1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Confessionário cinematográfico

Tópico em 'Cinema' iniciado por Nírasolmo, 4 Jun 2018.

  1. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Dunquerque ainda vai, mas ele tem mesmo uma tendência chata a se repetir. Já ouvi tema de Piratas do Caribe em Sherlock Holmes, de Além da Linha Vermelha em A Origem, etc. Bom saber que não sou o único que fica irritado com isso.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Só pra fechar o assunto Indiana Jones, se houvessem mais episódios seria muito difícil o desgaste porque o Indy era um "cidadão do mundo" e era sempre legal ver aquele mapa de fundo mostrando todo o deslocamento dele por várias partes do mundo. Então com mais episódios, haveriam novos desafios interessantes pra ele descobrir e superar.

    Lembrando sempre que nos três primeiros filmes, o Indy ainda estava entre as décadas de 30 e 40 do século passado com direito a enfrentamento com nazistas em dois deles. Se houvesse mais episódios nos anos 90, assim como foi feito um avanço proporcional no tempo até o final dos anos 50 no "Reino da Caveira de Cristal", haveria também aventuras em que ele pegaria toda a transição entre o fim da Segunda Guerra Mundial e o início da "Guerra Fria" entre EUA e URSS. Um momento histórico importante e mesmo com alguns fatos e lugares as vezes fictícios, além da aventura e da arqueologia, os filmes do Indy são na essência uma agradável aula de história!

    Até hoje não consigo entender porque Velozes e Furiosos tá caminhando a passos largos pra chegar logo logo em uma dúzia de partes.
    Mais bizarro mesmo é ressuscitar o Jason no Sexta-feira 13 infinitas vezes. Outra franquia que ama fazer hora extra e sempre com final pra lá de previsível.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  3. Nírasolmo

    Nírasolmo Usuário

    E, voltando ao assunto das trilhas sonoras, teve alguma música marcante do Zimmer? Eu não tô falando sobre trilhas inteiras, mas uma música que indelevelmente transporte a memória para determinado filme...
    Se eu ouço algumas notas que seja de Hedwig's Theme, Imperial March, Raiders March no caso do John Williams, serei logo levado a Harry Potter, Star Wars e Indiana Jones respectivamente, tal como se ouvir Fellowship theme, Concerning hobbits, One Ring theme serei levado a Senhor dos Anéis, graças a Howard Shore.
    Agora com o Zimmer é diferente...não há nenhuma música que transporte alguém para um filme que ele compôs. Talvez Circle of life em Rei Leão e He's a pirate em Piratas do Caribe, mas adivinhe, as duas citadas não foi ele quem compôs, mas terceiros...
    Se eu ouvir uma playlist de alguma trilha do Zimmer no YouTube, vou ficar ouvindo os mesmos barulhos metálicos com uma outra intervenção de instrumentos, nada além disso!
    As únicas músicas que eu aprecio dele é Discombobulate, tema de Sherlock Holmes, e aquela que aparece nas cenas finais de Cavaleiro das Trevas Ressurge (que no YouTube aparece como Dark Knight Rises theme)...
     
  4. Giuseppe

    Giuseppe Eternamente humano.

    A minha trilha sonora favorita (com exceção de O Senhor dos Anéis) é a trilha de um jogo de videogame. Nem sei se isso conta como confissão mas a trilha de um velho jogo de PlayStation One é melhor do que quase qualquer outra que eu conheça. Estou falando do Medal of Honor: Underground, trilha composta pelo Michael Giacchino. Ainda bem que aqui no meu computador dá pra usar o Youtube quando é só áudio e não tem imagem rodando, se você não conhece essa @Nírasolmo então aprecie:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  5. Haleth

    Haleth Call me Bolga #CdLXI

    É normal achar Constantine ruim? Eu gostei à beça na época. Tamo junto, Clara! :)
    E não tenho nada contra o Keanu Reeves (até tinha um crushzinho por ele na adolescência, haha)

    Aqui vai minha confissão: eu era louca desvairada pelo Indiana Jones quando era criança/adolescente. Assisti aos 3 filmes sei lá quantas vezes na época, com direito a pipoca e tudo. Não perdi nenhuma Sessão da Tarde com o Indy e convencia meus pais a assistirem comigo toda santa vez. Era fãzoca inveterada! (Mas quase pedi meu dinheiro de volta no cinma com o Caveira de Cristal)
    Ok. Ano passado fui rever a trilogia e... 8O:???::|
    Como eu pude mudar de opinião assim tão fortemente, só porque o tempo passou? snif...
     
  6. Giuseppe

    Giuseppe Eternamente humano.

    Tem vários filmes que eu achava perfeitos quando era criança e hoje dou risada, não porque são ruins mas porque chegam a ser cômicos. Principalmente alguns filmes de ação cheios de bizarrices e erros (ex: segurar a arma na altura da barriga? Que negócio é esse? Sem falar no Rambo atirando aquela flecha explosiva no helicóptero haha).
     
    • LOL LOL x 1
  7. Nírasolmo

    Nírasolmo Usuário

    Eu lembro que da primeira vez que assisti O menino do pijama listrado qndo era mais novo fiquei com trauma daquele filme, talvez pq fiquei sabendo do Holocausto um pouco antes...eu me imagino que se tivesse assistido A Lista de Schindler naquela época eu ficaria com um trauma tão grande que nunca mais quereria assistir a um filme na minha vida novamente...
     
  8. Giuseppe

    Giuseppe Eternamente humano.

    Eu assisti A Vida é Bela quando eu era criança e também é sobre o Holocausto. Acho que ver esse filme foi um dos fatores que me fizeram ter interesse na Segunda Guerra Mundial. Se eu te falasse a quantidade de tempo que eu passo pensando no Holocausto acho que você nem iria acreditar.
     
  9. Haleth

    Haleth Call me Bolga #CdLXI

    Outra confissão: eu detesto gostar de A Vida É Bela. Depois que você entende os personagens (ou seja, logo no começo), o filme fica muito previsível e até repetitivinho na abordagem e tal. Abandonei na primeira vez porque achei chato. Mas por outro lado, quando vi da segunda vez, e daí que é previsível, meloso e repetitivo? Tô pra ver um pai mais incrível do que aquele no cinema. O amor que ele tem pelo filho e os esforços estúpidos que ele faz pra manter a inocência da criança me dão um nó no coração sem tamanho. <3
     
  10. Giuseppe

    Giuseppe Eternamente humano.

    Como eu já disse em outro tópico, Roberto Benigni é meu herói em todos os sentidos. Quero ser igual a ele quando crescer. Além de estrelar o filme ele também dirigiu e foi co-autor do roteiro. Também ganhou o Oscar de Melhor Ator e o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.
     
  11. Nírasolmo

    Nírasolmo Usuário

    Sobre o Holocausto e, pq n dizer, da Segunda Guerra Mundial como um todo, eu assisti poucos filmes, mas realmente acho A Lista de Schindler o melhor. Um acerto foi focar na história de Oskar Schindler como realmente aconteceu, com poucos (nenhum?) personagem criado especificamente para o filme (ou do livro, já que foi inspirado). Acho a fotografia, com o lance genial da menina de vermelho, a maneira como a história foi contada, mostrando torturas, assassinatos, etc, como se documentário fosse, pontos positivos, a trilha de John Williams tbm magistral.
    Algo que acontece em filmes históricos muito recorrentemente é colocar uma subtrama para pintar a história principal. Em Cavalo de Guerra, Titanic, A menina que roubava livros, etc., algo que não ocorre em Lista de Schindler, o que penso que seja mais um ponto favorável.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  12. Clara

    Clara Perplecta Usuário Premium

    É porque ele é baseado em um quadrinho (
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ) e ficou bem diferente do original, então os fãs ficaram putos.
    Mas como eu não conhecia nada de Constantine antes, achei bacana. =]
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  13. Giuseppe

    Giuseppe Eternamente humano.

    O Pianista é um excelente filme da Segunda Guerra que conta a história de Wladislaw Szpilman exatamente da forma como ela foi, sem focar em subtramas.

    Nós estavámos falando sobre Indiana Jones e acabo de ver que o próximo filme do Spielberg vai ser Indiana Jones 5. Também vai ter Rambo 5, mas não sei quem vai dirigir. Engraçado como o tempo vai passando e a gente tem mais e mais continuações dos mesmos filmes de 30 anos atrás hahaha. Por mim tudo bem, contanto que sejam bons, podem fazer um monte se quiserem.
     
  14. Nírasolmo

    Nírasolmo Usuário

    Talvez fosse desejo do Spielberg continuar com outros filmes de Indiana Jones pós-1989, mas outros projetos dele tenham tirado isso da sua mente...é notório que o Spielberg tem ciúme que outra pessoa dirija Indiana... coisa pelo qual ele nao pareceu se importar com Jurassic Park 3 ou ainda as continuações de Tubarão (que acho que se fosse por ele nunca teriam acontecido, só assisti ao 1º de 1975)
     
  15. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Confesso que no filme Tubarão a única coisa que acho grandioso e espetacular é a trilha sonora que foi acertadíssima, uma jogada de mestre criando uma tensão, um drama e suspense perfeitos a medida que o tubarão se aproxima do ataque fatal. Ah se não fosse essa trilha.....

    E justamente por causa da trilha, tirando isso, sou bem sincero em não achar o filme em si grande coisa e depois teve outras sequências que até perdi a conta, mas sem jamais ter uma trilha sonora que conseguisse chegar perto de ser tão impactante e dramática quanto foi o filme de 1975, já que no roteiro das sequências de Tubarão não havia mais o que inventar senão ser inserir outro tubarão atacando outras pessoas em outras praias. Ou seja mais do mesmo!

    Por isso confesso que filmes como Tubarão e Psicose pra mim deveriam ter sido únicos, porque tiveram trilhas sonoras muito impactantes e marcantes e suas sequências não foram capazes de acrescentar algo diferente.
     
  16. Nírasolmo

    Nírasolmo Usuário

    E eu li uma vez que o Spielberg riu do Williams quando ele propôs a alternância entre duas notas como tema principal, achando que era piada...
     
  17. Giuseppe

    Giuseppe Eternamente humano.

    Tubarão só vi uma parte do primeiro. Nunca vi as continuações, sejam lá quantas forem.
    Bem, na vida há muitas ideias que parecem idiotas mas que são grandiosas. Há também grandes ideias que no fim são só uma idiotice. A trilha de Tubarão ficou perfeita para o clima do filme.
     
  18. Nírasolmo

    Nírasolmo Usuário

    Convenhamos que a música que o John Williams compôs para Indiana Jones, Star Wars, E.T., Tubarão, Lista de Schindler, Jurassic Park e Harry Potter combinam muitíssimo com o clima de tais. Acredito tbm que sem a trilha, a percepção que temos hj desses longas n seria a mesma.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  19. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    O meu maior desencantamento com o passar dos anos com filmes é o "Mestres do Universo", sim aquele do He-man de 1985 que quando vi na época que foi lançado até que era legalzinho, mas hoje acho absurdamente tosco :lol:
     
    • LOL LOL x 2
  20. -Failivrin-

    -Failivrin- Amaterasu

    Falaram de Keanu Reeves e eu lembrei de um filme que eu gostei, apesar do papel dele não ser dos melhores que é O Homem do Tai Chi, acho o roteiro muito bom, apesar dele não ter tido tanta repercussão.
     

Compartilhar