1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[Cinema] A Fantástica Fábrica de Chocolates

Tópico em 'Cinema' iniciado por imported_Amélie, 13 Fev 2008.

  1. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    Apesar de parecer um sonho desejado pela maioria das crianças (e muitos dos que estão aqui) A Fantástica Fábrica de Chocolates foi colocado mesmo no papel por Roald Dahl. Desde então, são duas adaptações feitas e fortissimamente divulgadas: em 1971, dirigida por Mel Stuart (Willy Wonka and the Chocolate Factory), e em 2005, por Tim Burton (Charlie and the Chocolate Factory).

    Para os saudosistas (e fãs da sessão da tarde), que curtem ver Gene Wilder no clássico papel do dono da fábrica, o Sr. Wonka, as comparações vão além do filme se ater ao livro: pura nostalgia realmente dispensa comentários.

    Entretanto Burton, que sempre foi fã da obra, considerou que a sua leitura não correspondia as idéias expressas por Stuart, e assim surgiu a adaptação mais recente.

    Certamente, a visão do Tim Burton (ao meu ver), parece ser mais fiel, não só a história, mas a personalidade dos habitantes da trama. Tanto as crianças, quanto Willy Wonka, são retratados de maneira mais fria, algumas vezes com um tom de sadismo, salientando também a caracteristica tão conhecida do diretor de ser atraído pelo lado sombrio ou pelas mazelas dos personagens e do meio em que estão inseridos.

    De certa forma, penso ser péssimo o fato de ter lido o livro após ter visto as duas versões do filme. Por quê? A riqueza de detalhes certamente fluiria na minha imaginação, que ficou tão viciada com as cenas e músicas vistas na infância. Willy Wonka para mim já tinha forma e rosto, sem que ao menos pudesse contestar...

    Será que Dahl pensou dessa forma a sua fábrica? Ninguém terá como confirmar... Chego a conclusão que as vezes somos privados de vivenciar um sonho tão bonito, apenas por começar pelo lado errado... Queria eu ter o desprendimento de Burton para pensar além dele...
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    A versão de 1971 é extremamente nostágica pra mim. E foi nela que pensei quando li o livro.
    Ainda não vi a versão do Burton...
     
  3. Eu, honestamente, comecei a ler o livro e parei. Isso vai sempre acontecer quando eu assistir o filme antes de ler o livro.
    Mas pelo pouco que li, imaginei que o autor fez uma história irreal para viver no mundo real. Explico.
    Senti que pra ele, aquilo tudo era possível de acontecer. Então, para mim, a versão de Burton é a que chega mais perto. Sim, um pouco mais apocalíptica do que no livro. Mas a que chega mais perto, no meu entender, imaginado pelo autor.
     
  4. Ronzi

    Ronzi Oh, Crap!

    Apersar do saudosiamo que todo mundo tem com a 1ª versão, a segunda é muito mais semelhante ao livro e bem adaptada, IMO.
     
  5. .Penny Lane.

    .Penny Lane. Usuário

    Não vi a primeira versão do filme, mas lembro que quando li o livro me surpreendi. A versão nova é muito fiel à obra, a única coisa que não tá no livro é a parte do pai do Wonka.
    Me lembro de ter encontrado várias falas no livro do jeito que tinha visto no filme, até =P
     
  6. Marco

    Marco may the force be with... wait

    Ótima resenha. Eu nunca li o livro, mas assisti aos dois filmes. E não sei dizer qual é o melhor. Explico. A primeira versão conta com o fato de eu ser criança na época em que assisti, então minha imaginação ajudava bastante a abrilhantar a história. E depois de crescido nunca mais assisti o filme.

    A versão do Burton é maravilhosa desde o visual até o roteiro, é um filme peculiar de Burton e Johnny Deep está perfeito como aquele Willy Wonka meio paranoid android... Como sou fã de carteirinha do Burton seria praticamente impossível não gostar do filme.

