1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Clã das Adagas Voadoras, O (Shi Mian Mai Fu, 2004)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Fosco Cachopardo, 30 Set 2004.

  1. Fosco Cachopardo

    Fosco Cachopardo Ghost of Perdition

    Novo filme de Zhang Yimou (Hero, Lanternas Vermelhas) que segue a mesma linha estética de Hero. O filme foi lançado dia 16 de junho na China, mas felizmente já tem data de estreia marcada pro EUA e pro Brasil. Em terras tupiniquins tá marcado pra fevereiro de 2005, portanto não mto tempo depois da estréia brasileira de Hero. Eu estou tão ansioso para ver ete filme qto eu estava para ver Hero.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    :babar:

    A sinopse é: "Próximo ao fim da dinastia Tang, dois representantes da polícia se envolvem com uma dançarina suspeita de manter laços com a facção revolucionária `Casa das Adagas Voadoras`. Seduzidos por ela, os dois armam um plano para salvá-la da prisão. Um deles a leva para o Norte, em uma jornada rumo ao desconhecido."

    Elenco: Zhang Ziyi (Mei); Takeshi Kanishiro (Jin); Andy Lau (Leo); Song Dandan (Yee)
     
  2. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Estávamos comentando sobre ele no tópico de previsões do Oscar 2005.

    Ele tá passando na Mostra do Rio e deverá vir pra São Paulo. Tamnbém tô muito curioso depois do que o Ugluk falou sobre ele :babar:
     
  3. Strider

    Strider Usuário

    Vejo domingo, depois comento aqui. :D
     
  4. Bellcross

    Bellcross Ei, Ó o Auê aí ó !

    Putz... queria ver esse filme... Hero me enpolgou !!
    Pena que a grana ta curta e eu tenho que escolher entre ele e Steam Boy... no caso eu acho que prefiro o filme do Otomo !! :tsc:

    Pelomenos eu vou esperar um poukinho e assistir nos cinemas normais !! :mrgreen:
     
  5. Knolex

    Knolex Well-Known Member In Memoriam

    Uma coisa boa do Zhang Yimou é que em todos os filmes dele tem a Zhang Ziyi. Não sou muito fã das mulheres orientais e tal, mas ela consegue me fazer esquecer tudo isso. Linda demais. E ótima atriz, btw.
     
  6. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

  7. Fosco Cachopardo

    Fosco Cachopardo Ghost of Perdition

    É, ela vem substituindo a Gong Li, antiga musa dele e do cinema chinês, sendo considerada a maior atriz chinesa após a revolução cultural, e o título é realmente merecido, pois ele é uma fantástica atriz, e mto bonita tbm. Até um tempo atrás não havia um filme chines sem ela. Além do fato dela ser esposa do Zhang Yimou
     
  8. .Gabil-Nala.

    .Gabil-Nala. Bloody member

  9. Uglúk o Uruk-Hai

    Uglúk o Uruk-Hai ... o maioral.

    Então... eu vou colocar duas impresões, por q eu j;a assisto o filme.. etc..

    Então, *não* é melhor q Hero, mas *é* melhor q Tigre e o Dragão, so comparando os filmes da mesma linha.

    O filme e bonito e tudo mais, mas Hero é ainda é a obra máxima o Yimou...
     
  10. Peregrin

    Peregrin Technologic

    Eu gostei muito de Hero, muito mesmo, mas tá pau a pau com Flying Daggers, IMHO.

    Melhor assim. Sinal de queo diretor é genial mesmo.

    SPOILERS ABAIXO

    Adorei a forma como ele lida com os sons nesse filme. Pelo fato da personagem principal ser cega, nós ouvimos os sons como ela ouve. É fantástico...
    Isso sem falar nas cenas de luta e de dança que, assim como em Hero, são belíssimas. O diretor sabe lidar bem com cor, imagem, fotografia, drama , som... enfim, ele é perfeito. :grinlove:
     
  11. É bem massa mesmo, embora não seja grande coisa.

    A pior coisa é o roteiro, que não passa do superficial. Muitos dos diálogos são cheesy e num determinado momento chegar soar teatral. Além disso, aquele bando de reviravoltas é típico de filmes policiais que tentam desesperadamente surpreender o espectador.

    No entanto, a coisa funciona a partir do momento em que o foco não fica em cima dessas "revelações" e os personagens não se deixam abater por elas, continuando suas missões - não as atribuidas à destruição das "Adagas Voadoras" ou do Governo (pois logo no começo é esclarecido que o primeiro grupo é contra o segundo, e vice-versa), mas sim no que diz respeito às suas jornadas amorosas. A verdadeira busca é muito mais interior, o que me faz pensar que a pauta política da história é nada mais que um plano de fundo.

    Mas o mais admirável foi a delicadeza existente em várias passagens. Os melhores momentos eram aqueles silenciosos, como no em que Mei apalpa as feições de Vento para "imaginá-lo" melhor, ou no que o homem cavalga por um grande campo florido recolhendo flores para dar de presente à outra; enfim, os momentos que falam por si só.

    Mas nada se compara ao último ato, que além de ser lindo, é praticamente uma tragédia shakespereana de arrancar lágrimas. Méritos também aos atores, diga-se de passagem.

    A estética é sensacional, acho que dispensa comentários.

    Só para finalizar... eu sei que isso não faz o menor sentido, mas já que muitos fazem isso, vou me dar ao luxo de fazer comparações e dizer que, apesar de tudo, Hero é melhor; mas que O Tigre e o Dragão continua sendo o melhor de todos, IMO.

    Ps.: Pelo jeito o título em português ficou "Casa das Adagas Voadoras" mesmo, etc.
     
  12. Peregrin

    Peregrin Technologic

    Eu achei tão "cheesy" quanto Tigre e o Dragão ou Hero. Essa é uma característica do cinema oriental, que eu nem considero um problema. Não sei se por conta da tradução ou se eles são assim mesmo, tudo o que eles falam parece que estão fazendo um discurso.

    Mas se você parar pra pensar, não deixa de ser um filme policial. É a história de um policial que seduz uma prostituta suspeita de pertencer a um grupo rebelde. Algo que poderia ser filmado em qualquer época, só que o diretor escolheu a China antiga, não só pra dar um ar épico, como também pra abusar da realidade fantástica, já que é mais fácil comprar aquelas lutas quando elas acontecem no passado.

    Aí é que está. A trama é superficial, mas os personagens são complexos. O filme explora bem os dilemas de cada um, envolvendo amor à pátria, a si próprio e ao outro. Acho muito bom esse contraste entre trama e personagens. O legal do filme não é a trama, que é batida, mas os adornos a ela e, claro, os personagens.

    Mas então... o importante do filme não é a trama, é a maneira como ela é apresentada. Isso que faz dele tão maravilhoso.

    -----

    SPOILERS ABAIXO


    Falando melhor sobre o que eu comentei lá no outro post, uma das coisas mais genias do filme pra mim foi o uso do som vs. imagem.

    Durante a jornada da personagem principal, que acreditamos ser cega, todas as cenas de luta são extremamente sonoras. A gente ouve os sons ambientes com uma nitidez e intensidade tão grandes que, se fecharmos os olhos, ainda é possível acompanhar o filme. Você não precisa ver o que está acontecendo, pois está ouvindo tudo nos mínimos detalhes.

    Depois, quando descobrimos que ela é uma bela duma mentirosa e não é cega coisa nenhuma, o filme dá uma intensificada no espetáculo visual, culminando com aquela belíssima cena na neve.
     
  13. Bellcross

    Bellcross Ei, Ó o Auê aí ó !

    O pior é que os orientais que tem essa mania mesmo. Todo guerreiro tem que falar de maneira filosofica, seja ele bom ou mau !! 8-)
     
  14. .Gabil-Nala.

    .Gabil-Nala. Bloody member

    Mas é essa exatamente a caracteristica desse tipo de filme...oriental, de artes marciais, duh.
     
  15. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Assisti hoje, o engraçado é que aqui a legenda dizia "A Secta das Facas Voantes" :lol: :lol: :lol: Mas enfim, é um filme muito bom dentro do que se propõem: algumas das coreografias das lutas são realmente muito fodas, e o filme tem seqüências lindas, que parecem quadros.

    Sobre o roteiro eu achei mais ou menos, mas isso comparando com Hero, por exemplo. Em Hero as motivações pareciam mais embasadas, não sei. Ali parece que tudo gira em torno de quem vai pegar a Xiao Mei (é esse o nome? :o?: ), enquanto em Hero a questão das paixões eram mais subtrama.
     
  16. Tauraherion

    Tauraherion The eyes of truth

    em verdade foi engraçado ver o filme com aquela tradução tosca e cheia de erros de grafia!
    isso pra não falar na qualidade das legendas

    mas eu curti... histórinha de amor bem bunitinha...
     
  17. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

    Sem contar os inumeros erros gramaticais e sintaticos das legendas né?
    Hahahaha

    Bom, sobre o filme: nao, nao é melhor nem que O Tigre e o Dragao. Hero eu ainda nao vi, mas nao é melhor que o filme do Ang Lee de jeito nenhum.

    Tudo bem que o filme é muito bonito, mas eu achei ele pouco "fantástico", aquela coisa tipica dos mitos e lendas chinesas, de guerreiros fabulosos e sabios etc.
    Maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaass... a cena dela dançando realmente, é maravilhosa!
     
  18. Sprog Bullit Rockatansky

    Sprog Bullit Rockatansky Burn Baby... burn!!!

    pouco fantastico? ¬¬

    Pelo visto terei de mudar de ligar pra treinar com minhas facas... me descobriram
     
  19. Lupippin

    Lupippin Loki's Army

    Tudo a ver com o clima do feriado.
    Tive o privilégio de ir assistir o filme com o Squall, a Joy e o Taura...curti pra caramba o filme....fotografia e músicas sensacionais.
    Pena que esses filmes não passam nesse fim de mundo onde moro!
     
  20. ombudsman

    ombudsman O Eto'o brasileiro

    Por mais habilidosos que qualquer um dos guerreiros do filme fossem, faltava ainda um ar de sabedoria, de miticidade.

    :wink:
     

Compartilhar