1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Ciência da Terra-média: Dragões!

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Imrahil, 3 Mai 2009.

  1. Imrahil

    Imrahil Kyknos kyknón

    Após um longo e tenebroso verão e começo de outono, estamos de volta com mais Ciência da Terra-média! E já gostaria de começar lançando uma polêmica aqui: quando o assunto é dragões, Morgoth provavelmente teria mais facilidade em criar um Glaurung do que um Ancalagon ou um Smaug. Entenda o porquê nos parágrafos a seguir, intrépido leitor.
    </ br>
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Herr Bauer

    Herr Bauer Filho de Aulë

    Muito interessante esse artigo!

    Eu sempre imaginei o fogo dos dragões como um poder mágico (leitura de Dungeons & Dragons, dragões super inteligentes, capazes de lançar magias e falar trocentas línguas), mas nunca havia pensado que poderia haver uma explicação biológica.

    Agora, engenheiros genéticos de Angband? Na hora que eu li isso, imaginei um bando de orcs de jaleco branco e óculos de proteção acendendo um bico de Bunsen. :lol:
     
  3. Guilherme Thorikan

    Guilherme Thorikan Eu?? Eu não sou um

    Caraca, muito interessante o artigo, mostrando apartir da biologia que um ser ficticio possa ter existido e explica uma de suas principais caracteristicas.

    Daria até pra pensar sobre aquela lei que não lembro de quem é: O que usa, desenvolve, o que não usa, atrofia.

    Legal pensar que um dragão não teria o PODER de lancar chamas pela garganta e sim, a CARACTERISTICA BIOLÓGIA de fazer isso.

    Parabens pelo artigo.
     
  4. Excluído028

    Excluído028 Excluído a pedido

    Idem. :lol:

    Excelente artigo. Muito divertido de se ler. :yep:
     
  5. Yehonatan

    Yehonatan My Redeemer Lives!

    Ótimo artigo!

    Já vi uma palestra do cientista Adauto Lourenço, na qual ele citou uns fósseis encontrados na China que tinham umas espécies de pedras incandescentes na região que corresponderia à garganta do bicho, ou coisa parecida o_O

    Há (ou houveram) realmente mais coisas entre o céu e a terra do que supõe a nossa vã filosofia...
     
  6. Imrahil

    Imrahil Kyknos kyknón

    Cara, muito cuidado com essa regra, porque na verdade ela é lamarckista (de Jean-Baptiste Lamarck, o antecessor de Darwin) e praticamente não vale para os seres vivos, pelo que sabemos.

    É verdade que músculos e mesmo cérebro precisam ser utilizados para continuarem "afiados", mas a maioria das características biológicas tem pouca relação com o uso e desuso ;-)

    Abraço,
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  7. Imrahil

    Imrahil Kyknos kyknón

    Oi Yehonatan!

    Cara, não sei exatamente a fonte dessa afirmação, mas me parece cascata essa história de "pedras de dragão". E, até onde sei, o Adauto é criacionista, então eu não confiaria muito nele não.

    Grande abraço,
     
  8. ARABAEL

    ARABAEL Ema Infame e

    Besouro dragão..rsrs boa, falou-se dos membros ao longo dos séculos ocorreram inúmeras mutações nos seres vivos do planeta, tubarões, peixes que andam na superfíce para se alimentar, lagartos que correm sobre duas patas eretos, pterodáctilo éra um réptil voador mas somente com dois pares de membros suas mãos/asas e seus pés, mas voava, os grandes lagartos marinhos que viraram terrestres.
    Bem legal o artigo, que bom que está voltando o Ciência da Terra-Média.
     
  9. Danee

    Danee Demônio angelical

    E os engenheiros genéticos de Angband tem muito o que ensinar pra gente. Talvez tenham cruzado um dragão com uma libélula e pronto, dragão com asas! :lol:

    Mas brincadeiras a parte, parabéns pelo artigo Imrahil! Outro artigo muito interessante. Espero que o próximo chegue logo.
     
  10. Sindar Princess

    Sindar Princess Que deselegante...

    Fico imaginando o Imharil dando palestras sobre o tema "Ciência da Terra-média"...
    Parabéns mais uma vez, Cisne!
    Artigos interessantíssimos, de leitura agradável e de fácil entendimento.
    Sou fascinada por dragões! Obrigada por trazer assuntos tão legais!
    Em tempo: estava sentindo sua falta por aqui e de seus artigos! E aguardo o próximo tema!
     
  11. Imrahil

    Imrahil Kyknos kyknón

    Oi Sindar!

    De fato já dei uma palestra sobre o tema, mas acho que está valendo um repeteco qq hora ;-) Fico contente que tenham sentido saudades, e espero postar com regularidade daqui pra frente.

    Abraço,
     
  12. Indu

    Indu In sacanagi we trust

    Nunca tinha visto os dragões pelo lado biológico deles até a Arabael falar nisso em um post seu,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    No mas vendo os dragões por um lado mais cientifico, podemos fazer comclusões mais exatas sobre seu passado e criação.
    Mas que os geneticistas de Angband fizeram um bom, isso ninguém pode negar...:lol:
     
  13. TorUgo

    TorUgo a.k.a. Tortoruguito...

    Realmente, nada de impressionante! Porque o Imrahil já nos habituou a estes artigos de qualidade! :lol:

    Adorei! Aliás, adoraria conseguir lembrar-me de um documentário que vi uma vez num canal de TV daqui sobre isso mesmo! Sobre a possibilidade de Dragões existirem e cuspirem fogo! Realmente eles mostraram algumas hipóteses! Mas eu era bastante mais novo e nem lembro direito, o que é uma pena! Espero encontra-lo.

    Eu sempre achei estranho o facto de os Dragões serem seres relatados por tantas culturas distintas e separadas por tantos quilómetros, mas a sua existência nunca foi provada! Eu ainda espero esse dia! :rofl:

    O fogo, como está aí explicado, eu acho algo bem possível! Mesmo com os meus parcos conhecimentos em química deste género, dá pra saber algumas coisas e a explicação que o Imrahil (e o autor que ele citou lá) é facilmente compreensível!

    As asas realmente são o pior porque é extremamente difícil imaginar, como foi dito, um réptil ou até um vertebrado com tantos membros! A evolução (considerando a Evolução) seria muito "estranha"! Se imaginasse-mos os Dragões como répteis sobre desenvolvidos, podemos lembrar também daqueles estranhos fósseis de répteis com asas, não era assim? Se assim for, talvez os dragões fossem penugentos, e nós não sabemos! :lol:

    Mais uma vez, adorei o artigo e espero pelos próximos! :) Parabéns Imrahil!

    ;D
     
  14. Imrahil

    Imrahil Kyknos kyknón

    Oi Torugo!

    De fato temos muitos répteis alados fósseis, os pterossauros, mas lembremos que os membros posteriores deles foram transformados em membranas alares, então eles continuam com quatro membros.

    Eu realmente adoraria ver um dragão por aí, mas acho que as chances de acharmos qualquer um, vivo ou morto, é remotíssima ;-)

    Abraço,
     
  15. TorUgo

    TorUgo a.k.a. Tortoruguito...

    Sim, claro! Os répteis alados encontrados tinham apenas os quatro membros "normais" que são encontrados nos vertebrados!

    Mas já agora! Sempre imaginei as asas de um dragão como as asas membranares (se assim se podem chamar) dos morcegos! Nesse caso, o vertebrado alado tinha apenas dois pares de membros, mas se não me engano, o morcego tem uma espécie de garras!

    Não seria possível um Dragão ter esse tipo de asas e consequentemente ter umas patas dianteiras indistintas dessas asas?

    E por fim, Tolkien fala especificamente de quatro patas e duas asas? Ou seja, ele distingue-os? :)

    ;D
     
  16. JPHanke

    JPHanke Usuário

    Confesso que nunca fui muito fã de biologia, mas estes artigos do Cisne são muito interessantes!! Achei muito interessante a parte sobre lançar fogo, das bactérias que poderiam produzir éter a partir de açúcares e, também, do "bezouro lançador de benzoquinona"! :lol:
    Enfim, é bom termos novos "Ciência da Terra-média" para ler, já estava sentindo falta deles!!
     
  17. Imrahil

    Imrahil Kyknos kyknón

    Sem dúvida que seria.

    Pois é, ele não fala, ele desenha ;-) Basta olhar os desenhos que ele fez para O Hobbit para ver que ele imaginava Smaug com quatro patas, MAIS asas.

    Abração,
     
  18. TorUgo

    TorUgo a.k.a. Tortoruguito...

    :think:

    Realmente, ele desenha! Lembrei dos desenhos dele! :lol:
    Smaug tem sim as patas e as asas! Acho que mesmo Tolkien não pensou neste carácter Biológico da coisa! Ele tinha na sua cabeça a imagem que também nós temos e que vêm das tradições já antigas e que dificilmente se perdem!

    De qualquer forma, mais uma vez, muitos parabéns! :)

    ;D
     
  19. Yehonatan

    Yehonatan My Redeemer Lives!

    hehehehe
    Eu também sou criacionista, Imrahil :hihihi:
    Aassim como Tolkien, eu imagino.
    E considerando apenas ciência, deixando de lado religião, os estudos do Adauto são sempre muito concisos e pertinentes... aparentemente, pelo menos.
     
  20. Imrahil

    Imrahil Kyknos kyknón

    Oi Yehonatan,

    Difícil dizer se Tolkien era criacionista. Ele certamente não era Criacionista da Terra Jovem, porque sabia, como aparece no livro Morgoth's Ring, da imensa idade da Terra e do resto do Universo ;-)

    Respeito sua posição e sua crença, mesmo porque sou católico praticante, mas infelizmente não dá para conciliar o criacionismo com a ciência moderna. Em termos de fatos, ele é simplesmente incorreto.

    Grande abraço,
     

Compartilhar