1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Conflito: Israel X Palestina

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Artanis Léralondë, 7 Jan 2009.

  1. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    Não sei, se alguém mais anda acompanhando o conflito de Israel com o grupo Hamas.

    Judeus e muçulmanos, dois povos rivais e disputando o mesmo lugar.
    Depois daquela "Guerra dos 6 dias" em que Israel sozinho! Ganhou do Líbano, Síria,Egito e Jordânia.Conquistando mais território (parece War isso xD) que os conflitos ganharam mais força...:no:
    E agora José?

    Origem:

    Grupo radical vence Fatah no Parlamento
    Roberto Candelori
    Especial para a Folha de S. Paulo
    Mais de 1,4 milhão de palestinos elegeram em janeiro seu novo Parlamento. O grupo radical Hamas, Movimento de Resistência Islâmica, venceu o Fatah e conquistou 76 das 132 cadeiras e deverá indicar o próximo primeiro-ministro para comandar a ANP (Autoridade Nacional Palestina), encarregada de administrar as áreas sob domínio palestino e de negociar a paz com Israel.

    Na carta de fundação, o Hamas defende a destruição do Estado de Israel e o estabelecimento de um Estado teocrático na palestina histórica. Mais conhecido por seu braço militar, responsável pelas ações terroristas e pelas inúmeras operações suicidas contra Israel, o Hamas possui também um braço político que desenvolve programas sociais que incluem a construção de escolas e de hospitais.

    Frontalmente contrário ao Acordo de Oslo de 1993, que reconhece o Estado de Israel, o Hamas ganhou destaque pela oposição sistemática ao Fatah, de Iasser Arafat, recusando-se a participar do jogo político. Farto das denúncias de corrupção envolvendo membros da ANP e estimulado pela crescente popularidade entre os palestinos, o grupo decidiu enfrentar as urnas. Sua vitória surpreendeu o mundo.

    A participação do Hamas no processo eleitoral indica que os extremistas da organização estão perdendo terreno. Surpresa, a comunidade internacional, sob pressão dos Estados Unidos e de Israel, reafirma que o grupo não passa de uma organização terrorista que recusa o diálogo político. Enquanto aguarda uma declaração das lideranças do Hamas sobre se pretendem abrir mão da luta armada, prossegue com ameaças de cortar a ajuda financeira para a ANP.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Então, quem comanda a Palestina, atualmente, é o grupo Hamas?
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    Origem dos movimentos islâmicos revolucionários
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    realmente é uma bola de gato :roll:
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    "Israel promete cessar bombardeios na Faixa de Gaza por três horas diárias

    Bombas dariam trégua de 9h a 12h para entrada de ajuda humanitária.
    Ofensiva israelense entrou no 12º dia nesta quarta-feira (7)."

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Joga bomba, depois manda ajuda, ... :osigh:

    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    Um vídeo produzido pelo Exército de Israel mostra um tiroteio entre as forças israelenses e os guerrilheiros do Hamas na Faixa de Gaza.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    Entenda o conflito na Faixa de Gaza

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    aqui na última parte "Tomada de Gaza", fala como ocorreu a dominação desse território no qual o "prêmie" palestino Ahmed Qurei deixa o cargo, e assume o líder do Hamas, Ismail Haniya, para formar um novo governo.
    Esse prêmie é como se fosse o presidente?
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    Crianças israelenses colecionam restos de foguetes
    "Quando cai um Qassam, pegamos os fragmentos para guardar como recordação", explica o menino, mostrando com orgulho uma caixa de munições do exército onde acumula os restos de mais de 50 foguetes.

    "É como uma competição, a gente disputa quem tem mais pedaços e fragmentos mais bonitos", acrescenta.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    :mellow:



    ~Protestos:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    ~Bombardeios
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O triste que os bandidos se dão bem e, no entanto, os civis morrem ou são feridos =/
    Tanto o Hamas com aqueles mísseis fabricados no fundo de quintal que são lançados não sei pra onde, como os Israelenses, que apesar de terem mísseis tele guiados, acertam até uma escola.Estão provocando pânico e andam em círculos, apenas.
     
    Última edição: 7 Jan 2009
  2. ARABAEL

    ARABAEL Ema Infame e

    Pois é o lugar onde tudo explode...sempre acompanho pela net e pela TV, ou por e-mail (minha prima está lá), coitada, o medo é avassalador, falta de tudo, corre corre para os abrigos após ouvir a sirene, não dorme, agora recentemente a uns 20 dias está faltando água, a luz vai e volta, ela não pode mais ir trabalhar, de medo que caia uma bomba e destrua sua casa com sua amiga e seu filho. O problema é a cultura das duas raças, são de espíritos fortes, de ações fortes, falam o que pensam, fazem o que acha que pode ser o correto mesmo que para isso tenha que se explodir junto para matar várias pessoas e deixar a sua marca, o sacrifício e ser visto como mártir, e isso as crianças aprendem desde cedo. Pra tudo que acontece é uma questão de honra, nada de perdão, nada de meias palavras, nada de ceder, nada de nada, ninguém releva nada, vencer com sangue, e eles esquecem que o meu sangue, o seu sangue, o sangue mulçumano e o sangue judeu, é o mesmo, somos humanos iguais, criados por Deus, Alá, ou simplesmente surgimos etc e tal, problema de culturas, religiões e divisões de terras. E isso nunca vai parar, infelizmente, pode até haver um cessar fogo, mas basta uma açãozinha que ofenda alguma coisa, pronto, começa tudo de novo.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  3. ExtraTerrestre

    ExtraTerrestre Usuário

    Há, de um lado, um extremismo que não aceita a existência do Estado de Israel e, do outro, um país que impõe um embargo econômico (e físico, através de muros) ao adversário e por muitas vezes não aceita lançar mão da diplomacia, talvez pelo fato de a cúpula do poder israelense vir das Forças Armadas, além de fazer assentamentos nas terras mais férteis dos palestinos.

    Um dos problemas, para mim, é que o isolamento econômico imposto por Israel torna a situação da Palestina cada vez mais degradante, e num quadro de estagnação econômica, falta de assistência médica, fome e total dependência de ajuda internacional, as idéias extremistas tornam-se bastante razoáveis, ainda mais se o Hamas oferece escolas, enfermarias e assistência social. Talvez faça bastante sentido na cabeça de alguém que não tenha muita coisa na vida e ouviu sobre a glória de ser um mártir da jihad desde pequeno se explodir no centro de Jerusalém ou Tel-Aviv e levar o máximo de judeus junto.
     
    Última edição: 8 Jan 2009
  4. Almáriel

    Almáriel Die Sonne

    Bom, a despeito meu avatar e a frase em arábico na minha assinatura, não sou muçulmana e nem tenho uma gota de sangue árabe, sou apenas uma admiradora desta cultura, e acompanho este caso com um grande aperto no coração. É muito fácil julgar sem conhecer as origens do conflito e as razões de cada lado para isso. Os noticiários insistem em dizer que é guerra, mas para mim é um massacre. Israel está massacrando Gaza com bombas e armamento moderno, muitos esquipamentes de fabricação americana inclusive, enquanto os palestinos não possuem mais que foguetes, paus e pedras. Considerem também que a maior parte da população de Gaza é composta por crianças e adolescentes, que vivem amontoadas naquela cidade em condições terríveis. A situação em Gaza é desesperadora. Como se não bastassem as ofensivas, falta água e energia elétrica. A noite faz um frio abaixo de zero, e o impacto das bombas quebra a janela de muitas casas, fazendo com que as pessoas adquiram doenças respiratórias graves. Mesmo que elas procurem um hospital, não haverá energia elétrica, nem água para limpar ao menos as macas ensanguentadas dos hospitais. Não estou dramatizando. Em Israel, os palestinos são tratados como cães, como um câncer social. Eles até hoje se doem por causa do Holocausto, mas parece que aprenderam com Hilter a desprezar, perseguir, maltratar e promover um massacre étnico com o intuito de limpar "os males do mundo".
    Sei que o Hamas também é responsável, pois quebrou a trégua lançando foguetes no sul de Israel. Eles oprimem ainda mais um povo já sofrido, usando a religião. Eles acreditam no martírio e na guerra santa.
    Como disse Arabel, os dois povos são orgulhosos e teimosos, ninguém vai ceder tão fácil.
    Isso vai além da disputa religiosa, é também uma disputa étnica, territorial, política...
    Tudo movido pelo orgulho, pela sede de sangue e ódio mútuo.
    Europeus, americanos, até mesmo algumas nações árabes parecem não se mover. O que vimos? Declarações do Papa e da ONU exigindo trégua, mas e aí?
    Israel que erradicar o Hamas, mas quantos cidadãos inocentes terão que morrer? Acho que isso só fortalecerá o Hamas e trará mais ódio e desejo de vingança aos corações palestinos. Oferecem ajuda humanitária, mas o que eles realmente desejam é paz, liberdade, direito de viver, de existir.
    Chega de genocídio. Chega de ódio. Isso só trará mais sofrimento, para os dois lados.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  5. HOJERIZZAH

    HOJERIZZAH Usuário

    Israel não venceu a guerra dos 6 dias sozinho!

    Para ter e manter poder e espaço físico para seus sistemas de defesa, desde sua criação em 1948, israel tem apoio militar e financeiro dos estados unidos.

    Pensem!

    Como israle se tornou uma potência militar em tão pouco tempo? Daonde vem o dinheiro para manter todo este arsenal?

    Este conflito é como se fosse um adulto enorme e saudável encarando uma criança sub-nutrida.

    Isso sem comentarmos da controvérsia da ccriação do estado de israel!!!

    Simplesmente após a 2ª guerra, os aliados não sabiam o que fazer com os judeus e resolveram dar 2/3 de um território infestado de mulçumanos á esta nova nação. Isso mesmo! O território hoje conhecido por israel sempre foi habitado por etnias de origem mulçumanas.

    Gostaria que me explicassem uma coisa:

    Porque foi escolhido logio aquele lugar? Não aceito a justificativa de que este território pertence aos judeus por que está na bíblia ou na torah ou em qualquer outro livro santo!
     
  6. KADU

    KADU Estão vendo esta caneta?

    Os judeus se espalharam pelo mundo a mais ou menos 2000 anos atrás quando foram "expulsos" da região que habitavam, mais ou menos onde hoje fica Israel. Como faz parte da cultura deste povo a responsabilidade com o trabalho onde eles chegaram fizeram dinheiro. Boa parte dos grandes milionários dos EUA e Europa são judeus e eles fazem questão de só casarem entre si, assim, fortuna se mantém entre eles.

    Assim que estabeleceram um território pra eles, houve uma migração em massa não só de pessoas mas principalmente de dinheiro. Israel é sustentada por magnatas espalhados pelo mundo todo, por isso o país se tornou potência militar em pouco tempo, o dinheiro já estava lá só faltava a nação. Existe uma estimativa de que se todos os Judeus tirassem seu dinheiro dos bancos americanos de uma vez, os EUA estariam quebrados no outro dia.

    Quanto a questão do arbitrariedade na definição dos limites do país, sem dúvida foi um decisão bastante equivocada. Ninguém é obrigado a aceitar calado que alguém diga que parte de sua casa agora é de outro. O fato dos judeus terem habitado aquela região a muito, muito tempo atrás não da o direito a eles de retornar 2000 anos depois e acharem que são os donos do local. Seria mais correto, já que possuem muito dinheiro, terem tentado comprar terras de países de região, numa boa, assim como os EUA compraram o Alaska da Russia. Não seria fácil, mas não vejo algo pior que a atual situação onde inimigos históricos dividem o mesmo espaço e se matam em um conflito sem fim. Isso não é bom pra ninguém.
     
  7. Ivan

    Ivan Vai passar do joelho

    A história do sionismo é complicada, e quando o movimento surgiu ele tinha um caráter progressista, com tendências de esquerda, e combatia o extremo anti-sionismo europeu, que era muito proeminente em países especialmente da Europa Oriental. Em uma época de fortíssimos movimentos nacionalistas e de uma certa imaginação política que tinha como possível a fundação e reformulação de novos estados, a idéia de um estado judeu acabou por ser a peça fundamental do movimento. Mas um estado judeu não significava um direito de retorno à Terra Prometida ou uma espécie de etnocracia. Alguns planos previam a compra de terras na América do Sul para fundar este estado. Mas correntes tradicionalistas e religiosas tiveram eco na sua reivindicação de um estado na Palestina através dos ingleses, colonizadores da área. Os conflitos entre os novos colonos judeus e os antigos moradores palestinos começaram antes do estado de Israel. Foi após a Segunda Guerra que estas correntes conseguiram predominância, agora já com apoios ainda mais poderosos, como o americano, e também pelo impacto que a perseguição nazista aos intelectuais de esquerda teve no sionismo. E hoje sionismo é sinônimo de apoio à política xenófoba e genocida de Israel. O que nasceu como um movimento de libertação agora foi engolido pelas organizações de lobby pró-israel, que jogam abertamente com a herança de culpa do Holocausto para abonar os atos de extrema violência que são a fundamental política de estado de Israel. O quadro atual, com os trabalhistas liderando esse massacre, mostra quão viciada a política de Israel está, aprisionada pelo imperativo da guerra, que não é somente uma necessidade da manutenção do estado etnocêntrico mas um artifício eleitoral de valor inigualável. A idéia agora é tornar a vida em Gaza sob hegemonia do Hamás insustentável, tornar o Hamás uma opção incompatível com a sobrevivência, aniquilando a possibilidade de democracia nos territórios palestinos. As bombas matam menos que o bloqueio quase completo e interminável. A economia em Gaza entrou em colapso. E estas ações contam com a conivência da Fatah, extremamente corrupta, que conta com a preferência israelense apesar de também ter seu braço armado informal (a Brigada Al-Aqsa). O Hamás, concordando ou não com seus ataques a alvos civis, é um grupo resistente de ampla inserção popular, e participa do sistema eleitoral palestino. O ataque israelense visa impossibilitar que o Hamás deixe de ser um grupo para ser a liderança do povo palestino, varrendo Gaza do cenário político. Se acho que não será um grupo de matriz religiosa, como o Hamás, que poderá conduzir o conflito a uma solução, ainda sim é um grupo com direito de existência. Ainda mais porque o Hamás é só um grupo que organiza parte da resistência palestina. A resistência palestina à ofensiva que o estado de Israel representa, em sua constituição atual, continuará com ou sem Hamás.

    Aliás, hoje, aqui no Rio, haverá na Cinelândia um protesto contra os ataques israelenses, às 17h.
     
    • Ótimo Ótimo x 2
  8. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    Arabael, a tua prima está em Israel ou em Gaza?
    Sem luz a gente se vira, agora ficar sem água é complicado. Imagine, não ter água para beber, fazer comida, fazer a higiene pessoal.
    Concordo contigo, para eles quem vence é o mais forte. Mas, isso não é mais sinal de honra, às vezes, quem desiste tem mais honra ao invés daquele que só dá murro em ponta de faca.
    E para abrir a mão de algo, é preciso mais coragem =]
    E para negociar, Israel não quer conversar com o Hamas diretamente, prefere usar o governo do Egito para realizar as negociações.Assim, é complicado chegar em alguma solução, pois os envolvidos são Israel e o Grupo Hamas, logo eles devem entender-se e não ficar jogando para os outros governos as suas discordâncias.
    E é incrivelmente triste essa coisa de mostrar qual raça é a mais forte, quem tem razão,:blabla:
    Pq, bastou essa briga que grupos por todo o mundo já começaram com agressões/atentados anti semitas ou contra muçulmanos =/


    Isso me passou pela cabeça quando vi a reportagem em que Israel atacou uma escola em Gaza matando crianças e tal. Israel alegou que havia homens do Hamas dentro da escola, porém, a ONU negou.
    Todavia, havendo homens da facção ou não, Israel não deveria atacar sabendo que era uma escola.Então, desta maneira, é como vc disse, é só para aumentar o ódio que os muçulmanos sentem por Israel.
    Que pode até ser uma armadilha do Hamas, um grupo de covardes que se escondem no meio de crianças e inocentes na escola, para Israel cair e lançar a sua bomba. Assim, o Hamas fica feliz, pq pessoas que matam inocentes, eles nem se importar com o seu povo, seu objetivo final é ganhar mais força não importando os meios para isso, para mostrar a Israel.
    E se o povo muçulmano reclama, Hamas responde -É em nome de Alá!
    atinge o ponto mais forte do povo que é a religião. Eles aceitam, pois sendo criado naquele cativeiro, sem poder ter acesso a outros meios de comunicação para ver como é o mundo lá fora, começam a criar uma redoma em si. Sem leitura, sem conversas, é mais fácil embutir as coisas nas mentes das pessoas.
    No domingo passado, passou no Fantástico, uma reportagem sobre como era o modo de vida tanto em Israel como na Faixa de Gaza. Fizeram uma reportagem com uma muçulmana que tinha parentes aqui no BR, perguntaram-na:
    -Vc não pensa em voltar p/ o BR?
    Ela responde:
    -Não. Pois aqui eu estou mais perto do paraíso !?
    :doh:




    Sem dúvida é uma cultura muito linda *.*
    Aquelas danças, festas, as roupas eu acho muito bonito =D

    Vc tem razão, Israel matando inocentes, só está fazendo o que o Hamas está querendo, aumentar o sentimento de ódio que eles sentem por Israel.
    Nem o time de futebol de Israel pode ir jogar na Palestina, alegando que aquele povo está matando inocentes, que por um lado ñ deixa de ser verdade.
    O ruim que os dois lados generalizam tudo, não são todos judeus e muçulmanos que são maus. =/
    Mas, também é o egoísmo do ser humano que faz besteira. Agora é a Rússia e a Ucrânica que estão de pecuinhas, pelo simples fato, da concorrência de gás...cada uma quer ganhar mais com isso, é o egoísmo do ser humano. :wall:

    Até pode ser, pois, o EUA se metem em tudo.
    Mas,como mesmo o KADU disso, o povo judeu é RICO e UNIDO.
    Foram eles que começaram a emprestar dinheiro através da arte dos juros.
    E esse território que criaram para o povo Judeu, foi uma decisão precipitada da ONU.
    Estavam com pressa para resolver o problema dos judeus que nem pensaram nas consequências =/
    E Israel militarmente é uma potência, o Mossad que:

    * O sequestro do criminoso de guerra nazista Adolf Eichmann, com a colaboração do caçador de nazistas Simon Wiesenthal, sequestrado na Argentina e levado secretamente para Israel, onde foi sentenciado a morte por enforcamento (1960).
    * A operação Cólera de Deus, cujo objectivo era eliminar com os responsáveis pelo Massacre de Munique nos Jogos Olímpicos de 1972.
    * Rapto do ex-técnico nuclear israelense Mordechai Vanunu, que relatara à imprensa inglesa sobre o programa nuclear secreto de Israel, em 1986.
    * Proporcionar informações para operações militares israelitas ousadas a milhares de quilómetros de distância, como por exemplo a Operação Trovão (se tornou Operação Jhonatan, mais tarde em homenagem ao Coronel da Sayeret Matkal), resgate de reféns no aeroporto de Entebbe, Uganda, a 4 de Julho de 1976 (1976).
    * Fornecimento de informações para a Operação Ophra, realizada em 7 de junho de 1981, que resultou na destruição do reator nuclear Osirak, no Iraque.
    * Fornecimento de informações sobre posicionamento de tropas, armas e bunkers sírios durante a Guerra dos Seis Dias em 1967, utilizando-se do serviço do já então falecido espião Eli Cohen.
    * Assistência na Operação Moisés, resgate de judeus etíopes do Sudão em novembro de 1984.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Só sei que é uma guerra cheia de egoísmo e nem sabem o porquê de tanto ódio.Vai saber o que falam para o seu povo. Não dúvido que cada povo esreveu a sua própria história e já esqueceram da verdadeira.
     
  9. ExtraTerrestre

    ExtraTerrestre Usuário

    E alguém viu a carta que o PT fez em repúdio às ações israelenses?

    Achei o documento por demais generalista quando ele disse "apoiar integralmente a causa palestina", sem distinguir as ações terroristas da existência de um processo democrático na região e da contestação pacífica das ações israelenses, desproporcionais e genocidas. Não existe uma só "causa palestina", os próprios palestinos têm suas divergências políticas.

    Exemplos da radicalização de um povo pela decadência econômica e social existem aos montes na história, e em especial no século XX. O próprio nazismo tomou força numa época em que a Alemanha sofria de profundas dificuldades econômicas, provindas dos termos duríssimos que tiveram de ser acatados com o fim da e pela Depressão de 29, que atingiu o país em cheio, já que o mesmo dependia dos empréstimos americanos para a reconstrução. Os russos em não estavam felizes quando derrubaram o Czar, nem parte dos chineses quando apoiaram Mao, e a monarquia iraniana era profundamente corrupta. E, de certa forma, a Bolívia também não estava feliz quando apoiou a subida do Evo ao poder, já que a Bolívia estava (e está) passando por grandes turbulências políticas e econômicas, além do nível de vida ter sempre sido precário.

    O isolamento econômico palestino é um tiro no próprio pé de Israel, se for levado em conta o impacto disso sobre o risco contra os civis do estado judeu. Mas talvez seja uma maneira de não deixar com que os árabes prosperem e usem mais recursos da região, e que o exército israelense, que domina a política, continue buscando os louros da vitória através da solução armada.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  10. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    É complicado falar da região mais emblemática do planeta, que tem milênios de uma rica história pra contar

    Infelizmente não vejo nem a curto ou médio prazo solução definitiva que acabe de vez com os conflitos e consiga agradar em 100% os dois lados.

    Lamentavelmente muito sangue ainda será derramado e só resta torcemos pra que esta região não seja aquilo que a grande maioria dos profetas da virada de milênio mais previram que é o estopim da terceira guerra mundial.

    E por incrivel que pareça tem amigo meu que mora em Israel que acha morar lá mais seguro do que no Rio ou Sampa. Dependendo do ângulo de visão até dá pra concordar.
     
    Última edição: 8 Jan 2009
  11. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    aham
    mas, essa carta do PT WTF o_O
    tem ela online???

    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    Esse aqui é bem interessante!

    Palestina: uma tragédia anunciada há 70 anos

    Em meio à atual carnificina promovida pelo exército israelense em Gaza, vale a pena recordar palavras de sabedoria escritas há mais de 70 anos. Em 1938, o historiador George Antonius, um dos primeiros estudiosos do nacionalismo árabe, previa as conseqüências catastróficas que a criação de um Estado judeu na Palestina poderiam trazer. Citada pelo jornalista britânico Robert Fisk, em seu livro A grande guerra pela civilização - A conquista do Oriente Médio, a reflexão de Antonius soa nos dias de hoje quase como uma profecia: sábia, porém sombria. Escrevendo no calor da revolta dos palestinos contra a imigração judaica e o domínio britânico, que se estendeu de 1936 a 1939, Antonius identifica a verdadeira origem do conflito entre israelenses e árabes:


    "O tratamento dado aos judeus da Alemanha e outros países europeus é uma vergonha para seus autores e para a civilização moderna; mas a posteridade não exonerará nenhum país que não consiga enfrentar sua parte dos sacrifícios necessários para aliviar o sofrimento e a angústia dos judeus. Impor a maior parte da carga à Palestina árabe é uma miserável forma de esquivar-se das responsabilidades que deveriam recair sobre todo o mundo civilizado. Também é moralmente vergonhoso. Nenhum código moral pode justificar a perseguição de um povo em uma tentativa de pôr fim à perseguição de outro. O remédio para a expulsão dos judeus da Alemanha não deve ser buscado na expulsão dos árabes de sua pátria; e também não se conseguirá o alívio da angústia dos judeus às custas da angústia de um povo inocente e pacífico"


    A profecia de Antonius não demorou a se realizar. Dez anos depois, em 1948, a Palestina era dividida em dois Estados - um árabe e outro judeu. A iniciativa, que ignorou a opinião dos próprios palestinos, deu início à primeira guerra entre os dois povos, ao longo da qual cerca de 750 mil árabes foram expulsos de suas casas. Era o início de uma tragédia que ainda está longe de terminar.
    Por Bruno Fiuza
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)




    Comenta sobre o que eu estava dizendo à respeito de terem criado o Estado de Israel para o povo Judeu, sem pensar nas consequências, querendo livrar-se da culpa do holocausto realizado na 2ª Guerra Mundial.
    O lugar escolhido na Palestina, foi feito, pq os Europeus "mandavam" lah, Palestina era nada mais que uma região controlada pela Europa, vejamos:


    "O poder inglês estabeleceu-se em Jerusalém. Havia agora um governador militar na capital dos “territórios inimigos ocupados”. Ele navegava na superfície com dois princípios contraditórios: conciliar arabismo e sionismo. Quanto à divisão, estava servido. No meio judaico, com os sefarditas, tradicionais interlocutores do poder em vigor, os asquenazes ultraortodoxos e os sionistas. A Comissão Sionista, que se tornaria o Executivo Sionista na Palestina, foi presidida num primeiro momento por Chaim Weizmann, brilhante químico londrino que obteve a Declaração Balfour. Ele se transformaria num interlocutor privilegiado. Entre os árabes muçulmanos, havia o esfacelamento feudal das grandes famílias com os turcos no poder havia 11 séculos e sem uma comunidade verdadeira, exceto a religiosa. Em busca de um novo prefeito, os ingleses escolheram o filho do precedente, um outro Husseini. Quanto aos cristãos, eram tais os antagonismos que as chaves do Santo Sepulcro foram confiadas aos muçulmanos."


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    "A Declaração Balfour, de 1917, confirmada pela Liga (ou Sociedade) das Nações, comprometeu o governo britânico aos princípios que "o governo de vossa majestade vê com favor o estabelecimento, na Palestina, de um Lar Nacional Judaico, e fará uso de seus melhores recursos para facilitar a materialização deste objeto (...)". Ficou então determinado o controle britânico sobre toda a região e que a área seria aberta à criação de assentamentos judaicos. Também determinou-se que os direitos de todos os seus habitantes (já residentes na região) seriam preservados e protegidos."


    http://hebreu.blogspot.com/2008/12/historia-da-palestina-primeira-parte.html


    Esse negócio é mesmo complicado.
    E não consigo mudar essa cor de fonte para o branco XD
     
  12. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    "Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) vai partir na manhã desta sexta-feira (9) do Rio de Janeiro com destino ao Oriente Médio para enviar ajuda humanitária do país à Faixa de Gaza, que sofre intensos bombardeios de Israel. De acordo com o Itamaraty, o governo brasileiro irá doar 14 toneladas de produtos - seis de medicamentos e oito de alimentos."

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    bacana :D

    Pena que o perigo está enorme, como diz esta notícia:

    "A agência da ONU para os refugiados palestinos (UNRWA) anunciou nesta quinta-feira (8) que vai suspender todas as suas operações na Faixa de Gaza por conta do "risco" causado pela presença de tropas no território palestino sob ataque.

    Um ataque de um tanque israelense nesta quinta matou dois motoristas palestinos de um comboio de ajuda humanitário coordenado pela agência, segundo o porta-voz da entidade em Gaza, Adnan Abu Hasna. Ele não disse quanto tempo a suspensão vai durar. "

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  13. Paulo

    Paulo Cabeça de Teia

    Arquivos Anexados:

  14. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    =/
    Além de perder território, os palestino são um povo sem pátria, definitivamente.
     
  15. Almáriel

    Almáriel Die Sonne

    Pois é! E vivem espremidos nessas pequenas áreas... Veja só o tamanho de Gaza, onde vivem 1,4 milhão de habitantes, sendo considerada a região mais densamente povoada do mundo.

    Li esse texto hoje, achei interessante:

    Por Ivan Pinheiro - Secretário Geral do PCB

    O Presidente Lula e Dona Marisa continuam curtindo as bucólicas praias privativas da Marinha brasileira. Saíram há dias de Fernando de Noronha e, neste momento, estão no paradisíaco litoral baiano, perto de onde passaram alguns dias o Presidente Sarkosy e Carla Bruni, a nova primeira dama francesa.
    Apesar do perfil de revista Caras (um playboy e uma modelo), o romântico casal francês terminou cedo suas férias. Anteontem, Sarkozy estava em Ramallah, território palestino da Cisjordânia, em reunião com Mahmoud Abbas, o Presidente da Autoridade Nacional Palestina. Nos últimos dias, passou pela Síria, por Israel, pelo Líbano e o Egito. Largou o calção de banho e sua camisa listrada e saiu por aí, roubando a cena, num quadro mundial em que prevalece o silêncio cúmplice dos governos frente à chacina que promove Israel na Faixa de Gaza. Sarkozy está capitalizando, para si e para os interesses imperialistas que representa, uma paz de cemitério, para legitimar a progressiva ocupação israelense dos territórios palestinos. Israel morde e ele assopra.
    Enquanto Hugo Chávez tenta corajosamente uma contra-ofensiva mundial em solidariedade à Palestina, Lula só volta da praia no dia 12! Quinze Ministros aproveitaram a ausência do chefe para esticar o feriadão. O governo entrou em férias coletivas, deixando uma equipe de plantão.
    É lamentável que tenham ficado apenas na retórica as declarações de Lula, na emoção do réveillon, quando criticou corretamente a ONU por se render ao veto unilateral dos Estados Unidos, apesar de só ter reclamado do "exagero" da reação israelense, como se fosse possível pedir ao leão que seja razoável ao atacar seus rivais na floresta.
    Imaginem o peso político que poderia jogar o Brasil, num cenário em que só uma ampla pressão mundial é capaz de deter a mortífera máquina de guerra imperialista israelense, que fez do Gueto de Gaza um imenso Carandiru, onde as tropas que vigiavam os presos resolveram entrar atirando.
    Ontem chegou a cem o número de crianças assassinadas.
    É para isso que Lula sonha com uma cadeira para o Brasil no Conselho de Segurança da ONU?
    Ou será que esta criminosa omissão é o preço de um prêmio por bom comportamento?
     
  16. TT1

    TT1 Dilbert

  17. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    Não imaginava que Gaza fosse a menor área com maior população 8-O

    Ah..o Lula bah :roll:
    não sei como esse cara tem uma boa popularidade?
    Mas, ele é sem noção, pra começar com o discurso dele à respeito dessa crise financeira.
    Lula: - Estamos tudo na merda!

    E quando deu essa chuvarada aqui no Vale do Itajaí, ele ñ deu nenhum pronunciamento em rede aberta...só dá quando é bom pra ele, como foi o caso do Pré-sal, falando que haverá mais universidades :blabla:, o q adianta fazer mais, se as que tem estão sem verbas e precisam de reformas!

    E sobre esse conflito capaz de ele dizer..-Companheiros..são tudo terrorista, fazem briga em nome de Deus, vamô espera para vê o que a ONU resolve!?
    Também, um cara que diz não ler jornal é de se esperar um absurdo disso.
    Só espero que ele não faça nenhuma piada como ele fez com a crise financeira.



    TT :bump:
     
  18. ARABAEL

    ARABAEL Ema Infame e

    Está na faixa de Gaza, em Khan Yûnis, é sem água é triste, quinta-feira falei com ela, por enquanto tudo bem.
     
  19. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Agora só da Israel e Palestina em todos os noticiários, como se já não bastasse o massacre que ocorre que vemos no transito e tráfico diariamente, agora temos de assistir dois Governos malucos jogando bombas uns nos outros e declarando incência. No fim, os dois lados conseguirão o tão sonhado pedaço de território. Lado a lado num cemitério.
     
  20. EduardLopes

    EduardLopes Usuário

    gostaria de saber como os palestinos vivem;parecem que só pensan em guerra,como eles comen,bebem,se vestem porque é o dia inteiro fazendo protesto e jogando pedra nos soldados de israel........
     

Compartilhar