1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Cientistas anunciam a maior estrutura já descoberta no universo

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 16 Jan 2013.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    [h=3]Para percorrer a área ocupada por esse grupo de quasares, seria necessário viajar à velocidade da luz por 4 bilhões de anos.[/h]

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Grande Grupo de Quasares está destacado com círculos pretos na ilustração (Fonte da imagem: Reprodução/Royal Astronomical Society )​

    Uma equipe de astrônomos descobriu, recentemente, a maior estrutura do universo de que temos ciência. Formada por uma grupo de quasares (núcleos de galáxias muito antigas) extremamente massivos, a estrutura é tão grande que precisaríamos de 4 bilhões de anos para atravessá-la de uma ponta a outra na velocidade da luz, o que equivale a 1,6 mil vezes a distância entre a nossa galáxia (Via Láctea) e sua vizinha mais próxima, Andrômeda.

    Batizado de Grande Grupo de Quasares (LQG), a estrutura é tão grande que chega a desafiar o conhecimento atual sobre universo e, de acordo com a teoria, não deveria sequer existir. Cálculos baseados no Princípio Cosmológico dizem que estruturas maiores do que 1,2 bilhão de anos-luz são impossíveis, mas, pelo visto, o LQG prova o contrário, já que possui diâmetro que ultrapassa em mais de três vezes essa medida.

    Um artigo sobre a descoberta foi publicado na edição de 11 de janeiro de 2013 do periódico científico “Monthly Notices of the Royal Astronomical Society”.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
    • Gostei! Gostei! x 4
  2. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Há grandes chances de serem mesmo problemas na teoria e nos cálculos. A distribuição de matéria no universo depende de fatores que foram determinados e organizados em uma época muito antiga que temos pouquíssima informação e cuja origem popular entre as pessoas é o Big Bang. Indo mais fundo, que nessa época as leis da física podiam não ter nada a ver com os cálculos que são feitos hoje. Um exemplo comum, se na explosão de um rojão as coisas já não se espalham de forma uniforme, imagine só com uma quantidade quase ilimitada de energia que dê origem a leis e sistemas organizados massivos como esse.

    Outro ponto que acho interessante, que a distribuição de ligações e de sistemas no universo pode não depender da distribuição de estruturas de massa.
     
    Última edição: 16 Jan 2013
  3. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    Que coisa de louco 8-O

    O negócio é tão grande que ultrapassa o que minha mente pode abstrair de "grande" oO
     

Compartilhar