1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Cientistas determinam data de colisão da nossa galáxia com a vizinha

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 31 Mai 2012.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    [h=2]Impacto deve ocorrer em 4 bilhões de anos, segundo cientistas.
    Nosso planeta deve mudar de lugar, mas sairá ileso.[/h]

    Nossa galáxia, a Via Láctea, está em rota de colisão frontal com a vizinha Andrômeda e a batida deve acontecer em 4 bilhões de anos, anunciaram astrônomos da Nasa nesta quinta-feira (31). E se mundo sobreviver a 2012, também deve sobreviver ao impacto: segundo os cientistas, a Terra não deve ser destruída, mas nosso Sistema Solar deve ser lançado para outras partes do espaço.

    A aproximação entre a Via Láctea e Andrômeda já era conhecida há muitos anos. Nossa vizinha está se movendo em nossa direção a mais de 400 mil quilômetros por hora (nessa velocidade, dá para chegar na Lua em uma hora). No entanto, não se sabia se isso ia gerar uma colisão, uma “topada” de leve ou se Andromeda passaria pertinho, mas sem nos atingir.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Ilustração da Nasa mostra as duas galáxias logo antes da colisão. (Foto: NASA; ESA; Z. Levay and R. van der Marel, STScI; T. Hallas; and A. Mellinger)​

    Agora, os cientistas já sabem. As duas galáxias vão colidir sim e a batida tem data marcada: em 4 bilhões de anos. A partir daí, elas vão se unir em apenas uma – um processo que deve demorar outros 2 bilhões de anos.

    Como as estrelas ficam muito longe umas das outras, elas não devem colidir entre si. No entanto, serão lançadas para órbitas diferentes. Segundo as simulações feitas pelos astrônomos, o nosso Sistema Solar deve ser jogado para uma área muito mais distante do centro da galáxia do que a que se encontra hoje.

    Depois da batida entre Via Láctea e Andrômeda, outra colisão está prevista – com a galáxia do Triângulo. Existe ainda uma pequena chance de que Triângulo acerte a Via Láctea antes de Andrômeda. Quando tudo estiver terminado, as três serão uma galáxia só.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  2. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Acho bem interessante esses estudos. Essa imagem está realmente bonita.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Tar-Mairon

    Tar-Mairon DARK LORD AND LOVING DAD

    .

    Infelizmente, não poderei estar presente a este fascinante evento, já tenho um compromisso marcado para esta data.

    .
     
    • LOL LOL x 10
  4. Excluído045

    Excluído045 Banned

    Espero que o Apocalipse venha antes. 4 bilhões de anos é muito tempo.
     
  5. abylos

    abylos Usuário Usuário Premium

    Preciso comprar meu seguro anti-colisões galacticas até la :P

    Po, quem bebeu e foi dirigir a via lactea? :P

    Mas agora falando serio, se essa colisão acontecesse com a humanidade num estado de evolução tecnologica similar ao atual, mesmo o planeta não se esfacelando em milhões de pedacinhos, ainda poderiam haver muitas consequencias prejudiciais às condições necessarias para a vida como conhecemos...

    Porém, devido ao tempo que ainda falta pra isso acontecer, ou o mundo ja vai ter acabado, ou o ser humano ja vai ter aniquilado as condições de vida mesmo, ou estaremos tão avançados(tecnologicamente) que vão vender ingressos pra assistir a colisão de camarote...

    Ainda assim, concordo com o Turgon, é bacana estudar essas coisas /o/
     
    • Gostei! Gostei! x 1
    • LOL LOL x 1
  6. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Ikkiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
     
    • LOL LOL x 6
  7. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Quando chegar este momento já estarei bem longe, lá na Terra media sentado em frente a uma toca hobbit fumando um cachimbo com a melhor erva da Quarta Leste e batendo um papo bem ao estilo hobbitesco.
     
    • LOL LOL x 2
  8. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Seria bom enviar sondas e fazer umas medições no espaço intergalático antes disso acontecer para conseguir uma previsão mais confiável. Dentro das galáxias tem umas flutuações esquisitas do espaço que tiram um bocado da precisão das previsões.
     
  9. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Mas quando essa sonda chegasse no fim do Sistema Solar talvez os humanos tivessem outras preocupações mais urgentes, acho que não valeria a pena.
     
  10. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Com um bom intervalo de tempo (alguns milhões de anos) dá para desenvolver alguma tecnologia boa. Teve um artigo que li de um autor que fez um cálculo estimativo sobre colonização de todo sistema solar e algumas dezenas de milhares de anos seriam o bastante para alcançar os últimos planetas. Em menos de um milhão de anos daria para visitar alguma estrela mais próxima sem ter pressa na construção da nave.
     
  11. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Mas a estrela mais próxima Alfa Centauri está a 4,5 anos-luz, na velocidade de cruzeiro mais alta que temos atualmente (50,000 km/h) demoraríamos quase 100,000 anos para chegar la,s em contra que aprendemos a nos comportar corretamente, sem nos matar por besteira e respeitando os outros, ou seja, isso não vai acontecer.

    Como disse Stephen Hawking: nenhuma civilização extra-terrestre chegou até nós agora por precisar de uma tecnologia muito avançada para isso, e antes de chegar nesse nível tecnológico eles já teriam se destruído.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  12. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Com Hawking tenho que filtrar e levar em conta o lado (pessimista) dele como pessoa e profissional. Penso que os padrões que ele vê na humanidade não são nítidos o bastante e que ele tem menos esperança na tecnologia do que devia ter.

    De modo que alguns dizem que em certos assuntos as idéias dele são abalizadas, já em outras questões são apenas medianas, mas de modo geral o universo sempre costuma pegar as pessoas desprevenidas e eu aposto muito nas formas que a vida procura na direção da sobrevivência. Uma civilização avançada pressionada pode fazer milagres para se manter e se esconder.
     
    Última edição: 2 Jun 2012
    • Gostei! Gostei! x 1
  13. Excluído047

    Excluído047 Banned


    Daqui 4 bilhões de anos o sol terá esgotado suas reservas de hidrogênio e começará a queimar o hélio armazenado. Isso fará com que ele se expanda e, como as órbitas planetárias estão, com o passar do tempo, encurtando, devido a presença de matéria escura no sistema solar, todos os planetas internos serão engolidos no processo de expansão. Mas, caso isso não acontecesse, não haveria muito problema para os seres humanos, quando da colisão das duas galáxias: as interações gravitacionais, no caso, embora fortes, não serão fortes o suficientes para desprender planetas de suas estrelas, por exemplo, embora sejam fortes o suficiente para, eventualmente, arrancarem sistemas estelares inteiros de sua posição original, lançando-os para outro ponto da galáxia ou mesmo para fora dela. Só seria preocupante se, de acordo com uma teoria, as galáxias, assim como os sistemas estelares, também tiverem uma zona habitável: neste caso um sistema jogado para fora dessa zona, caso tivesse vida em seus planetas, deixaria de ter.

    Agora, eu não gosto muito do termo "colisão" para esses casos envolvendo galáxias: as distâncias interestelares são grandes demais e não haveria uma colisão propriamente dita, excetuando raríssimos casos de estrelas ou planetas. O que haverá é uma interação gravitacional fortíssima, que alterará a forma das galáxias e suas estruturas. O que acontecerá no caso de Andrômeda e Via-Láctea é ainda mais raro: os núcleos delas passarão tão próximos um do outro que as duas galáxias se fundirão em uma só. O que costuma acontecer é duas galáxias se cruzarem, interagirem gravitacionalmente e, depois, seguirem seus caminhos universo afora.


    []'s!
     
    • Gostei! Gostei! x 4
  14. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Quatro bilhões de anos e já fazem todo esse alarde. E depois ficam brabos quando o Congresso americano reduz as verbas da NASA :dente:

    É como já colocaram, as distâncias entre as estrelas dentro de uma galáxia é absurda. Deus (ou qualquer entidade onifodonica) teria de guiar com o próprio dedo a trajetória de uma estrela na direção da Terra, isso se tivesse algo dela no lugar.
     
  15. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Sou da opinião que o ser humano já tem muito com que se preocupar com sua própria existência de forma sustentável apenas nos próximos 50 anos do que pensar em números gigantescos de anos.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  16. Thor

    Thor ἀλήθεια

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    Última edição por um moderador: 6 Out 2013
    • Gostei! Gostei! x 1
  17. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Ah, mas buracos de minhoca são ou raros ou desconhecidos e vi em algum programa da Discovery (não conheço muito da teoria, e o programa tinha inclusive esse Michio ai do vídeo) que buracos de minhoca são nanométricos, mas com alguma tecnologia conseguiríamos aumentá-los para escala macroscópica e ainda precisaríamos saber como controlar a direção, enfim, é muito difícil.
     
    Última edição por um moderador: 6 Out 2013
  18. Thor

    Thor ἀλήθεια

    Mas se algum dia o homem viajar para outro sistema solar, vai ser através de Worm Holes. Viajem em velocidades próximas à da luz iriam desintegrar a nave e os passageiros em energia, e ainda assim levaria milhares de anos para chegar ao destino. Quatro bilhões de anos é tempo de sobra pra dominar essa tecnologia, né?
     
  19. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Quatro bilhões de anos é tempo para algum cataclismo atingir a Terra centenas de milhares de vezes antes que a Ciência consiga compreender a mecânica da matéria exótica, o condensado de Bose-Einstein... ou criar um motor de improbabilidade baseado no Princípio da incerteza de Heisenberg para gerar um campo negativo :dente:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  20. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Não é que desintegraria a nave, é que nem chegaríamos perto dessa velocidade, precisaríamos de muita energia para isso, e a massa gravitacional não permitiria,a inércia não deixaria, quanto mais aceleramos mais difícil fica de acelerar, e aquele tempo que eu dei de 100,000 anos só seria válido se a viagem fosse toda na velocidade máxima, mas precisaríamos de muito tempo acelerando até aquela velocidade e o mesmo tempo desacelerando para pousarmos no planeta.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar