1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[CINEMA] Nina

Tópico em 'Cinema' iniciado por Ronzi, 23 Jan 2008.

  1. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Há um tempo que eu andava atrás desse filme, mas somente agora a tia da locadora teve a boa vontade de comprá-lo.

    "Nina" (Nina/Brasil 2004) é o filme de estréia do diretor e publicitário pernambucano Heitor Dhalia e traz consigo uma missão de enorme responsabilidade: Adaptar livremente para a cidade de São Paulo no século XXI, urbana, cosmopolita e suja o clássico da literatura russa "Crime e Castigo" de Fiodor Dostoiévski, conferindo à trama modernidade, mas sem que perca o caráter intenso e perturbador.

    Para os céticos isso seria uma missão suicida, mas graças a um roteiro excelente de Marçal Aquino, Dhalia cumpre muito bem seu papel e nos apresenta "Nina", um filme visceral que expõe a intolerância, o desrespeito e o declínio das relações humanas.

    Nina, a personagem principal interpretada por Guta Stresser de forma contundente, é uma garota pobre, solitária, cansada dos problemas de relacionamento com sua família. Muda-se para São Paulo e aluga um pequeno quarto na casa da mesquinha senhora Eulália (Myriam Muniz em sua melhor forma), procurando atabalhoadamente um meio de sobrevivência. Contudo, a velha faz de tudo para atormentá-la: abre suas correspondências, tranca a geladeira, confisca seu dinheiro, uma perfeita reencarnação da velha usurária morta por Raskólnikov em "Crime e Castigo", representando a avareza e o desejo desmedido por dinheiro.

    Nina sofre horrores na mão de dona Eulália: sem dinheiro para pagar o aluguel, passa fome e chega até a comer ração de gato. Sua vontade de matar a velha é imaginada por meio de desenhos sombrios do cartunista Lourenço Mutarelli.

    Daí em diante o filme entra em um ritmo frenético e paranóico, concentrado na degradação física, mental e moral da personagem até que seu pequeno mundo se desintegre por completo.

    Uma das curiosidades sobre o longa, são as aparições relâmpagos de atores renomados como Selton Mello, Matheus Nachtergaele, Lázaro Ramos e Renata Sorrah, em papéis tão pequenos que alguns duram pouco mais que alguns segundos na tela. O restante do elenco também tem um ótimo desempenho, com destaque para Wagner Moura interpretando um cego fantástico, bem antes de gritar "O senhor é um fanfarrão" por aí!
     
  2. Liv

    Liv Visitante

    Sou louca pra ver esse filme, mas nunca encontrei :~~
     
  3. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Se estiver em SP procura na 2001!!!
     
  4. Liv

    Liv Visitante

    E se eu estiver em Santa Catarina?

    a) download da net?

    b) youtube, e vê tudo picado?

    c) desiste, cê não vai ver mesmo! ><

    :dente:
     
  5. nanabehle

    nanabehle Usuário

    Meu comentario não tem muito a ver com a adaptação em si... Não entendo o motivo de tanta gente assim, tanta gente famosa. Tá, eu implico com os filmes e até gostei de Nina. Mas vai dizer, essas aparições funcionam mais é pra chamar público xD
     
  6. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Também funcionam para isso, mas não apenas isso, como a participação do Matheus Nachtergaele e do Lázaro Ramos é muito engraçada, como os dois pintores que estão reformando o apartamento o lado e tals. O Wagner Moura também está ótimo efaz uma grande ponta como o cegueta que trepa com a Guta Stresser e depois é roubado por ela e tals. Talvez a do Selton Mello seja a menos importante, mas adoro ele mesmo assim :grinlove:
     
  7. nanabehle

    nanabehle Usuário

    Sim, sim. eu vi o filme. Adoro os atores, mas a maioria não precisava. Hum, talvez eu goste de filmes mais diretos e por isso prefira menos 'participações'. xD

    Não consigo me lembrar do Selton Mello no filme. o.o
     
  8. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Não precisava como? Não entendo o que quer dizewr, não precisava daquelas minúsculas subtramas com o Cego e os Pintores? Ou não precisa de três atores consagrados? Nos dois casos acho que tem sua valia sim, pois O Cego contribuí para mostrar a situação fodida em que a personagem principal estava, aceitando até se prostituir e roubar, já com Os Pintores, eles aparecem num momento em que a personagem principal começa a entrar cada vez mais em paranóia e as discussões acaloradas dos dois, apesar de um fundo humorístico, contribuem para esse ritmo acelarado que o filme tem.

    Quanto ao diretor usar atores consagrados, além da apelação ao público, também tem o fator da certeza que os caras vão cumprir um puta papel, menos tedo poucas falas...

    Não faz pegunta difícil :lol:
     
  9. nanabehle

    nanabehle Usuário

    Ahhh. então, sou uma pessoa confusa e dificilmente vou conseguir explicar ... mas eu não ahco que precise usar um monte de gente famosa pra fazer 'pouca coisa'. Não me sai da cabeça a idéia de 'chamar gente'.
     

Compartilhar