    Provavelmente nunca mais assistirei a versão clássica com o Gene Wilder, porque quero guardar a preciosidade do filme, com a visão inocente de criança. Prefiro manter as boas lembranças guardadas no fundo da mente, naquela caixa de sapatos que tem escrito sobre a tampa, com uma caligrafia torta de criança, a palavra Nostalgia!
     
  7. Pips

    Pips Old School.

    Eu adoro os dois filmes. O Willy Wonka do Wilder é tão lunático e apaixonado pelo que faz, no filme ele não odeia as crianças. Enquanto o Willy Wonka do Depp parece um personagem dentro do personagem, tenta aparentar alegria, mas é triste e consegue ser divertido ao mesmo tempo.

    Porém a sala das bolhas e o elevador no primeiro filme são imbatíveis.
     
  8. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    É o que eu acho mais fenomenal da nova versão... Willie Wonka é meio sádico e adverso às crianças... Se bem que sou suspeita pra falar pq tb acho que o Johnny Depp faz muito bem todos os seus papeis...
     
  9. Fernando Giacon

    Fernando Giacon [[[ ÚLTIMO CAPÍTULO ]]]

    Eu tb prefeiro essa nova versão, a antiga ele tinha um ar meio de
    malvado...e não era sarcástico como na atual...!
     
  10. Concordo com o Marcos!

    O primeiro filme da Fábrica de Chocolate eu assisti na TV, na Globo, e acho que a rede passou até umas duas ou três vezes. Eu assisti.

    Cara eu me lembro da minha emoção sim. Tipo: no final dos anos 70 tinha um bocado de promoções: Picolés, chicletes, salgadinhos, refris... então era possível acontecer naquele nosso universo da época!

    Com o remake, eu concordo que ficou um tanto agressivo. Acho que saiu muito da visão infanto descambando para o juvenil. Mas acho que valeu, sei lá, tipo assim: uma visão atual do que foi do passado.

    Mas será que haverá qualquer adaptação que aceitaremos sem que nossa alma tenha sido jogada no chão e estruprada!?!
     
  11. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    Nossa Sara!!!!!

    Acho que o Tim Burton fez uma adaptação bem mais fiel ao livro do que o Mel Stuart...

    Talvez o saudosismo da geração 80´s impeça de ver com olhos críticos...

    Mas agora discordo um pouco de vc, quando fala de alma estuprada, pq acho que cada uma tem o seu valor... De acordo com a sua época... e também suas intenções...

    Admiro muito o trabalho do Burton, e sei que ele quis mesmo puxar esse lado contraditório e violento do Wonka. Foi proposital pq no livro é assim...
     
  12. É verdade, acho que você tem razão Amélie!

    Com certeza foi intencional essa mudança de Wonka pelo Burton!
     
  13. uhasuhsuhsfhus

    uhasuhsuhsfhus Usuário

    É um barato ver esse filme!XDXDXDXDXDXDXDXDXDXD é como falaram o W.Wonka nessa versão nova é bem mais melhorr ,sem falar nos ompalompas do filme antigo que trocinhos esquisitos acho q eles tinham nariz de palhaço pq era vermelho ,afinal todos deviam usar é uma bosta o antigo ,apesar e claro de ser um clássico do cinema!
     
  14. Shaytan

    Shaytan Usuário

    Burton + Deep = Ridley Scott + Crowe ... Quando junta esse povo só se pode ter filmaço como resulado xD.
     
  15. Alisson P.

    Alisson P. Usuário

    Também acho a versão de 2005 mais fiel ao livro. A começar pelo título, que é o mesmo da obra de Roald Dahl ( Charlie and the Chocolate Factory), enquanto a versão antiga trazia o Willy Wonka no nome. No filme com Gene Wilder, Charlie demorava demais para encontrar o bilhete premiado.
    É incrível como o Tim Burton consegue dar um tom sombrio e psicodélico até na mais infantil das histórias. O Depp foi perfeito como Wonka, e gostei bastante da cena que contava a origem do personagem, mesmo não existindo no livro.
    Espero ansiosamente pela versão burtoniana de Alice no País das Maravilhas, que promete ser um dos grandes filmes de 2010.
     
  16. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

Compartilhar