1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[Conto] Encoxamento

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Paganus, 4 Jul 2014.

  1. Paganus

    Paganus Visitante

    Sabedor das volúpias da carne e das altas alturas demasiado grandes pelas quais o espírito etereamente flutua e se enleva, como o era por demais visível e risível sua tentativa de poetizar o ipoetizável, entendia igualmente e tinha por certo apesar das suas fraquezas morais e torpezas baixas e paixões inferiores aquela beleza que faria a própria Beleza se prostrar diante dela, se ajoelhar em pranto desesperado e febril, lambendo as velhas colunas de doricíssimas formas e apolínea rigidez e priápica virilidade. Tal era a beleza. A beleza dos falos eretos pelo museu exsudantes entrantes pela mente adentro e afora, rítmicamente ritmados ao som do desentupir e entupir, como se enrola a cobra dentro da cueca. Metafísica das belas formas assistente curadora quadril bunda mão tecido leve desce desliza suavemente um dedo em riste por uma superfície ondulada levemente acidentada e macia coberta por um tecido que, pobre, pobre tecido.

    O tecido moralista e coberto dos mais vis preconceitos tenta acobertar a infâmia da hipocrisia dos relacionamentos burgueses e seus códigos e símbolos e ritos hipócritas onde se deixa de amar por conta de hipocrisias e farisaísmos. Pobre tecido moralista não impedirá a fruição legiptima de prazeres naturais e inocentes em sua intenção puríssima de fruição e mútuos orgasmos. O tecido é uma indecência. Saia indecente.

    Indecente.

    No que cobre.

    A adamicidade do corpo previne certas impudicícias do pensamento quando se coloca em prática que noeticamente as mãos que se estendem e encontram outras e coxas tenras antes primam pela necessidade de aquecimento interno que pelas doçuras do pecado, que rebaixa e escraviza.

    Adão era feliz, porém, porque metia.

    Eva metida feliz era.

    Meter.

    Estragaria você

    O meu prazer? Por que?

    Igualmente dignos de nota são os esforços intelectivos dos grandes ascetas que buscavam reintegrar seu linga ao yoni imanente transcendente, causando buscando a androginia primordial. A meditação buscava reintegrar e introduzir sem retorno nas esferas supra-lunares o que sub-lunarmente apenas se desejava como possibilidade e mera potencialidade presente nas camadas infraconscientes, a saber, a da feminilização do macho e a masculinização da fêmea, algo para lá de supimpa, supondo que tais processos andam à roda com os desenvolvimentos mais profundos e modernos e pós-modernos da ciência, das artes pós-estéticas, da filosofia pós-estruturalista e da moda pós-Clodovil, como da televisão pós-Boni, enfim, do saber orgânico e multi-facetado do belo século XXI, previdente e imprevisível, belo porém sujo. Tais processos poderiam se dar de formas mais raras no asceticismo das grandes tradições monacais ou nas formas mais ordinárias banais comuns de um ônibus lotado, no ponto de ônibus, no metrô, nos restaurantes e bares-trocas-de-olhares-oi-sim-não-ahhhhhhhh, ou como diria, se dariam progressiva e regressivamente, onde o linga se yoniza e o yoni se linga, e se unem, atrás e na frente, e gozamos todos, como minha calça úmida e úmido seu olhar querente.

    Meu pau.

    Sua bunda.

    -Moça, desculpa.

    -Nada não...
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  2. Malkyn

    Malkyn The Siren

    :oops:
     
    • LOL LOL x 2

Compartilhar