1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Considerações sobre a orientação sexual de Ian McKellen

Tópico em 'O Senhor dos Anéis - os Filmes' iniciado por Thy Treebeard, 8 Abr 2002.

Situação do Tópico:
Fechado para novas mensagens.
  1. Eu não pude acreditar nos comentários que li sobre a orientação sexual de Ian McKellen. As pessoas menosprezaram, rejeitaram, mudaram de opinião e jogaram pedras em um ator, a quem sequer conhecem pessoalmente, apenas pelo fato de sua orientação sexual não se ajustar aos padrões mais aceitos. :?

    Como é cediço, o preconceito é o inverso da inteligência. A demonstração de preconceito por parte de um adulto indica a total falta de pensamento crítico, a subserviência às opiniões alheias e a pequeneza de caráter. :(

    A razão, contudo, é muito simples. Não se nasce com preconceitos. O neonato é um ser puro, despido de qualquer sorte de racismo, xenofobia ou homofobia. É, todavia, muito sugestionável. 8O

    Assim, com o passar do tempo, o ranço dos preconceitos sociais e religiosos começam impregnar sua mente e, como ele ainda não tem conhecimento e formação mental completa para combater tais preconceitos, acaba por aceitá-los e difundi-los, aumentando a raiva social contra as minorias. :cry:

    Na adolescência, a mente chega ao ápice de sua formação e, a partir de então, o ser humano galga o mais alto nível do pensamento crítico. Neste momento, a curiosidade, a crítica e a autocrítica alcançam sua plenitude e completam a formação mental, já que os outros dois elementos que compõem o QI humano (memória e raciocínio) atingem o cume de sua capacidade logo nos primeiros anos da vida humana. :)

    Todavia, certas pessoas não conseguem se desvencilhar dos preconceitos, pois não têm coragem suficiente para pensar por si próprias, ou não querem se dar o trabalho de adotar novas convicções. Nestes casos, a mente destas pessoas estagna e pára de evoluir. :roll:

    Assim, o preconceito está longe de ser um pensamento original, pois foi formulado não pela pessoa, mas pelo inconsciente coletivo. Neste sentido é que se desvenda o porquê de o preconceito ser o inverso da inteligência. :!:

    Com efeito, quem não pensa por si mesmo é incapaz de elaborar raciocínios profundos e reflexões apuradas. Quem toma para si a idéia alheia, não pode ser considerado um agente de transformação, mas sim um de conformação. :idea:

    E quem se conforma não tem crítica, nem autocrítica e nem a curiosidade de saber o porquê da existência do preconceito. :x

    Quem não formula seus próprios conceitos, mas, ao invés disso, toma os dos outros como se seus fossem, não pensa por si próprio. :o

    Conseguintemente, ter preconceito revela o déficit da inteligência humana. Sendo assim, quão maior o preconceito, menor a capacidade de pensar. 8O

    E por isso que eu digo: deixem os homossexuais, negros, nordestinos, judeus, obesos, maometanos e pobres em paz, pois eles nada de mal fazem para os seus semelhantes e têm o direito de ser assim, pois ou a natureza os fizeram como são, ou eles exerceram o inalienável direito de seguirem sua vida do jeito que melhor lhes aprouveram. :D

    Ninguém é inferior, ninguém é superior, mas todos são diferentes, e é na diferença que o ser humano é especial. Leões são sempre leões, zebras são sempre zebras, pois comem, bebem, reproduzem-se e seguem o seu próprio bando. Mas o homem não, e é por isso que dominamos todos os demais animais. :wink:

    Façam um favor a si mesmos: extirpem os preconceitos de seus corações e cresçam como pessoas. Só assim vocês poderão aproveitar a dádiva que a evolução nos deu. :P

    E lembrem-se: quem vive para se comparar com os outros será invariavelmente um pedante e um frustrado, pois sempre encontrará alguém melhor e alguém pior que ele. :wink:
     
  2. egoNullius

    egoNullius Usuário

    Concordo

    Thy Treebeard,

    Concordo plenamente com você, gostaria de falar mais sobre algo tão terrível que é o preconceito, mas acho que você já disse tudo e o suficiente. Todos somos livres e não cabe a nenhum de nós julgar os outros, apenas à nós mesmos.
    O fato de Sir Ian McKellen ser homossexual é direito dele, livre arbitro. Não cabe à nós julga-lo, ainda mais perante tão bela interpretação a qual acredito, depois de ter assistido o trailer de "As Duas Torres", estar muito melhor no segundo filme.
    Parabéns pela sua atitude.
    :D
     
  3. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    Devo dizer que o post que abriu esse tópico foi um dos melhores da história do Fórum... Viva a Liberdade de Escolha, Viva Ian McKellen e é claro: Viva a Capivara Peluda!
     
