• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Evento Cinco Games Favoritos Com [F*U*S*A*|KåMµ§]

Turgon

ワンピース
Mais uma linda lista de games!

Sim. Sou fan da Nintendo. Mas mais do que da Nintendo. Sou fan das empresas que investem na jogabilidade. Investem no que torna Jogos Eletrônicos uma mídia diferente do restante.

A evolução dos games não podem ser visados na evolução dos gráficos. Os gráficos proporcionam que revoluções sejam feitas, mas não podem ser o foco.

Eu sempre gostei disso. E é por isso que escolhi esses games que joguei tantas vezes na minha vida. Sendo que eu dificilmente repito uma experiencia (assistir filmes mais de 1 vez, jogar um game mais de 1 vez, etc).

Fiquei triste por deixar de fora RPGs sensacionais como FF6, Chrono Trigger, Xenogears, Xenosaga, etc. Mas foram todas experiencias "1 time only". E por isso acabam perdendo espaço. Mas não deixam de ser games que encabeçariam listas de melhores games de todos os tempos em análise criteriosa.


1) The Legend of Zelda: Ocarina of Time
1998 - N64 - Nintendo
attachment.php


Clichê começar uma lista com ela. Mas é inevitável. E certamente estará nas demais listas deste evento.

A história todos conhecem: a de um garoto nascido sem sua fadinha guia e que descobre que está destinado a livrar Hyrule do domínio de um tirano.

Nada demais. As histórias de jogos da Nintendo normalmente são bem planas. O que está por trás delas, a mecânica de jogo, é o que importa. A história é moldada para que a revolução no gameplay apareça.

Não é porque a história se baseia em um Link se locomovendo por 2 Hyrules separadas por 7 anos que acionou uma jogabilidade variando entre uma criança frágil com seu estilingue e um adolescente forte, manejando a mística Master Sword. A ordem verdadeira se dá invertendo a frase anterior.

Essa é a mágica que a Nintendo traz ao mundo dos jogos. E que sempre busca. E que, por isso, sempre surpreende.

Tecnicamente ainda introduziu um fator que seria utilizado em praticamente todos os jogos de ação em 3 dimensões a partir dali, a mira Z que eliminava um grande problema com o posicionamento da câmera em momentos cruciais.

Ainda faltaria citar o sentimento quando primeiro se adentra no aparentemente infinito campo aberto de Hyrule. Uma sensação de liberdade que parecia ser impossível aumentar depois da sensação que a própria Nintendo apresentava nos primeiros segundos de Mario 64 (lançado 2 anos antes). E que mais tarde seria ampliado pelos jogos sand-box.
Por tudo isso, o jogo é apontado por muitos como o maior game de todos os tempos. E mesmo se não fosse, ter sido um expoente quase unânime em um ano que nos presenteou com outras obras primas como Half-Life e Metal Gear Solid, já seria uma honra para poucos.


2) Super Mario Bros. 3
1988 - NES - Nintendo
attachment.php


Mais Nintendo. Mas, novamente, é inevitável. Mesmo os amantes da Sony e MS precisam admitir que não há empresa mais importante para a indústria. Se forem realmente amantes do ramo.

Mario é uma das poucas franquias que conseguiu revolucionar a indústria mais de uma vez. Pelo menos 4 vezes, pra ser mais exato.

A minha revolução favorita foi com esse jogo. Que, pela impossibilidade de salvar a progressão, me fazia deixar meu Nintendinho ligado a noite toda pra retomar a jogatina no dia seguinte. Zerar foi uma das experiências mais gostosas da minha infância.
Bowser rapta princesa. Mario vai salva-la. Ponto.

Vamos ao que interessa agora. O game introduziu o conceito de mundos temáticos, introduziu uma gama de transformações para o personagem principal maior do que qualquer outro jogo da franquia e, com isso, criava quase uma infinidade de modos para vencer os quebra-cabeças que eram apresentados.

Apesar de Super Mario Bros ter moldado a mecânica da ação, foi em Mario Bros 3 que a estrutura de mundos usados na maior parte dos jogos de plataforma (e em alguns de RPG, aventura, ação) está toda baseada nesse jogo.


3) Sid Meier's Civilization
1991 - PC / SNES - MicroProse
attachment.php


Outro expoente em seu gênero. E outro que me prendeu por dias, semanas, meses. Na época eu não possuia um PC, mas possuia um SNES. Foi, de longe, a fita mais alugada por parte de mim. A ponto do dono da loja me oferecer o jogo por uma merreca já que eu tinha mais que gastado em aluguéis o seu valor de venda.

Novamente me atenho a revolução no gameplay. Neste caso o gameplay na verdade é emprestado dos já centenários jogos de tabuleiro. Mas não importa, Sid Meier elevou esse conceito para patamares não vistas antes.

Não se trata de um jogo tecnicamente tão redondo quanto The Settlers, Age of Empires ou até o sci-fi Starcraft. Estes buscaram desenvolver o minimalismo, o detalhismo dos edifícios, construções, personagens, etc. Civilization era grandiosidade pura. Você trabalhava com meros quadradinhos, inúmeros meros quadradinhos. Mas estes quadradinhos nada mais eram do que cidades inteiras.

Cidades contendo os edificios, as ruas, os personagens. Não se tratava de dominar um continente, uma região mesopotâmica, etc. Se tratava de conquistar todos os continentes, instalar cidades em cada canto do planeta. Desenvolver a tecnologia desde a invenção da roda até a estação espacial. Possuir desde casinhas simples em suas cidades, até meia dúzia de Maravilhas do mundo antigo e moderno.

A experiência se aperfeiçoou com os anos. Hoje em dia o minimalismo dos RTS citados e a megalomania de Civilization caminham praticamente juntas. Ainda com pitadas de RPG a cerca de cada combatente individual.

Pra mim ainda resta a simplicidade de jogatina dos 2 primeiros Civilizations.


4) Broken Sword: The Shadow of the Templars
1996 - PC - Revolution Software
attachment.php


De férias na França, George Stobbart presencia um ataque terrorista a uma cafeteria. A partir daí se inicia uma história de conspirações relacionadas a sociedades secretas e os templários.

Trata-se de um jogo point-and-click. Que teve um período de fama com os aclamados The Dig, Full Throttle, etc. Mas nenhum destes me prendeu tanto quanto esta série (pra mim são 2, o terceiro e quarto eu dispenso).

Possuia uma animação fluida dos personagens e uma arte gráfica bastante simples mas bela. Cada personagem possuia suas características únicas e inconfundíveis. Como o inspetor Moue, a bela Nicole, o vilão Khan, entre outros.

A história se transforma em uma viagem por vários pontos turísticos da França e alguns outros pontos europeus. Sempre apresentando quebra-cabeças inteligentes que requeriam muitas vezes rapidez de raciocínio.

Sua sequência (Broken Sword II: The Smoking Mirror), apesar de mais bela, apresentou uma queda na complexidade dos quebra-cabeças e preferiu focar mais em mitologias e histórias fantásticas, ao invés de conspirações mais pé-no-chão.


5) Twinsen's Odyssey (ou Little Big Adventure 2)
1997 - PC - Adeline Software International
attachment.php


Um jogo de aventura baseado na história de Twinsen. Me marcou muito por ter sido o primeiro jogo que eu joguei que era tanto legendado quanto dublado em português. Todos os personagens.

A história começa numa cidade pacata onde Twinsen vive com sua mulher Zoe, que está grávida. Durante a progressão, visitamos todo o planeta natal do personagem e terminamos visitando outros planetas. Sempre em busca de impedir os planos de FunFrock. Este último que já havia sido derrotado na primeira aventura de Twinsen (e que eu não joguei).

O jogo era uma mistura de aventura e plataforma. E apresentava uma grande gama de armas com que o personagem poderia utilizar. O controle do personagem era bastante travado, muito pouco intuitivo. Era dividido em 4 modalidades (esportivo, normal, agressivo e discreto) Mas isso pouco importava.

Os quebra-cabeças e as reações que cada ação sua gerava, compensava esse defeito. Existiam easter-eggs a todo o momento, e você podia facilitar ou dificultar sua estadia nas cidades ou planetas de acordo com suas ações. Em muito antecipou parte das características que hoje se exige de um RPG ocidental.

Ser espancado pelos pais/irmãos de pimpolhos que você dava um soco na escola primária era hilária e completamente inesperada. Ter sua estadia negada no hotel da cidade por ter roubado uma moeda no chão, idem. A interação com os personagens e as cidades eram incríveis.

Hoje em dia o gameplay que eu me referi ser defeituoso, deixa o jogo com um ar de datado. E as novidades em interação não parecerão inovadoras. Mas para quem jogou na época, fica a boa lembrança. E, novamente, tudo em bom português.
 

Anexos

  • The-Legend-of-Zelda--Ocarina-of-Time-1.jpg
    The-Legend-of-Zelda--Ocarina-of-Time-1.jpg
    39 KB · Visualizações: 301
  • game-super-mario-bros-3.jpg
    game-super-mario-bros-3.jpg
    91 KB · Visualizações: 299
  • civilization.jpg
    civilization.jpg
    111,4 KB · Visualizações: 295
  • Broken-Sword-Shadow-Of-Templars-Front-Cover-15302.jpg
    Broken-Sword-Shadow-Of-Templars-Front-Cover-15302.jpg
    73 KB · Visualizações: 293
  • lba2-pc.jpg
    lba2-pc.jpg
    58,8 KB · Visualizações: 295

Bilbo Bolseiro

Bread and butter
Eu tenho o primeiro Broken Sword, pra Playstation, é muito bom mesmo. Quando tiver condições vou voltar a jogar ele.

Sobre o Super Mario Bros. 3 eu me lembrei de uma história engraçada. Vários anos atrás meu cunhado morava conosco, lá na casa dos meus pais, e ele tinha um Nintendo 8 Bits, e tinha entre as fitas essa do Mario. Eu ficava esperando ele dormir, ia de mansinho lá no quarto, pegava o console e levava pro meu quarto, pra ficar jogando até o sol nascer :lol:
 

Roger

HEXACAMPEÃO BRASILEIRO!!!!!!!
E questao de estilo e gosto

Mas fusa manin, faltar street na lista e foda.........
 

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Na ultima colocação fiquei entre vários jogos. Entre eles estava SF, Bomberman, etc.
Como eram todos mainstream, preferi colocar o jogo que as pessoas provavelmente menos conhecem. E que serviria como recomendação.
 

Roger

HEXACAMPEÃO BRASILEIRO!!!!!!!
Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh

boa manin, minha lista entao vou fazer isso...

Ou nao......


Mas curti a tua! E vou ate ver se acho esses dois jogos q nao conheço!
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Dessa lista joguei mais os dois primeiros, se bem que durante muito tempo eu custava a curtir jogar Super Mario (jogava apenas por jogar). Só depois em plataformas mais modernas com melhores gráficos e mais desafios eu jogava por muito tempo.
 

MexaclarXV

Ouça o rugido do leão!
Bom, eu não vou comentar muito da lista pq não gosto de nenhum jogo que está ai ^^' (por sinal odeio zelda XD)

Mas pra quem gosta de nintendo a lista ta ótema XD /sonysta

Man, "broxei"... pensei q fosse ser a minha ç_ç
 

JPHanke

Usuário
Boa lista, Fusa! O único jogo daí que eu não joguei foi o Civilization, Broken Sword joguei um que saiu pra DS.

Joguei Twinsen's Odyssey quando tinha uns 10 anos, adorar o jogo. Realmente era um jogo muito bem feito para a época!

Mario 3 é o melhor jogo do Mario da história pra mim, muita gente fala do Mario World, mas o 3 pra mim é imbatível! Aquele lance de andar pelo mapa dos mundos, o "banco" de itens que a gente acumulava nas fases bônus e podia usar entre as fases são muito bem bolados. Deram uma cara muito mais elaborada ao jogo!

Infelizmente não cheguei a jogar Zelda - Ocarina of Time mas joguei seu sucessor, o Majora's Maks, que é muito bom também, então consigo imaginar o quão bom o Ocarina deve ser!
 

Fëanor

Fnord
Usuário Premium
Muito boa a lista!

Zelda, Mario e Civilization são ótimos clássicos da Nintendo.

Twinsen's Odyssey ocupou muitas tardes e noites minhas, jogo fantástico.

Broken Sword eu não joguei, mas pareceu-me bacana pela descrição.
 

