1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Cientistas estabelecem conexão telepática...

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Gorthol, 5 Abr 2013.

  1. Gorthol

    Gorthol Lacho calad! Drego morn!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Se você alguma vez já se perguntou se um dia seria possível utilizar a telepatia para enviar mensagens e até controlar a mente de outra pessoa, saiba que um grupo de pesquisadores da Universidade de Harvard, nos EUA, vem fazendo progressos nessa área. Segundo o site
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , os cientistas estão trabalhando em um sistema que permite que a mente humana desencadeie movimentos em ratinhos de laboratório.

    O sistema conecta um controlador humano a um rato através de um computador, dispensando a necessidade de qualquer tipo de implante cerebral. Para isso, um voluntário humano utilizou um equipamento sobre a cabeça composto por eletrodos capazes de monitorar a atividade cerebral através da eletroencefalografia. Já o ratinho ficou conectado a um aparelho capaz de despertar a atividade cerebral através de pulsos ultrassônicos.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    __________________________________
    Estava 'folheando' este site e vi essa matéria e como o Morfs não postou, tomei a dianteira.
    Leiam. Muito legal.
    :yep:
     
    • Gostei! Gostei! x 7
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    Legal! :D

    Eu particularmente, principalmente com a minha irmã, tenho alguns "insights" de falar a mesma coisa, de pensar a mesma coisa, etc... sempre pensei que seria muito interessante estudar essas coisas.

    Já vi em algumas matérias que com gêmeos a incidência costuma ser maior tbm...
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Gorthol

    Gorthol Lacho calad! Drego morn!

    BTW, reza a teoria conspiratória do Coronel Philip Corso que entre os materiais achados em Roswell havia uma 'tiara', cuja suposta função seria a comunicação telepática.
    Seria interessante se 40 (?) anos depois surgisse uma tecnologia semelhante.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  4. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Lembro de quando eu baixei um documento liberado pelo Department of State Freedom of Information Act (FOIA -
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ), há uns 5 ou 6 anos atrás.

    Eram folhas escaneadas de uma pesquisa liberada para o público pelo governo americano sobre efeitos de freqüências de raios, ondas e radiações na produção de sintomas no sistema nervoso à distância em pessoas por meio de armamento (tontura, vertigem, náusea...). Ainda devo ter o texto em algum lugar.

    O objetivo foi procurar no documento a página de referências mas constatei que essa parte do trabalho havia sido totalmente obliterada, sem autores, sem papers, nada. Tudo apagado deixando apenas parte da informação. A abertura havia sido parecida com a que costuma ocorrer aqui no Brasil com os casos Ufo.

    Para bom entendedor...
     
  5. Sejong

    Sejong Óculos Torto

    Controle da mente funciona através de estímulos, é algo psicológico, não exclusivamente biológico. Irritabilidade atrapalha a capacidade de pensar, e facilita atitudes instintivas, que são moldadas pelos estímulos dirigidos. Tontura causa sensação de pânico, pânico tem efeito similar à irritabilidade, afetando a capacidade de raciocínio e tomada de decisões, só que muito mais eficazmente. Estas armas vem sendo desenvolvidas desde a Guerra Fria, e existe uma noção de que se foi desenvolvida, algum dia será usada, a bomba nuclear reitera esta hipótese. Em todo caso, pessoas que não utilizam escudos psicológicos, e pessoas com propensão à estresse neural, irritabilidade, e doenças psicossomáticas em geral, são os mais vulneráveis à ataques de ondas de frequências, que são o princípio básico de ação deste tipo de armas. "Controle de multidões" seria um termo mais adequado do que "controle da mente", neste caso especificamente, claro, e não é de se espantar que seja na antidemocrática Rússia que este tipo de tecnologia esteja mais desenvolvido. Mas controle da mente é aplicado toda hora nas populações, através das mídias, publicidade, ideologias dirigidas, etc, e isto, claro, sem nenhuma teoria da conspiração. Quanto aos UFOs, penso serem golpe de marketing. Muito interessante.
     
  6. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    É o que mais tem! :lol: Por isso não assisto mais a Rede Grobo... :assobio:
     
  7. Raphael S

    Raphael S Desperto

  8. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Pouco depois da época que baixei os arquivos saiu uma notícia de equipes militares usando pesquisas desenvolvidas em Israel fazendo testes em sites de internet para mudar status de enquetes e pesquisas contra Hate groups como forma de defesa, num esquema parecido com o que estava ocorrendo em sites de compras como a Amazon que vinham sofrendo de abuso na destruição de imagem de vários produtos autênticos. Aqui no Brasil essa onda apareceu sob a forma de gangues de usuários sabotadores e detratores profissionais. (tradicionalmente as pesquisas neurológicas de Israel estão entre as melhores do mundo)

    Para quem não acompanhou antes de 2005 fica difícil entender, mas até a divulgação do material de Dawkins no Brasil sobre memes seguiu uma curva dinâmica e um pico. Primeiro ocorreu de a citação dele ser pouco conhecida dos sites populares, depois teve um pico de popularidade do autor, a seguir deu uma caída porque obviamente o trabalho dele estava incompleto (com falhas inclusive) e muitas opiniões sobre o trabalho eram acompanhadas de tendenciosidade.

    Nesse âmbito a questão dos Ufos possui relatos verdadeiros (em que há pessoas e autoridades que realmente viram algo inexplicável com é meu caso) que precisam ser separados dos relatos falsos de aproveitadores e que tudo vai muito além do marketing, existindo casos oficiais que transcendem sistemas políticos e econômicos (países comunistas e capitalistas), regimes religiosos (avistamentos em Israel, Japão, Austrália e África), em épocas e séculos diferentes que demandariam um projeto de financiamento e estabilidade que não pode ser oferecida com recursos de pessoas comuns.

    Para piorar, existem copiadores disseminados pela rede e se espalham em todos os cantos do conhecimento. Teve uma época que eu criei um nick de fácil monitoramento (uma palavra única que só eu usava e projetei para aparecer como sendo minha no Google) para pesquisar através de buscadores da net e funcionar como uma espécie de círculo de segurança de fogo. Depois de um tempo joguei o nick no sistema de busca e descobri que tinha 3 pessoas, um cara loiro, um adolescente meio japa de cabelo preto que não era eu e um sujeito afro-descendente replicando aquele nick de usuário em sites que eu não freqüentava e aplicando uma palavra minha sem entender direito o processo criativo por trás dela, apenas por desejarem copiar a palavra que eu criei. Com os Ufos é a mesma coisa. A pesquisa dos casos reais é soterrada pela vontade pública que vai do ceticismo a fraude (como tem sido na história da humanidade).

    Tipo, as vezes aparece um sujeito na net e fala que é expert em imagens e diz que na análise da foto ou vídeo é falso. Se for usar o rigor nele e perguntar se teve acesso ao vídeo\foto original por meio de batida policial em alguma apreensão devido a denúncia tipo perturbação de ordem pública ele certamente vai falar que não fez isso porque é muito raro vir uma ordem judicial para isso. Na análise eles teriam que isolar o trecho do material original que pudesse vir a ser falsificado e investigar o dono do vídeo. Como precisa de dinheiro, tecnologia e interesse público pra investigar acontecem o seguinte:
    -A TV oferece um padrão irreal do que é uma investigação.
    -O público fica com a sensação de que não deve confiar em ninguém gerando o clima de "cada um por si" e de guerra civil.
    -A forjadura de casos que devora a atenção dos casos reais.
    -Vários especialistas e cientistas, contaminados pelo transe hipnótico da falsa pesquisa começam a vampirizar o assunto.

    A bem da verdade, muitos não conseguem separar o artificial (ação humana direta) do natural, nem consideram que existe uma área cinza, não definida entre as duas coisas. Quantas vezes se vê na TV uma noção irreal que o cérebro é só uma máquina mecânica e química quando a parte mais nobre é resultado de um campo de interação de energia e freqüência (um colapso do espaço-tempo).

    Um transe coletivo é mais que militar, social e psicológico, ele é também dinâmico (vivo igual o povo) e dimensional. Ele é duro de enfrentar por quem tem percepção extra-sensorial porque a pessoa pode ficar doente se for sensível. Na hora de atravessar uma ponte estreita é apenas a pessoa no penhasco diante do desafio. Percebe-se quando algo entra no sistema nervoso e começa a fazer a pessoa perder o alvo. Para recuperar o controle tem que olhar no lugar aterrorizante do perigo, no fundo dos olhos do inimigo e enfrentá-lo (as vezes mais de uma vez).

    As implicações de um sistema de comunicação telepática são profundas. É um campo de experiência intenso e pode ser usado em uma disputa, mas o lado positivo também é excelente e seria bom se desenvolvessem. O problema é que boa parte desse tipo de comunicação precisa ser desenvolvido de forma intuitiva e no mundo de hoje o povo só tem paciência para apertar um botão ou dar atenção de 5 segundos para um dos memes do Dawkins (banalização).

    O futuro consumidor de um produto assim tende a precisar ser preparado por meio de campanhas e processos (o que implica novas lutas) e isso tem me chamado a atenção. É bom ficarmos de olho.
     
    • Ótimo Ótimo x 2
    • Gostei! Gostei! x 1
  9. Sejong

    Sejong Óculos Torto

    Um dos melhores posts que já vi no fórum. E concordo com grande parte do que diz aí. E em suma, no que se refere a metodologia, tudo se resume à marketing "invisível" (na verdade mimetizado, mas invisível para a maioria), e finanças, independentemente de quais sejam os objetivos e grupos envolvidos nos esquemas de manipulação mental (e acredite, existem vários, e lutam entre si). Esta é a Era da Guerra Psicológica, iniciada ainda no início do século XX. Estamos no auge da mesma. E neste século, coisas grandes estão para ocorrer. Mas é importante deixar de fora as mais óbvias e as mais inusitadas teorias de conspiração, e se concentrar nos esquemas, devido à seguinte linha de raciocínio: se alguma teoria de conspiração estiver correta, um indivíduo "normal" não poderia fazer nada à respeito, à não ser prejudicar-se à si próprio ao tentar gerar enfrentamento psicológico contra as linhas dirigidas, e isto iria fatalmente tanto expô-lo quanto frustrar-lhe os objetivos. Agora, se ao invés do enfrentamento, você utilizar um outro método de "defesa", bem como de "ação efetiva", será um enfrentamento mimetizado muito mais eficaz, e sem expor você aos grupos de ação psicológica. Trata-se da velha máxima do "dividir para conquistar", que os grupos de ação psicológica usam como pilar de sua estratégia em se tratando de metodologia de ação efetiva nas massas. Se você usa isto contra eles, de modo mimetizado, sem se expor, e sem expô-los, você os torna instrumentos de sua estratégia, invertendo a ação efetiva do "jogo", e aí você se torna tanto independente, quanto capaz de influenciar conforme a sua vontade individual. Você inverte o esquema de poder, e cria campos de ação onde eles seriam impossíveis de existirem. Você se torna um poder livre, em um mundo de vastas massas dominadas, sem saberem que estão sendo dominadas. E, finalmente, mais do que isto, você passa a ter também o poder de domínio e influência. Muito interessante. Mas quanto aos UFOs e à extra-sensorialidade, mantenha sempre reservas quanto à tudo que houver sobre tais fatos. Eles fazem e ainda farão parte de uma estratégia gigantesca. Não digo que existem ou não existem, mas por mais que alguns fatos possam parecer concretos, sempre olhe quem está por trás dos fatos. No mais, Publicidade, PNL (Programação Neuro-Linguística), Semântica Geral, e Semiótica, não há como viver sem se deparar com tais coisas, ou você as usa, ou é vítima dos efeitos que tais recursos causam, sabendo você disto ou não. O que pode variar são as sua motivações, e isto que sempre varia de modo intenso até em grupos pequenos de indivíduos, obviamente. Muito interessante. Nós estamos falando aqui nada mais nada menos do que o poder de controlar as mentes das pessoas, sejam populações, grupos, ou indivíduos. Dá o que pensar. E é ciência psico-social, e é real. isto é usado, se deparar com isto não é opção, é fato. Mas quem sabe utilizar tais recursos vai utilizar de acordo com suas motivações. É aí que o "jogo" fica interessante.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  10. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Sei o que quer dizer, mas vou mostrar o ângulo que vem escondido nessa matéria. Ainda que a ESP passe a impressão de parecer desconectada do assunto ela trata do estágio hierárquico que agrupa outras manifestações especiais sensoriais subordinadas, dentre elas a telepatia (foco do texto). Se seguirmos o algoritmo, além das ESPs, o estudo de caso vai ainda mais longe e fica mais complicado. Acima do grupo de ESPs se encontra a comunicação dimensional. Para termos uma idéia só agora eles estão publicamente estudando telepatia.

    Nota-se que nesse assunto está cheio de representantes de um movimento pelo desuso do sistema clássico de cinco sentidos (visão, audição, tato, paladar e olfato) para a substituição por algo apenas fisicamente mais conveniente, vindo de fontes como o transhumanismo. Nele se digere um pouco melhor as possibilidades humanas mas em troca podem oferecer engessamento e está cheio de viciados (tem gente ali que consideraria um avanço o ser humano virar um tijolo conectado de cabos, o que é um sinal claro de que tem gente que não entende o que defende).

    Sobre UFOs e ESP o cenário é vasto e minha posição é de defesa. Obter resultados práticos nesses assuntos não depende só de equipamentos ou testemunhas (essas duas coisas podem até atrapalhar) porque estamos tratando de um sistema que não é apenas mais complexo e inteligente do que imaginamos e sim mais complexo e inteligente do que podemos imaginar. As conseqüências de todo ato se agigantam. No meu caso eu obtive resultados práticos nos dois campos mas não posso presumir que outra pessoa nesse mundo precise passar e viver pelas mesmas coisas. É bom que as pessoas não se copiem demasiadamente.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  11. Sejong

    Sejong Óculos Torto

    Entendo o que quer dizer. Muito interessante. Mas quais foram as suas experiências?
     
  12. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Teve uma época em que eu postava casos em fóruns mais específicos (os meus também), mas o feedback sempre foi ruim e nunca valeu a pena para me trazer algo novo e prático(na época ainda não existiam redes sociais e eu fazia listas anuais de grandes fóruns (acima de 100 membros). Apesar das boas discussões entre usuários calejados os resultados diretos dos casos quase sempre vinham quando eu estava sozinho (poucos dados importantes eram por meio de estranhos). Imagine só, se aqui na Valinor já encontramos quem reclame quando se posta um texto para cruzar referências de um idioma diferente do português já pensou colocar textos de 2 ou 3 idiomas sobre um tema que vai ser usado para abordar um cenário ainda mais estanho? Normalmente ninguém se aventura, de poucos participantes em potencial um post fica valendo apenas como uma curiosidade mórbida num circo.

    Mas não se preocupe, se houver alguma evolução isso será perceptível e eu tirarei o assunto da matéria reservada e colocarei aqui. Tende a ser assim com o que aprendo por aí.
     
    Última edição: 19 Abr 2013
    • Ótimo Ótimo x 1

Compartilhar