1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Coleção de Areia (Ítalo Calvino)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Meia Palavra, 5 Ago 2010.

  1. Meia Palavra

    Meia Palavra Usuário

    Comecei a ler Calvino pelo fim. Este foi seu último livro, lançado originalmente em 1984, como uma coletânea de crônicas e artigos para os jornais La Repubblica, Corriere della Sera, além de alguns comentários orais e artigos até então inéditos. Os assuntos tratados são diversos, uma eclética coletânea sobre a cultura.

    A subdivisão em quatro partes: 1: Exposições, Explorações; 2: O raio do olhar; 3. Relatos do Fantástico e 4: A forma do tempo, nos dão uma pequena ideia do tesouro escondido nessas parcas 232 páginas nas quais contamos 38 curtos textos, cada um uma pequena pérola.

    O primeiro artigo, que deu nome ao livro, realmente dá o tom para a obra. No que parece uma simples, embora curiosa, exposição de coleções , Calvino encontra a coleção de alguém que juntou um punhadinho de areia de vários lugares do mundo e as colocou em pequenas ampolas, cada uma especial de uma maneira, como um singelo diário de viagens, uma autobiografia calcárea.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar