1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Notícias Cartucho do game de E.T. do Atari é desenterrado no Novo México

Tópico em 'Jogos Eletrônicos' iniciado por Turgon, 26 Abr 2014.

  1. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    A lenda é verdadeira. A Atari realmente enterrou cartuchos do game de E.T. - O Extra-Terrestre, famoso filme de Steven Spielberg. Escavadores desenterraram cópias do game em um ateero em Alamagordo, no Novo México. Confira as imagens abaixo:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O jogo foi um fracasso à época do lançamento, em 1982, e foi um dos responsáveis pela derrocada dos jogos de console. A escavação será tema de um documentário, que quer provar o enterro de outros milhares de cartuchos. Até agora, poucas cópias foram encontradas, mas espera-se que encontrem mais.

    A Atari, então o fabricante mais importante de consoles e games, pagou milhões pelos direitos para fazer uma adaptação do blockbuster de Spielberg.

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    ____________________________

    Achei interessante a notícia. :mrgreen:
     

    Arquivos Anexados:

    • Atari-ET.jpg
      Atari-ET.jpg
      Tamanho do arquivo:
      102,7 KB
      Visualizações:
      53
    • Gostei! Gostei! x 3
  2. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Também achei interessante, mas não entendi o motivo de eles terem enterrado. :think:
     
  3. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    A matéria do Omelete foi pobre em conteúdo mesmo.

    Vou deixar aqui o que o pessoal da Eurogamer de Portugal escreveu, que conta melhor a história.
    _______________

    Um dos grandes mitos da história dos videojogos acabou por se provar ser verdade. Depois de um dia duro a escavar nas areias do deserto do Novo México, a equipa do documentário do diretor Zak Penn, desenterrou o Santo Graal dos maus videojogos: E.T. the Extra-Terrestrial da Atari, jogo que foi lançado em 1982.

    Tal como tínhamos
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , o Xbox Entertainment Studios está a desenvolver uma série de conteúdos para a Xbox One, entre os quais se encontra um documentário sobre o jogo que desencadeou o crash na indústria em 1983. A companhia convidou todos os interessados a visitar a escavação, que começou na manhã do dia 26 de abril, onde mais de 200 pessoas se reuniram para o evento, no entanto devido ao sol escaldante muitas acabaram por desistir, ficando apenas os resistentes que puderam assistir ao encontro com os cartuchos daquele que é considerado o pior jogo de sempre.

    Devido à pressa do contrato entre Steven Spielberg e a Atari, E.T. teve apenas 6 semanas em desenvolvimento, isto porque a Atari queria que o mesmo estivesse pronto para o Natal de 1982, aproveitando o sucesso estrondoso do filme de Spielberg. Originalmente concebido como um jogo ao estilo de Pac-Man, e desenvolvido pelo talentoso programador Howard Scott Warshaw, responsável por obras primas da Atari como Yars Revenge e Raiders of the Lost Arc, o tempo de produção não foi suficiente resultando num jogo completamente disfuncional, confuso e pobre.

    O excesso de oferta de cartuchos gerado pela Atari, que chegou a ultrapassar o número de consolas existentes, foi o factor mais importante para o colapso da companhia e para a crise de 1983 na indústria, que chegou a fazer crer que os videojogos teriam chegado ao fim.

    Para se desfazer do seu stock, a Atari assinou um contrato com as autoridades do Novo México para enterrar os cartuchos no deserto, prática de legalidade duvidosa, que foi negada durante anos e que agora veio-se a comprovar.

    Para além do jogo E.T., quem esteve no local diz haver também cópias dos jogos Centipede e Missile Command que ainda estão em bom estado.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  4. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    :lol:

    Por que será que eles simplesmente não destruíram os jogos?
    Será que dava muito trabalho e seria mais rápido enterrar?
     
    • LOL LOL x 1
  5. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Será que existe uma lei contra e fizeram isso para tentar fugir dela? Vai lá entender. :lol:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    De qualquer maneira eles teriam que eliminar os cartuchos - fossem os restos destruídos, fossem eles inteiros. Descartá-los inteiros meio que pula uma etapa. Pra que destruí-los se vão eliminá-los de qualquer forma?

    Além disso, a opção por enterrar, ao invés de jogar no lixo, parece ser uma estratégia para ocultar o fato. Se a empresa descartasse os cartuchos no lixo comum logo todo mundo ficaria sabendo, algo que eles provavelmente queriam evitar - vide o fato de que negaram a prática do descarte. Afinal de contas, assumir que eliminaram o jogo seria assinar um atestado de fracasso (não que as pessoas já não soubessem do fracasso do jogo, mas aí entra em questão um fator que é também simbólico).
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  7. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Entendi.
    Mas achei que eles incineravam ou algo assim. =/
     
  8. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    Seria uma opção. Mas a Atari muito provavelmente não teria um incinerador, então de qualquer maneira teria que pagar outra empresa para fazê-lo. Entre incinerar e enterrar, talvez a segunda opção fosse mais barata - daí a escolha por esta.

    Mas são apenas especulações minhas. Talvez existisse algum outro motivo em jogo na época.
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  9. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Esses cartuchos originais hoje até valeriam alguma coisa para colecionadores.
     
  10. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Mas do porque ir até o México para enterrar? Não gastam mais com deslocamento? Parece mais que não quiseram deixar pistas dos cartuchos produzidos. Vai lá saber.
     
  11. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , Turgon. :lol:
     
    • LOL LOL x 6
  12. Turgon

    Turgon 孫 悟空

  13. Lucas Ferraz

    Lucas Ferraz Usuário

    Essa é provavelmente a coisa mais bizarra que já li. O custo de livrar disso desse modo pode explicar. Mas mais efetivo seria incinerar ou trancar num container e jogar no mar.
     
  14. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Já que na época pouco se falava em reciclagem. Analisando a situação com "olhos modernos" a coisa se torna ainda mais bizarra
     
  15. Grimnir

    Grimnir Usuário

    Sensacionala notícia. Gostei mesmo foi dos posts sobre a lógica de enterrar. Fez todo o sentido, por mais louco que seja. :lol:
     
  16. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Nossa, essa história é um clássico. Muita gente achava que era hoax, mas aí as evidências começaram a surgir. Enfim! :D
     
  17. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Eu achava que era considerada jah verdadeira essa historia.
    Nova corrida ao oeste em busca de cartuchos com preco de ouro agora.
     
  18. Lucas Ferraz

    Lucas Ferraz Usuário

    Ou nem tanto. Tipo, deve valer uma boa grana, mas se acharem todos os que foram enterrados, vai ter muito cartucho igual rolando no mercado de colecionadores e o valor cai.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  19. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Na verdade ele vale muito pouco e isso já foi confirmado por muitos. Apesar dele ter sido enterrado e todo esse valor de mito, na época muitos compraram esses cartuchos e o possuem até hoje. Ele não é nenhum pouco raro, tendo um valor pequeno no mercado.

    Falando em cartuchos raros, na verdade não temos nenhum que chega a um grande valor. Os mais raros de hoje em dia você encontra no valor máximo de 200 dólares. Talvez você vá encontrar um cartucho de um jogo demo que saíram umas 20 unidades na época como sendo algo mais raro e mais caro, mas esses do E.T. não possuem valor de mercado.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  20. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    Exceto se uma jogada de marketing inteligente for feita para que as pessoas se interesses pelos fabulosos, únicos e lendários cartuchos de E.T. - The Extra-terrestrial, que passaram 3 décadas enterrados num deserto do Novo México e são considerados parte da mitologia dos games - um verdadeiro item de colecionador, que vem em edição especial deluxe, contendo também o vídeo das incríveis escavações que encontraram essas preciosidades e uma ampulheta com areias do deserto de Chihuahua.
     
    • LOL LOL x 1

Compartilhar