1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Copying Beethoven (idem, 2005)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Gondorian Blade, 2 Mai 2005.

  1. Gondorian Blade

    Gondorian Blade Usuário

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Quatro vezes indicado ao Oscar, Ed Harris (As Horas, Pollock) terá uma grande oportunidade de mostrar seu talento novamente. Ele vive o compositor Ludwig van Beethoven em Copying Beethoven, novo drama da Myriad Pictures. Diane Kruger, a Helena de Tróia, estrela ao lado de Harris.

    O roteirista Stephen J. Rivelle contou ao site Beethoven Reference Site que o filme começa em abril de 1824, pouco antes da pré-estréia da Nona Sinfonia. Beethoven brigou com seu copista e tenta encontrar um substituto rapidamente, a tempo da apresentação. Anna Holtz (Diane Kruger) é a estudante enviada pelo conservatório de Viena para a tarefa. Trata-se de uma personagem fictícia, e é onde conhecedores da obra do músico torcem o nariz.

    Rivelle esclareceu ao site que essa licença artística teve que ser tomada para que o filme conseguisse financiamento. Se fosse 100% fiel aos fatos (sendo que pouco se sabe realmente sobre os últimos anos da carreira de Beethoven), o longa mostraria o compositor sendo ajudado por dois rapazes.

    Ao optarem por uma personagem feminina, Rivelle e Christopher Wilkinson criaram uma história onde Beethoven acaba pedindo a Anna para ajudá-lo a escrever uma última série de quartetos. Segundo Rivelle, no filme “há muito humor, muito exame de consciência, muita conversa sobre o sentido da arte e o papel dos músicos, e, claro, muita música maravilhosa.”

    O roteirista espera que Copying Beethoven fique pronto para um lançamento no fim do ano, ou no começo de 2006. Uma curiosidade que ele revelou é que o script foi escrito com Anthony Hopkins em mente, mas o ator decidiu não participar em cima da hora. Então, os produtores só quiseram seguir em frente se Ed Harris ficasse com o papel principal.

    Rivelle ainda acrescentou uma nota sobre a trilha sonora: a Nona Sinfonia ouvida no filme será gravada pela orquestra holandesa Concertgebouw, embora, nas filmagens, seja usada uma orquestra húngara, já que o longa está sendo rodado em Budapeste.

    Fonte: Cinema Em Cena

    É simplesmente impossível pensar nesse filme e não se lembrar do inesquecível Amadeus. E se este longa conseguir ser pelo menos metade daquilo q o filme de Milos Forman atingiu, então teremos uma bela obra nas telas. Se o filme for mesmo lançado no final desse ano, Ed Harris com certeza vai ter grandes chances no Oscar. Sua caracterização está incrível, tornando-o irreconhecível (acreditem se quiser, mas é ele nessa foto acima 8O ). Depois, uma belíssima trilha sonora já está garantida. :mrgreen:
     
  2. Krebain

    Krebain Banned

    A história de Mozart era bem mais obscura do que a de Beethoven. Mas ainda pode ser tão bom quanto, devido a surdez e as músicas maravilhosas do maior gênio da história da música, IMO.

    A caracterização do Beethoven está muito boa!
     
  3. Maedhros

    Maedhros Whadahell?

    Que LEGAL!! Me veio a mente o belo "Minha Amada Imortal", no qual Gary Oldman fez uma brilhante interpretação de Beethoven. Mas a caracterização na foto acima está incrível, Ed Harris está irreconhecível.

    (ansioso) :mrgreen:
     
  4. Thico

    Thico The Passenger

    Obscura em que sentido?

    Beethoven além de surdo, deve inúmeras desilusões amorosas, não que isso torne a vida dele mais triste, mas pode gerar um bom roteiro, claro, que se não ficar só em cima disso e ser batido. Não sei se Beethoven era mais genial que Mozart, para mim ambos estão no mesmo patamar de qualidade e criação.
     
  5. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Eu acho o Ed Harris um ótimo ator e caramba, ele tá irreconhecível! Achei que fosse o Tommy Lee Jones lá na foto :lol:
     
  6. Fosco

    Fosco Usuário

    Fora o Ed Harris, não vi muitos pontos positivos nesse filme aí não...

    O diretor eu não conheço, a história pode ter muitas liberdades artísticas e não se sabe se o diretor vai usar a música de Beethoven direito, assim como o Milos Forman usou a de Mozart no seu filme.

    Mas, vamos esperar, só não vou elevar muito a minha expectativa. Ah, e a Diana Kruger é linda.
     
  7. Krebain

    Krebain Banned

    A vida de Mozart teve muito mais buracos, mistérios, o lance do pai ditador... Além da morte prematura que ninguém sabe direito a razão. Isso deu margem para as grandes modificações do Forman, que ficaram ótimas.

    Se bem que será interessante ver o processo da surdez de Beethoven... :think:

    Mas dane-se. Eu estou esperando um filme, pelo menos, melhor que o Fantasma da Ópera.
     
  8. Engethor

    Engethor Son of Jango

    Eu não reconheci o Harris, achei que fosse o Juca de Oliveira naquela última minissérie da globo...
     

Compartilhar