  4. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Eu concordo que este assunto é louvável e tudo mais, como disse Knolex e Alves.

    Só espero que você se mantenha no tópico Treebeard. Acho estranho um parente ent ser tão afobado e espalhar o mesmo texto por toda Valinor. Mas talvez seja um vírus que algum rancoroso homofóbico tenha colocado para que o assunto ficasse chato.

    Como estamos nessa, vou postar o texto que escrevi na página da Valinor. Faz sentido apenas se pensarem no contexto: pessoas dizendo "poxa eu não sabia... agora vou ter de rever minha admiração pelo ator", e com uma resposta singela de uma visitante chamada Violeta.

    *******

    Como disse Violeta: 'crianças comportem-se!'

    No entanto seria pedir demais. Crianças são naturalmente cruéis e destrutivas [e só aprendem a respeitar o próximo na marra quando o próximo não gosta de ser chutado e dá o troco]

    Vamos supor uma coisa: eu digo pra vocês... não que eu simplesmente venha e ORDENE pra vocês 'de hoje em diante é errado andar de lado porque só caranguejo anda de lado. Deus fez o homem para andar de frente e vocês não podem desafiar a natureza'

    O que esta frase tem de errado?

    Tudo!

    Quem EU, 'Primula', penso que sou pra sair mandando outras pessoas fazerem o que eu quero que façam?

    Sim, o que EU quero! Pois estou usando MINHA interpretação de um escrito religioso [ou científico] qualquer que lipara oprimir pessoas a fazerem o que na verdade EU quero [pois li conforme os meus desejos mundanos]. E não o que DEUS quer.

    Deus [se existe] deu liberdade, como prova maior do amor dele por nós. Se essa liberdade não fosse real, teríamos mesmo a figura de Deus barbudo mandando raios nas nossas cabeças a toda hora que saíssemos da linha. [ops! esse é Zeus!]

    O que vocês querem? Queimar todo mundo que não se encaixe no seu conceito de correto? Formar uma nova 'santa' Inquisição? Destruir mais civilizações? Fazer o papel de Deus? [isso sim é uma heresia!]

    Já leram Fahrenheit 451? É assustador ver que o comportamento de muitos de vocês se encaixa perfeitamente na visão de Ray Bradbury. Que o mundo caminha para esse futuro.

    E muito triste. Decepcionante ver que o homem [espécie humana] prefere o seguro, o divertido... até o dia em que uma garota doida chegar para você e pergunta 'Você é feliz?'

    Satisfação, segurança, diversão não significam necessariamente felicidade.

    Como disse Gandalf [e não McKellen] 'Pena? Foi pena que impediu Bilbo de tirar a vida de Gollum [...] muitos que mereciam morrer vivem, e outros que mereciam viver estão mortos. Você pode devolver a vida a eles? Se não pode, não fique tão ansioso em decretar penas de morte a esmo'

    Se vocês são fiéis seguidores de Professor Tolkien deviam saber disso!

    E diferente de muitos de nós, Sir Ian McKellen é uma pessoa que não se esconde no anonimato, não foge da realidade usando um nome que não o dele. Qualquer um pode enviar cartas e mensagens para ele até via internet.

    Não importa se ele é homo, hetero ou bissexual, ou se não gosta nem de homem nem de mulher e nem de bicho algum no mundo. Ele é um SER humano completo [na melhor definição da palavra], enquanto a maioria de nós só queremos mais TER humanos [no sentido de convencer os outros de NOSSAS verdades] do que simplesmente viver em paz e deixar o resto da humanidade viver sossegada também.

    Ele é mais homem porque em vez de querer convencer o resto do mundo a ser homossexual, ele só quer aceito pelo que é: ser humano, ator, Ian McKellen. Ele é homem com H, porque não oprime heterossexuais, ou faz piadas infames sobre homens que traem suas esposas, ou sobre homens que tem vida sexual insatisfatória e descarregam suas frustrações na bebida. Ele é um gentleman não porque é cheio de fricotes, mas porque mantém a dignidade mesmo quando pessoas ignóbeis o ofendem com palavras de baixo calão, piadas sem graça sobre gays entre outras coisas de gente que não lê, não se instrui, não cresce.

    E oh sim! me 'escondo' também atrás de um pseudônimo. Mas é porque para algumas pessoas não vale nem a pena me apresentar. Me apresento para SERES humanos e não para falsos profetas e aprendizes de Morgoth.
     
  5. egoNullius

    egoNullius Usuário

    Parabéns Primula

    Primula,

    É bom saber que existem pessoas com senso crítico como você. Pessoas com a noção de mundo que para mim é ideal. Concordo plenamente quando ressalta o fata de Sir Ian McKellen ser mais homem do que muitos outros, por assumir sua posição sexual e nem por isso oprimir as outras pessoas.
     
  6. Justificação e observações adicionais do autor.

    Cara Prímula,

    Por primeiro, quero registrar que fui eu sim quem espalhou esse texto através de algumas notícias na página central da Valinor, mesmo sabendo que só uma delas dizia respeito à orientação sexual de Ian McKellen.

    Fiz isso, e não serei leviano de negar minhas atitudes, porque queria alertar a todos os fãs de Tolkien (ou fãs do filme) sobre a perseguição injusta e pseudo-moralista que o referido ator estava sofrendo.

    Quando li a reportagem aqui mesmo na Valinor, ela já estava ultrapassada e prestes a entrar na página 2 (a qual poucos lêem, tendo em vista que a maioria já leu todas as reportagens nela contida enquanto ainda era novidade).

    Quis sim, veicular minha opinião para o maior número de pessoas, pois achei que o assunto era relevante e não vi problemas em "desrespeitar" o tema das reportagens.

    Todavia, o fiz porque ainda não conhecia o Fórum Valinor, do qual sou um membro novo. Assim, se a questão é essa, gostaria de me desculpar caso eu tenha infligido alguma norma ou praxe deste site e salientar que não farei mais isso, dada a possibilidade de poder me expressar aqui neste fórum.

    Quanto a seu texto, com ele concordo plenamente, pois creio que Ian McKellen deve ser reconhecido como um ser humano - e diga-se, muito virtuoso - e não receber o invólucro estereotipado de "gay" e, em razão disso, ser objeto de desprezo.

    Muito obrigado por sua atenção e espero que possamos compartilhar de outras opiniões, sejam elas convergentes ou divergentes.

    Beijos deste Ent. :wink:
     
  7. Dagorlad

    Dagorlad Usuário

    parabens cara!
    vc escreve muito bem, deixou suas ideias claras. no outro forum houve um grande post sobre isso tb. eu concordo com vc
     
  8. Eu já sabia há tempos essa parada... É o seguinte: SEMPRE existirá preconceito, JAMAIS desaparece... Algumas pessoas se ajustam ao "sistema" e outras fazem coisas consideradas "fora do normal" ou estranhas... Todos nós padronizamos a vida, e se algo nao continuar padronizado essa coisa é excluida ou ignorada ou desrespeitada... E daí q ele é gay? Q eu saiba não é ilegal alguém ser gay... Gay é feliz em ingles, então oq nos leva a acreditar oq são as pessoas gays? são as pessoas felizes com seu tipo de vida, mesmo sendo considerado "diferente". Pensem assim: se voce gosta de morango e eu de limão, eu sou considerado de outro planeta? NAO! Mesma coisa com hetero e homo... só q as pessoas acham assim: Eca! como isso pode ser? Eles sao esquisitos, eca! Dá um tempo né gente? Peter Jackson foi até recomendado a não pegar o Ian Mckellen por causa de sua "diferença". Imagina? O filme sem Ian? Os oscars sem Ian (q aliás acho q ele foi considerado "uma reputação ruim para os oscars" e não ganhou o oscar por causa disso, ainda to **** por causa da esfarrapada dos oscars quanto á melhor ator coadjuvante...). Dá pra ver preconceito em qualquer lugar, na escola, restaurante, em casa, no parque, no show do blind guardian, no cinema... QUALQUER LUGAR! O unico jeito de impedir é tentando convencer as pessoas q preconceito é uma coisa q acaba sendo prejudicial a todos... Depois desse texto vou me inscrever na lista de reporteres da Universo de Tolkien e ver se dá um espaço pra mim (e é claro, pedir muito pro deriel até ele ficar de saco cheio e falar sim :roll: :lol: ).
     
  9. Ih, dizer que homossexual é feliz tá looonge da realidade...Nossa, como alguém pode ser feliz com tanto preconceito e pressão sobre ela? Claro que existe muitas excessões, mas eu acredito que eles sofrem muito mais do que uma pessoa normal. Mas peraí, eu disse normal? Por acaso os gays são anormais? Claro que não.

    É por isso Treebeard, que eu concordo 100% com você. Pena que nem todo mundo tem essa mente coerente como a sua... Uma pena.
     
  10. KK

    KK Banned

    Tipow....de onde vc copiou isso?(zuera :D )

    Kra, tipow, eu naum to nem ai se ele eh gay ou naum, o que interessa eh que ele é um ator dukraio! Se ele da a bunda o problema é dele, isso naum altera em nada a capacidade, carisma e potencial artistico dele.
    Existe sim uma galera preconceituosa aqui, eu só acho que isso naum leva a nda, no final vamos todos morrer do mesmo jeito, idependente de nossa cor, raça ou religião. Somos todos iguais perante a Deus.

    PRECONCEITO SUX!!! :twisted: :twisted:
     
  11. Mycow

    Mycow Andúril

    Eh eu mesmo respondi o comentario do thy treebeard
    acho isso ridiculo, todo esse preconceito,a pessoa q assume, eh uma pessoa muito corajosa,como o Ian,e eh claro q ele c sente aliviado mas ai chega os idiotas e comecao a fala mal pq ele eh gay,
    e dai???Qual eh a diferenca????eh um ser humano soh q optou por um caminho diferente!A escolha eh dele nao a dos outros p/ fika intrometendo na vida dele!!!!Ele continua sendo um otimo ator, q foi muuuuuuuuuuuuuito bom interpretando Gandalf!!!!
     
  12. Dante Aqueronte

    Dante Aqueronte Usuário

    Só li o primeiro post, mas tenho que dizer:
    E eu achava que era eu quem falava difícil....
     
  13. Lady Greenleaf

    Lady Greenleaf Usuário

    Gente... ADOREI este tópico!

    O problema do preconceito homossexual é que dá para entender que somente a partir dessas última décadas existe. Mas não. Isso é um assunto já ocorrido de tempos atrás. Apenas é que não era divulgado como nos dias de hoje.

    A opção sexual é escolha de cada um. Porém existe tabus na sociedade que impede de nos expressar da forma como queremos. É difícil e por isso Sir Ian McKellen merece todo o mérito neste espaço.

    Aliás, o cara pode, heim?! Já imaginaram... velhinho daquele jeito e com um cara super novo, lindo e que deve adorá-lo? Dá de 10 a zero prá muita gente puraí! :wink:

    Falow!
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  14. Peregrin Tûk

    Peregrin Tûk Usuário

    Soh uma coisa:
    Naum eh a orientação sexual do Ian McKellen, eh a OPÇÃO SEXUAL dele...
     
  15. Orientação versus opção - resposta a Peregrin Tûk

    Olá Peregrin, como vai?

    Você disse de maneira enfática que se trata de opção sexual, e não de orientação sexual.

    Ocorre, porém, que a comunidade científica internacional, hoje, prefere tratar o assunto como mera orientação, e não como opção sexual.

    A diferença é tênue, mas significativa, vejamos porquê:

    Eu, no caso, sou heterossexual, como talvez você seja. Então, seria possível que você, hoje, deliberadamente pensasse melhor e dissesse: "Cansei! Daqui por diante serei homossexual"

    Seria possível? Se fosse, estaríamos diante de um caso de opção, pois você tem essa opção e a escolhe por algum motivo.

    Mas acho isto um tanto impossível. Eu, no caso, nunca conseguiria ser homossexual, pois os meus hormônios e minha libido destinam-se exclusivamente às mulheres, quando eu vejo um homem nenhum desejo de ordem sexual desperta em mim. E creio que isso é uma constante entre os heterossexuais.

    A mesma coisa acontece entre os homossexuais. Com efeito, quando as pessoas atingem a puberdade, os hormônios começam a se aflorar e, neste momento, as pessoas descobrem-se ou hetero, ou homo ou até mesmo bissexual.

    Não foi uma opção, mas sim uma revelação. Por isto é impossível que um homossexual, de súbito, torne-se heterossexual.

    Você poderia argumentar dizendo que "há pessoas que viram gays depois de velhas". Isto não é verdade.

    O que ocorre é que estas pessoas sempre souberam que eram ou homo ou bissexuais, mas tinham medo da reação social e preferiram ficar enrustidas, escondendo-se atrás de relacionamentos heteros e vivendo mentiras para elas mesmas.

    Contudo, cansadas de viverem infelizes, acabam por dizer um basta e enfrentar a sociedade, mostrando a todos a orientação sexual que sempre tiveram, mas que o medo não lhes deixou revelar.

    A propósito, orientação quer dizer "direção", "sentido", "caminho", etc. Portanto, é a direção por meio do qual a volúpia das pessoas age. Ainda que fosse opção, seria também orientação. Pois a opção da pessoa foi de seguir aquela orientação sexual.

    Já o contrário não é verdadeiro, se a pessoa tem determinada orientação sexual, não quer dizer necessariamente que ela optou por aquilo, pois pode ser que já tivesse nascido assim ou que o meio no qual a pessoa viveu orientou-a a ser homossexual.

    É a mesma coisa que acontece com os heterossexuais. Eu, por exemplo, nasci heterossexual, mas não escolhi ser um. Eu nunca tive essa escolha, pois eu sempre fui assim e não há nada no mundo que possa fazer eu virar homossexual.

    Dizer que o caso é de opção sexual e não de orientação, não chega a ser um posicionamento discriminatório, é apenas um entendimento já superado pela ciência e totalmente rechaçado por psicólogos e psiquiatras.

    Só foi um esclarecimento, espero ter ajudado.

    Abraços,
     
  16. Peregrin Tûk

    Peregrin Tûk Usuário

    OBRIGADO PELAS INFORMAçÕES !!!!!!!
    Eh, realmente sou um hetero, dakeles q naum podem ver um rabo de saia q jah corre atras, babando...
    AU AU !!! :D
     
  17. Que bom!

    Caro Peregrin,

    Fico feliz em ter ajudado, estou sempre às ordens. :D

    Abraços, e boa sorte na sua incessante busca por um rabo de saia!

    Aliás, sorte para nós! :P
     
  18. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    hehe... parem de procurar o rabo de saia e peguem o recheio, OK?

    Mas foi interessante sua posição Treebeard. Creio que um homossexual manifestou sua revolta (de forma bem vulgar infelizmente) na coluna de notícias de Valinor, exatamente com relação a essa confusão de significados.

    Descontando-se o linguajar - pois se uma pessoa é perseguida a vida toda ela não tem chance de crescer... mas aí eu vejo o McKellen e digo que nada justifica aquele comportamento - é algo que todo homossexual sofre, essa idéia de que foi escolha dele (leia-se culpa) por ser diferente.

    Sim é uma opção, mas não é culpa, e usando-se o conceito orientação acho que elimina parte da confusão.

    No entanto, acho que essa mesma palavra alimenta uma segunda confusão: se é orientação, então dá a entender que os filhos de casais homossexuais se tornariam homossexuais.

    Não estou dizendo que vão ser. É apenas uma idéia que passa pela minha cabeça ao ficar pensando na palavra orientação...

    Creio que o melhor é fazer como McKellen e esquecer um pouco as definições. Ninguém é loiro porque quer, ou negro por que quer. Assim como não dá para definir para cada pessoa o gosto por alguma coisa.

    O melhor é conscientizar todo mundo a aceitarmos uns aos outros do jeito que somos DESDE que não sejam coisas que ameacem os outros (psicose, p. ex.).
     
  19. Nós aqui de volta e outra vez...

    Olha nós aqui de novo Prímula, discutindo o mesmo assunto, não é fantástico? :wink:

    Vamos lá! Por primeiro, queria deixar registrado que eu não procuro só o rabo de saia, nem o rabo da saia, nem só a matéria que o acompanha. Claro que a parte sexual é importantíssima, e nem poderia deixar de ser, caso contrário negaríamos toda a parte animal que temos dentro de nós.

    E o ser humano não é só mente, raciocínio e reflexões, mas também um animal como qualquer outro. Aliás, nós evoluímos nesta parte também, porquanto praticamos sexo não só para reprodução, mas também para satisfação pessoal.

    Isto também é maravilhoso, pois conseguimos dominar nosso próprio corpo e manipulá-lo para obter dele mais que um simples mecanismo de reprodução.

    Aliás, graças a Deus, porque se sexo fosse apenas para reprodução, o mundo não teria 6 bilhões de pessoas, mas sim uns 30 bilhões ou mais. Foi também por isto que dominamos o sexo: para que pudéssemos controlar a explosão populacional humana. Já pensaram? O homem, um ser que não tem predadores e não precisa caçar o seu próprio alimento, praticando sexo toda hora para reprodução? Meu Deus, os continentes afundariam em virtude do peso de tanta gente!

    E é por isto que somos especiais em relação aos demais animais, pois temos uma coisa que nenhum outro tem: sexualidade. Nós nos expressamos por meio de nosso corpo, compartilhamos energia com o ato sexual e fazemos do sexo um meio para conhecer o parceiro e com ele dividir momentos de excitação máxima.

    O ato sexual nos ajuda a esquecer dos problemas, tira-nos de um mundo onde a lógica é o lucro, proporciona-nos prazer gratuito e, de uma certa maneira, mágico. É no ato sexual que nos sentimos especiais, pois ele nos faz únicos, é como se os parceiros estivessem sozinhos e além deles nada mais existisse.

    Enfim, delonguei-me demais, só queria registrar que, ao menos para mim, o sexo não é sujo, pervertido ou banal, mas um fator essencial na vida humana, sem o qual tudo seria mais vazio e sem graça.

    Claro que o sexo mecânico em demasia é prejudicial, pois tal significaria a subversão do próprio ato sexual. Sexo, pelo menos para mim, deve ser troca de energia, de sentimentos, de segredos, de intimidade. O corpo é a nossa casa, e só deixamos que alguém o ocupe caso nos convençamos que a pessoa é digna de nós e faz jus a isto. Transar com qualquer um que se vê pela frente é algo tão fútil que desrespeita o próprio ato sexual. Mas também não se pode aceitar aqueles pensamentos puritanos e moralistas de que sexo é só depois do casamento, ou só com uma pessoa pelo resto da vida, ou só com quem se ama muito, ou só para fins de reprodução.

    Tais conceitos limitam a vida sexual da pessoa, fazendo-a pensar que sexo é sujo, é errado ou é o mesmo que perversão. E desses pensamentos é que surge a maioria dos problemas sexuais do homem e da mulher.

    XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

    Mudando de assunto... Prímula, acho que você equivocou-se com o significado de "orientação" sexual. Não quis dizer que as pessoas são orientadas a serem homo, hetero ou bissexuais. Não.

    Orientação é sentido, caminho, rumo. Significa que a pessoa prefere homem, mulher ou ambos. Não é uma classificação ou conceituação, é uma constatação.

    Se eu sou vegetariano (é só um exemplo), a orientação que eu sigo é a de comer legumes, vegetais, cereais e raízes. É a direção que eu tomo ao seguir minha vida, é a forma pela qual ela é regida.

    Não quis dizer que as pessoas homossexuais foram orientadas ou são orientadas a gostarem de pessoas do mesmo sexo. Não, mas esta é a orientação que elas, naturalmente, tomam.

    Pense como se fosse uma estrada: você está andando em uma única estrada, seguindo o seu caminho e, quando chega a puberdade, não há outro para seguir, você segue aquele mesmo, pois é a orientação única que você pode tomar, só que a partir daquele momento você começa a sentir atração por pessoas, se você descobriu-se homossexual, começa a querer interagir com mulheres; se você é hetero, começa a interagir com homens; se bissexual, interage com ambos os sexos.

    Não há bifurcação na estrada, não existe outro caminho, todas as suas opções limitam-se às suas atitudes dentro daquela estrada, mas não fora dela. E esta é a estrada da sexualidade.

    A opção sexual somente é possível se, quando chega a puberdade, você se descobre bissexual. Neste momento sua estrada divide-se em outras três, pelas quais você pode transitar pelo resto da vida.

    Já que o bissexual sente atração por ambos os sexos, ele pode querer apenas seguir a estrada da heterossexualidade, ou só a da homossexualidade, ou não sair da estrada da bissexualidade, onde ele poderá, sempre, interagir com ambos os sexos.

    Aí sim ele tem uma opção sexual, mas sua orientação será sempre a de bissexual, entenderam? Imaginem um homem que é bissexual, mas decide apenas a fazer sexo com mulheres, o que teríamos? Uma pessoa que é bissexual cuja opção sexual é ser hetero.

    Orientação é o caminho pelo qual você segue sua vida e opção é aquilo que você escolheu ser. Homossexuais e heterossexuais não têm opção sexual, mas apenas orientação, pois eles nasceram assim e não há como eles mudarem, pois estes nunca conseguirão sentir atração pelo mesmo sexo e aqueles nunca sentir-se-ão atraídos pelo sexo oposto.

    Já o bissexual, como sente-se atraído por ambos os sexos, tem sempre que fazer uma opção: ou só transa com pessoas do sexo oposto, ou só com as de seu mesmo sexo, ou alterna entre uma e outra. Daí inferimos que só o bissexual tem opção.

    Só para registrar, travestis e transexuais não são orientações sexuais, mas sim profissões e condutas sociais. Com efeito, não precisa o travesti ou o transexual vestir-se como mulher para que alcance a plenitude sexual, ele só o faz por opção de vida (que não é opção sexual) e sua orientação sexual pode ser qualquer uma, inclusive heterossexual (incrível, é raro mas existe!).

    Assim, se os pais são homossexuais, ou se um deles o é, não significa que o (a) filho (a) também o será. Da mesma forma, se os pais são heterossexuais, também não quer dizer que o (a) filho (a) também sentir-se-á atraído (a) exclusivamente pelo sexo oposto. Quando se diz orientação, não se quer dizer orientação dos pais ou do meio em que vive, mas a orientação que a vida sexual da pessoa segue, independente de influências externas.

    Espero ter sido claro desta vez, beijos afetuosos! :wink:
     
  20. Arandelis

    Arandelis If I can dream

    Quanto à essa questão de preconceito...
    Eu não tenho vergonha nenhuma em afirmar q sou nordestina, de Natal, Rio Grande do Norte e q moro no subúrbio da minha cidade. E gostaria de saber o q faz as pessoas terem esse preconceito todo contra subúrbio, favela, norte e nordeste, negro, índio e pobre, judeu, homossexual, hemofílico e se eu enumerar cada grupo q sofre preconceito, eu ficaria aqui mais um bom tempo.
    POR QUE TEMOS ESSA RIDÍCULA NESCESSIDADE DE DISCRIMINAR UNS AOS OUTROS? :cry: :x
    O pior de tudo é que qdo stou num chat, o papo acaba qdo eu digo q sou natalense, ou no mínimo, a coisa esfria.E tem gente q tem vergonha pq acha que o problema é cum ela

    QUEM TEM "PROBLEMAS" OU "ANOMALIAS" NÃO E QUEM SOFRE PRECONCEITO, MAS QUEM TEM PRECONCEITO CONTRA :mrgreen:

    VIVA ENTÃO A SENSATEZ!!! VIVA A INTELIGÊNCIA!!! :lol:

    ps:E nois na fita, mano! 8)
     
Situação do Tópico:
Fechado para novas mensagens.

Compartilhar