1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Cientistas quebram a barreira do zero absoluto

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 5 Jan 2013.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Físicos desafiam as leis de sua ciência e criam, pela primeira vez, um gás atômico com temperatura abaixo do zero absoluto.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Nebulosa do Bumerangue tem expansão de gases tão rápida que quase atinge o zero absoluto (Fonte da imagem: Reprodução/NASA)​

    O zero absoluto é uma temperatura até então hipotética e que, de tão baixa, faria com que toda a energia térmica de um material ou ambiente desaparecesse por completo. Em março de 2012, chegamos a publicar uma matéria explicando por que o ser humano nunca conseguiria atingir esse limite. Agora, a ciência prega uma daquelas peças que adoramos e sai com uma novidade de espantar: essa temperatura não é só possível de ser atingida, como também de ser superada.

    Para chegar a esse resultado, cientistas da Universidade Ludwig Maximilian, na Alemanha, criaram um gás quântico com átomos de potássio alinhados de maneira específica com a ajuda de lasers e campos magnéticos.

    Assim, quando os campos magnéticos foram rapidamente ajustados, os átomos passaram de um estado de baixa energia para um estado com o mais alto nível de energia possível. Essa transição, aliada ao fato de que os átomos continuaram em ordem graças ao feixe laser, fez com que a temperatura do gás ultrapassasse alguns bilionésimos de graus abaixo da temperatura de zero absoluto (-273,15° C).

    Comportamento estranho

    Com esse avanço científico, os pesquisadores seriam capazes, por exemplo, de criar novos tipos de matéria, mas antes precisam solucionar uma espécie de efeito colateral dessa temperatura: o físico teórico Achim Rosch, da Universidade de Cologne, na Alemanha, calcula que, em um sistema como esse, os átomos abaixo do zero absoluto passam a flutuar em vez de serem puxados pela gravidade.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Robert Boyle, pioneiro na teoria do zero absoluto (Fonte da imagem: Reprodução/Wikipedia)​

    Outra peculiaridade desse gás é que ele passa a se comportar de maneira semelhante à da energia escura, força que ainda é considerada como um dos mistérios ainda não resolvidos da Física e que tem papel fundamental na expansão do universo, já que desafia a gravidade que tenta fazer o universo voltar para o seu centro.

    Quando os átomos de potássio do gás quântico mudam de estado de energia, eles deixam de se repelir e passam a serem atraídos uns pelos outros. Porém, eles não entram em colapso uns contra os outros, já que a temperatura abaixo do zero absoluto torna a cadeia estabilizada. Essa descoberta pode ajudar cosmólogos a entenderem melhor o funcionamento do nosso universo.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 4
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Thorin Escudo de Carvalho

    Thorin Escudo de Carvalho Part-time Ninja

    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    • LOL LOL x 7
    • Gostei! Gostei! x 3
  4. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Lembra o que ocorre durante a perturbação que precede a mudança de um estado.

    Em escalas muito pequenas os métodos de detecção convencionais e diretos podem não ser apropriados para cenários de instabilidade que precisem de um mínimo de organização para obter precisão (por exemplo, como fazer para medir o que está ocorrendo com as forças entre as sub-partículas?).
     
    Última edição: 7 Jan 2013
  5. Thor

    Thor ἀλήθεια

    Zero Absoluto o limite?

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Pegadinha do malandro...


    Agora, falando sério. Achei uma foto do método que os cientistas usaram para chegar à temperatura abaixo do Zero Absoluto:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Tá bom, tá bom... Eu sei. Parei de fazer piadinha agora... :roll:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Até parece :cool:
     
    Última edição: 7 Jan 2013
    • LOL LOL x 3
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Mais uma barreira quebrada. E logo a do zero absoluto que era... absoluto. Vão ter de rever a nomenclatura para as próximas temperaturas negativas.

    E não é nesta temperatura que o líquido se torna superfluído?
     

Compartilhar