• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Cinco Livros favoritos com Lissa

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Dando sequência, segue a lista da Lissa.

------------------------------------
Introdução por @Melian

É possível ser algoz e vítima, depende do ponto de referência a partir de qual se olha um fato. John Jacob Turnstile foi os dois, e quantos de nós, seres humanos, não o fomos? É possível ser insolente e inocente, e quem há de nos dizer que ambos os comportamentos não são legítimos? Onde estiver a sua lealdade, aí estará o seu propósito de vida. Eis o grande enigma da existência, que perpassa mitologias, crenças, descrenças e, claro, gerações.

Eis a mais harmônica canção — diriam, ou melhor, cantariam os Ainur — presente em O Silmarillion e, não raro, no modo como nos relacionamos uns com os outros. De um modo ou de outro, o fio que conduz a lista da Lissa é o diálogo, ou a falta dele, e talvez, isso evidencie a própria maneira que a Lissa escolheu estar no mundo, por meio da palavra, seja ela cantada, falada ou transformada em imagens, por intermédio dos desenhos, das pinturas, que faz e nada ficam devendo às telas de Vairë. Que esta possa nos brindar com a decoração de um amanhecer colorido, porque após passarmos tanto tempo na escuridão, precisamos de um pouco de luz, mesmo que tenhamos de forjá-la com nossas próprias mãos.

----------------------------------

Comentário Inicial de @Lissa :
Já começo dizendo que foi MUITO difícil compilar essa lista porque eu sou desmemoriada e me dá brancos abissais reunir itens para formar listas, quaisquer que sejam. Até mesmo lista de compras, que é algo que eu preciso pra sobreviver. Então, demorei bastante para lembrar os títulos. Talvez possam me acusar de não ter preferidos, ou então eles estariam frescos na minha mente, certo? ERRADO. A minha memória é assim bizarra e zoada, posso fazer nada :lol:

1. O Garoto no Convés (John Boyne)

51PMmzFZrFL.jpg


Sim, eu amo histórias náuticas. E eu amo o estilo do John Boyne, que escreve ficção histórica e mescla de maneira tão perfeita os fatos históricos com seus personagens fictícios que fica praticamente impossível duvidar que suas histórias não são rememorações ou reconstruções fidedignas dos acontecimentos reais. O livro mais famoso dele, O Menino do Pijama Listrado, foi o primeiro que li, gostei muito, e me enfiei de cabeça em ler tudo que ele publicava. Foi aí que dei de cara com essa obra prima, que junta uma riqueza de detalhes históricos, contextos, cenários e personagens maravilhosos, inclusive os reais.

A história conta sobre o famoso motim do Bounty, um navio inglês encarregado de levar mudas de fruta-pão do Tahiti para as colônias britânicas nas Américas. O capitão e alguns homens fiéis a ele passaram semanas à deriva em um bote, e o julgamento polêmico que se deu após a chegada deles em terra até hoje divide opiniões. Bom, eu pesquisei por fora a história real e eu concordo 100% com o julgamento do Boyne sobre essa história e quem é o verdadeiro vilão.

2. Prólogo de Amor (Taylor Caldwell)

poridentidad


Um livro desses antigos da Seleções Reader's Digest, que vinham em coleções, sabe qual é? Pois é, não dava nada por ele. Aí eu li, despretensiosamente, e PLAU! A voadora da arte. Livro simples, enredo simples, porém uma reflexão que me assombra até hoje e tem um impacto profundo sobre como o mundo capitalista, a vida na cidade, o conflito maquiavélico de "é melhor ser amado ou ser temido?", as relações entre dinheiro e família... Tudo isso consta nessa história super simples, porém bastante densa e, de certa forma, complexa. Porque te deixa pensando sobre os dilemas da protagonista. Eu sofri com ela desde o início e sofri mais ainda no final.

3. Mabinogion (autores anônimos)

51r+uZncdDL._SX258_BO1,204,203,200_.jpg


A maior e melhor coletâneas de mitologia céltica galesa/irlandesa! É até mesmo considerado livro sagrado para algumas vertentes religiosas da bruxaria tradicional reconstrucionista celta. Tem tudo aqui: lendas sobre os Tuatha Dé Danann, a corte Arturiana, Taliesin, Cerridwen, Gwydion, Branwen, Blodeuwedd... Minha cara, né? Pois é. Eu simplesmente cultuo vários dos deuses mencionados no Mabinogion, então nada mais justo que colocar o livro que me possibilitou conhecê-los.

4. O Lobo do Mar (Jack London)

51RrxL7essL._SX342_SY445_QL70_ML2_.jpg


Mencionei ali que amo histórias náuticas, né? E Jack London entrega TUDO aqui. Tem naufrágio, tem termos náuticos, tem engenharia naval, tem tempestade em alto-mar, tentativa de motim... mas o que faz esse livro ser FODA são os diálogos entre os dois protagonistas. Um é um culto homem das letras, bem playboyzinho e cheio de nove horas; o outro é, literalmente, um lobo do mar brutamontes que é, à primeira vista, uma caricatura do capitão malvado e cruel com sua tripulação. SÓ QUE esse capitão é também um cara muito inteligente, que tem uma citação literária pra tudo, e muito convicto de suas opiniões. Aí que Jack London entrega tudo: nos embates filosóficos entre os dois, que são super opostos, porém que te deixam embasbacado com as proposições, opiniões, debates... A convicção do capitão é tanta que a gente muda de opinião junto com ele, praticamente, mesmo algumas coisas sendo pura abobrinha. Como eu disse, Jack London entrega TUDO.

5. O Silmarillion (J. R. R. Tolkien)

51UI-f5k6tL._SX329_BO1,204,203,200_.jpg


"Ai, mas uma idiota que coloca Tolkien na lista"... NÃO GOSTOU, MANDA UM E-MAIL. Poderia colocar a trilogia SdA, mas O Silmarillion é tudo pra mim. Me fez sentir ódio genuíno por Fëanor, me fez sentir amor profundo por Túrin e me fez ansiar por ler, em sequência, O Hobbit e O Senhor dos Anéis. Tolkien fecha aqui o meu top 3 autores preferidos, os JJJ: John Boyne, Jack London e J. R. R. Tolkien. Nem tem muito o que dizer d'O Silmarillion num fórum de Tolkien, né? Quem ainda não leu, é poser.
 
Última edição:

Béla van Tesma

I’m hoping to do some good in the world!
Tem histórias no mar, mas não tem de piratas? :redcard:

No mais: não posso opinar.
Não li nada além do manjadíssimo Silmarillion.
Voltarei depois pra ler tudo com mais calma e floodar mais discretamente.

Marcar a @Lissa pra ela saber que foi publicada.
 

Bartleby

Let's waltz in the storm!
linda lista! Só li de Boyne O Menino do Pijama listrado, e curiosamente um pouco antes da lista ter saído tinha baixado uma edição de Mabinogion, mais vontade de ler agora :)

E sou doidão pra ler O Lobo do Mar tbm.
 

Meneldur

We are infinite.
Usuário Premium
LI O Silmarillion só.

Do Boyne li O Menino do Pijama Listrado. Sempre quis ler mais, mas nunca calhou.

Da Caldwell li O Grande Amigo de Deus, esse aí eu desconhecia.
 

Jhulha

Voltando a caverna
Xiiii, mas uma lista que nunca ouvi falar de nenhum dos livros :hihihi: e só a parte do Tolkien foi lida, mas admito fiquei interessada neste livro Mabinogion, vou botar na listinha da uma checada.
 

Indu

NHAC!
Acho que conheço esse tal de Silmarilion aí.
Foi o único que li, mas não o único que conheço.
Jack London participou de certa época da minha adolescência e Boyne foi um escritor que despertou certa curiosidade. Mas ainda sem estômago para esses históricos e trágicos.
Aliás, citar mitologia celta é a cara da Lisaa né.
Btw, parabéns pela lista.
 

Erendis

Master Pretender
Usuário Premium
quase todas as listas tem esse livro, vou ter que ler isso ai e ver se é melhor que SdA que não consegui terminar.
Tens cara mesmo.

Da lista inteira, eu só li o Silma também (que inclusive comecei a reler e foi de novo aquele 🤯 ). Eu sabia que a Lissa adorava histórias de piratas, mas não sabia que isso se estendia a histórias náuticas em geral, nesse caso, tenho recomendações hehehe.

Um livro desses antigos da Seleções Reader's Digest, que vinham em coleções, sabe qual é?
Sim! Li muitos desses, infelizmente esse aí não estava entre eles, mas já é a segunda pessoa que menciona a Taylor Caldwell fora os milhões de indicações sobre ela que a minha mãe e a minha irmã fizeram, então parece que, eventualmente, eu terei que ler algo dela.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Lissa, querida, vou te falar o mesmo que falei para o menino Loveless: não escrevi o textinho de introdução porque não estou com cabeça para isso, mas, assim que possível, vou escrever, tá? Mais uma vez, obrigada por ter mandado a listinha. :abraco:

Migo Fúria, obrigada por ter postado a listinha.

quase todas as listas tem esse livro, vou ter que ler isso ai e ver se é melhor que SdA que não consegui terminar.
Migo, O Silma é maravilhoso! É de lá que veio meu nick espetacular, porque Melian, a maia, é muito rainha da porra toda.
 
  • Curtir
Reactions: fcm

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Fora do universo Tolkien, só conheço "O Lobo do Mar" apenas pelo cinema que teve duas adaptações com um intervalo de quase 70 anos entre as duas e assisti a mais recente de 2009.
 

Mercúcio

Usuário
Da lista, eu também só li O Simarillion.
Mas tenho muita vontade de ler esse (e outros) do Jack London. Ainda não li nada do autor.

Interessante essa coisa da @Lissa com histórias náuticas.
Acho que li poucas. Dessas poucas, teve que eu amei (tipo "Os Trabalhadores do Mar", do Victor Hugo), e teve que eu odiei com furor (Moby Dick... aaaaaargh!). Então, não sei se gosto ou não de histórias náuticas. :think:
 

Melian

Período composto por insubordinação.
É possível ser algoz e vítima, depende do ponto de referência a partir de qual se olha um fato. John Jacob Turnstile foi os dois, e quantos de nós, seres humanos, não o fomos? É possível ser insolente e inocente, e quem há de nos dizer que ambos os comportamentos não são legítimos? Onde estiver a sua lealdade, aí estará o seu propósito de vida. Eis o grande enigma da existência, que perpassa mitologias, crenças, descrenças e, claro, gerações. Eis a mais harmônica canção — diriam, ou melhor, cantariam os Ainur — presente em O Silmarillion e, não raro, no modo como nos relacionamos uns com os outros. De um modo ou de outro, o fio que conduz a lista da Lissa é o diálogo, ou a falta dele, e talvez, isso evidencie a própria maneira que a Lissa escolheu estar no mundo, por meio da palavra, seja ela cantada, falada ou transformada em imagens, por intermédio dos desenhos, das pinturas, que faz e nada ficam devendo às telas de Vairë. Que esta possa nos brindar com a decoração de um amanhecer colorido, porque após passarmos tanto tempo na escuridão, precisamos de um pouco de luz, mesmo que tenhamos de forjá-la com nossas próprias mãos.

Com atraso, eu sei, mas está aqui o textinho de introdução da lista da Lissa. Migo @Fúria da cidade, você pode, por favor, editar o post inicial e incluir minhas humildes palavras sobre a lista?
 

Giuseppe

Introvertido olhando a chuva
Da lista só li o Silma. Sobre livros de pirata e/ou no mar, não posso deixar de lembrar de A Ilha do Tesouro, um dos maiores clássicos do gênero, não sei se a Lissa já leu/gosta do livro.
 
Última edição:

Eriadan

Usuário
Usuário Premium
Interessante a lissa da Lista :hahanao:, mas andei em território completamente desconhecido mesmo, nem conhecia os autores. A aparição de O Silmarillion no final foi tipo quando a gente erra o caminho e vai parar numa rua estranha, e depois de virar em curvas aleatórias de repente se depara com uma placa com dizeres resplandecentes: "CENTRO ->" (ou, em casos mais críticos, "SALVADOR ->" #jáaconteceu).
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$400,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo