• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Evento Cinco Albuns Favoritos com Quickbeam

TT1

Dilbert
Lista do Quickbeam

Quickbeam disse:
Eis a minha lista.

Extremamente difícil escolher apenas 5 álbuns, então decidi citar apenas um de cada uma das décadas anteriores (60/70/80/90/00), cada um em um estilo diferente (rock, samba, funk/R&B, trip hop/electronica, hip hop).

  • The Velvet Underground - The Velvet Underground & Nico (1967)

    TheVelvetUndergroundNico.jpg

Diz-se que o primeiro álbum do Velvet Underground vendeu apenas algumas poucas milhares de cópias, mas todos que as compraram formaram suas próprias bandas.​

Estava em uma dúvida cruel entre este e o de 1969, mas escolhi o álbum que ouvi primeiro. The Velvet Underground & Nico era um disco que eu sempre lia a respeito, considerado um dos mais influentes na história do rock, mas só consegui escutá-lo em 91/92. Comprei o CD sem conhecer uma canção sequer e confesso que só gostei de "Sunday Morning" nas primeiras audições.

Não é um álbum muito fácil mesmo, algumas letras tratam de assuntos incomuns para a época (sadomasoquismo, drogas) e o som chega a ser abrasivo, dissonante, mas com o tempo fui gostando de outras músicas ("Heroin", "I'm Waiting for the Man", "Femme Fatale", "There She Goes Again") e hoje é um de meus discos favoritos, mesmo não sendo grande fã da última faixa.

  • Cartola - Cartola (1976)

    Cartola.jpg

Belíssimo álbum. O que dizer de um disco que tem "Preciso Me Encontrar", "O Mundo é um Moinho", "Ensaboa Mulata", "As Rosas Não Falam", "Cordas de Aço"? Cartola, mesmo com sua origem humilde, forjou várias jóias do cancioneiro popular, canções que falam de amores, mágoas e sofrimentos pungentes.

É um valioso registro de um dos maiores compositores da música brasileira.

  • Prince - Sign "☮" the Times (1987)

    SignOTheTimes.jpg

Lembro até hoje do dia em que comprei o vinil duplo de Sign "☮" the Times. Só conhecia a faixa-título (brilhante single: a letra falada, o teor político e a produção esparsa contribuindo para um certo estranhamento inicial), mas gostei imediatamente de "U Got the Look", quando o vendedor tocou um trecho na loja. Tinha sido lançado no final de março nos EUA, mas só chegou por aqui alguns (torturantes) meses depois. Não é preciso dizer que toquei o disco à exaustão. Prince retornava a um som mais cru, menos produzido que os álbuns anteriores, lembrando Dirty Mind, mas também repleto de sintetizadores e drum machines.

Uma das melhores faixas é a sublime "If I Was Your Girlfriend", uma mas maiores love songs de todos os tempos, que fala das coisas banais do dia a dia de um relacionamento, sob a ótica de uma troca de identidades.

Outras favoritas: "It", "The Ballad of Dorothy Parker", "Cross", "Starfish and Coffee", "I Could Never Take the Place of Your Man".

  • Massive Attack - Blue Lines (1991)

    BlueLines.jpg

Outro álbum que fui atrás para conferir se o hype era justificado. "Daydreaming" tinha um clipe bacana que passava ocasionalmente na MTv e adorava os vocais de Shara Nelson, mas nada mais conhecia do grupo.

Mais uma vez, não era aquilo que eu esperava. "Safe from Harm" e "One Love" eram maravilhosas, mas demorei para apreciar o resto. Acabou tornando-se meu disco favorito de trip-hop (ainda que, com sua mistura de soul, hip hop, dub, electronica e reggae, seja um tanto limitante confiná-lo apenas a esse rótulo), acima de Maxinquaye, Dummy ou mesmo Mezzanine, álbuns que também adoro.

"Lately", "Unfinished Sympathy" e "Be Thankful for What You've Got" são outras músicas prediletas.

  • CunninLynguists - A Piece of Strange (2006)

    APieceofStrange.jpg

Acho que a primeira coisa que me chama a atenção numa música é a produção e este álbum dos CunninLynguists tem uma sonoridade esplendidamente esculpida, samplers são utilizados de forma inventiva, criando uma atmosfera de grande beleza.

Faixas favoritas: "Since When?", "Nothing to Give", "Hourglass", "Remember Me", "Caved In", "Beautiful Girl", "The Gates".
 

Bilbo Bolseiro

Bread and butter
Nunca ouvi nenhum deles, só conheço de nome mesmo.
Acredito que sejam muito bons dentro de seus estilos, mas não são estilo que me agradam ou interessam ouvir.
 

Phantom Lord

London Calling
Ótima lista.Só não conheço o do CunninLynguists.

O The Velvet Underground & Nico também é um dos meus favoritos,dos discos dos anos 60 talvez esteja no meu Top 3.
O do Cartola é lindo mesmo,um dos melhores álbuns nacionais da história."O Mundo é um Moinho" chega a machucar de tão bela e triste que é.
Do Massive Attack ainda prefiro mais o Mezzanine e o do Prince não escuto há anos,mas lembro que causou uma ótima impressão na época.
 

Quickbeam

Rock & Roll
O The Velvet Underground & Nico também é um dos meus favoritos,dos discos dos anos 60 talvez esteja no meu Top 3.

Qual seria o seu top 3 anos 60 atual?

O do Cartola é lindo mesmo,um dos melhores álbuns nacionais da história."O Mundo é um Moinho" chega a machucar de tão bela e triste que é.

Só conheço os discos do Cartola da década de 70 (o de 74, esse de 76 e o Verde que te Quero Rosa), mas todos esses três têm canções maravilhosas, não? Fiquei de queixo caído na primeira vez que os escutei.

Do Massive Attack ainda prefiro mais o Mezzanine e o do Prince não escuto há anos,mas lembro que causou uma ótima impressão na época.

Mezzanine está no mesmo nível de Blue Lines, mas eu acabo quase sempre preferindo esse último por motivos pessoais, nostálgicos, talvez. É um caso em que eu acabo me identificando mais com a solaridade de Blue Lines do que com o clima opressor e dark de Mezzanine.



Enfim, foi uma seleção difícil e muitos álbuns prediletos ficaram de fora. Eis alguns deles:
  • Década de 60
    • The Beatles - Revolver (1966)
    • Silver Apples - Silver Apples (1968)
    • The Beach Boys - Pet Sounds (1966)
    • The Doors - Strange Days (1967)
    • Os Mutantes - Os Mutantes (1968)
    • Bob Dylan - Highway 61 Revisited (1965)
    • Pink Floyd - The Piper at the Gates of Dawn (1967)
  • Década de 70
    • David Bowie - The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders From Mars (1972)
    • Big Star - #1 Record (1972)
    • Television - Marquee Moon (1977)
    • Secos & Molhados - Secos & Molhados (1973)
    • Joni Mitchell - Blue (1971)
    • Luiz Melodia - Pérola Negra (1973)
    • Stevie Wonder - Songs in the Key of Life (1976)
  • Década de 80
    • Joy Division - Closer (1980)
    • XTC - Black Sea (1980)
    • Echo and the Bunnymen - Ocean Rain (1984)
    • Lou Reed - New York (1989)
    • Titãs - Cabeça Dinossauro (1986)
    • The Smiths - The Queen Is Dead (1986)
    • Legião Urbana - As Quatro Estações (1989)
  • Década de 90
    • U2 - Achtung Baby (1991)
    • Marina Lima - Marina Lima (1991)
    • Depeche Mode - Violator (1990)
    • Marisa Monte - Verde, Amarelo, Anil, Cor-de-Rosa e Carvão (1994)
    • Pearl Jam - Vitalogy (1994)
    • Chico Science & Nação Zumbi - Da Lama ao Caos (1994)
    • Radiohead - OK Computer (1997)
  • Década de 00
    • Spoon - Ga Ga Ga Ga Ga (2007)
    • Los Hermanos - Bloco do Eu Sozinho (2001)
    • Justin Timberlake - FutureSex/LoveSounds (2006)
    • Arcade Fire - Funeral (2004)
    • OutKast - Stankonia (2000)
    • Skank - Maquinarama (2000)
    • Andrew Bird - Armchair Apocrypha (2007)
 

Phantom Lord

London Calling
O The Velvet Underground & Nico também é um dos meus favoritos,dos discos dos anos 60 talvez esteja no meu Top 3.


