1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Ceticismo sobre aquecimento global ainda é forte nos EUA

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 28 Nov 2011.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    No cenário político americano, o ceticismo e a negação das mudanças climáticas estão mais fortes do que nunca, e os debates globais que começaram nesta segunda-feira em Durban, na África do Sul, não vão mudar essa tendência, afirmam especialistas.

    Os Estados Unidos são a segunda nação mais poluente depois da China, e não ratificou o Protocolo de Kyoto, mas pequenos sinais de progresso emergem nos níveis estaduais e individuais.

    No mês passado, o estado mais populoso dos Estados Unidos, a Califórnia, aprovou regras para o mercado de carbono em 2013, com o objetivo de cortar emissões para os níveis de 1990 até 2020.

    Tentativas anteriores de criar um teto e um sistema de negociação para combater a poluição no nível federal falharam devido a preocupações de que causariam um aumento nos custos da energia --uma perspectiva particularmente grave em uma economia já debilitada.

    Também em outubro, um
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , cuja pesquisa foi financiada em parte pelos bilionários conservadores Koch, anunciou ter concluído que as principais projeções sobre mudanças climáticas estão corretas e imparciais.

    disse aos parlamentares o físico Richard Muller, diretor do Projeto de Berkeley sobre a Temperatura da Superfície da Terra.

    Muller afirma esperar que outros céticos concordem com seu trabalho, mas sua postura --aceita pela maioria dos cientistas-- permanece sendo alvo de dúvida, principalmente entre republicanos que procuram substituir o presidente Barack Obama em 2012.

    O republicano Jon Huntsman, que aparece mal posicionado nas pesquisas, aumentou a polêmica ao publicar no microblog Twitter no começo do ano:
    De fato, muitos o chamaram de louco. Com o objetivo de angariar apoio conservador, os outros pré-candidatos republicanos levantaram dúvidas sobre as pesquisas sobre as mudanças climáticas nos debates recentes.

    O país todo está dividido na questão. De acordo com a última pesquisa Gallup, 53% dos americanos veem o aquecimento global como uma ameaça séria, 10 pontos percentuais abaixo de anos anteriores.

    disse Alden Meyer, diretor de estratégia e política da União de Cientistas.

    Quando parlamentares não chegam a um consenso de que a mudança climática é um problema para o qual soluções precisam ser criadas, a paralisia é perigosa, de acordo com o deputado democrata Henry Waxman.

    disse em uma audiência neste mês.
    emendou.

    Especialistas têm poucas esperanças de que as conversas de Durban possam desacelerar a dependência americana em combustíveis fósseis.

    De acordo com David Waskow, diretor de mudança climática da ONG Oxfam, os Estados Unidos poderiam fazer uma contribuição significativa resolvendo suas objeções à criação do Fundo Verde.

    O fundo, sugerido em 2009 na Cúpula de Copenhague, distribuiria, até 2020, ao menos US$ 100 bilhões por ano para ajudar os países mais pobres a lutar contra as mudanças climáticas.

    Waskow afirma que os pontos divergentes para Estados Unidos e Arábia Saudita é a "arquitetura institucional, a estrutura, não o dinheiro".

    disse Waskow.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar