1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[Círculo da Lei VIII] Julgamento de Maeglin

Tópico em 'Círculos da Lei' iniciado por VtBBC, 13 Mar 2012.

Situação do Tópico:
Fechado para novas mensagens.
  1. VtBBC

    VtBBC Usuário de Castigo Usuário de Castigo

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    INICIA-SE A PARTIR DE AGORA O JULGAMENTO DE



    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Sinda por parte de Eöl, seu pai e Noldo por parte de Aredhel, sua mãe. Elfo de olhar penetrante, considerado leitor de corações alheios. Nasceu no ano de 320 da Primeira Era na floresta de Nan Elmoth e morreu no ano de 510 da mesma Era com 190 anos. Era um elfo forte e respeitado entre os gondorianos, e senhor de uma das 12 casas de Gondolin!





    Agora, MAEGLIN está aqui, perante o Circulo da Lei para ser julgado por cada ato cometido na Terra Média!





    REGRAS DO JULGAMENTO


    PRAZOS PARA ARGUMENTAÇÃO E PRONUNCIAMENTOS DE CADA BANCA


    O julgamento se inicia com a peça inicial apresentada pela Acusação. Ao menos um dos três membros da Banca de Acusação terá a obrigação de cumprir com o compromisso assumido, independentemente da presença dos demais membros da banca. Casos excepcionais serão resolvidos pelo juiz. A mesma regra vale para a banca de Defesa.




    O julgamento terá duas rodadas de argumentação. Isso significa que cada banca apresentará, alternadamente, duas peças em que serão expostos os motivos pelos quais o réu deve ser condenado ou absolvido.


    Os prazos para apresentar as peças e eventuais recursos começam a correr no dia seguinte ao seu marco inicial.


    A cada banca será concedido o prazo de 3 (três) dias corridos para a apresentação de seus argumentos. Assim, no dia seguinte ao da postagem do primeiro tópico do julgamento do réu, começa a correr o prazo de 3 (três) dias para que a acusação poste a sua peça. No dia seguinte ao dia em que a Acusação postar seus argumentos, começarão a correr os 3 (três) dias para que a defesa faça o mesmo. Este mesmo processo se repete na segunda rodada, que é contínua à primeira.




    Exemplificação para seqüência das argumentações:
    Caso a acusação apresente seus argumentos em uma sexta-feira, o prazo para a defesa apresentar seus argumentos inicia no sábado e se estende até segunda-feira.
    Caso haja algum imprevisto que impeça qualquer uma das bancas de se manifestar dentro do prazo, o juiz do caso e o usuário
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    deverão ser avisados por MP.


    Os argumentos de todas as peças apresentadas deverão ser feitos sob uma ótica endógena à Arda
    , ou seja, como se todos estivessem dentro de um tribunal, com o réu presente e tudo o mais. Não serão aceitas citações diretas das obras, caso seja necessário esclarecimento o Juiz pedirá para a banca que comprove seus argumentos.


    Caso alguma das bancas utilize trechos de obras caberá ao juiz invalidar o argumento e determinar que a banca apresente novamente o material dentro das regras. Em caso de reincidência, o juiz poderá determinar a perda do direito de manifestação (a banca ficará sem apresentar uma peça).


    Apresentadas as peças de cada banca, cada jurado e o juiz terão 2 (dois) dias para fazer uma pergunta à cada uma das bancas (acusação e defesa).


    Ao final desse prazo, respondidas as perguntas ou não, os Jurados deverão dar seu voto com base em tudo o que foi exposto considerando o réu culpado ou inocente em um voto devidamente fundamentado no prazo de 3 (três) dias, contados da resposta das bancas ou do término do prazo de 2 (dois) dias (o que ocorrer primeiro).


    Ressalta-se que as perguntas são de caráter facultativo, não havendo a obrigatoriedade do juiz ou jurados, entretanto necessário se faz que o jurado ou juiz manifeste que não deseja fazer perguntas às bancas, para que o julgamento possa ter sua continuidade sem a necessidade de espera.



    Não será permitido o fracionamento dos votos pelos jurados em hipótese alguma. Os jurados devem votar apenas pela CULPA ou INOCÊNCIA do réu, dando uma breve justificativa para o voto.





    Os votos dos jurados deverão ser enviados por MP para o Presidente do Júri, que postará todos eles omitindo o nome do jurado que o proferiu. SOMENTE O PRESIDENTE PODERÁ PUBLICAR OS VOTOS, PARA QUE NÃO HAJA MEIO DE SE IDENTIFICAR O AUTOR. Os votos devem ser publicados em um post apenas.


    Havendo unanimidade nos votos dos jurados não haverá a possibilidade de recurso e o julgamento acaba assim que o juiz der a sentença (cuja única finalidade será a de estabelecer uma pena, em caso de condenação, ou de declarar o réu inocente, em caso de absolvição).

    Caso não haja unanimidade
    , a banca perdedora (a que tiver menos votos ao seu favor) terá 2 dias para recorrer, contestando unicamente o conteúdo dos votos a ela desfavoráveis.




    O recurso é destinados aos próprios jurados, pedindo para que estes mudem seus votos, coisa que estes poderão fazer ou não. Se, depois de apresentados o recurso, os jurados mudarem seus votos e assim se atingir a unanimidade, o juiz apenas proferirá a sentença CONDENANDO OU ABSOLVENDO o réu. Se o jurado resolver mudar o voto, deverá comunicar ao Presidente do Júri a mudança dentro do prazo de 2 (dois) dias a partir da postagem do recurso, dando uma breve justificativa para ela. O Presidente deve anunciar a mudança e a justificativa no tópico, SEM IDENTIFICAR O JURADO.


    Se mesmo depois de apresentado o recurso ainda não houver unanimidade entre os jurados, a decisão final ficará a cargo do juiz, que proferirá uma sentença fundamentada condenando ou absolvendo o réu, conforme o seu próprio convencimento. Ressaltamos que a manifestação do juiz neste caso é uma decisão e não um voto. Assim, caso no júri hajam dois votos a favor da condenação e um pela absolvição, se no final o juiz decidir pela absolvição, não haverá empate de 2 a 2. A palavra final em caso de discordância é exclusivamente do juiz.
    ___________________________________
    DÚVIDAS
    Para quaisquer dúvidas, o post completo das regras se encontra no tópico do
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .


    Caso se faça necessário, contatar os membros do VtBBC.
    Organizadores: Indily e Meneldur

    ___________________________________




    PARA AGIRMOS DE FORMA JUSTA E DEIXAR QUE TODOS TOMEM CIÊNCIA DO TÓPICO, O PRAZO PARA A PRIMEIRA PEÇA SER APRESENTADA

    INICIA-SE TERÇA-FEIRA DIA 14/03 A 00:00 HORA.
    ASSIM, OS PARTICIPANTES PODEM SE INTEIRAR DAS REGRAS NOVAMENTE E TIRAR AS DÚVIDAS QUE SURGIREM!




     
    Última edição por um moderador: 16 Mar 2012
    • Gostei! Gostei! x 6
  2. General Artigas

    General Artigas Não tá morto quem peleia

    Tá meio parado, hein? Ninguém sequer comentando e tals :roll:
     
  3. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Tá certo: sigilo total. Tudo o que houver para ser dito o será perante o júri. :mrgreen:
     
    • Gostei! Gostei! x 2
    • LOL LOL x 2
  4. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Como faço parte do juri tenho que ficar calado kkkkk
     
    • LOL LOL x 2
  5. Elriowiel Aranel

    Elriowiel Aranel Usuário

    idem :assobio:
     
    • LOL LOL x 2
  6. Amon_Gwareth

    Amon_Gwareth Paragon

    só para deixar claro: o prazo estoura hoje às 23:59:59 ou amanhã às 23:59:59?
     
  7. Meneldur

    Meneldur We are infinite.

    Hoje às 23:59:59.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  8. Ramalokion

    Ramalokion Mecha-de-Folha

    Já que a Indilly me usou (e abusou) uma só vez e me esqueceu desde então... vou ficar assistindo o desenrolar desse julgamento!!

    E vou vender para os jornais tudo o que eu ver e as fotos que eu bater!! rá! Dinheiro fácil!
     
    • LOL LOL x 2
  9. General Artigas

    General Artigas Não tá morto quem peleia

    E o prazo da acusação se aproxima do fim...

    EDIT: Mudem no primeiro post porque sou chato e mudei de nick.
     
    Última edição: 16 Mar 2012
    • LOL LOL x 1
  10. Pearl

    Pearl Usuário

    :ahhh:

    Essa ansiedade mata! :lol:
     
    • LOL LOL x 1
  11. Pityë Lómelindë

    Pityë Lómelindë numa Gondolin imaginária

  12. Lissa

    Lissa Chocolatier Honoris Causa

    Gente, até as 23:59 muitas águas rolarão.
    RELAXA AÍ! Moças trabalhando aqui... :)
     
  13. General Artigas

    General Artigas Não tá morto quem peleia

    Trabalhe rápido.
     
    • LOL LOL x 1
  14. Lissa

    Lissa Chocolatier Honoris Causa

    Não. :hihihi:
     
    • LOL LOL x 1
  15. General Artigas

    General Artigas Não tá morto quem peleia

    Trabalhe dentro do prazo então. E cumpra essa ordem.

    :dente:
     
  16. Lu Meyn

    Lu Meyn Usuário

    Menos de duas horas já hehe
    O público está ficando impaciente, e os jornalistas tentam fotografar o juiz... Bem, deixa para lá o que o juiz está fazendo hehe
     
  17. General Artigas

    General Artigas Não tá morto quem peleia

    Vão deixar pra postar no último minuto.

    Faltando uma hora...
     
  18. Pearl

    Pearl Usuário

    Ai ai Maeglin vai fugir! Segura ele! :lol:

    É para aumentar a espectativa do julgamento! :pipoca:
     
  19. Lissa

    Lissa Chocolatier Honoris Causa

    Merítissimo, corpo de jurados e todos os presentes. O objetivo dessa peça é expor, descrever e julgar os atos criminosos, passíveis de punição, do réu Maeglin, filho de Eöl e Aredhel.

    Desde sua chegada ao Reino Oculto, o réu, de humor misterioso e conselhos oblíquos, jamais revelou seu coração e pensamentos (ainda que decifrasse os de outrem); e ainda assim conseguiu renome e a confiança de Turgon, rei de Gondolin, e a liderança de uma das doze casas do Reino oculto, sempre procurando fazer valer sua vontade.

    É sabido que o réu era estimado por todos, sempre disposto a aprender e ensinar - ainda que simplesmente se conformasse quando suas vontades lhe eram negadas, guardando em seu coração e mente o rancor. E no futuro, quando a confiança e admiração a ele destinadas poderiam ser provadas e consolidadas, o réu facilmente se desvirtuou.

    A idoneidade duvidosa do réu fica clara na inveja que Maeglin dedicou a Tuor, récem-chegado em Gondolin: Ao chegar com a mensagem do Senhor das Águas e em seguida estabelecer residência no Reino Oculto, Tuor, filho de Huor, logo passou a ser muito estimado por Turgon e por todos, pois continha em si uma força e esplendor verdadeiros e sólidos. Ora, o réu estava acostumado a ser o segundo no comando de Gondolin e, ao ver-se ofuscado por um homem, sua inveja ficou imensurável. O réu, sempre, e até mesmo além da razão, posicionava-se contra os conselhos de Tuor perante o Rei e até mesmo desprezava a mensagem de Ulmo, Senhor das Águas.

    Outro exemplo que demonstra a perversidade natural do réu é o desejo criminoso a Idril Celebrindal, filha de Turgon, e consequentemente, sua prima legítima. E o ódio a Tuor cresceu mais ainda quando foi celebrado o casamento dele com Idril e intensificado com o nascimento de Ëarendil.

    Após os fatos introdutórios, podemos passar às acusações diretas, nas quais Maeglin teve participação plena, com total consciência e desprendimento:

    Maeglin é culpado de desobedecer à lei máxima de Gondolin: ninguém que conhecesse o caminho e a localização do Reino Oculto poderia sair. Porém, durante suas escavações nas Echoriath, ou Montanhas Circundantes, era frequente que ele e seus seguidores ultrapassasem o esconderijo nas colinas. A consequência desta violação foi a captura por orcs que teve como ato subsequente o abaixo explicitado.

    Traição: atormentado pelo Senhor do escuro, o réu é culpado de revelar a exata localização de Gondolin, bem como revelar como poderia ser atacada, oferecendo-se para ajudar na invasão de dentro. Maeglin cedeu ao egoísmo do desejo (quando Morgoth ofereceu a ele a posse de Idril), ao ódio e a inveja à Tuor (quando aceitou prestar serviços a Morgoth quando a invasão fosse anunciada), a ambição (ao aceitar o domínio de Gondolin, na condição de vassalo, após a tomada da cidade) e a fraqueza (a traição por si só). Maeglin manteve a postura de traidor mesmo depois que foi libertado por Melkor, e portanto o réu claramente tinha a intenção de desfrutar do que o Senhor do Escuro ofereceu.

    Idril Celebrindal conseguiu prever as intenções vis do réu, e felizmente, ao construir o seu caminho secreto, conseguiu reduzir levemente as fatalidades causadas pela grande traição. Entretanto, a sorte de personalidades valorosas, tais como Ecthelion, Senhor das Fontes, Glorfindel, o Amado, e muitos outros, não foi a mesma: todos pagaram com a própria vida pelos atos inaceitáveis de Maeglin.

    Nós da banca de acusação acreditamos na racionalidade, clareza e justiça deste tribunal. É por isso que também acreditamos que Maeglin será submetido às penas máximas moralmente permitidas; mesmo sabendo que seus crimes, de tão imorais que são, jamais serão compensados por qualquer que seja a punição que podemos aplicar. Que, tendo Eru como testemunha, a Luz e Justiça seja trazida.
     
    Última edição: 17 Mar 2012
    • Gostei! Gostei! x 10
    • Ótimo Ótimo x 6
  20. Indily

    Indily Balrog de Pantufas Fofas

    Apenas para a ciência de todos


    O PRAZO PARA A BANCA DE DEFESA POSTAR A CONTESTAÇÃO SE ENCERRA AS 00:00 HORA DO DIA 20 DE MARÇO

    (Para os mais confusos, contem como se fosse 23:59 do dia 19, sacaram?)
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
Situação do Tópico:
Fechado para novas mensagens.

Compartilhar