Qual seria o seu top 3 anos 60 atual?


Ampliando um pouquinho,diria que atualmente o meu Top 5 de álbuns dos anos 60 seria este(sem ordem de preferência):

*The Velvet Underground - The Velvet Underground & Nico(1967)
*Led Zeppelin - Led Zeppelin(1969)
*The Rolling Stones - Let It Bleed(1969)
*Van Morrison - Astral Weeks(1968)
*The Beatles - Magical Mystery Tour(1967)



Só conheço os discos do Cartola da década de 70 (o de 74, esse de 76 e o Verde que te Quero Rosa), mas todos esses três têm canções maravilhosas, não? Fiquei de queixo caído na primeira vez que os escutei.

Só conheço esses três também e realmente são todos ótimos.Mas esse de 1976 é insuperável.
 

Fëanor

Fnord
Usuário Premium
O único que conheço da lista é The Velvet Underground & Nico, que é realmente um bom álbum.

Os demais não fazem muito meu gosto musical, então até acho improvável que vá escutá-los algum dia, talvez com a exceção de Cartola.
 

Quickbeam

Rock & Roll
Ampliando um pouquinho,diria que atualmente o meu Top 5 de álbuns dos anos 60 seria este(sem ordem de preferência):

*The Velvet Underground - The Velvet Underground & Nico(1967)
*Led Zeppelin - Led Zeppelin(1969)
*The Rolling Stones - Let It Bleed(1969)
*Van Morrison - Astral Weeks(1968)
*The Beatles - Magical Mystery Tour(1967)

Tenho que confessar que até hoje não escutei muitos álbuns dos Stones (acho que só Their Satanic Majesties Request, Exile on Main St., Undercover, A Bigger Bang e Dirty Work). Eu acabo ouvindo mais os singles ou as faixas famosas, vou ver se ouço esse Let It Bleed e os outros clássicos da banda.

Interessante você escolher o Magical Mystery Tour. Eu acabo sempre pensando nesse disco como uma coleção de EPs e singles do que como um álbum, mas certamente não dá para considerar um trabalho que reúna músicas como "Penny Lane", "Strawberry Fields Forever" e "I Am the Walrus" como apenas bom. É realmente excelente, embora eu prefira o lado B (e também sou grande fã de "Hello, Goodbye" :dente:).

Conheço muito pouco a obra do Van Morrison, mas do que ouvi (Astral Weeks e Moondance), só posso dizer que são duas obras-primas. Escutei muito durante a décade de 90 e talvez seja hora de revisitar.
 

Phantom Lord

London Calling
Tenho que confessar que até hoje não escutei muitos álbuns dos Stones (acho que só Their Satanic Majesties Request, Exile on Main St., Undercover, A Bigger Bang e Dirty Work). Eu acabo ouvindo mais os singles ou as faixas famosas, vou ver se ouço esse Let It Bleed e os outros clássicos da banda.

Escute o Let It Bleed que tenho certeza que gostará.Desde a faixa de abertura,"Gimme Shelter" até o encerramento com a arrepiante "You Can't Always Get What You Want" é um álbum fantástico.E ainda conta com uma linda versão de "Love In Vain"(do bluesman Robert Johnson).


Interessante você escolher o Magical Mystery Tour. Eu acabo sempre pensando nesse disco como uma coleção de EPs e singles do que como um álbum, mas certamente não dá para considerar um trabalho que reúna músicas como "Penny Lane", "Strawberry Fields Forever" e "I Am the Walrus" como apenas bom. É realmente excelente, embora eu prefira o lado B (e também sou grande fã de "Hello, Goodbye" :dente:).

Realmente nem eu mesmo entendo direito o motivo do Magical Mystery Tour ser o meu predileto deles,já que também amo o Abbey Road,o Rubber Soul e o White Album.
Acho que talvez seja por motivos sentimentais e pra ser honesto comigo mesmo,já que é o álbum dos Beatles que ainda mais me arrepia ao ouvir até hoje.E claro, também por ser um disco perfeito,já que você ainda esqueceu de citar "The Fool on the Hill","Blue Jay Way","Your Mother Should Know" e "All You Need Is Love".


E o Astral Weeks é uma obra-prima mais para ser ouvida que descrita.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$200,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo