1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Cerca de 2.500 idiomas correm o risco de desaparecer, dizem analistas

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 15 Set 2011.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    A globalização e a pressão sobre comunidades indígenas de integrarem-se à cultura dominante estão acelerando o desaparecimento de centenas de idiomas no mundo todo. Essa mudança representa mais que uma perda de palavras e a destruição de uma forma de levar a vida, avaliam analistas reunidos recentemente em Quito, no Equador.

    Dos 6.000 idiomas recenseados no planeta, mais de 2.500 correm o risco de extinção, contabiliza a Unesco (Organização da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura).

    Entre eles estão, por exmeplo, o andoa equatoriano, que tem apenas uma pessoa falante do idioma, e o zapara, com seis idosos fluentes.

    Com eles desaparecem seus conhecimentos naturais, além de uma maneira de conceber o espaço, o Universo e a relação com outros seres humanos, ressaltou Marleen Haboud, coordenadora de um congresso internacional sobre o tema que ocorreu recentemente na Pontifícia Universidade Católica de Quito.

    Outro exemplo é o mohawk, língua de uma tribo indígena da confederação iroquois que vive entre os Estados Unidos e o Canadá. Esse idioma não segue a estrutura tradicional de sujeito, verbo e predicado, base do inglês, português e espanhol, entre outros.

    Seus falantes colocam primeiro a informação que acreditam ser mais importante para o ouvinte, independentemente de ser nome, adjetivo ou ação, explicou Marianne Mithun, uma lingüística americana que há décadas trabalha no resgate do idioma.

    opinou Mithun.

    Para ela, das 300 línguas documentadas na América do Norte, em meados desta década somente 12 deverão sobreviver.

    BRASIL


    Os continentes onde a ameaça é maior são Oceania e as Américas. No Brasil ao menos 190 idiomas estão em risco; no México, 144; na Colômbia, 68, e no Peru, 62.

    lamentou Haboud, que atribui isso à globalização. Povoados que antes estavam isolados
    Mais do que pressões externas para impor uma língua, as comunidades frequentemente abandonam seu próprio idioma por um desejo de integrar-se na sociedade majoritária e ter melhores perspectivas econômicas, de acordo com os analistas.

    explicou Mithun.

    Deixá-la para trás acarreta uma perda de identidade, para esta linguista. Segundo ela, a solução é a nova geração aprender os dois idiomas.

    explicou Mithun. Ele destacou que, de acordo com estudos anteriores, ser bilíngue melhora o desempenho de estudantes em todas as matérias, não só em idiomas.

    Essa estratégia é a que seguem de indígenas achuar no Equador, conta Sumpinanch Celestino Aij Tuntuam, professor de 27 anos da comunidade amazônica de Kupit.

    disse em Quito Aij Tuntuam, vestido com plumas e um colar de contas e o rosto pintado com linhas pretas igual a um felino.

    Em sua comunidade todos os habitantes falam achuar, metade o espanhol e 20% o shuar, detalhou. Em todo o Equador existem somente 2.500 falantes da língua achuar e 35 mil de shuar.

    "Uma língua pode desaparecer muito, muito rapidamente. Há quem pense que, por existem muitas pessoas falando o idioma, isso não vai acontecer. Mas o problema é que todos têm a mesma idade, e chegará o momento em que se perderá, e quando isso acontecer não será possível recuperá-la", advertiu Mithun.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Reverendo

    Reverendo Usuário

    Inevitável. Grandes e poderosos grupos humanos absorvem os menores, impondo seus costumes e culturas e línguas.
    Os grupos menores reagem tentando preservar suas respectivas culturas, mas os mais jovens vão sendo cada vez mais atraido pelo novo.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar