1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Controle de Natalidade: Qual a sua opinião?

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Pandatur, 25 Fev 2008.

?

Quanto ao controle de natalidade, você é:

  1. Favorável

    89,8%
  2. Contrário

    10,2%
  1. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Quando era moleque, adora assistir "Capitão Planeta". Em um dos episódios do desenho, Wheeler (portador do anel do fogo) tem uma visão/sonho ou algo do tipo, de um mundo semelhante ao nosso, porém ecologicamente devastado e abarrotado de habitantes. A explicação, segundo um dos habitantes, é que a superpopulação dizimou os recursos do planeta. Wheeler, que antes enchia os pulmões para gritar "Ninguém me dirá quantos filhos devo ter!", começa então a ter uma visão diferente.

    Durante muito tempo (e em alguns locais isso ainda ocorre), ter mais filhos era sinônimo de mais gente para trabalhar em casa, o que provavelmente garantiria melhores condições para a família. Ou, mesmo que não fosse essa a intenção, era comum observar famílias grandes.

    Não nego que é inclusive bacana, em certos aspectos, uma família maior, principalmente quando ocorrem reuniões familiares entre tios, primos, etc. Mas até que ponto a Terra suporta esse aumento populacional intermitente? Alguns países da Europa já apresentam crescimento populacional negativo, ou seja, a população está diminuindo, mas esse padrão não é observado em muitos países. Para frear o aumento da população (não por motivos ecológicos, creio), a China resolveu adotar um sistema de controle de natalidade. Cada casal só pode ter um único filho.

    E vocês, são a favor do controle de natalidade?

    Na minha opinião, não temos espaço para mais gente, que permita vivermos em harmonia com o ambiente, de forma saudável. Acho que tem gente demais no planeta. Prefiro infinitamente mais ver matas, campos e outras paisagens naturais a perder de vista, a grandes cidades com suas ruas lotadas de automóveis e pessoas.
    Será que precisamos prociar, procriar e procriar cada vez mais, contruir cidades cada vez maiores, destruir e poluir sempre em escala ascendente? Não podemos viver em harmonia, com uma taxa de crescimento controlada, convivento de preferência em cidades menores e mais limpas?
    É por isso que eu tenho vontade de ter apenas 2 filhos. Acho um número bom o suficiente. Claro que se todas as pessoas do planeta se reproduzissem e tivessem 2 filhos, a população continuaria sempre estável, mas levando-se em conta que não é assim, então a longo prazo a tendência seria termos uma redução populacional.
    Portanto, eu sou a favor do controle de natalidade em todo e qualquer país. Se todos tivermos menos filhos podemos "passar menos genes adiante", mas certamente propiciaremos que eles cresçam em um planeta mais saudável, e garantiremos que eles passem os nossos genes adiante também.
     
    • Ótimo Ótimo x 3
  2. Shazan

    Shazan siscapuliu

    Apesar de principalmente as famílias de baixa renda do país tenderem a ter mais de 2 filhos não acho que o Brasil pese muito no futuro do planeta. Tem outros países como China e Índia que ameaçam mais a estabilidade do planeta a longo prazo.

    Tá na hora de fazer uma terceira guerra pra matar pelo menos o quádruplo dos 60 milhões da segunda. [/maugosto]
     
    Última edição: 25 Fev 2008
  3. Almirante Ackbar

    Almirante Ackbar Usuário

    É uma questão interessante, interessante até demais.

    Segundo alguns estudiosos, o controle de natalidade promove o desenvolvimento do país, e existe base científica que conclui esses estudos!
     
  4. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    O controle de natalidade está óbviamente ligado ao grau de instrução e à cultura de cada povo, e tem relação direta com a qualidade de vida.

    Eu sempre fui a favor de controle de natalidade, e, caso venha a ter filhos, pretendo que seja apenas um(a). Se duas pessoas geram apenas um filho, já colaboram para a redução populacional.
    Ter dois filhos não é tão ruim, mas é aquela coisa: você não contribui a favor nem contra. Contudo, eu vejo que a situação atual já está além de onde deveria estar, então o "não contribuir a favor" acaba sendo um "contribuir contra".

    Estendendo um pouco o assunto, eu levanto a questão da adoção. Eu vejo a adoção como uma atitude extremamente positiva nesse sentido. Você não apenas deixa de colocar mais uma pessoa no mundo, como ajuda outra, que necessita de um lar e que provavelmente está fazendo soma às estatísticas negativas. Acredito que a adoção deveria ser uma atitude incentivada em todo o mundo, tanto através de propagandas quanto na utilização de meios facilitadores para tal.

    Infelizmente costumamos agir somente quando a situação começa a ficar crítica, como vemos no caso de China e Japão.

    E para quem possui idéias mais extremas sobre a coisa, há o
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  5. Izze.

    Izze. What? o.O

    Eu sou totalmente a favor do controle de natalidade. O ser humano está, sim, ocupando cada vem um maior espaço, e quem sofre inicialmente com isso é a natureza. Depois é a gente que sofre. Mas não só pela questão ecológica. Como já foi dito, um país com controle de natalidade cresce mais. Com mais pessoas precisamos de mais recursos para sobreviver, e haverão mais pessoas desempregadas e vivendo na miséria. Essa miséria pode até levar ao crime (se bem que, hoje em dia, tem muito "boyzinho" virando bandido por modinha). Com menos pessoas, a urgência de recursos diminuiria muito, haveria mais espaço para todos, tanto na área física quanto profissional. Menos miséria. Menos crime. Um livro que comecei a ler agora até comenta que a legalização do aborto foi a causa da diminuição da violência nos Estados Unidos.

    Mas claro, controlar esse crescimento da população não é nada fácil. Envolve questões religiosas, morais e sabe-se lá mais o que. O Brasil, por exêmplo, vai ter muito caminho a percorrer caso procure controlar a natalidade.

    E eu, particularmente, não quero ter filhos. Não sinto essa nececidade de passar meus genes adiante. Não vejo o que ganharia com isso, nem material nem sentimentalmente falando. Não me importo com um futuro de pessoas que não existem, a não ser o futuro da própria terra e, francamente, a terra não precisa dos humanos (sou meio que radical xD). Por mim, minha família acaba aqui. Mas ela é grande, vai ser difícil (olha só. xD).
     
  6. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Lembro até hoje de um professor de geografia que dizia que em muitos lugares tinha-se famílias grandes por puro instinto. Lugares como o nordeste ou a áfrica apresentavam taxas de mortalidade infantil altas, então os pais (inconscientemente) tinham familias grandes para terem certeza que pelo menos um descendente vai chegar a maturidade.

    Como esse não é o caso na grande maioria do planeta, eu apoio o controle de natalidade. Não há necessidade para se ter uma família grande e a tendência de crescimento vertical nas cidades só ajuda a deixar mais espaço livre nos subúrbios e, consequentemente, em novas áreas verdes.

    Claro que esse controle de natalidade não pode ser algo brutal e extremo. Um projeto a longo prazo poderia ser feito e colocado em prática para daqui a 10 anos estabilizar a população em um bom nível.
     
  7. DW

    DW Usuário

    Como dito nesse post
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , ja estou fazendo minha parte.

    Mas não é só por isso que eu não quero ter filhos. É mais ou menos o que a Izze falou. Acho uma grande responsabilidade e não tenho vontade de encarar isso.

    Mas se fosse pra ter, eu teria um só. Dois ja é um grande número e a situação está crítica pra conta ficar empatada. Mas não acredito muito que esse quadro vá mudar. A desinformação ainda é muito grande. Eu posso não ter filho algum, mas com certeza alguém aí vai ter 3 ou 4.
     
  8. Izze.

    Izze. What? o.O

    Isso mesmo. Pra maioria não radical como eu esse é o melhor que se tem a fazer. Controlar a natalidade a longo prazo, e daí em diante ir cuidando pra não aumentar essa praga humana novamente.
     
  9. Pandatur

    Pandatur Usuário

    10 anos é muito pouco tempo, creio eu. Mesmo que haja um programa bem eficiente de controle de natalidade, acho que os resultados só começarão a se tornar visíveis após uns 25 anos. Mais ou menos o tempo de uma geração, acho.
     
  10. Izze.

    Izze. What? o.O


    É.. meu namorado tava falando disso um dia, mais um comentário malvado/engraçado da parte de e de seus amigos. Eles disseram que, já que no nordes cada familia tem pelo menos 6 filhos, nós aqui, mais pro sul, não precisamos procriar. Eles tem filhos pela gente. Daí meu namorado falou: "aaah, quando eu for no médico fazer vasectomia e ele disser que não posso porque não tenho filhos, vou dizer que meus filhos estão no nordeste". xD


    Por isso digo, se os outros quiserem ter filhos, que tenham. Mas não me encham o saco para que eu tenha um tbm.
     
  11. Imrahil

    Imrahil Kyknos kyknón

    Só uma questãozinha matemática básica: dois filhos por pessoa, a rigor, já fica abaixo da taxa mínima de reposição populacional porque sempre algum deles não vai querer/poder se reproduzir ao chegar à idade adulta (sendo homossexual, ou sendo estéril, ou não tendo vontade de ter filho mesmo).

    A taxa "certa" pra que fiquemos no zero a zero populacional é 2,1 filhos por pessoa, segundo os melhores matemáticos.

    Sou totalmente a favor do planejamento familiar, embora seja contra o aborto, por pura questão da sobrevivência da gente na Terra.
    ,
    Já a decisão de ter ou não filhos é, obviamente, de foro íntimo. Eu não consigo me imaginar NÃO sendo pai, é um sonho muito importante pra mim.

    Abraços,
     
  12. DW

    DW Usuário

    O pior é que tem gente que acha bizarro eu não ter vontade de ter filhos. Sempre vem com aquele papo "ah você pensa assim hoje, mas depois com certeza vai mudar de idéia". Sei la, vai entender esse povo. É por isso que estamos lotados de gente.
     
  13. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Ah, com certeza. Eu estava falando apenas do tempo para a implantação do controle, não de quando ele daria resultados. Eu chutaria que esses resultados só seriam realmente visíveis ainda mais a frente do que você pensou, só depois de uns 50 anos (quando uma geração realmente vai ter ultrapassado a outra).
     
  14. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Quanto à questão dos 2 filhos, foi isso que eu coloquei no meu post, Cisnão. Que embora alguns achem que ter 2 filhos vai fazer "dar empate", se todo mundo fizer isso, vai acabar havendo uma redução, pois nem todo mundo chega a idade adulta, ou resolve/pode ter filhos, etc.
    Edit: Acabei de pensar que seu comentário se refira ao post do Fëanor, que falou do "contribuir ou não contribuir para a redução" e tals, mas eu já tinha escrito, então deixa assim mesmo. :lol:

    E eu concordo que deve haver planejamento familiar sim. Isso é essencial para uma vida melhor, na minha opinião.

    Aaaaah tá. Eu entendi errado sua colocação então, hehe. Sorry.
     
  15. DW

    DW Usuário

    Eu falei no lance de 2 dar empate (o que não é verdade, claro, pessoas morrem ou decidem não ter filhos), mas é porque agora devemos fazer algo mais drástico. Senão demoraria muito pra população se reduzir.
     
  16. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    Pois é, tem isso aí, como o Cisne reforçou. Mas meu posicionamento sobre ter dois filhos ou apenas um se baseia muito mais no fato de que gerar dois descendentes causa, logicamente, o dobro do impacto ambiental do que gerar apenas um.
     
  17. Izze.

    Izze. What? o.O

    É.. olha o caso da China. Eles só permitem um filho por casal. Dois se o primeiro filho for uma menina. Se deixassem todos terem 2 filhos, e mais um caso todos sejam menina, meo deos, demoraria muito mais para conseguirem diminuir a população. E nesses lugares a urgência de controle é grande.
     
  18. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Temos que pensar nisso também. Se (vai que acontece) todo mundo seguir um plano de ter apenas 1 filho, a mão de obra na geração seguinte poderia se tornar excassa em algumas áreas, o que seria péssimo para qualquer lugar do mundo.
     
  19. Izze.

    Izze. What? o.O


    Nesse caso, dois filhos seria o ideal mesmo. Como disseram, tem gente que não pode ter filhos, e tem os "frescos", segundo algumas pessoas de mente fechada (ninguém daqui, que isso fique bem claro), que não querem ter filhos. Pra assegurar a sobrevivência humana (eu nem ligo pra isso, mas vamos ver todos os lados), teria que ter um certo numero de pessoas pra fazer tudo funcionar devidamente. Um é pouco, dois é bom, e três é demais.
     
  20. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    Mas sejamos realistas: em se tratando de Brasil, essa possibilidade é praticamente nula.
     

Compartilhar