1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Concurso Correios: órgão anuncia o fechamento de 161 agências

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Fúria da cidade, 23 Mai 2019.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    A realização do
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    é uma incógnita, uma vez que o presidente Jair Bolsonaro já autorizou, em abril, os estudos para a privatização da estatal. Mas, em meio a este cenário, o órgão anunciou agora o fechamento de 161 agências espalhadas pelo país.

    O Sintect/SP (Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares de São Paulo, Grande São Paulo e zona postal de Sorocaba) divulgou que a direção da ECT chama esta etapa de “readequação da rede de atendimento e da força de trabalho” .

    Anteriormente, o grupo responsável pela avaliação da privatização chegou a declarar que a intenção de todas as medidas era de dar maior liberdade para que a empresa se modernize a acompanhe as mudanças de mercado promovidas pelo comercio eletrônico sem a União como controladora.

    Em março, ao completar 50 anos, a instituição também havia confirmado a possibilidade de uma redução de aproximadamente 20% do seu quadro de pessoal. A informação foi dada pelo presidente da estatal, general Juares Aparecido de Paula Cunha que, em declaração para o jornal Folha de São Paulo, disse que o número ideal de servidores é de 85 mil empregados. Atualmente, o total é de 105 mil, o que equivale a uma redução de aproximadamente 20 mil pessoas, dentro de um processo de reestruturação da empresa, já em andamento.


    De acordo com a publicação, as entregas de cartas, telegramas e outras mensagens, que correspondem aos setores nos quais a empresa conta com monopólio, caíram de 8,9 bilhões em 2012 para 5,7 bilhões em 2018.

    Neste processo de reestruturação, foi iniciado o fechamento de algumas unidades e o desligamento de servidores com Plano de Desligamento Voluntário (PDV). Os servidores que atuam nessas agências serão realocados para outras ou poderão aderir ao PDV.

    Vai ter concurso dos Correios?

    Tudo só será resolvido depois desse impasse com a privatização. Anteriormente, em 2017, a estatal tinha o intuito de abrir 2.000 vagas além de cadastro reserva, em 11 Estados, incluindo São Paulo, mais o Distrito Federal. O edital apresentaria oportunidades para carteiro e operador de triagem e transbordo (OTT). Ambos os cargos exigem ensino
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    completo.

    Os salários iniciais são de R$ 1.284 para OTT, já incluindo a gratificação. No caso do carteiro, os vencimentos correspondem a R$ 1.620,50, se acrescentado o adicional de distribuição. Fora as remunerações, os admitidos recebem vale-alimentação/refeição na quantia de R$ 971,96 a R$ 1.092,48. Acrescentando o valor máximo do benefício, o rendimento das carreiras chega a R$ 2.376,48, para operador, e a R$ 2.712,98 para carteiro.

    Como benefícios, os Correios oferecem, ainda, vale-transporte, auxílio-creche ou auxílio babá, além de adicionais (de acordo com o Plano de Cargos, Carreiras e Salários) e a possibilidade de adesão ao Plano de Previdência Complementar.

    As oportunidades seriam distribuídas pelos Estados do Amazonas, Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, além do Distrito Federal. Não seriam disponibilizadas vagas nos demais Estados do país porque a empresa ainda possui cadastro reserva vigente do processo seletivo realizado em 2011 em tais localidades.

    Os candidatos que se inscrevessem no concurso fariam provas de conhecimentos e, se aprovados, seriam submetidos também a um teste de esforço.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Béla van Tesma

    Béla van Tesma Usuário

    Tirando correspondências oficiais, e contas a pagar (que podem ser postas no débito automático), eu só uso os Correios para enviar livros. E a empresa ainda cobra muito caro e faz um serviço porco no geral. Fico na expectativa de que esse setor tenha alguma melhora, seja com a abertura do mercado para concorrentes, seja com a privatização.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Mesmo não morrendo de amores e já tendo ganho de causa em 3 processos contra eles na justiça por extravio ou avaria, eu ainda dependo dos Correios pra envio de pequenas mercadorias pros meus clientes, pelo simples fato que mesmo com todos os defeitos que a empresa possui, eles ainda tem uma ampla cobertura nacional que outras empresas de transporte de mercadorias ainda não tem em certos destinos, ou quando estas tem, acaba não sendo vantajoso financeiramente, aí só resta eles como melhor opção.

    Com ou sem privatização, é claro que torço pra que o serviço deles melhore, mas mais do que isso, que haja mais concorrência, justa e com a melhor relação custo x benefício possível.
     
  4. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Eu não via muito sentido em os Correios serem estatais, até que um amigo me chamou atenção para alguns serviços de postagem que são essenciais porém nada lucrativos, por sua própria natureza (isto é, nada que uma super-visão gerencial possa tornar lucrativo). Não é nenhum óbice, mas é um ponto de atenção. Basta fazer a venda inteligente: põe uma cláusula obrigando o comprador a manter a continuidade de todos os serviços, para no mínimo todas as regiões atualmente contempladas. Vende o filé mignon, mas com o acém junto.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  5. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Um grande espinho que os Correios tem que lidar não são apenas as pequenas comunidades de baixa população perdidas em algum ponto da Amazônia, Pantanal ou do Sertão, mas grandes aglomerações relativamente bem populosas em periferias e favelas de grandes cidades.

    Cada vez mais eles tem aumentado as chamadas zonas de exclusão (no rastreamento pela Internet aparece como zona de risco), que são locais onde eles não entregam de jeito nenhum, ausentes de CEP próprio e é a pessoa que tem que se virar pra retirar na agência mais próxima. Se sendo uma estatual cada vez é o menor interesse deles em atender esses lugares, não sei se privatizando isso tenha chances de mudar.
     

Compartilhar