1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Criatividade... onde diabos?!?

Tópico em 'Anime & Mangá' iniciado por Primula, 4 Ago 2003.

  1. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Vamos começar com notícia beeem velha... mas que ninguém discutiu.

    *****

    A pergunta do Sr. Miyazaki É pertinente.

    Uma pequena rodada por bancos de dados de fanfics dá uma mostra absurda sobre a falta de criatividade das pessoas.

    Pode-se dizer que dentre 100 fanfics, apenas 1 é digno de ser lido. Isso em qualquer assunto: Senhor dos Anéis, animes, Homem Aranha... a moda aumenta ainda mais a oferta de textos totalmente descartáveis cujos autores acham "o supra-sumo da criatividade".

    A crítica do sr. Miyazaki torna-se ainda mais pertinente, quando vemos as ondas de cópias descaradas uns dos outros como nas ondas shounen (grupo de 5 garotos) e shoujo (magical girls)

    Mas acho que é ainda pior quando ouvimos rumores sobre a cópia de uma ficção alemã a respeito da origem de Nerv (Evangelion) ou da aparição de "Kareshi Kanojo Jijou" quando o trabalho "Whispers of the Heart" tem muito mais conteúdo.

    Dessa forma não podemos considerar a palavra de mestre Miyazaki como sendo uma caduquice de um velho. Ele viu a era de ouro das estórias. Viu a profusão de temas que inúmeros mangakás criaram em eras passadas. "Rosa de Versailles", "Do Apeninos aos Andes" entre outros não estão sendo reprisados à toa no Japão.

    Existe sim um ou outro expoente de originalidade aqui ou ali... mas da mesma forma que nossa TV aos domingos, lá no Japão dos animes não experimenta vistas melhores.

    "Eu via nuvens e imaginava seres fantásticos. Mas meu filho verá uma nuvem e achará que é apenas uma nuvem" (citando uma personagem de um programa antigo)

    Uma coisa é a pessoa ter diversas experiências de vida, ter adquirido cultura e então imaginar "será que não existe uma alternativa a isso? a esse mundo pequeno e triste onde vivemos?".

    Não que o mundo seja realmente pequeno e triste. Há injustiças, mas por elas existirem, surgem idéias e ideais. Sonhos.

    Essa foi a chama que atiçou os primeiros mangakás e escritores. Havia algo que surgiu da insatisfação. Pois vendo um problema, quiseram propor uma alternativa.

    A amplitude do problema me impede de expor tudo que me vêm à cabeça agora...
     
  2. VihVs_

    VihVs_ Eu não sou um

    Eu acredito naquela ideia q tudo tem altos e baixos e infelizmente vejo que os mangás naum estaum em boa fase.
    Ou a história eh boa mas naum eh bem executada, se perde no caminho e acaba apelando.
    Ou eh cópia jah de uma idéia antiga e naum tem a minima originalidade.

    Eu naum sei muito de mangás ou animes... sou nova e conheço isso faz pouco tempo. Mas jah vi um pouco de tudo e tento saber sempre de tudo.
    Eh tanta coisa parecida... que vc vê q eh feita pra vender e naum tem mais um propósito além disso.

    Naum sei... deve ser fase. Ainda espero que algum mangaka faça um manga q revolucione esse meio e mostre que ainda existe esse lado bom. Pq aih para aparecer outros eh questão de tempo.

    E falando duma frase q a Primula disse...
    Acho q isso acontece que muita gente agora conhece anime. Aih acaba que gente que naum entende muito da coisa tentar fazer e aih acaba assim.... coisas horrendas.
    Serio... com isso parei de ler yaoi. Depois de ler 5 bons pra 50 ruins desisti.

    Eh uma pena... acho q tem ateh historias sendo prejudicadas com isso. Boas ideias q acabam por causa do lado comercial ou da falta d apoio.
    O Miyazaki tah certo sabe... e falando nele... ele eh um gênio! :mrgreen:
     
  3. Glorwendel

    Glorwendel Usuário

    O fato é que hoje ainda temos Miyazaki, mas quando ele se for quem mais dirá essas coisas? As pessoas desprezam a época em que ele viveu, na maior parte das vezes. São poucos os que enxergam um pouco mais adiante e conseguem ver o que está acontecendo com a indústria de mangás hoje em dia.

    Aliás, "indústria" é realmente a melhor palavra pra isso. Desde o início desse século (e até antes um pouco) estamos acompanhando uma crescente desvalorização do que é único e artesanal, e os produtos em série, arrojados e modernos ganhando mais espaço.

    O mangá e todas as outras formas de expressão artística refletem essa realidade, o que sempre foi característico da arte. A deturpação dos valores se mostra em cada pequeno detalhe, como quando mangás que "contém tanta violência e conteúdo sexual" vendem como água, e tudo o que tem algum valor literário sequer é impresso.

    A idéia de criatividade está completamente subjugada pela indústria. E o público responde comprando mais o que lhe agrada naquele momento, deixando coisas "menos importantes" como criatividade de lado.

    É a cultura do imediatismo, do agora. Como dizem, "a maioria das pessoas fracassa ao invés de terem sucesso porque elas desistem do que elas mais querem em troca do que elas querem naquele momento". Assim também fracassam todos os grandes projetos. O mangá será um grande fracasso se continuar agradando os fãs entusiasmados em responder aos seus desejos mesquinhos e efêmeros.

    Por que ler uma boa história se eu posso optar em ler aquele mangá com mulheres gostosas? Pra quer excitar a mente se eu posso excitar o corpo? É por esse mesmo motivo que os filmes "cabeça" estão condenados a salas minúsculas enquanto os filmes "pipoca" enchem os Cinemark da vida.

    Não é preciso criatividade para agradar ao ser humano dessa forma, mas é preciso quando quer se agradar a mente. Criatividade requer inteligência, e este é o maior déficit dos novos tempos.

    Hoje não se têm sabedoria o suficiente para saber apreciar um bom filme, um bom livro ou uma boa HQ, que dirá criar um destes.

    Vira a cultura de elite, de nichos, onde uma pequena parcela com uma considerável bagagem intelectual produz pra ela mesma.

    O mangá tem uma grande desvantagem por ser considerado arte para as massas. Dessa forma, ninguém irá procurar um mangá para ler algo inteligente, e sim para relaxar. Afinal, se alguém quer ler algo edificante vai procurar um livro. É claro que poderíamos encontrar valores realmente aproveitáveis em qualquer lugar, se os autores se prestassem a isso, mas simplesmente não vêem utilidade no uso de neurônios em uma "reles" HQ.

    Pelo mesmo motivo, alguém que tem uma boa história vai procurar publicar em livro, e assim conseguir mais respeito do público "sério" a que se destina.

    Ao mangá sobraram poucos idealistas...
     
  4. Heruost

    Heruost Banned

    Bem... Como disse a Vivhs, acho que tudo passa por fases.... O que acontece é que hoje está surgindo uma verdadeira industria da animação e quadrinhos a nivel mundial, coisa que já existe nos EUA mas q não existia no Japão.. E assim abre-se espaço para mais produções e assim aumentam o numero de produções ruins porque é fato, a cada 100 histórias 2 serão boas, o resto um lixo.... O que ocorre é que hoje a produção é mais frequente......
     
  5. Washu_Hakubi

    Washu_Hakubi Usuário

    Eu acho que o conceito de criatividade é muito amplo.Mas penso que o maior desafio de criatividade do mangá é lidar com os prazos, o ritmo de trabalho, os cortes da editora..o lucro é o primordial para os editores, e qualquer coisa que arrisca lucrar menos já é imediatamente descartada. Mas isso não impede que aconteçam boas obras, driblando esse obstáculo. O problema é que parece que querem inovar tanto, que acaba ficando idiota.Mas, sinceramente, eu não escrevo minhas histórias pensando no "conteúdo intelectual" que ela vai ter, ou na mensagem que ela terá que passar.Se ficar pensando muito nisso, não sai história.Aliás, eu não penso que um mangá tem que ser genial, pois é como a Glorwendel disse, as pessoas lêem mangá pra relaxar, e qualquer um que tente achar grandes lições acaba se aborrecendo...eu sei, também já fui assim.Mas um dia eu parei e pensei: "mas não é essa a função".Se eu quero algo realmente instrutor, vou ler um livro mesmo.
    Mas isso não muda o fato de existirem muitos mangás idiotas usando essa desculpa.Uma coisa é ser leve, relaxante, e outra é ser idiota.Mas como coisas idiotas são facéis, acabam ficando populares, mesmo que seja possível ser popular ser sem idiota.(Akira arrebentou mesmo entre os não-fãs de mangá) As pessoas gostam de coisas boas, mas se acostumaram com coisas fáceis (no sentido de idiota) e isso vai mau...e não é só no mangá, é em toda e qualquer mídia.
    Ao meu ver, a única forma para o resgate da criatividade é deixar de ser preguiçoso.E isso se aplica aos autores e aos leitores.Aos autores, para se dedicarem mais à própria história e menos ao consumismo, usando o que sabem, porque sabem sim o que têm que fazer, e aos leitores, é fundamental aprenderem a valorizar esse tipo de dedicação.
    Porque pra mim não adianta nada isso de "eu fiz uma obra valorosa, de cunho artístico, criativa e inovadora" se as pessoas não vão ter o trabalho de entender o que está ali e o mangá vai acabar encalhado e apenas conhecido por um pequeno grupo que teve esse trabalho.
    Então ,eu prefiro fazer algo mais leve e que todos possam ler, pois pra mim não adianta nada se for o contrário..
    Isso parece consumismo?Pode ser, mas tudo tem um começo.As pessoas têm que se acostumar com coisas boas, para que se lembrem de como gostam mais disso do que das coisas idiotas que têm como opção hoje em dia, e com o tempo se tornem mais críticas e exigentes :mrgreen:
     
  6. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Discordo que o conteúdo do mangá seja apenas "garotas gostosas" Glory... acho que os mais "comerciais" não tem muito disso.

    Pra mim (horror!!!!!) são mais NOVELAS feitas para agradar o público. Daí meu desgosto (tava fugindo disso!)

    Sim há elementos apelativos sexualmente e de violência. Mas a apelação maior é em forma de estórinhas fáceis (mesmo que o mundo seja complexo, a estorinha central é fácil).

    Os animes que saem fora desse padrão são logo taxados de chatos. Bersek na primeira fase, Legend of the Galactic Heroes (onde os heróis morrem mesmo e nao voltam)... até mesmo Escaflowne muitas vezes não agrada porque o final não é novela ([spoiler:dec3abe04e]eles não ficam juntos no final[/spoiler:dec3abe04e])

    Nesse ponto, Washu, acho que é um erro fazer uma estorinha por fazer. Esse é o grande problema dos ATUAIS mangakás: suas estórias são descartáveis. O autor não tem um motivo para escrever, exceto pura e simplesmente entreter. São novelas (já disse que odeio novelas?) retratos simplificados de nossa sociedade, coisas que gostaríamos que fosse (cidades de Lego, o sonho americano, familia feliz... ai vou vomitar! :puke:)

    Ao ter um motivo para escrever, o autor normalmente chega a um ponto em que precisa fazer uma escolha: agradar o público ou dizer o que realmente quer dizer.

    Eu vi isso com Gundam, com Macross, até com Zillion! (que era o cumulo de coisa consumista possível), só pra citar os mais recentes.

    Prazos? Oras, hoje em dia parece-me que as facilidades são bem maiores para cumprir prazos. Não que sejam cumpridos: vide Clamp e seu infinito X... vai dizer que a editora não queria que as prima-donas andassem logo e concluissem antes que 1999 acabasse e eles virassem piada?

    O escrever por escrever é que torna os prazos um terror. Pois aí sim que (horror!) não vem uma "estória legal para contar". Esse tipo de terror nunca acompanhou os grandes mestres: eles sempre tinham uma coisa que incomodava e que queriam expor para o resto do mundo. E não falo apenas de mangás: livros e filmes estão nesta categoria.

    Uma coisa concordo: a expansão das "novelas" é como a expansão de "quadrinhos". Permite as pessoas adquirir o gosto pela leitura. Mas também nao devemos esquecer, que esse mesmo tipo de leitura também é altamente viciante: poucos são os que se aventuram em trilhas diferentes depois.
     
  7. Fox

    Fox Visitante

    É por isso que falo que é um mercado de animes, mais do que qualquer coisa.

    Sou inclusive contra a padronização do tracejado, que vai contra meus principios mais básicos de originalidade artística.

    Agora, mais triste do que isso são com certeza as histórias altamente noveleiras, que ue também não gosto. Como Love Hina. Começou interessante, mas foi absurdamente abusivo na "novelice". :?

    Video Girl Ai também. Cada vez mais, parto pra gibis ocidentais em geral pra encontrar coisas mais marcantes, em termos de criatividade, tanto em traço quanto em história.

    O próprio fato de ter vertentes muito bem definidas denota a prisão criativa na qual os manga-kás são jogados. Também sou contra elas. Enquanto bem definidas demais, é claro.

    Claramente há um certo foco em várias histórias, um publico-alvo, em qualquer parte do mundo. Mas o modo como se prendem a isso, nos mangás e animes me é muito incômodo.
     
  8. Lord Ashram

    Lord Ashram Denny Crane

    O mangás tão sofrendo o que vem acontecendo com os comics há algum tempo.
    Como já disseram, estão sendo jogados temas e mais temas, que de interessantes passam a ser novelas chatas e mal aproveitadas.
    Falta um pouco de criatividade e originalidade. E isso não está nem de longe sendo explorado justamente pq o povo quer novelinhas medíocres e coisas fáceis de engolir.
    É como se o povo pedisse papinha de neném, já que já vem praticamente "mastigado" e é fácil de digerir.

    Podem sim existir histórias de fácil compreensão, mas não padronizadas como histórias bobas e imbecis.
    O que falta realmente na minha opinião, é um pouco de vontade de fazer com que o povo veja isso, já que a "fórmula" usada hj em dia é mais fácil de vender.
     
  9. Nostawellë

    Nostawellë Nostaw-o-quê!?

    Eh evrdade, apesar de eu ser consumista (na medida do possível) qdo o assunto eh manga concordo com tudo oq vcs querem dizer.
    Parece que cada vez mais as coisas boas estão sumindo, por falta de originalidade ou de dedicação. Depois de ler algumas coisas aqui eu pensei e vi que eh por esse motivo que eu acho que várias coisas tão ficando cada vez mais desagradáveis, cada vez mais as coisas estão ficando sem conteúdo, independente de ser livro, manga, ou filme.
    Não eh a arte ou a criatividade que tá em falta, eh o mundo que está piorando cada vez mais a sua crise.
    E o pior eh que mesmo tendo conciência e odiar essa crise eh que vc acaba entrando nela, simplismente por isso está em quase tudo agora.
    Eu aind anão tive como assistir algo do Miyazaki, mas logo que eu puder, vou ver Nausicãã e Mononoke Hime. O que nós precisamos eh deixar de ter preguiça e começar a pensar mais, procurar coisas mais inteligentes e aima de tudo, valorizar as coisas realmente importantes.
     
  10. Fox

    Fox Visitante

    Bom, foi o que fiz.

    Parei com coisas como Love Hina e Video Girl Ai (apenas do Katsura ser um ótimo desenhista).

    Passei a dar muito mais valor a desenhistas e autores mais originais e pessoais (falta bastante estilo próprio em muitas obras). Como Vagabond, que sei pertencer a uma vertente mais realista e tudo mais... mas ainda dou muto valor à arte do Inoue, que é excelente.

    E acima de tudo, não me restrinjo a um só mercado ou vertente. O que vier de bom tá valendo, senod japonês, americano, brasileiro (é né, nem o público nem os proprios artistas dão muito valor à essa terrinha aqui), belga, coreano ou o raio que o parta.

    Dando uma pesquisada mais a fundo, você acaba descobrindo talentos meio ocultos.

    Ah, por favor, não falo só de mangá. Mas HQs em geral mesmo, até porque mangá não passa de HQ tradicional, mas ao contrário. :P
     
  11. Barbárvore.

    Barbárvore. Beatlemaniac

    Por isso que ainda gosto de Turma da Mônica :lol: :lol: :lol: apesar de nao ler faz um tempinho

    O que acontece é a preguiça de pensar, o autor que só veio para fazer dinheiro quer uma boa história, "ora pq nao pegar a historia do momento e modificar um pouco, aposto que as pessoas vão gostar mais dessa" - ele diria

    Nao acho que a criatividade esteja em baixa e sim mangakás de qualidade estejam em baixa. O mangá precisa que o mangaka tenha prazer em fazê-lo, senao torna-se uma ferramenta do capitalismo, como já é.

    enquanto os proprios japoneses nao se derem conta que tão deturpando a imagem do verdadeiro mangá, a merda persistirá!
     
  12. cirith

    cirith Usuário

    bem eu meio que descordo de bastante coisas aqui, pra começar eu adoro o myazaki mas ele disse umas coisas que eu naum concordo, como o fato de a originalidade estar acabando bem é claro que que vc sempre vai ter copias, mas essas copias são coisas do mercado e naum importa muito a época basta voce dar uma lida nos mangas publicado na weekly jump nos ultimos 15 anos(hajime no ippo,slam dunk,one pie e naruto) se vc prestar atençao vai ver que esses mangás sao praticamente iguais em tematica um cara bobão que tem o sonho de ser o melhor, mas mesmo assim sao todos ótimos mangás. se vc quiser algum manga que desafie mais o seu intelecto vc provavelmente vai achar no circulo mais underground dos mangás ou seja mangás mais profundos naum acabaram sao apenas mais dificeis de c acharem pois naum vendem muito(salvo excessoes), por acaso alguem viu wolfs rain??? :D ps:naum falem mal de gundam pois é um lindo anime/mangá e se vc realmente conhecer algo além de gundam wing vc vai se apaixonar pela série
     
  13. Fox

    Fox Visitante

    Talvez 15 anos atrás isso fosse até parcamente original, mas se ainda é usado hoje em dia da mesma forma, então aí sim é abuso.

    Uma tremenda falta de originalidade.

    Isso apenas confirma o fato do uso de criatividade estar em baixa. :roll:
     
  14. cirith

    cirith Usuário

    bem o fato de a maioria dos mangás mais intelectuais só serem encontrados no cenario underground nao significa que nao existe criatividade nos mangás mas sim de que esses mangas nao estao vendendo, se vendessem eles provavelmente iriam estar sendo publicados em alguma revista mais famosa
     
  15. Fox

    Fox Visitante

    Não estão vendendo porque o mercado não anda exigindo e nem sequer dando espaço pra criatividade, então muitos artistas se acomodaram e fizeram muita da farofada que vemos por aí.

    O fato de existirem mangás de qualidade por aí não anula de forma alguma o fato de que muitos mangás são uma porcaria em termos de história e as vezes até de traço.
     
  16. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Vamos pegar outras indústrias capitalistas. Hollywood e comics.

    Indiquem pelo menos cinco diretores fodões.

    Indiquem pelo menos cinco roteiristas e cinco desenhistas fodões.

    Agora indiquem pelo menos cinco mangakás/diretores de anime fodões.

    Hollywood tem muita restrição para quem vai ser diretor. Sim tem os toscos, mas não é difícil no meio do mar de tosquice achar alguém do cacife de Kubrick.

    Comics idem: dá pra citar fácil Moore, Miller, Morrison (minha especialidade são roteiristas. Ash indica os desenhistas)

    Mangá e anime TECNICAMENTE tem muito mais "profissionais" na indústria. Só Shounen Jump e Sunday publicam um monte de porcarias ao mesmo tempo. Se em Hollywood temos dezenas de novatos a cada mês, no mangá não acho que seria exagero pensar que tem centenas de novatos a cada mês. Oportunidade para um gênio do cacife de Tezuka Osamu não falta.

    No entanto, só consigo pensar em Miyazaki e no máximo em Katsuhiro Otomo (que só fez Akira e Metrópolis :roll:). Qualquer outro nome ou grupo não dá nem pro cheiro para competir com esses dois.

    Entre Hollywood e comics com suas dezenas de oportunidades para novatos, e Anime e Mangá com suas centenas, então pergunto: porque o número de fodões que saem do grupo "anime e mangá" é tão pequeno?

    Isso para mim é o primeiro indicativo que as pessoas que querem ser mangakás, nada mais são que um bando de crianças sem estudo que querem contar novelinhas! Como pode sair gente fodona se só querem contar estorinhas leves só para divertir???

    Parabéns, Fox. Eu não entendi absolutamente nada desse texto. Demorei uma semana para ter saco de ler...

    Esse é o exemplo do tipo de público que está se formando com "quero apenas me divertir com o filme"? Ninguém pensa, ou quer fazer um esforço em colocar as idéias em ordem? É uma pusta falta de respeito nem se dar ao trabalho de ordenar as idéias antes de postar sua opinião em um fórum de discussões. É difícil me irritar com gramatica ruim (Uglúk e Toranaga que o digam) mas essa é demais. Neguinho que se mete a discordar de Miyazaki vai ter de vir com algo melhor que essa!

    Mesmo assim tem coisas aqui gritantemente absurdas que DEVO comentar. (e me faz pensar se o autor do post tem mesmo 21 anos...)

    Conclusão: cópia é coisa original. Por que? Se você discorda do Mestre Miyazaki que não há originalidade, então há coisas originais. Se o que há no mercado são apenas cópias então essas coisas são originais.

    Novelinhas como Sabrina e Bianca são coisas de mercado. Concorda em ter apenas isso para todo mundo? Nada de Proust ou Maquiavel, apenas os conflitos de encontrar o amor verdadeiro? Então devemos sempre procurar no underground e nada das editoras terem interesse em publicar Tolkien por exemplo? (dai formar grupinhos afetados que nao querem a popularização de algo desse calibre? bem isso é consequência...)

    Pensando bem porque estou escrevendo de forma que Cirith possa entender o que estou dizendo? vou fazer como ele e responder tudo numa linha sem qualquer preocupacao com pontuacao já que não vai fazer a menor diferença. Todos esses mangás que você citou são apenas diversão e depois de um tempo ninguém mais se lembra de mencionar. Coisas como Black Jack Garasu no Kamen Rosa de Versailles Meu Amigo Totoro Laputa Castelo nas Nuvens Porco Rosso Metropolis Akira tornam-se praticamente uma referência e sempre nos lembramos mas Naruto da mesma forma que Yuu Yuu Hakusho e Sailor Moon são substituidos por Inuyasha e Card Captor Sakura facilmente com proliferação de inúmeros templos de adoração das personagens atuais que daqui a dois anos seus mantenedores simplesmente abandonam (eu inclusa) já que o interesse foi pro saco. E os mangás mais fudidos não deviam ser underground tão aí para todo mundo pesquisar e procurar, mas naaaao, vamos apenas nos concentra na onda do momento, falar apenas dos animes do momento. E daí que as pessoas já ouviram falar muito bem: sairam procurando já que ouviram falar tão bem? Não, tem de se concentrar nos lançamentos do mercado depois a pessoa procura. Mas depois tem mais lançamentos lixo e a pessoa nunca procura. Chega um ponto que vira um "couch potato" e fica na frente da televisão (paga) independente se o anime tem algum conteúdo. Se assistisse Discovery Channel sairia com alguma coisa na cabeça, mas Discovery é chato e a pessoa quer diversão. Aí forma pessoas que escrevem de forma que ninguém além dela própria possa entender e isso me lembra uma coisa que o Kasbergen falou quando fez o BaC sobre ficar no seu quartinho assistindo seus animes legais sem falar com outras pessoas ou deixar disso e começar a distribuir o que ele tinha para as pessoas começarema a correr atrás como ele mas no final das contas fanfubber só cria uma legião de gente dependente do distribuidor que se acomoda e não corre atrás porque tem a comodidade do fansubber entregar em casa e isso tem uma analogia com traficantes de drogas do caralho mas isso nao vem ao caso agora porque o que importa é que não importa que ele quisesse realmente que as pessoas se entusiasmassem como ele pelo mundo dos animes e saíssem atrás pois o resultado final foi uma pusta acomodadação e claro que os mangakás aproveitadores perceberam o tipo de público que tava se formando e mandaram bala com estórinhas apenas "legais" mas sem grandes pretensões ou questionamentos, apenas contar uma estorinha para distrair e fazer o público rir e daí eu não entendo porque o mesmo público que ri com "dude where is my car?" não consegue gostar de tosqueira tão grande quanto "As Panteras Detonando" já que elas acabam rindo da cara de gente como a gente que compra merda o tempo todo e acha legal mas quando a crítica é abertamente "você consome então você é o asno pois devia exigir mais dessa indústria" as pessoas ficam bravas de terem sido chamadas de asno e fugi do assunto de novo mas o que eu estava dizendo é que no final, claro que quem só quer se divertir vai se justificar de forma que ninguém entenda e depois vai ficar bravo porque tou tirando uma da cara de forma arrogante esquecendo por completo que seu jeito de postar é irritante e fere os olhos só conseguem ver eu atacando ele de forma gratuita como se eu gostasse de atacar gente legal de forma gratuita mas o post inicial dele é praticamente uma agressão aos meus neurônios e...

    Blá blá blá e etc.
     
  17. Heruost

    Heruost Banned

    :clap: Primula, concordo com você, temos que exiger mais da industria e se o nivel tá caindo, é, em parte, por nossa culpa (nossa não pq eu só compro Samurai X, CdZ e Evangelion, nada de Inu Yasha, Video Girl qualquyer coisa e outros troços)....



    Ps: Mas tenho q reconhecer q vi "Cara, cade meui carro?" e ri pra kct.... :oops:
     
  18. Washu_Hakubi

    Washu_Hakubi Usuário

    Nossa Primula...deu até medo 8O :mrgreen:
    Eu concordo em parte e em parte não...não dá pra exigir genialidade e "fodonice" de todo mundo...e eu repito, não vejo problema em querer ler mangá, ver filme e tudo o mais só pra se divertir.Pow, depois de um dia de trabalho/estudo FDP, realmente eu não vou estar com saco de ler coisas profundas!Eu quero algo pra descarregar!Agora, se eu estou a fim de, como eu sou a maioria do tempo, de ir mais a fundo na arte e etc, daí sim, eu vou com energia e disposição procurar coisas legais, participar de discussões como essa, e tal.Mas tem que ver que nem todo mundo quer e gosta disso, tem isso como entretenimento.
    Vou citar um exemplo que é meu conhecido.A Rumiko Takahashi já fez coisas fodas, Mermaid Scar é foda, e tem outras coisas dela que são.Inuyasha, o mais novo dela, é despretencioso, diverte, o tempo passa, é a função dele.E nesse mundo em que vivemos, acho que é muita sacanagem desprezar essa função. Para a maioria das pessoas, não é divertido pegar um mangá e analisar, é divertido ler a história, torcer pelo romance, xingar o vilão (ou torcer pelo vilão, hehe).
    Agora, só pra saber, quem aqui já tentou pegar e fazer um roteiro, um storyboard, criar personagens, REALMENTE tentar fazer um mangá?Eu já tentei, na verdade estou tentando, e digo que, se um dia sair uma coisa que não seja nada mais que passatempo, e que as pessoas esqueçam depois, eu digo: "tá ótimo!ao menos eu fiz alguma coisa, mesmo que tenha sido um simples passatempo!"
     
  19. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Conheço alguns escritores... e em certa medida eu fiz roteiros de mangás para outras pessoas.

    E o que eu digo é o seguinte: dificilmente um mangaká atual consegue ter alguma coisa que preste saindo da sua cabeça. Digo isso porque os roteiros que fiz se fizeram necessários porque a pessoa (pânico!) não sabia fazer roteiros.

    Hipóteses:

    1) ficou muito tempo treinando pura e simplesmente desenho!
    2) não estudou ou entende elementos de quadrinhos
    3) lê pouquissimas coisas

    A analogia com outras indústrias se faz interessante porque tudo é indústria. Tudo tem de vender, lógico. Mas comparativamente cinema e comics são áreas mais difíceis de se entrar que mangá. Então porque diabos tem mais fodões no cinema e comics do que em mangá?!?

    Não é necessário todo mundo ser fodão. Eu mesma defendo a importãncia de novelinhas e turma da Mônica para disseminar o gosto pela leitura. O ponto é que não me entra na cabeça porque com facilidade para termos mangá de qualidade (NO JAPÃO, entendam isso) não surgem tipo mais de vinte gênios na atualidade nesse nicho. :wink:

    (e não é para você ter medo, Washu, mas sim o Cirith... :twisted:)
     
  20. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Ah, sim... existe um outro motivo porque estou levantando esse tipo de discussão aqui no Anime e Mangá.

    Se vocês não perceberam, poucos tópicos aqui são interessantes. A maioria dos posts ENCHE O SACO. Classifico os posts em algumas categorias.

    1) post "eu amo o *insira-aqui-o-nome-do-galã* ele é tudo di bom"
    2) post "eu adoro *insira-aqui-nome-do-anime-porrada* porque é muito legal as lutas"
    3) post "eu queria ver esse já me falaram bem"
    4) post cheio de spoiler (tarjas negras pra lá e pra cá!!!!)

    Existem algumas exceções, mas isso é por causa dos usuários que saem desse lugar comum. Um dos tópicos que saiu da linha foi RKenshin. As discussões ficaram até interessantes.

    O ponto é que nosso subfórum é pobre em cabeças pensantes. Em discussão. Quando existe discussão é para dizer "personagem tal é bicha ou não" :roll: ou do porque de alguém odiar Akane ou Shampoo :roll:

    É preciso reverter isso. Anime não é um universo pobre assim. :x
     

Compartilhar