1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Corte de gastos revoltante da Nasa!

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Elminster, 28 Jan 2007.

  1. Elminster

    Elminster Usuário

    De acordo com a revista Astronomy brasil (muito boa essa revista não só para profissionais mas também amadores e fãs de astronomia) a nasa, para este ano, cortou 50% dos gastos para a Astrobiologia (Ramo que busca a vida no universo). Minha opinião é de revolta já que acho essencial que se prove que existe vida lá fora. Inclusive deixo claro que a Nasa esconde sim muita coisa dos nossos olhos. Opinem plzzz.

    :mrgreen:
     
  2. Númendil

    Númendil Banned

    E verdade, eu acho que a nasa esconde muito das pessoas ainda...como por exemplo a viajem pra lua nao acredito que tenha acontecido.
    Tambem acho que e de suma importancia a descoberta de vida la fora para provar que nos nao estamos a sos.
     
  3. Silenzio

    Silenzio Visitante

    Se o Carl ainda tivesse vivo isso não teria acontecido :disgusti:

    :uhum:


    :jornal:



    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  4. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Segredos com toda a certeza do mundo há. Por questões politicas e militares, satélites e coisas do tipo.
    Agora, no que você quis supor de vida extra-terrestre. Aí eu duvido, mas não bato martelo (ser 100% cético tb é tão ruim qto acreditar em qlq coisa).


    Agora, qto ao corte. Depende no que eles vão direcionar isso.
    Pq convenhamos que, em termos práticos, achar vida fora da Terra trará poucos avanços (a não ser na remotissíssima possibilidade de serem extra-terrestres hollywoodianos), mesmo em termos de ciencia pura.
    Seria melhor até direcionar os dinheiros para uma melhor exploração espacial para a partir daí pensar em procurar alguma coisa.
     
  5. Elminster

    Elminster Usuário

    Mas esse não é o ponto Kamus, não estou dizendo vida inteligente ou mesmo criaturas á base de células, mas formas de vida bastante simples onde entederíamos vários fatores que fizeram estas formas crescerem, iclusive existe muitas teses que dependam desta busca.
     
  6. Drizzet

    Drizzet On vacation forever

    A Nasa que cortou os gastos ou o governo americano que reduziu as verbas da Nasa? Eu li essa notícia mas esqueci.. No primeiro caso, depende de onde foram alocados os gastos, e se for o segundo caso, eu sempre achei sensato gastar mais dinheiro dentro da Terra que fora dela...
     
  7. Krebain

    Krebain Banned

    Existem prioridades.
     
  8. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Nada contra esse estudo mas...

    Acho mais prioritário (infelizmente) ter que gastar mais dinheiro com o nosso planeta já que água potável e os recursos naturais andam esgotando (sem falar do efeito estufa) do que fora dele.

    Se todo mundo soubesse preserver aí sim podiamos torrar grana a vontade.
     
  9. Deriel

    Deriel Administrador

    Há muitos, muitos outros lugares de onde cortar gastos que não o desenvolvimento aerospacial (que nunca foi uma bobagem, inútil ou supérfluo). Que tal cortar gastos militares ou invés de cortar gastos científicos?

    Essa história de priorização de gastos é uma falsa dicotomia: dá simpra fazer uma série de coisas em paralelo sem que uma prejudique outra, bastando simplesmente organização.
     
  10. Décimo

    Décimo The Swanson Code

    A explicação para esse corte de gastos é simples: eles já sabem tudo o que precisavam, pelo que não é mais necessário financiar esse sector. :g:

    Quanto a prioridades de investimento, como o Deriel disse, é mais que possível financiar projectos científicos caríssimos e ao mesmo tempo melhorar a qualidade de vida no nosso planeta. Não se esqueça que, no que toca aos Estados Unidos, estamos a falar de um mercado que movimento biliões e biliões de dólares. Chega e sobra para tudo, só é preciso vontade e iniciativa.
     
    Última edição: 4 Fev 2007
  11. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    E o Bush, que não queria consertar o Hubble... (que, alías, quebrou um dia desses, né?)
     
  12. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Bush adora injetar milhões tb em programas de prevenção de doenças sexualmente transmissiveis e gravidez indesejável através da abstinencia total até uns 30 anos.....
     
  13. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Talvez isso mude agora que a Nancy Pelosa entrou na casa dos representantes. Eu li em algum lugar que ela vai rever a chamada "Agenda de Valores" dos republicanos. Ou seja, parar de se preocupar em proibir casamento gay, sexo antes do casamento e essas coisas que o Busch gosta de fazer.

    Vamos torcer para eles tirarem os investimentos desses lugares aí e enfiar na ciência. Ui.
     
  14. Edu

    Edu Draper Inc.

    É verdade. Btw, tem uma reportagem na Super desse mês sobre isso, uma entrevista com o diretor desse programa nos EUA.
     
  15. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Seria perfeito desde que o Bush não fosse o grande mandatário do império que "manda" no mundo.

    A pesquisa aeroespacial é importante, desde que feito de forma racional e consciente pra que possamos não apenas compreender o passado como almejar ter um futuro.

    Só não adianta é querer gastar rios de dinheiro visando encontrar uma possível forma de habitar outro planeta quando o nosso já estiver todo destruído. Hoje ao meu ver tentar tornar o "nosso lar" habitável em condições satisfatórias e sem guerras altamente destrutivas até o fim deste século ainda é o maior desafio que o ser humano tem.
     
  16. Elminster

    Elminster Usuário

    Concordo com o Fúria no quesito de que a Nasa gasta milhões no espaço, sendo que os gastos poderiam ser menores com um pouco de consciência:joy:. Mas acabar com estes gastos exorbitantes é praticamente impossível porque a Nasa é um dos maiores orgulhos dos Ianques (odeio dizer americanos:blah:), e eles não ligam para quanto se gasta lá, enquanto que o problema do planeta já deveria estar sendo resolvido á décadas ou simplesmente não pode ser resolvido pelo mesmo motivo que todos sabem. ( os avisos são dados, mas ninguém liga até que sintam na pele os efeitos ). Quanto aos cortes acho que hoje estou aceitando melhor pois não há necessidade de tanto dinheiro para as pesquisas ( mas que pelo menos não fiquem estagnadas ou parem ).
     
  17. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Na realidade esse corte já acontece de forma progressiva há bem mais tempo pelas dificuldades que certas metas oferecem. A mais conhecida de todas a colonização da Lua e de Marte.

    Quem não se lembra do auge da corrida espacial nos anos 50/60? Enquanto não se chegava a Lua, todos os noticiários e filmes daquela época vislumbravam ver o ser humano viajando de foguete como se fosse avião, habitando-a e formando grandes cidades lunares no inicio do século XXI. Mais do que isso, imaginavam também a conquista e colonização de Marte por ser o planeta do sistema solar com caracteristicas mais proximas da Terra.

    Só que quando se chegou a Lua, um lugar completamente seco cheio de areia e sem recursos minerais de valor que ao menos pudessem ser facilmente extraidos de seu subsolo, o satélite natural caiu no vazio do esquecimento só voltando a ser lembrado mais recentemente quando descobriram uma grande cratera com possibilidade remota de se encontrar agua.

    Já estamos no final da primeira década do século XXI e nada do que imaginaram aconteceu porque em parte não investiram pesado, mas se tivessem encontrado condições pra vida teriam feito isso a todo custo sem dó, mesmo que isso custasse literalmente todos os recursos naturais da Terra, porque desde os tempos antigos sempre fez parte da natureza do ser humano se contentar não apenas com o lugar que vive e sim buscar novas conquistas, mesmo que isso custe guerras e muitas perdas.

    Imagine a Lua cheia de petróleo facilmente extraível? Correríamos o risco de não mais apreciarmos nunca mais aquela linda imagem de Lua cheia, que estaria agora com novas "manchas" resultantes da ocupação humana.
     
    Última edição: 5 Fev 2007
  18. Deriel

    Deriel Administrador

     
  19. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    Completamente off-topic, mas morri de rir quando abri esse link. Tem uma citação enorme do Digus no início do texto! :lol:

    PS: Para quem não sabe, ele que é o Rodrigo Salvatore do site Fala Zé.
     
  20. Elminster

    Elminster Usuário

    Mt bom o seu comentário fúria :beer:. E sobre o que o Deriel disse:
    , realmente não podemos culpar a ciência por nossos erros ou absorver o dinheiro de pesquisas para salvar os famintos, pois isto já deveria estar sendo feito pelos poderosos, e que aliás um deles vêm gastando milhões numa guerra que já deveria ter acabado a muito tempo, ou nem deveria ter sido feita.
     

Compartilhar