• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Clubes de assinaturas de livros

Loveless

J'ai une âme solitaire
Usuário Premium
Acho que ainda não tem tópico sobre isso.

Os clubes de assinatura de livros estão na moda: você paga um valor mensal (ou anual) e, todo mês, recebe um livro selecionado pela curadoria do clube, e, geralmente, mais alguns brindes. Acho que nenhum usuário do fórum assina; ao menos nunca vi ninguém comentando sobre.

Creio que o clube pioneiro foi a TAG, e por isso ainda é o mais conhecido. A TAG tem duas modalidades de assinatura: Curadoria, em que os livros são selecionados por um curador, e o Inéditos, livros inéditos no Brasil. Outro clube de assinatura bastante conhecido é o Intrínsecos, da editora Intrínseca, em que o assinante recebe os lançamentos da editora meses antes de chegar ao público em geral.

Um clube que parece estar fazendo bastante sucesso é o Clube de Literatura Clássica. Todo mês é selecionado algum livro clássico e enviado aos assinantes em edições que parecem ser lindas, junto com algum brinde. Mas percebo dois problemas para um leitor mais exigente: as traduções e a falta de textos de apoio. Vejo bastante gente reclamando das traduções, por serem aquelas que estão em domínio público. Não que sejam ruins, mas são batidas, tendo trocentas outras edições de outras editoras com a mesma tradução. Não sei se eles pretendem ter traduções exclusivas em um futuro próximo, mas com certeza agregaria muito mais valor. Além disso, não há textos de apoio, sequer uma introdução ou um posfácio. Na minha opinião, ter só edições bonitas não vale o preço.

Enfim, os clubes estão pipocando e ficando cada vez mais especializados: já vi uns dois clubes de livros católicos, clubes de livros de literatura negra, de literatura latina, de livros de negócios, de autoajuda, das próprias editoras, de livros conservadores, enfim, tem para todo gosto. Já vi livrarias lançando clube próprio também.

E aí, o que acham desses clubes?
 

Finarfin

Usuário
Nunca tive vontade de participar de nenhum.
Minha lista do que ler já está bem grandinha e não para de crescer (numa velocidade maior do que a lista de lidos).
Sugestões eu e gosto e aceito com frequência, mas pagar pra alguém escolher o que eu vou ler, não. Prefiro usar meu tempo com algo que eu mesmo já decidi que quero ler.
 

Mavericco

I am fire and air.
É um modelo de vendas muito peculiar. Aposta no objeto físico e num monte de penduricalhos que façam o leitor sentir que está comprando algo pensado com muito cuidado (e eu não duvido que realmente seja!).

Muita gente tem explorado esse filão da literatura clássica pois é cômodo praquela direita mais preguiçosa despejar argumentos de autoridade. É simples criar a narrativa de que o clássico é clássico porque sim, ou por algum outro motivo abstrato o suficiente, e de quebra fazer o leitor se sentir mal por não ter lido aquilo ainda.

Eu realmente hoje não tenho interesse nenhum em assinar nenhum serviço desses, mas, se vier a fazer isso um dia, vou pesquisar bem direitinho quem são as cabeças por trás do projeto.
 
Última edição:

Clara

Perplecta
Usuário Premium
Assinei o da escotilha que é sobre scifi e terror.
Me enviaram dois livros e, do nada, pararam (de cobrar, inclusive).
Fui verificar no site e não localizei minha assinatura por cpf nem por email, deixei pra lá porque tava achando a coisa toda meio mé pelo preço que pagava, além do frete que era bem caro.
Não pretendo fazer outra assinatura, vejo uns booktubers fazendo propaganda e acho bacana, principalmente um que envia livro, camiseta, dvd e uns trecos tipo a placa do delorean de "De Volta Para o Futuro" e coisas assim, fico com fogo no rabo de assinar mas penso melhor e desisto.
Melhor não.
 

Mercúcio

Usuário
Eu sinceramente acho muito bacana a coisa dos clubes, tenho amigos que assinam e tudo. Acho bacana essa possibilidade de se criar uma comunidade de leitores assinantes, que estão lendo o mesmo livro e contam com espaços comuns para trocar impressões de leitura. Mas não é pra mim, não é para o meu perfil.

Muito tempo atrás eu cheguei a assinar um clube do livro espírita, na casa espírita que eu frequentava. O resultado foi que eu acumulei dezenas de livros que não li e que depois encaixotei tudo e doei.

Acho que aconteceria a mesma coisa se assinasse um clube propriamente de literatura. Na mesma linha do @Finarfin , prefiro escolher as minhas próprias leituras.
 

Mellime

Ohlala
Usuário Premium
A tag eu não cheguei a assinar mas uma amiga assina e adora! Inclusive quando ela me disse que ia fazer uma visita à sede da tag e uma pequena viagem à livraria miragem junto com o pessoal do clube de leitura da tag de poa, eu fui junto e foi muito legal!
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Eu respeito esse tipo de opção, mas por experiência de ter acompanhado diretamente com meus parentes mais próximos (pai, mãe e irmã) é o tipo de coisa que não tenho vontade de fazer, pois gosto da liberdade e autonomia que tenho para escolher o que o desejo ler e fazendo no meu tempo.
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Como sou desapegado de ter muito menos estocar livros físicos, além de ser frequentador assíduo de bibliotecas, nem preciso dizer que isso são motivos adicionais pra não aderir a esses clubes.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Sou da opinião de que: se tá bom pra você, e não atrapalha ninguém, bora lá. Acredito que, para muitos leitores, deve funcionar, sim. Sei lá, o povo fica maluco na otimização. Vai ver eles encontram um clube que tem o estilo que eles gostam, e ficam tranquilos com isso de não precisarem caçar as próximas leituras.

Para mim, isso seria problemático porque, mesmo o terror, por exemplo, que eu adoro, não é algo que eu queira ler o tempo todo (passo séculos sem ler livro de terror e, do nada, leio uns três, seguidos). Aí entra a questão da poesia. Sempre tô com um livro de poesia na bolsa (ou no kindle, ou em ambos), e eu encontraria um clube que enviasse livros de poesia? E tem mais: eu confiaria que os outros escolhessem os livros de poesia para mim? Cês entendem a coisa: eu peço indicações (adoro!), mas, no caso dos clubes, eu teria de aceitar que os outros escolhessem por mim.

Além disso, gosto de ler coisas diversificadas (mas não é algo que eu consiga programar: em janeiro, lerei só fantasia; em fevereiro, só clássicos. Eu escolho meio que aleatoriamente; vi, interessei-me, lerei!), e não seria viável eu assinar trocentos clubes diferentes (ainda mais, agora, que tô desempregada) ou encontrar um, de confiança, que fizesse indicações de diversos gêneros.

O fato é que, apesar dos brindes (como pobre raiz, eu amo ganhar brindes), este trem não me interessou, não.
 

Béla van Tesma

Blood-sucker
Eu acho que os tais brindes quase sempre atrapalham mais do que ajudam. Eu quero livro, não quinquilharias. A chance de se perderem com o tempo, ou simplesmente ficarem ali na estante atrapalhando, é muito alta. :lol: Eu às vezes via uns unboxing de youtubers abrindo umas caixas nerdes (não eram livros) e olha... Só um monte de tralha que ninguém compraria no camelô por livre iniciativa. Acho que os brindes dos livros vão meio nessa linha.

Também não me interesso por nenhum clube, mas deve ser legal pra muita gente, senão eles não estariam a todo vapor agora, né? (Pode ser apenas fetiche também...) Se houver um canal para discussões entre os membros, daí fica melhor, pode ser um incentivo para a leitura não ser adiada ad infinitum...

@Melian clube de livros de poesia tem o da Patuá; mas não tem como fugir do fato de que alguém vai escolher pra ti o livro enviado... É mais pra quem está disposto a degustar poesia contemporânea brasileira num esquema "traço tudo o que vier"... :dente:
 

Arringa Hrívë

Hobbit entusiasta da vida...
Usuário Premium
Já pensei muitas vezes em assinar, mas sempre aconteceu nos momentos em que vi alguma edição ou livro específico de algum mês, seja do TAG ou dos demais, tem até do skoob. No entanto, essa vontade passa quando eu vejo que o valor mensal é igual e/ou maior que eu mesma escolher quase qualquer livro e comprar ele, me dando todo mês. Logo, eu deixei de querer assinar, eu gosto de escolher minhas leituras, e mesmo que eu esperasse uma aleatoriedade de gêneros (o que não acontece hoje em dia) nas minhas escolhas, acho que eu preferiria fazer eu mesma também.
 
Última edição:

Finarfin

Usuário
Tem casos em que vale a pena.
Por exemplo, se alguém descobriu recentemente que gosta muito de ler (em geral, ou algum estilo específico que não conhecia) mas não sabe o que ler, participar desses grupos pode ser uma boa.

Eu digo que não participo, mas isso é hoje, que já sei do que gosto e já li bastante coisa. Ma fui criado com coleções de banca de jornal que minha mãe assinava.

Eram baratinhos (tudo domínio público) e feiosos. Mas cumpriram seu propósito. Em uma casa em que não havia livros e que ninguém lia (com exceção dos livros infantis que minha mãe lia pra mim), criou-se o hábito de ler.

Se eu gosto de ler hoje em dia, muito se deve à isso. Ela fez o mesmo com cds de música clássica.
Se ela fosse escolher os livros ou os discos, não saberia o que comprar, porque ela mesmo nunca consumiu esse tipo de coisa. Por conta disso eu cresci tendo à minha disposição vários desses livros e músicas ditos clássicos, e aprendi a gostar.

Curioso que fui só eu mesmo que peguei gosto, meus pais continuam não gostando de nada disso.
 

Mercúcio

Usuário
Já pensei muitas vezes em assinar, mas sempre aconteceu nos momentos em que vi alguma edição ou livro específico de algum mês, seja do TAG ou dos demais, tem até do skoob. No entanto, essa vontade passa quando eu vejo que o valor mensal é igual e/ou maior que eu mesma escolher quase qualquer livro e comprar ele, me dando todo mês. Logo, eu deixei de querer assinar, eu gosto de escolher minhas leituras, e mesmo que eu esperasse uma aleatoriedade de gêneros (o que não acontece hoje em dia) nas minhas escolhas, acho que eu preferiria fazer eu mesma também.

Exatamente.

No meu caso, se fosse pra assinar um clube, eu preferiria um clube de vinhos, de cervejas ou de café (ou de tudo isso junto caso a estrela de Sejong resolva me abençoar e eu venha a ficar rico). Os livrinhos eu sigo comprando por mim mesmo. :dente:
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Talvez o Sejong estivesse próximo de lançar seu livro aqui, mas a pandemia jogou um balde de água fria e obrigou a ter que rever sua metodologia infalível.
 

Jhulha

Voltando a caverna
Já assinei alguns clube de comida, e gostei bastante deles pela variedade que não encontrava antes na minha cidade, mas nunca consegui achar um de livros que me agradasse, sempre olho a lista de livros que eles entregaram em assinaturas anteriores e sempre são tipos de livros que eu jamais leria.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$200,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo