontrei um estrangeiro comparável. Aliás, achei o estilo de ambos bem parecidos, não?

    Enfim, comentai!
     
  2. Faram¡r

    Faram¡r Dr. Benway

    Ambos os escritores demonstram bastante preocupação na psicologia de seus personagens. Mas onde Machado de Assis arranha, Dostoiévski penetra profundamente, na alma de seus personagens. São experiências emocionais e morais que poderiam ser vivenciadas por qualquer pessoa em qualquer época. Não falo isso para desmerecer Machado de Assis, ate porque seu estilo é mais irônico e sutil onde Dostoiévski é amargo e trágico.
     
  3. Hobbit Bonzinho

    Hobbit Bonzinho Usuário

    Concordo plenamente com o que vc disse sobre Dostoiéviski ele realmente vai muito a fundo em seus personagens (pelo menos nesse livro, o unico que eu li) mas dizer que Machado de Assis só arranha, não concordo, acho que ele nao aprofunda tanto quanto o russo, mas ainda assim vai mais do que arranhar... mas concordo também do estilo irônico e sutil dele, essa é a principal qualidade do cara, no fim das contas.


    Sobre Crime e Castigo, é um livro apaixonante - principalmente por essa característica do Dostoiéviski de explorar completamente sobre todos os aspectos os seus personagens, o que trás um galeria de personagens interessantes, desde o protagonista até o que tem a menor importância, todos sempre com uma camada extra de desenvolvimento.
     
  4. Faram¡r

    Faram¡r Dr. Benway

    Digamos que com o arranhar eu fui ironico, em uma homenagem (duvidosa, admito) a Machado de Assis. :mrgreen:

    Eu gosto bastante de Machado, acho ele um dos melhores escritores brasileiros, mas jamais o compararia com Dostoiévski, embora nesse caso eu sou suspeito.
     
  5. Hobbit Bonzinho

    Hobbit Bonzinho Usuário

    esclareça-me uma coisa: vc gosta mais do Machado ou do Dostoiéviski? :mrgreen:

    Continuando sobre o russo, alguém leu um livro chamado Os irmão (nao lembro o nome da famímlia)? Acho que é o último dele! Fiquei muito interessado pelas sinopses que tem na contra-capa do livro.
     
  6. Faram¡r

    Faram¡r Dr. Benway

    Dostoiévski, sem sombra de dúvida :D

    Mas gosto bastante de Machado de Assis (meio óbvio, como não gostar?)

    O livro que você citou é Os irmãos karamazov, e realmente foi o último livro dele, e o melhor na minha opinião.
     
  7. Sr. Ramsay

    Sr. Ramsay Usuário

    Era justamente o que eu ia dizer. :D

    O tio Raskolhnikov com certeza é um dos personagens mais marcantes que eu já vi. Mas acho que ele ainda fica atrás da família Karamazovi.

    Como diria o tio Freud, falando sobre o tio Dostoievski: "eles fez grandes perguntas, mas deu respostas medíocres" (não foi dito exatamente nessas palavras). Tanto Crime e Castigo quanto Irmãos Karamazóvi são dois livros em que surge a mesma questão: "se Deus não existisse, tudo seria permitido". Em irmãos Karamazovi ela stá muito explicita, já em Crime e Castigo ela é está bem escondida, apesar de o livro inteiro girar em torno dela. Achoq ue a resposta que o tio Dostoievski deu a essa pergunta não foi das melhores. A resposta dele seria algo no estilo: "Se Deus não existisse, tudo seria permitido. É por isso que devemos acreditar em Deus". Ele sempre me pareceu como alguém que lutava para não ser ateu. Se quiserem depois até posto aqui um artigo do próprio Dostoievski falando sobre isso. :D

    Aqui no fórum tem um tópico antigo e bem extenso sobre Dostoievski. Vale a pena dar uma olhada.
     
  8. Faram¡r

    Faram¡r Dr. Benway

    Froid aprendeu muito com as perguntas de Dostoiévski, especialmente do Nietótchka.

    Essa questão só é trabalhada com profundidade em Irmãos Karamazov, e é a visão de Ivan Karamazov. Crime e Castigo não gira sobre essa questão. Alias, nenhum livro de Dostoiévski gira sobre questão alguma, mas sobre varios temas que podem ser percebidos em seus complexos personagens. De qualquer forma eu acredito que essa visão reflita de algum modo a própria visão de Dostoiévski. Eu sob o ponto de vista histórico, tirando os exageros, acho que ele acertou o ponto. A religião foi peça fundamental não apenas no estabelecimento de morais razoavelmente fixas, mas na própria ideia de civilidade (usando o seu sentido para muito antes da concepção dessa palavra). Não é a exatamente a questão discutida, mas acho que diz respeito as ideias de Ivan karamazov. Ele acredita que sem religião os homens tendem a perder sua moralidade. Eu pessoalmente acho que apenas em parte.
     
  9. Satyr

    Satyr Visitante

    "Crime e Castigo" (Fiódor M. Dostoiévski)

    (Procurei o tópico mas não achei, então resolvi criar)

    Crime e Castigo foi um dos melhores livros que já li.

    O personagem principal da estória é Ródion Románovitch Raskólnikov (também chamado de Ródia o Raskólnikov, simplesmente), um ex-estudante que teve de abandonar a universidade por ele e sua família (mãe e irmã) não terem condições de bancá-la. Raskólnikov mora numa pensão em São Petersburgo e, por razões "ideológicas", não trabalha. Diante disso, passa os dias "refletindo" (pensando na morte da bezerra...), vagando pelas ruas ou enfiado em tabernas.

    (Pulando uma parte...)

    Raskólnikov conhece uma valha usurária (pessoa que faz empréstimos mediante penhores) chamada Alióna Ivanóvna e, vendo-se na situação de extrema miséria, resolve assassiná-la e roubá-la.

    (Pulando outra grande parte, já indo para o fim)

    Raskólnikov é, finalmente, julgado e condenado ao exílio na Sibéria por causa de seu crime.

    (Para saber mais, leiam o livro... :mrgreen:)

    Quem já leu, faça o favor de comentar aqui , senão... :chibata:

    Agora petendo ler "Os Irmãos Karamazóv" e "O Idiota". Alguém já leu?
     
    Última edição por um moderador: 13 Ago 2007
  10. Hobbit Bonzinho

    Hobbit Bonzinho Usuário

    Re: "Crime e Castigo" (Fiódor M. Dostoiévski)

    Esse livro é um dos mais tensos e nervosos que já li. Todo aquele fluxo de pensamentos, misturando sentimentos confusos do protagonista são realmente impressionantes. não conheço outro escritor tão intenso quanto Doistoiévski.
    E Os IRmãos Karamazóvi é outra obra prima máxima da literatura. O Idiota também é bom, mas não li ele meio displicentemente na época...
     
  11. Satyr

    Satyr Visitante

    Re: "Crime e Castigo" (Fiódor M. Dostoiévski)

    Realmente "Crime e Castigo" é um livro tenso, nervoso e complexo ao extremo. Por causa de todas essas características que você citou, tive de lê-lo com atenção redobrada para não perder nenhum detalhe (mesmo assim perdi alguns... :dente:).

    Ninguém vai comentar aqui? :osigh: :disgusti:
     
  12. Jango

    Jango Branca! Branca! Branca!

    Re: "Crime e Castigo" (Fiódor M. Dostoiévski)

    Eu li esse livro. Até hoje não encontrei nada parecido. E só acompanhando desde o princípio é que se consegue entender aquele final bizarro.
     
  13. Amani

    Amani Usuário

    Re: "Crime e Castigo" (Fiódor M. Dostoiévski)

    Eu estou lendo :mrgreen:

    Nossa, estou adorando. É realmente um livro que me prendeu a atenção!
    E Dostoievski escreve de uma maneira em que todos os sentimentos e pensamentos bastante intrigantes da personagem possam ser sentidos pelo leitor..nossa, eu estou adorando mesmo:grinlove:
     
  14. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    Re: "Crime e Castigo" (Fiódor M. Dostoiévski)

    Crime e Castigo é algo genial. Como já foi dito, é um livro muito tenso. Raskólnikov é um personagem que cativa, apesar de todo o contexto, e a maneira como seus sentimentos são descritos é fascinante.

    A descrição do assassinato, os encontros do investigador (cujo nome esqueci) com Raskólnikov e todo o processo de auto-tortura deste, são algumas das partes que mais causam agonia no leitor.

    Aliás, a narrativa de Dostoiévski se apresentou como algo totalmente novo para o que fora criado até então, tanto que foi necessário que criasse uma teoria a respeito.

    Os Irmãos Karamazov é igualmente formidável, não consigo dizer qual dos dois eu gostei mais.
     
  15. Jango

    Jango Branca! Branca! Branca!

    Re: "Crime e Castigo" (Fiódor M. Dostoiévski)

     
  16. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    Re: "Crime e Castigo" (Fiódor M. Dostoiévski)

    Aí já me pediu demais. :lol:

    Eu realmente não sei o nome e tal, mas é algo como um "realismo em grau maior", devido à maneira que Dostoiévski buscava retratar o ser humano, buscando o máximo de adequação ao contexto da época.

    Eu não sabia disso até um amigo meu, que cursa Letras, comentar a respeito.
    Verei se descubro mais detalhes com ele. Qualquer coisa, o Google também deve saber algo a respeito. :mrgreen:
     

Compartilhar