1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Companhia americana cria vidro ultrafino e flexível

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 6 Jun 2012.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Uma companha americana lançou um tipo de vidro ultrafino e flexível que pode ser "embrulhado'' ao redor de um objeto.

    O produto, batizado de Willow Glass (Vidro Salgueiro) foi desenvolvido pela companhia Corning, a mesma empresa que criou o Gorilla Glass, usado em telas para telefones celulares.

    De acordo com a Corning, o invento servirá não apenas para produtos como telas de smartphones, mas também para outros que não têm forma plana.

    O vidro flexível foi mostrado pela primeira vez durante uma feira comercial realizada na cidade americana de Boston.

    O protótipo exibido em Boston era tão fino quanto uma folha de papel.

    A empresa afirmou que ele pode chegar a ter uma espessura de apenas 0,05 milímetro --bem mais fino, portanto, do que a espessura média das telas atuais de smartphones, que medem entre 0,2 milímetro ou 0,5 milímetro.

    DESCOBERTA DE JOBS

    O material utilizado para fazer o Willow Glass é resultado do processo de produção de vidro da empresa, chamado de Fusion (Fusão).

    O vidro ultrafino e flexível pode ser obtido ao se dissolver os mesmos ingredientes a uma temperatura de 500 graus e em seguida produzir uma folha contínua que pode ser desenrolada por meio de um mecanismo similar à que é usada no processo de impressão.

    Acredita-se que no futuro o Willow Glass poderá vir a substituir o já amplamente utilizado Gorilla Glass, utilizado em diversos smartphones e tablets.

    Em uma feira realizada em Las Vegas neste ano, a Corning já havia divulgado o Gorilla Glass 2, que ela disse ser 20% mais fino do que o produto original, mas dotado da mesma resistência.

    A primeira geração do Gorilla Glass, lançado em 2007, já foi utilizado em mais de 575 produtos de 33 companhias --cobrindo um número superior a 500 milhões de telefones móveis em todo o mundo.

    TELEFONE SENSÍVEL

    O primeiro a descobrir o vidro especial foi o fundador da Apple, Steve Jobs, que contratou a Corning quando a empresa estava desenvolvendo a tela para o seu primeiro iPhone, em 2006.

    Nos últimos anos, cientistas em diferentes países vêm trabalhando com um material chamado grafeno, produzido pela primeira vez em 2004. O grafeno é uma folha plana de átomos de carbono densamente compactados e com espessura de apenas um átomo.

    Em uma entrevista dada à BBC, Andrea Ferrari, um pesquisador da Univesidade de Cambridge, disse que protótipos de telas sensíveis ao toque feitas de grafeno já estão sendo desenvolvidas e que além de serem resistentes e flexíveis, no futuro tais telas poderão até mesmo oferecer o que chamou de um "feedback de sensações".

    O pesquisador explicou que os avanços científicos farão com que
    afirmou.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Lord Leonan

    Lord Leonan Usuário

    Com certeza isso vai aumentar o leque de possibilidades de inovação.

    E que venham as novas gerações de dispositivos móveis :joy:.
     
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Eu sempre preferi o vidro ao plástico e a partir do momento que o vidro passou a ter a mesma flexibilidade do plástico que venham então muitas e boas aplicações.
     
  4. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Arquivos Anexados:

  5. Quickbeam

    Quickbeam Rock & Roll

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Achei isto interessante:

    Dois vídeos da Corning:
     

    Arquivos Anexados:

    Última edição por um moderador: 6 Out 2013
    • Ótimo Ótimo x 1
  6. Nevrast

    Nevrast Usuário

    A única opção é aguardar as N possibilidades com esse material. No momento, penso nas quase infinitas áreas onde poderia ser usado.
     
  7. Lord Leonan

    Lord Leonan Usuário

    Eu imagino esse material sendo moldado em outros objetos, criando telas em praticamente qualquer tipo de objeto.
     
  8. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    É um conceito idêntico às fibras óticas. Finas o suficiente para serem flexíveis.
    Realmente é um avanço com bom futuro, ainda mais com o boom dos dispositivos em Oled.
    Em termos de propriedades óticas, a qualidade de vidro com relação a polímeros que tem sido usados hoje realmente tem maior potencial. Vejamos se serão mais baratos ao ponto de valerem a pena.
     
    Última edição: 11 Jun 2012
  9. Lord Leonan

    Lord Leonan Usuário

    Você lembrou de uma questão fundamental [F*U*S*A*|KåMµ§], o preço.

    Espero que tenha um preço modesto, para espalhar pelo mercado.
     

Compartilhar