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Boa lista, Fusa! O único jogo daí que eu não joguei foi o Civilization, Broken Sword joguei um que saiu pra DS.
Esse do DS é o da lista mesmo. E uma versão Director's Cut, com algumas coisinhas a mais na história.
Outro ponto legal do jogo eram as telas de gameover. Dependendo de que lugar na história você estava, o jogo tinha uma tela de gameover diferente e muitas vezes sarcasticas.



Joguei Twinsen's Odyssey quando tinha uns 10 anos, adorar o jogo. Realmente era um jogo muito bem feito para a época!

Twinsen's Odyssey ocupou muitas tardes e noites minhas, jogo fantástico.
Bom saber que muita gente desfrutou desse jogo.
É um que me empolgou tanto quando joguei que eu também emprestei o jogo para o maior numero possível de colegas que eu tinha.
 

MexaclarXV

Ouça o rugido do leão!
Sim, tenho 15 anos, mas também tenho amigos da minha idade que amam a nintendo e surtariam com os jogos que estão ai :smile:
A maioria dos jogos da nintendo não me agrada, só isso (não sou contra a nintendo, alias, adoro muitos jogos dela e suas inovações, simplesmente prefiro a sony ^^)
Agora, eu odeio mesmo o XBOX, só isso...
Mas é melhor nem criarmos uma discussão aqui pq da ultima vez que eu discutido com alguém sobre consoles e empresas não deu muito certo
 

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Gosto realmente cada um tem o seu.

O que eu ressaltei no texto foi mais a visão da Nintendo para com o mercado e a importância que ela teve.

Por serem empresas multidirecionais, a Sony e a MS tendem a ver o mercado de games como uma extensão do mercado de eletroeletronicos. E nesse ramo, tudo o que importa é o poder processadorial, de hardware.
É diferente da visão da Nintendo que possui seu foco voltado ao videogame.

A Sony e MS normalmente acabam evoluindo o mercado. Levando o que já existe até o limite.
Mas normalmente quem revoluciona e muda rumos é a Nintendo.
 

Rodrigo S

Banned
Eu amo games, mas conheço nenhum desses. Na época, eu tinha Master System e varava noites jogando Altered Beast. Acho que esse foi o jogo que mais curti em toda a minha vida.
 

Penelope

Usuário
Curti bastante esse Top 5!

Dos listados, eu só não joguei 'Broken Sword' que me pareceu bem atrativo! Vou procurar por ele.
'Twinsen's Odyssey' entraria na minha lista de favoritos também. O game marcou minha vida! Na época, aquelas animações do jogo eram delirantes! A jogabilidade e o enredo são mesmo muito bacanas.
 

Neithan

Ele não sabe brincar. Ele é joselito
Civ, zela Ocarina do 64 e Mario são sensacionais mesmo. Os outros dois eu nunca joguei.

Mas se curte Civ, tem bom gosto. :lol:
 

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Infelizmente não cheguei a jogar Zelda - Ocarina of Time mas joguei seu sucessor, o Majora's Maks, que é muito bom também, então consigo imaginar o quão bom o Ocarina deve ser!
Pois jogue.
De preferencia as versões remake (são poucas as empresas que sabem valorizar seus produtos e fazer remakes decentes).
Ou a versão Master Quest do GC (com dificuldade ligeiramente maior). Ou espere pelo Ocarina do 3DS. Esse eu jogarei com certeza.

Ocarina é bem superior a Majora, no meu conceito. Apesar da mecanica ser bem similar.

E, como eu disse no texto, o fato do jogo ter conseguido rapelar quase todos os premios e elogios das criticas no melhor ano da história dos videogames até hoje, é um feito extraordinário.
A história dos atrasos de Ocarina foi tão lendária que foi inesquecivel para quem vivia a época. Superada apenas pelo atraso de Duke Nukem Forever. No caso de Ocarina, pelo menos, foi um atraso mais do que justificado.



Civ, zela Ocarina do 64 e Mario são sensacionais mesmo. Os outros dois eu nunca joguei.

Mas se curte Civ, tem bom gosto. :lol:
Pior que hoje em dia esses jogos de estratégia cairam um pouco do meu gosto.
Faz tempo que joguei pela ultima vez.
Mas o jogo me marcou demais.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$200,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo