1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Criação do universo (para descontrair)

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Joe Cool, 5 Abr 2003.

  1. Joe Cool

    Joe Cool Usuário

    Permitindo-me a liberdade de trazer um instante de descontração, e por achar que, ainda assim, o melhor espaço para publicar seria aqui, no Clube Carl Sagan, eis o trecho de um livro que eu havia lido no começo do ano e sempre quis compartilhar com vocês por causa do inusitado da situação... hehehehehehehe!! :lol:

    É incrível como alguém pode ser tão precisamente errado por causa da fé. :doh:
     
  2. Swanhild

    Swanhild Usuário

    Se alguém aqui leu "A Ilha do Dia Anterior", do Umberto Eco, lá tem uma situação bem desse tipo, em que um jesuíta tentar explicar com base na Bíblia como Deus conseguiu encher toda a Terra com água durante o Dilúvio:

    E a solução que o cara deu (!!spoiler!!):







    A última observação do Joe Cool é bem apropriada para a situação... :lol:

    Mas isso não é apenas engraçado, é interessante também. Imagino que esse tipo de abordagem para explicar questões cosmológicas fosse realmente comum na época desse bispo. Eles deviam sair com cada uma...
     
  3. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Hey, eu li esse livro aí das sete descobertas, é muito legal mesmo...
    Essa frase é o que há de comico... Sempre lembro dela, tem em todo lugar... A primeira vez que li essa frase foi na veja, ri muito... Preparando o inferno, hehehe, o cara que perguntou não deve nem ter dormido! Heheheheheh
     
  4. Anigel

    Anigel Eu atropelo duendes!

    :lol: Eu me pergunto como ele fez esses cálculos? Dá até para imaginar o tipo de situação tosca que surge a partir disso: "eu sou ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta-raneto de Adão." O cara devia parecer uma espingarda... :lol:
     
  5. Avenger

    Avenger Usuário

    Esse sim é a origem do Universo...

    A Gênese Oculta
    Eliphas Levi



    Eternamente a imensidade do céu e a extensão da
    terra fizeram no homem a idéia de Deus.

    Porém, esta idéia era indeterminada e vaga,
    era uma máscara de trevas num imenso fantasma;
    e o espírito do homem flutuava em suas concepções como sobre as águas.

    O homem disse então:

    "Que haja uma inteligência suprema!"
    E houve uma inteligência suprema.

    E o homem viu que esta idéia era bela,
    e distinguiu o espírito de luz do espírito das trevas,
    chamou o espírito de luz, Deus,
    o espírito de trevas, Diabo,
    e fez um reino do bem e um reino do mal.

    Esta foi a primeira noite...

    O homem disse também:

    "Que haja uma separação completa
    entre os sonhos do céu e as realidades da terra!"
    E o homem fez uma separação
    e dividiu as coisas de cima das coisas de baixo,
    e assim foi feito.
    E o homem denominou sua separação imaginária o céu;
    e houve uma tarde e uma manhã,

    foi a segunda noite...

    E o homem disse:
    "Separemos em nosso culto,
    a massa das nuvens da extensão seca do céu!"
    Assim, o homem deu ao céu sem água o nome pai;
    à massa das nuvens o nome de mãe.
    E o homem viu que isso era belo,
    e continuou, dizendo:
    "Façamos germinar no céu toda a vegetação dos símbolos
    em que os dogmas saem uns dos outros,
    como a semente da planta e a planta da semente!
    Plantemos a macieira edênica
    de frutos misteriosos e sempre renascentes!"
    E o céu produziu os símbolos
    como nasceram as plantas e as árvores misteriosas.
    E o homem viu que isso era belo.
    Depois houve uma tarde, e uma manhã,

    e foi a terceira noite...

    O homem disse também:
    "Que haja astros místicos no meu céu,
    e que se dividam a ciência e a ignorância,
    o dia e a noite!"

    E assim foi; e o homem fez duas divindades esplêndidas:
    a grande para os iniciados,
    a pequena para o vulgo,
    e pequenos deuses numerosos como estrelas.
    E ele os colocou no exílio de seu céu para serem os reis da terra
    e criar uma distinção entre a ciência e a ignorância,
    entre o dia e a noite.
    E o homem viu que isso era belo,
    e houve uma tarde e uma manhã.

    Foi esta a quarta noite...
    O homem disse também:
    "Produzam as nuvens dragões voadores e animais fantástico!"
    E as nuvens produziram monstros para espantar as crianças,
    e diabos com asas;
    e o homem os abençoou dizendo:
    "Crescei e multiplicai e enchei o céu e a terra!"
    E o homem colocou, por sua vez,
    todos os animais da terra nos altares.
    E houve uma tarde e houve uma manhã,

    e foi a quinta noite...

    O homem, portanto, adorou os animais e os répteis de toda espécie;
    e tendo visto que isto lhe saía bem, disse:
    "Façamos um Deus a nossa imagem e semelhança,
    e que seja o rei dos leviatans mitológicos,
    dos monstros do céu e dos colossos do inferno!"
    E o homem criou Deus a sua imagem e semelhança.
    Ele o fez à semelhança do homem,
    e o abençoou e lhe disse:
    "Cresce e multiplica tuas imagens;
    eu te dou o império do céu e o domínio da terra!"
    E assim foi; e o homem contemplou o que havia criado,
    vendo que era magnífico.

    E houve uma tarde e houve uma manhã;
    e foi a sexta noite...
     

Compartilhar