• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Cinco Livros Favoritos com Captain Beyond

Melian

Período composto por insubordinação.
Quando me mandou a listinha, o Captain Beyond disse que parecia que os livros que tinham ficado de fora ficariam magoados com ele. Impossível. Não sei por quem os sinos dobram, mas os livros e eu nos dobramos por essa lista fantástica que tem Poe, Balzac, o velho 'Buk' (pervertidamente fantástico!) e o meu ADORADO, IDOLATRADO, SALVE, SALVE, Hemingway :grinlove:.

Captain Beyond disse:
Fazer listas é difícil e blá blá blá. Mas chega uma hora que devemos escolher, e esses cinco amigos aqui mereceram o destaque.

- O Relato de Arthur Gordon Pym, Edgar Allan Poe
O_RELATO_DE_ARTHUR_GORDON_PYM_1241375358P.jpg

Eu sou tiéte do Poe, admito, e esse, que é seu único romance, mostra o desespero e a agonia de um modo verossímil. Faz um bom tempo que li, e estou precisando ler de novo.


2º - O Morro dos Ventos Uivantes, Emily Brontë
O+Morro+Ventos+Uivantes+-+Outras3.jpg

Me obrigaram a ler esse livro, eu não queria de jeito nenhum, e acabou se tornando um dos meus favoritos. Nunca tinha visto antes um amor tão raivoso, vingativo e intenso. Uma pena que é o único livro dessa autora, gostei muito do estilo dela.


3º - Por quem os sinos se dobram, Ernest Hemingway

GRD_655_Por Quem os Sinos Dobram.jpg


"Nunca procure saber por quem os sinos dobram, eles dobram por ti." Hemingway viu a guerra com os próprios olhos, e nessa obra ele mostra de maneira excepcional os horrores da guerra.


4º - O Pai Goriot - Honoré de Balzac
o-pai-goriot.jpg
Nessa obra, começa a saga de Eugène Rastignac, e descobrimos como Balzac é fodão. Sem mais.


5º - Factótum, Charles Bukowski

factotum_1_.jpg

Eu adoro Bukowski, e estava entre Factótum e Crônicas de um Amor Louco, acabei por escolher Factótum. O personagem principal do livro, é o alter-ego do Bukowski, e ele é um completo perdedor, um escritor tentando desesperadamente ser publicado. E claro, muita putaria, afinal, estamos falando de Bukowski.
 

Anna Cwen

Ourificada
Eu reli Morro dos Ventos Uivantes no final do ano passado, gostei, mas não chega nem perto da minha listinha.

Poe, como eu já falei no topico do autor, é meio dificil de eu pegar para ler porque não gosto de horror/terror.

Balzac e Hemingway estão na fila.

Já o ultimo, confesso que assim de nome não sei quem é :oops:
 

Arringa Hrívë

Hobbit entusiasta da vida...
Usuário Premium
Meu santo Senhor!
Não li sequer um único livro da lista do Captain Beyond... :oops:
O que ainda me salva é que ao menos conheço sobre os autores porque são bem conhecidos até, mas livros...Nenhum.
O morro dos ventos uivantes, o pouco aprofundado que sei, é porque li a biografia das irmãs Brönte e Poe, li bastante SOBRE mas nenhum livro DELE especificamente, porque justamente, os livros tendem a ser macabros/terror e eu tenho horror a terror! ^^
Mas sua lista é responsa Beyond...:think:
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Pelo amor de Deus, criem vergonha na cara e vão ler, pelo menos, Hemingway! Se não quiserem começar por Por quem os sinos dobram?, que é um pouco mais volumoso, comecem por O velho e o mar, uma das histórias mais lindas do mundo. Sério, vocês não vão se arrepender, vocês têm a minha palavra. E a Cleonice não dá a palavra dela por qualquer coisa, não.
 

Arringa Hrívë

Hobbit entusiasta da vida...
Usuário Premium
Pelo amor de Deus, criem vergonha na cara e vão ler, pelo menos, Hemingway! Se não quiserem começar por Por quem os sinos dobram?, que é um pouco mais volumoso, comecem por O velho e o mar, uma das histórias mais lindas do mundo. Sério, vocês não vão se arrepender, vocês têm a minha palavra. E a Cleonice não dá a palavra dela por qualquer coisa, não.

Cléo, quanto e o que tu considera como História Linda?
Dizem que Hemingway tem muito de Jack London, mas assim, não sei né.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Cléo, quanto e o que tu considera como História Linda?
Dizem que Hemingway tem muito de Jack London, mas assim, não sei né.
Aprenda, história linda para gente que estuda Literatura: enredo que demonstra persistência dos protagonistas sem descambar para auto-ajuda, ou seja, que tem um enfoque bem existencial, mas não vexatório. Enredo simples, privilegiado por uma técnica narrativa bem autoral. Uso de elementos (metáforas consistentes!) que façam com que o discurso literário dance sem música e faça com que o cérebro do leitor se delicie acrobaticamente. Etc.
 

Anna Cwen

Ourificada
Bem, Cleo, depois desta bronca preciso contar uma coisa: tecnicamente eu já li algo de Hemingway. Eu li O Velho e o Mar na escola mas, pq eu simplesmente odiava a professora, na verdade acho q só li as primeiras paginas de cada capitulo ao algo q o valha para fazer a prova... as coisas bestas q a gente faz quando é adolescente :roll:
 

Arringa Hrívë

Hobbit entusiasta da vida...
Usuário Premium
Aprenda, história linda para gente que estuda Literatura: enredo que demonstra persistência dos protagonistas sem descambar para auto-ajuda, ou seja, que tem um enfoque bem existencial, mas não vexatório. Enredo simples, privilegiado por uma técnica narrativa bem autoral. Uso de elementos (metáforas consistentes!) que façam com que o discurso literário dance sem música e faça com que o cérebro do leitor se delicie acrobaticamente. Etc.

Ok, depois de todo palavrório, e do leve sermão que de certa forma doeu...Vou procurar, tá Cléo?
Desde que realmente não tenha terror, minha ligação com esse tipo deve ser ZERO. =/
 

Melian

Período composto por insubordinação.
:rofl:
Não consigo parar de rir, Ana. Posso sugerir que você leia o livro todo? :rofl:


E, Blanda, não é terror, não, é uma história de persistência, mas sem o dramalhão das novelas globais.
 

Lew Morias

Luck is highly overrated
Assim como a Arringa, não li nem meio livro da lista do Captain Beyond. =/
Poe eu tenho muita vontade de ler, mas ainda não peguei nada dele. Consultarei a biblioteca da universidade pra ver se acho esse.
O mesmo vale pro Hemingway. Tinha um amigo que vivia me indicando um livro dele, mas não me recordo o título. Espero ler algo dele em breve também.
 

Kainof

Sr. Raposo
Usuário Premium
Atualmente o Poe é o cara que eu tenho mais vontade de apagar uma má impressão incial. Depois de ler "Assassinatos da Rua Morgue" e achar levemente chato, eu o abandonei para sempre. Graças as insistências da Anica, e de quase o mundo inteiro, em falar muito bem dele, quero rever meus conceitos. Breve.

"O Morro dos Ventos Uivantes" parece promissor. Até consegui uma edição pra minha estante, mas por enquanto, ele vai ter que esperar na fila.

Hemingway foi a única coisa boa que eu tirei de "Meia-Noite em Paris": a vontade de lê-lo. Pois é, aí eu fui na biblioteca e vi lá "O Velho e o Mar". Eu gosto de avaliar antes se o livro vale a pena ser lido, porque tempo é sempre curto e a fila é sempre grande. Olhei sinopse: ok, nada de mais. Li algumas frases iniciais aleatórias: ok, parece chato e vou ter que remar muito nesse mar. Aí vi ali do lado "Dublinenses" e... bem, troquei Hemingway por Joyce...

Balzac é um autor que não me inspira grandes curiosidades. Ainda não sei porque. Talvez os temas que utilize, que parecem sempre os mesmos e sempre cotidianos. Nunca gostei de brincar de casinha. E Balzac parece brincar de casinha em literatura. Isso, claro, impressão só lendo referências indiretas.

Bukowski é outro. Putaria por putaria, assim, sem mais, é tão fútil e cansativo. Tão mais legal quando a putaria tem um propósito para a história, que obviamente tem de ir muito além da putaria. Novamente, avaliando sem ter lido uma única página. Como é de direito.
 

Captain Beyond

Usuário
Sobre o "O Morro dos Ventos Uivantes", foi mais pelo que me marcou, mudou bastante meu gosto por livros.
E não ler Hemingway devia ser crime. :lol:

Atualmente o Poe é o cara que eu tenho mais vontade de apagar uma má impressão incial. Depois de ler "Assassinatos da Rua Morgue" e achar levemente chato, eu o abandonei para sempre. Graças as insistências da Anica, e de quase o mundo inteiro, em falar muito bem dele, quero rever meus conceitos. Breve.

Pior que quem começa por esse livro acaba não gostando do Poe, não é a primeira vez que eu vejo isso. Se for ler alguma coisa dele, até recomendo começar pelo "O Relato de Arthur Gordon Pym", que é o único romance dele, e o poema "The Raven" também é fantástico.

Balzac é um autor que não me inspira grandes curiosidades. Ainda não sei porque. Talvez os temas que utilize, que parecem sempre os mesmos e sempre cotidianos. Nunca gostei de brincar de casinha. E Balzac parece brincar de casinha em literatura. Isso, claro, impressão só lendo referências indiretas.

Bukowski é outro. Putaria por putaria, assim, sem mais, é tão fútil e cansativo. Tão mais legal quando a putaria tem um propósito para a história, que obviamente tem de ir muito além da putaria. Novamente, avaliando sem ter lido uma única página. Como é de direito.

Bom, Balzac trata sim do cotidiano e Bukowski gosta sim de uma putaria, mas os dois eram mestres em seus assuntos, e eu acho que vale a pena dar uma chance para eles. E até por trás de toda essa putaria do Bukowski, existe uma puta crítica a todo aquele lance do "american dream".
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Rômulo tá só na onda do achismo (quase digitei machismo. Ai, meu Deus, se eu ouvir mais um comentário machista, hoje, eu desisto do universo! :lol:). Ele nem leu Buk, ele só leu SOBRE o Buk. O velho safado vai além da putaria gratuita. E o Rômulo falando tal coisa sobre O velho e o mar sem ter lido a coisa, me deixa deprimida. PARE DE FALAR ASSIM DO QUE NÃO LEU, ROMITO, SEU MALDITO! Sério.
 
O único que li da lista é "O morro dos ventos uivantes". É um livro marcante mesmo e gostei da leitura. Do Poe só li alguns contos e o clássico poema "O corvo", mas tenho muita curiosidade em ler um livro inteiro dele. Ainda vou conseguir fazer isso um dia. Hemingway e Balzak são autores que me despertam certa curiosidade e ainda pretendo ler algo deles, já que são muito elogiados...
Do Bukowski li alguns trechinhos, mas não fui muito com o estilo dele e não pretendo pegar um livro inteiro para ler.
 

Éomer

Usuário
Bela lista, tirando o morro dos ventos Uivantes, que não gostei quando li. E quando fiz a minha lista, que aliás foi a que inaugurou essa bagaça, pensei vinte vezes em colocar "Por quem os sinos dobram".
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$125,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo