1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Clássicos Desconhecidos

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por str1ker, 9 Out 2005.

  1. str1ker

    str1ker Usuário

    A idéia do tópico é falar sobre livros excelentes que infelizmente, por grande injustiça, permanecem no anonimato.

    Vale também livros desconhecidos de autores consagrados.
     
  2. str1ker

    str1ker Usuário

    Começo, pois:



    Demônios de Loudun (Aldous Huxley)

    Mundialmente famoso por seu Admirável Mundo Novo, que com outros dois livros -Laranja Mecânica (Burgess) e 1984 (Orwell)- forma a Tríade do Futuro Torpe*, Huxley, a despeito da opinião do vulgo, amadureceu muito após escrever a sua "obra prima". Em Demônios de Loudun, escrito em 1954, o escritor apresenta uma prosa que, mesmo recheada de referências eruditas e temas complicados, mantém a simplicidade e desenvolve-se da forma mais sucinta e direta possível, nunca entediando o leitor.

    O livro versa sobre acontecimentos religiosos que tiveram palco na França do séc XVII, onde o autor mistura fatos (baseados no diário de diversas pessoas que viveram na época) com ficção e desenvolve suas teorias religiosas e históricas. Entre os acontecimentos: a suposta possessão demoníaca de, simultaneamente, todas as freiras de um convento; um suposto pacto com o demônio de um padre -posteriormente julgado, torturado e assassinado; o caminho à insanidade de um padre tido como exemplo de justiça e virtude... Enfim, intrigas diversas envolvendo a igreja católica e algumas de suas ordens, como a dos Jesuítas.


    Pra não acabar revelando coisas demais, termino com um drasticamente recomendado, seja lá qual for sua preferência literária.






    *sim, eu inventei o termo.
     
    Última edição: 9 Out 2005
  3. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    O rapaz que fez a nova tradução de laranja mecânica tb associa esses três livros, e dá um nome parecido com o seu, só não consigo lembrar qual é. Enfim, posto depois algum crássico aqui.
     
  4. Coiote

    Coiote Fallin´


    Hahahahaha.Fazia tempo q eu naum ria devido a uma conclusão tão inteligente.Congrats.
     
  5. Parisio

    Parisio Usuário

    Eça de Queiroz é mais conhecido pelos seus romances realistas, mas também tem uns contos, alguns deles fantásticos e medievalistas, que considero deliciosos, como "A Aia" e "O Defunto".

    Há uma edição antiga que reúne 12 deles sob o título "Contos"; não conheço nenhuma mais recente que reúna tantos.

    Para ler sobre o livro, acessar
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e procurar o artigo "Jóias do Joio"
     
  6. Carol

    Carol Visitante

    Eu gosto de uma escritora peruana chamada Isabel Allende, que escreveu "A casa dos espíritos" e se não me engano já virou filme também.
     
  7. Feanari

    Feanari I say... fuck 'em all!

    Eu gosto dos livros da Jane Austen ^^
    escritora britânica do século 18...
    ela "analizou" a futilidade da sociedade da época...
    a única coisa que importava pra eles era ter $ e casar bem xD
    (não que hj em dia seja mto diferente né?)

    Dois dos livros dela viraram filmes:
    Razão e Sensibilidade (Sense & Sensibility)
    1995, dir Ang Lee.
    Emma Thompson, Eric Bana, Hugh Grant...
    e Orgulho e Preconceito (Pride & Prejudice)
    Esse teve duas versões...
    a primeira contou com o Colin Firth como o Darcy, e a segunda com a linda Keira Knightley como Elizabeth (Lizzy) Bennet.
    Infelizmente só vi a segunda... xDDD mas estava PERFEITA..
    aiai....


    os livros valem a pena..
    a JK Rowling leu pelo menos esses dois (no site dela, tem uma estante de livros... e esses estão lá ^^)
    São muito bons.. e, depois de entender a linguagem, engraçados ^^
    Recomendo ~^
     
  8. V

    V Saloon Keeper

    Desde quando isso é desconhecido?
     
  9. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Ainda mais depois do lançamento do filme nesse ano :think:
     
  10. _Kain

    _Kain Preacher

    O Jovem Törless, do Robert Musil.

    TEORICAMENTE, o Robert Musil é bastante conhecido pelo seu segundo e último e IMENSO romance, O Homem sem Qualidades. Pelo que eu vi por aí, é só na teoria, porque ninguém que eu conheça conhece o cara.
    De qualquer maneira, Törless é um romance de formação (tem um termo em alemão do tamanho d eum bonde pra isso) que parece muito com O Ateneu, do Raul Pompéia. Se passa em um internato na Hungria (acho que é Hungria, os guris são do império austro-húngaro) e conta a história do personagem título, um garoto sensível (mas não emo) que acaba se horrorizando com os colegas de escola. Ele é cheio de questionamentos da adolescência, mas, IMO, acaba revelando apenas uma apatia em relação a tudo, não se aprofundando em nada, nem mesmo em pensamentos. Se os pais dele não fossem bem relacionados com os pais dos outros garotos do internato, talvez fosse ele, e não um colega, o "perseguido" da turma, alvo de bullying e etc. O livro surpreende por ser de 1900 e nada e meio que prever o nazismo, mostrando os personagens de uma forma autoritária/preconceituosa/histriônica que realmente faz pensar no Hitler e em derivados. É curtíssimo e fácil de ler, e vale bastante à pena.

    Kain
     
  11. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Conheci esse ano dois autores que são considerados clássicos lá fora (tanto que tive que estudá-los) e aqui não tem muito bafafá ao redor do nome deles:

    Um é o William Makepeace Thackeray, que aqui no Brasil até tem uma tradução de "O Livro dos Esnobes" (pela LP&M), mas não vi nada sobre a obra mais conhecida, chamada
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    (que recentemente ganhou uma versão para o cinema com a Reese Whiterspoon).

    O segundo, ou melhor, A segunda, é George Eliot. Aqui me surpreende bastante o fato de poucos comentarem sobre a obra dela, levando-se em conta que lá fora ela é reconhecida como uma das maiores escritoras do século XIX (para alguns, melhor até do que nomes famosos como Dickens). O livro mais conhecido dela chama-se Middlemarch - que foi traduzido aqui no Brasil mas não sei se a edição está esgotada ou não.
     
  12. Jango

    Jango Branca! Branca! Branca!

    A barca dos animais.
    De Rodolfo Motta Rezende.
    Nunca ouvi falar nesse cara, muito menos nesse livro. Mas encontrei-o a preço acessível, li a sinopse e arrisquei. Arrisquei e me dei bem. Não é um llivro pra mudar a sua vida, mas sim um excelente livro para rir. Não sei como definir o seu estilo, mas lá vai um resuminho da história.
    Nóe chega com a familia a uma pequena cidade do nordeste e começa a construir uma arca. Logo tem problemas com Moisés que se opõe a essa idéia. Dom Quixote surge pra defender Noé. Adão é um garçom casado com Eva. O padre da cidade tenta seduzir a mulher de Adão e por ai vai.
     
  13. Nossaaa!! parece novela da globo isso aee (:blah::lol:)...muita doidera...
     

Compartilhar